conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Mulher

Americana com alopecia conta como noivo a ajudou a aceitar e amar sua careca

Publicado

Sierra Dawn Eggum, de 21 anos, que vive em Washington, nos Estados Unidos, foi diagnosticada com alopecia em 2013. Na época, quando o cursava o ensino médico, a jovem conta que notou que havia algo de incomum acontecendo quando seu cabelo começou a cair. A doença  mexeu com sua confiança
e, quando se olhava no espelho, não conseguia se sentir bem.


Sierra Eggum foi diagnosticada com alopecia durante o ensino médio e, na época, não se sentia bem ao olhar-se no espelho
Reprodução/YouTube/Barcroft TV

Sierra Eggum foi diagnosticada com alopecia durante o ensino médio e, na época, não se sentia bem ao olhar-se no espelho

Em entrevista à Barcroft TV
, Sierra explica, em detalhes, como descobriu a alopecia
. “Eu me lembro claramente do primeiro dia que aconteceu. Estava na aula de ginástica e fazia muito calor. Acabei suando, o que fez minha cabeça coçar. Na parte de trás, passei a mão por um ponto que estava irritado e percebi algo se soltar do meu couro cabeludo”, relata.

Na hora, ela diz que teve um sentimento estranho. “Foi quase como se algo fosse arrancado de mim. Retirei, olhei para baixo e vi pelo menos oito fios na minha mão. E todos eles tinham toda a raiz do cabelo. Ignorei. No entanto, não percebia que a situação ia ficar muito pior. A queda continuava daquele exato ponto repetidas vezes”, expõe.

A jovem ainda traz mais mais informações. “Toda vez que eu lavava minha cabeça, sempre que usava uma escova para pentear ou até mesmo com as mãos, mais e mais cabelo saía daquele lugar em particular. E o que era uma careca do tamanho de uma ervilha se tornou do tamanho de uma tangerina ”, acrescenta.

Veja Mais:  Saiba como renovar a sua casaapostando em novos móveis

Por conta da condição, Sierra se separou dos seus amigos e ficou menos otimista. “Eu não era intimidade. Era mais como se eu fosse evitada e ‘empurrada’ para longe das pessoas. Elas não interagiam comigo e foi como se eu tivesse sido tratada com silêncio durante a maior parte da minha vida na escola”, relata.

Algumas pessoas, inclusive, faziam comentários maldosos. “Ouvi gente falando de mim e sussurrando: ‘Olha! O que há de errado com ela?’. Acho que pensavam que eu estava buscando atenção, pois nunca cobri minha cabeça com perucas e chapéus
”, ressalta. 

Jovem busca ajuda para enfrentar a alopecia


Sierra procurou ajuda online para enfrentar a alopecia e, em um fórum, conheceu Zane, que, atualmente, é seu noivo
Reprodução/YouTube/Barcroft TV

Sierra procurou ajuda online para enfrentar a alopecia e, em um fórum, conheceu Zane, que, atualmente, é seu noivo

Quando completou 18 anos, a jovem procurou ajuda em um fórum da web, local em que conheceu Zane, que viria a se tornar seu noivo
. “Queria poder ir a um lugar, mesmo se fosse na internet, em que eu me sentia normal pela primeira vez. Não queria me sentir como se eu fosse o espetáculo do mundo, então encontrei uma plataforma online e ingressei”, afirma.

Diante disso, ela encontrou um espaço em que podia se expressar e falar das coisas que gosta sem as pessoas a vissem como “a careca”. “Zane foi um dos primeiros a conversar. Quando olhei para ele, o achei super fofo”, declara.

Veja Mais:  Horóscopo do dia: previsões para 31 de dezembro de 2019

Na primeira chamada de vídeo com o rapaz, a americana ficou assustada, pois não havia lhe informado sobre sua doença e sobre como sua aparência era. “Não disse que estava perdendo todo o meu cabelo”, conta.

O parceiro, por sua vez, fala à Barcroft TV
que, assim que a viu, a achou fofa. “Notei sua calvície, mas não me importei se isso era alguma condição ou se era algo que estava na moda. Não me incomodou”, explica.

O casal namorou por alguns meses e logo decidiu morar junto. Ela se mudou da casa de sua família na Califórnia para ir viver ao lado do companheiro, em Washington. Além de tudo, Sierra conta que ele a tem ajudado a amar sua careca
.

“Ela me agradece o tempo todo por tratá-la como um ser humano normal e ser um bom parceiro. Toda vez que eu me pergunto por qual razão ela me agradecendo por fazer algo naturalmente, digo que não é grande coisa e nunca será. Ela é um espetáculo”, esclarece Zane.

Por fim, a americana com alopecia
diz que o noivo a ajudou a encontrar seu “eu verdadeiro”. “Ele me mostrou que eu posso ser eu mesma
e que não preciso de meios artificiais e nem me manipular para ser algo que eu não sou. Agradeço muito por isso. Provavelmente, vou ficar calva pelo resto da minha vida”, destaca.

Veja Mais:  Mãe faz transmissão ao vivo de parto, mas ideia não sai como o planejado

Comentários Facebook

Mulher

“Sugar baby” tem cinco “daddies” e recebe R$ 1,7 mil por encontro

Publicado


source

Gracie Adams, de 19 anos, está no primeiro ano da faculdade de psicologia na Universidade de Lincoln, Irlanda. Para estudar, porém, ela precisou encontrar formas de pagar os gastos de uma universidade (e da vida social universitária). Então, recorreu à uma solução: se tornar “sugar baby”. A questão é que ela não tem apenas um, mas cinco “daddies” – além de um namorado que aprova as relações. 

Leia também: Mulher deixa marido após traição e agora tem 9 “sugar daddies”

Gracie Adams arrow-options
Reprodução/Facebook

A ‘sugar baby’ Gracie Adams ganha cerca de R$ 1,7 mil por encontro com um ‘sugar daddy’

Ao The Sun , Gracie conta que procurar um “sugar daddy” era a única forma que ela tinha de “se manter financeiramente”. Então, ela se inscreveu em um site para ser ” sugar baby ” e encontrou cinco homens que pagassem por presentes caros, encontros e, também, pelo financiamento estudantil de 30 mil libras esterlinas (cerca de R$ 170,8 mil), aluguel e roupas.

Um encontro para jantar com um dos “daddies” custa, no mínimo, 100 libras esterlinas (R$ 569). Além disso, os homens geralmente pedem que ela use uma roupa comprada por eles – que custam pelo menos R$ 500 – e deixam uma “gorjeta” pós encontro de cerca de 150 libras esterlinas (R$ 853). 

Veja Mais:  Horóscopo do dia: previsões para 12 de outubro de 2019

No total, Gracie consegue ganhar mais de 300 libras esterlinas (R$ 1707) por encontro, o que inclui presentes, roupas e sapatos. “O melhor encontro que já tive foi no verão em que nós jantamos em um bar rooftop e assistimos ao por do sol”, lembra. 

“Foi uma experiência linda e depois da refeição nós tomamos alguns drinks e nos conhecemos melhor. No fim ele se certificou de que eu tinha chegado em casa segura e me enviou 150 libras esterlinas.” 

Leia também: Estudante é casada com homem 25 anos mais velho: “Melhor sexo da minha vida”

De estudante universitária à “sugar baby”

Segundo ela, um encontro por mês já paga suas contas. “Quando me inscrevi no site tinha quase 18 anos e não pensava seriamente em me tornar uma ‘sugar baby’. Mas quando eu estava me mudando para a universidade, soube que outras estudantes tiveram experiências positivas fazendo isso.” 

“Isso me ajudou a lidar com a vida universitária, manter minhas contas em dia e ter um carro. Também fiquei mais confiante em conversar com homens online e saber o que estou procurando, porque você consegue perceber quando eles estão mentindo sobre quem eles são, algo que me preocupa”, diz. 

Apesar disso, Gracie conseguiu mais do que apenas um ” sugar daddy “. Dos cinco homens que ela se relaciona, apenas três são “regulares” desde que ela os conheceu. A jovem insiste que todos esses relacionamentos são platônicos, já que ela tem um namorado – que está a par desses acontecimentos. 

Veja Mais:  Confira dicas valiosas de 6 grandes empresários antes de começar um negócio

“Perguntei ao meu namorado se ele estaria bem se eu começasse a levar isso [ser ‘ sugar baby ‘] mais a sério. Ele queria saber o que eu faria com os ‘daddies’ em termos de encontros, mensagens, etc. Disse que meu interesse era platônico e ele entendeu que eu precisava de dinheiro”, comenta.

Leia também: Mulher viaja mais de 800 km para perder virgindade com casal

A família dela também está ciente da realidade da jovem. “Eu e minha família temos uma relação muito aberta e amorosa, então contei ara eles como estava me mantendo financeiramente enquanto estava na universidade sem me preocupar com julgamentos”, finaliza. 

Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Continue lendo

Mulher

Lembra delas? Elas fizeram fama como bebês cabeludas e ainda bombam no Instagram

Publicado


source

Bebês já são muito fofos normalmente, mas imagine agora um bebê que nasceu com muito cabelo e com as madeixas “bufantes”? Sim, é de roubar a atenção de qualquer um! Essas crianças cheias de cabelo fazem muito sucesso mundo a fora e, também, entre os leitores do Delas .

Leia também: Bebê faz cara de brava ao nascer e vira até meme; veja foto

Baby Chanco e Primrose arrow-options
Reprodução/Instagram/babychanco/primrose_autumn

Baby Chanco e Primrose viralizaram em 2018 por causa de seus cabelos e o Delas resolveu mostrar como elas estão hoje

Foi pensando nisso que pensamos em pesquisar como estão os  bebês cabeludos que viralizaram por aqui – e se, com o tempo, eles ganharam ainda mais fios. Na busca, encontramos duas meninas que bombaram no Instagram em 2018: Baby Chanco e  Primrose Autumn. Elas têm 400 mil e 17,4 mil seguidores, respectivamente, e mantêm “diários de cabelo ” nas redes sociais. 

baby Chanco arrow-options
Reprodução/Instagram/babychanco

Baby Chanco já nasceu com a cabeça lotada de cabelos e viralizou nas redes aos seis meses de idade

Baby Chanco  ficou conhecida por suas madeixas “bufantes” aos seis meses de vida e, na época, já tinha 40 mil seguidores no Instagram. Ela nasceu em 2017, no Japão, já com a cabeça totalmente recoberta de cabelo e a mãe sempre aproveitou esse fato enfeitar a menina com laços, fitas e, agora que os fios estão ainda maiores, penteados. 

Primrose arrow-options
Reprodução/Instagram/primrose_autumn

Primrose Autumn viralizou aos oito meses de idade e, desde então, faz sucesso nas redes socais e como modelo

Também nascida em 2017, a britânica  Primrose é outra estrela mirim das redes sociais que chamou atenção pelos cabelos. Aos oito meses de idade ela já tinha 15 centímetros de cabelo, de acordo com informações do The Sun . Comparada à personagem Agnes, do filme “Meu Malvado Favorito”, a bebê é modelo e está sempre com uma tiara nos cabelos – o que chama ainda mais atenção. 

Veja Mais:  Confira dicas valiosas de 6 grandes empresários antes de começar um negócio

Analisando o “antes e depois” das bebês, é possível ver que as duas continuam bastante cabeludas e fazendo sucesso entre os internautas. 

Leia também: Bebê é comparado a Homer Simpson após mamar e diverte a web; veja fotos

É normal bebês nascerem com tanto cabelo?

Nascer cabeludo não é algo exatamente raro. Devido às flutuações hormonais que acontecem dentro do útero, é normal que isso provoque mudanças no bebê, por exemplo, fazer crescer cabelo. Porém, uma vez fora do útero, quando eles deixam de ser expostos a hormônios, a tendência é que o cabelo pare de crescer. Aparentemente não foi isso que aconteceu com essas bebês cabeludas, não é?

Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Continue lendo

Mulher

Mãe grava filho dizendo que quer se matar após sofrer bullying e comove internet

Publicado


source

Um vídeo de um menino chorando após ter sofrido bullying na escola está comovendo as redes. Ele se chama Quaden Bayles, tem nove anos e nasceu com acondroplasia, o tipo mais comum de nanismo. A mãe dele, Yarraka Bayles, foi quem postou a filmagem no Facebook. Ela conta que foi buscar o filho na escola e viu outros alunos fazendo comentários sobre a estatura dele. 

Leia também: Com marca de nascença no rosto, criança sofre bullying e mãe faz apelo

Quaden arrow-options
Reprodução/Facebook

A mãe de Quaden o filmou chorando após testemunhar um episódio de bullying e o caso viralizou nas redes

Nas imagens, Quaden aparece chorando dentro de um carro e diz que quer tirar a própria vida. 

A mãe conta o ocorrido: “Acabei de buscar meu filho na escola, testemunhei um episódio de bullying , liguei para o diretor e quero que as pessoas saibam – pais, educadores, professores – esses são os efeitos que o bullying causa. Por favor, eduquem seus filhos, famílias e amigos. Eu preciso de mais conselhos, quero que as pessoas saibam o quanto isso está nos machucando como família.”

Yarraka, que vive com o filho na Austrália, também diz que não gostaria de compartilhar esse momento nas redes, mas “não pode mais esconder o que acontece”, já que vai além da escola e as pessoas apontam as diferenças do menino em outros locais. “Tenho postar apenas as coisas boas, mas isso está afetando uma criança de nove anos e eu vou precisar ficar sempre de olho nele por causa das tentativas de suicídio. Esse é o efeito do bullying”, diz. 

Veja Mais:  Mãe transmite parto natural e na água ao vivo no YouTube

O vídeo já foi assistido mais de 20 milhões de vezes e compartilhado por mais de 333 mil pessoas. 

Leia também: Menina de apenas 6 anos precisa ser internada após sofrer bullying

Depois da repercussão, Quaden deu uma entrevista ao canal de TV australiano NITV e agradeceu o apoio. “Se você sofre bullying, apenas se defenda e não ouça o que eles dizem. Os pais deveriam ensinar os filhos a serem legais com quem tem alguma deficiência”, afirma. 

Quaden recebe apoio de famosos

Depois que o vídeo viralizou, Quaden está recebendo apoio de diversos internautas, inclusive famosos. O comediante estadunidense Brad Williams, que também tem nanismo, arrecadou mais de $200 mil dólares (R$ 878 mil) para levar para o menino para a Disney. 

“Criei essa vaquinha para dizer a Quaden que o bullying não será tolerado e que ele é um ser humano maravilhoso que merece alegria. Quero trazer Quaden e a mãe para os Estados Unidos, hospedá-los um ótimo hotel e levá-los para a Disney. Isso não é apenas para Quaden, é para todos que sofreram bullying em suas vidas e ouviram que não eram bons o suficiente. Vamos mostrar a Quaden e aos outros que há coisas boas no mundo e que eles são dignos delas”, escreveu o comediante. 

Leia também: Professora “imita” aluna e corta cabelo depois de criança ser vítima de bullying

Segundo ele, uma parte do dinheiro da vaquinha será doado para organizações anti- bullying . Outros famosos, como Hugh Jackman, também expressaram apoio nas redes. “Quaden, você é mais forte do que pensa, amigo. E não importa o que aconteça, estou do seu lado”, disse o ator no Twitter. 

Veja Mais:  Mãe faz transmissão ao vivo de parto, mas ideia não sai como o planejado
Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Continue lendo

Câmara Municipal de Rondonópolis

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana