conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Na Capital

Agentes comunitários de saúde passam por capacitação para identificação de câncer bucal

Publicado

Entre os dias 23 e 27 de setembro, a Secretaria Municipal de Saúde realiza uma capacitação sobre câncer bucal para todos os agentes comunitários de saúde da SMS. A qualificação será realizada em parceria com o TELESSAUDEMT e o Conselho Regional de Odontologia – CROMT.

Ao todo serão capacitados 615 ACS, divididos em 05 turmas de 123 profissionais cada. O objetivo deste treinamento é realizar atividades preventivas e educativas, em relação à realização do autoexame bucal e sobre os fatores de risco para o desenvolvimento de lesões bucais com ênfase no câncer bucal.

De acordo com a dentista da rede municipal, Diurianne França essa capacitação vai promover a melhoria dos diagnósticos frente às lesões bucais e identificação dos principais fatores de risco para o desenvolvimento do câncer de boca, visando a qualidade de vida da população em geral e especificamente dos indivíduos com lesões potencialmente malignas.

Os tópicos abordados durante o treinamento serão: conceito de câncer, etiologia do câncer bucal, fatores de risco para o câncer bucal/formas de prevenção, autoexame bucal, sinais e sintomas, conduta frente à identificação de uma lesão bucal e para onde encaminhar.

As aulas serão realizadas no Auditório do Conselho Regional de Odontologia- CRO/MT, a partir das 14h.

Serviço:

O que: Capacitação sobre câncer bucal para agentes comunitários de saúde

Veja Mais:  Vereador Chico 2000 destina emenda impositiva para infra-estrutura e hospital

Quando: De 23 a 27 de setembro

Onde: Auditório do Conselho Regional de Odontologia

Comentários Facebook

Na Capital

CORONAVÍRUS: Prefeitura de Cuiabá intensifica ações de orientação e acolhimento a possíveis casos

Publicado


A Prefeitura de Cuiabá, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), vem adotando uma série de medidas que visam a orientação sobre como evitar o contágio e atender de forma correta e humanizada casos suspeitos de coronavírus. Em Cuiabá, na rede municipal, não há nenhum caso em monitoramento. 

Dentre as ações, estão capacitações para os servidores de Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), das Policlínicas e unidades básicas de Saúde e ainda o alinhamento de fluxo de atenção a casos suspeitos.

Com as ações, toda a rede SUS está apta a realizar os primeiros atendimentos. Em caso de suspeita, o paciente será referenciado para o antigo Pronto-Socorro Municipal para exames e atendimento hospitalar/internação. “Sob determinação do prefeito Emanuel Pinheiro e da primeira-dama, Márcia Pinheiro, estamos constantemente nos reunindo com toda a equipe técnica da SMS para buscarmos meios de acolher, orientar e ofertarmos atenção máxima à população cuiabana que, assim como a do resto do mundo, está se vendo amedrontada diante do novo vírus”, frisou o secretário de Saúde Luiz Antonio Pôssas de Carvalho.

Além do suporte médico, a Prefeitura está emitindo orientações por meio de salas de espera nas unidades de Saúde e redes sociais. Na próxima semana, a comunicação será intensificará pela Secretaria de Saúde que encaminhará folders, panfletos e cartazes para todas as unidades da Saúde, Educação e demais prédios públicos do Município com orientações sobre como agir frente à ameaça epidêmica.  

Veja Mais:  Prefeitura de Cuiabá convoca candidatos aprovados em cinco funções

Outra medida da SMS são informativos  técnicos  emitidos  por meio da Vigilância em Saúde para sanar dúvidas sobre o vírus frente as atualizações sobre o tema.

MONITORAMENTO:

Para manter a população informada a respeito do novo coronavírus, o Ministério da Saúde atualiza diariamente, os dados na Plataforma IVIS, com números de casos descartados e suspeitos, além das definições desses casos e eventuais mudanças que ocorrerem em relação a situação epidemiológica.

O VÍRUS:

Pertencentes a uma grande família viral, o coronavírus que é conhecido desde meados de 1960 reapareceu na China neste ano. Embora na maioria dos casos as complicações sejam consideradas leves e moderadas pela semelhança com resfriado, alguns podem causar doenças graves com impacto importante na saúde pública, como a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS), identificada em 2002 e a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS), identificada em 2012.

As investigações sobre transmissão do novo coronavírus ainda estão em andamento, mas a disseminação entre pessoas (contaminação por contato) está ocorrendo podendo ser pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como:

· Gotículas de saliva;

· Espirro;

· Tosse;

· Catarro;

· Contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão;

· Contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Os quadros respiratórios como resfriados, gripes e pneumonias são causados por diversos microorganismos. Assim que os primeiros sintomas respiratórios surgirem, é fundamental procurar ajuda médica imediata para confirmar diagnóstico e iniciar o tratamento. São eles:

Veja Mais:  Prefeitura recebe certificação nacional por adesão à agenda ambiental

 · Febre.

 · Tosse.

· Dificuldade para respirar.

CUIDADOS:

 O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

· Evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas;

 · Realizar lavagem frequente das mãos, especialmente após contato direto com pessoas doentes ou com o meio ambiente;

· Utilizar lenço descartável para higiene nasal;

· Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir e higienizar as mãos após;

· Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;

· Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;

· Manter os ambientes bem ventilados;

· Evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença;

· Evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes em fazendas ou criações.

Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

Diante dessa preocupante situação, a Prefeitura Municipal de Cuiabá, por meio da Secretaria Municipal de Saúde tem adotado as seguintes condutas técnicas:

· Participação em web e vídeo conferências promovidas pelo Ministério da Saúde;

· Acompanhamento da situação por meio dos boletins epidemiológicos emitidos pelo Ministério da Saúde (MS)/Organização Mundial da Saúde(OMS)

Veja Mais:  Novas convocações dos aprovados no seletivo do HMC acontecem na próxima semana

· Participação em encontros técnicos multissetoriais para definir ações e estratégias de ação em consonância com as instruções do Ministério da Saúde/OMS;

· Organização da rede de assistência e acompanhamento do paciente;

· Estabelecimento de Hospital-Referência para suporte inicial;

· Elaboração e divulgação de material informativo para a população e profissionais de saúde;

· Elaboração e divulgação de material técnico para profissionais de saúde;

· Levantamento de necessidades emergenciais para atendimento de qualidade em caso de suspeitos em nosso município;

 

 

 

 

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Na Capital

Coronavírus: Prefeitura de Cuiabá intensifica ações de orientação para equipes da Saúde

Publicado


A Prefeitura de Cuiabá, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), vem adotando uma série de medidas que visam a orientação sobre como evitar o contágio e atender de forma correta e humanizada casos suspeitos de coronavírus. Em Cuiabá, na rede municipal, não há nenhum caso em monitoramento. 

Dentre as ações, estão capacitações para os servidores de Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), das Policlínicas e unidades básicas de Saúde e ainda o alinhamento de fluxo de atenção a casos suspeitos.

Com as ações, toda a rede SUS está apta a realizar os primeiros atendimentos. Em caso de suspeita, o paciente será referenciado para o antigo Pronto-Socorro Municipal para exames e atendimento hospitalar/internação. “Sob determinação do prefeito Emanuel Pinheiro e da primeira-dama, Márcia Pinheiro, estamos constantemente nos reunindo com toda a equipe técnica da SMS para buscarmos meios de acolher, orientar e ofertarmos atenção máxima à população cuiabana que, assim como a do resto do mundo, está se vendo amedrontada diante do novo vírus”, frisou o secretário de Saúde Luiz Antonio Pôssas de Carvalho.

Além do suporte médico, a Prefeitura está emitindo orientações por meio de salas de espera nas unidades de Saúde e redes sociais. Na próxima semana, a comunicação será intensificará pela Secretaria de Saúde que encaminhará folders, panfletos e cartazes para todas as unidades da Saúde, Educação e demais prédios públicos do Município com orientações sobre como agir frente à ameaça epidêmica.  

Veja Mais:  Estações Alencastro e Shopping Pantanal são consideradas boas ou ótimas por quase 90% dos usuários

Outra medida da SMS são informativos  técnicos  emitidos  por meio da Vigilância em Saúde para sanar dúvidas sobre o vírus frente as atualizações sobre o tema.

MONITORAMENTO:

Para manter a população informada a respeito do novo coronavírus, o Ministério da Saúde atualiza diariamente, os dados na Plataforma IVIS, com números de casos descartados e suspeitos, além das definições desses casos e eventuais mudanças que ocorrerem em relação a situação epidemiológica.

O VÍRUS:

Pertencentes a uma grande família viral, o coronavírus que é conhecido desde meados de 1960 reapareceu na China neste ano. Embora na maioria dos casos as complicações sejam consideradas leves e moderadas pela semelhança com resfriado, alguns podem causar doenças graves com impacto importante na saúde pública, como a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS), identificada em 2002 e a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS), identificada em 2012.

As investigações sobre transmissão do novo coronavírus ainda estão em andamento, mas a disseminação entre pessoas (contaminação por contato) está ocorrendo podendo ser pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como:

· Gotículas de saliva;

· Espirro;

· Tosse;

· Catarro;

· Contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão;

· Contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Os quadros respiratórios como resfriados, gripes e pneumonias são causados por diversos microorganismos. Assim que os primeiros sintomas respiratórios surgirem, é fundamental procurar ajuda médica imediata para confirmar diagnóstico e iniciar o tratamento. São eles:

Veja Mais:  Novas convocações dos aprovados no seletivo do HMC acontecem na próxima semana

 · Febre.

 · Tosse.

· Dificuldade para respirar.

CUIDADOS:

 O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

· Evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas;

 · Realizar lavagem frequente das mãos, especialmente após contato direto com pessoas doentes ou com o meio ambiente;

· Utilizar lenço descartável para higiene nasal;

· Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir e higienizar as mãos após;

· Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;

· Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;

· Manter os ambientes bem ventilados;

· Evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença;

· Evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes em fazendas ou criações.

Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção). Diante dessa preocupante situação, a Prefeitura Municipal de Cuiabá, por meio da Secretaria Municipal de Saúde tem adotado as seguintes condutas técnicas:

· Participação em web e vídeo conferências promovidas pelo Ministério da Saúde;

· Acompanhamento da situação por meio dos boletins epidemiológicos emitidos pelo Ministério da Saúde (MS)/Organização Mundial da Saúde(OMS)

Veja Mais:  Prefeitura de Cuiabá convoca candidatos aprovados em cinco funções

· Participação em encontros técnicos multissetoriais para definir ações e estratégias de ação em consonância com as instruções do Ministério da Saúde/OMS;

· Organização da rede de assistência e acompanhamento do paciente;

· Estabelecimento de Hospital-Referência para suporte inicial;

· Elaboração e divulgação de material informativo para a população e profissionais de saúde;

· Elaboração e divulgação de material técnico para profissionais de saúde;

· Levantamento de necessidades emergenciais para atendimento de qualidade em caso de suspeitos em nosso município;

 

 

 

 

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Na Capital

Vereadores fiscalizam Upa Morada do Ouro

Publicado


Câmara Municipal de Cuiabá

A fim de apurar denúncias de precariedade, um grupo de vereadores da Câmara Municipal de Cuiabá visitou a Unidade de Pronto Atendimento do bairro Morada do Ouro na manhã desta sexta-feira, dia 28. A fiscalização foi capitaneada pelo vereador Luis Cláudio (PP), líder do prefeito no Paramento Municipal.
Também participaram da visita os vereadores Adevair Cabral (PSDB), Toninho de Souza (PSD) e Misael Galvão (PTB), presidente do Legislativo.&nbsp&nbsp
Na oportunidade, foi constatada falta de medicamentos como antibióticos, e ainda deficiência no quadro de profissionais médicos devido à falta.
“Verificamos a falta de alguns medicamentos, insumos, pediatra insuficientes, atendimento de pacientes do interior do Estado e algumas coisas estruturais que vamos tentar resolver junto a Prefeitura, para garantir melhor qualidade no atendimento”, pontuou Luis Claudio.
Toninho, que integra a Comissão de Saúde e Previdência Social do Legislativo Cuiabano, afirma que será produzido um relatório, o qual será entregue em mãos ao prefeito Emanuel Pinheiro (MDB).
“Esse relatório irá apontar as principais dificuldades que encontramos, e vamos estar reivindicando aquilo que falta com o objetivo de melhorar o atendimento a população”, enfatizou o social democrata.
O presidente da Casa de Leis afirma que irá agendar uma reunião com o chefe do Executivo Municipal para quarta-feira (04) para tratar do assunto.
“Um dos grandes problemas desta UPA é a falta de médicos e medicamentos, e isso nos deixa muito preocupado. Então, vamos solicitar urgente uma reunião com prefeito para que possamos fazer esse encaminhamento e resolver esse impasse”, completou.
Adevair afirma que irá cobrar veentemente uma postura do prefeito quanto ao que foi constatado na unidade de saúde. “Sou dessa região e estávamos recebendo algumas reclamações e viemos checar. Verificamos e vamos cobrar do prefeito soluções imediatas para isso”, disse.
A vistoria foi aprovada pelos servidores e o coordenador da unidade passou os dados de todos os procedimentos realizados e afirmou que a UPA do Morada do Ouro atende entre 450 a 500 pessoas diariamente, onde divide o atendimento com pacientes da baixada cuiabana e de outros municípios do estado, além da grande Cuiabá, para qual foi criada na capital mato-grossense.&nbsp

Kamila Arruda | Câmara Municipal de Cuiabá

Veja Mais:  Prefeitura divulga novas listas de convocação para as funções de Professor e Técnico em Nutrição Escolar (TNE)

Comentários Facebook
Continue lendo

Câmara Municipal de Rondonópolis

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana