conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Carros e Motos

Andamos em uma das três unidades do elétrico Nissan Leaf emplacadas no Brasil

Publicado


Nissan Leaf elétrico
Caue Lira

Os três Nissan Leaf emplacados no Brasil estacionados em frente ao estádio do Pacaembu, em São Paulo

Na manhã do último sábado (25), aconteceu em São Paulo o Dia da Mobilidade Elétrica, enaltecendo o debate sobre a sustentabilidade na utilização de nossos veículos no dia a dia. Fomos convidados pela Nissan para participar da passeata, que começou na Avenida 13 de Maio e foi até a Praça Charles Miller, na frente do Estádio do Pacaembu. E o nosso rolê, evidentemente, seria de Nissan Leaf. 

 LEIA MAIS: Futuro da Nissan tem Leaf 100% elétrico e Kicks e-Power, que fará 34 km/l

A marca japonesa levou as três primeiras unidades do Nissan Leaf já emplacadas no Brasil. Estes modelos, entretanto, foram trazidos dos Estados Unidos para o Salão do Automóvel, no ano passado, e foram utilizados em algumas outras poucas ocasiões. Como o nosso Leaf virá do Reino Unido, poderá ter algumas diferenças pontuais na parte de equipamentos. 

Já havia andado no Leaf antes, em um pequeno percurso no Autódromo de Interlagos. Na mesma ocasião, também tive a oportunidade de testar o Note e-power, além do novo X-Trail híbrido. Nenhum deles está confirmado para o Brasil, mas o Leaf já pode ser encomendado nas concessionárias, por R$ 178.400. 

O modelo chega ao nosso mercado com moral. Até hoje, nenhum elétrico vendeu mais que o Leaf. Quando foi lançado em 2010, era considerado transgressor e futurista demais para a época. Anos depois, todas as rivais correram atrás, e a Nissan acabou apostando em um design menos expressionista. 

Veja Mais:  Toyota Hilux GR-S terá motor 4.0 V6 a gasolina no lugar do movido a diesel

LEIA MAIS: Nissan mostra protótipo do elétrico Leaf conversível no Japão


Nissan Leaf, vermelho
Caue Lira

Traseira do Nissan Leaf que começa a chegar às lojas do Brasil em julho

Enquanto apreciava sua dirigibilidade na cidade, me lembrei do dia em que levei um Chevrolet Bolt para a casa. Em comparação com o crossover elétrico da GM, o Leaf está muito mais próximo de um hatchback. A posição de dirigir é mais baixa, e o volante com ajustes de altura e profundidade deixa o carro ainda mais confortável, independentemente da sua altura. 

O cluster parcialmente digital possui um esquadro que mostra o reaproveitamento de energia. Tal como outros modelos elétricos, o Leaf possui o e-pedal como recurso regenerativo. Basta tirar o pé do acelerador que o elétrico inicia uma forte frenagem para recarregar a bateria. Este recurso deverá ser utilizado com o trânsito livre, pois acaba atrapalhando o deslocamento em um engarrafamento.

Ao volante


Nissan Leaf
Divulgação

Elétrico entrega respostas instantâneas, desde o primeiro toque no acelerador

Sem o e-pedal, o Leaf é ágil. Torque entregue a “zero rpm”, como meu pai gosta de dizer. O ótimo centro de gravidade garante segurança em curvas rápidas, e retomadas no trânsito são feitas sem o menor esforço. Seu motor desenvolve 149 cv de potência e 32,6 kgfm de torque, capazes de levar o elétrico de 1.582 kg de 0 a 100 km/h em meros 7,9 segundos.

LEIA MAIS: VW ID. 3 é revelado e deverá ser um dos carros elétricos mais produzidos

Veja Mais:  Viagem, hotel e test-drive: como é um lançamento internacional?

Acelerar um carro elétrico é curioso. Ele emite um som agudo que parece ter saído de um filme de ficção científica. Pelo lado de fora, há um nível mínimo de ruído que precisa ser emitido para que os pedestres ainda percebam que há um automóvel nas proximidades. 

Da mesma forma, o Leaf ainda continua sendo bem mais simples quando comparado ao Bolt, seu principal rival pela faixa de preço. O acabamento é honesto, com plásticos texturizados de boa qualidade no revestimento. Mas o painel traz um arranjo bem mais convencional. Talvez os apaixonados por tecnologia cresçam os olhos na grande central multimídia e no painel digital do Chevrolet.

LEIA MAIS: Elétrico da Chevrolet, Bolt EV chega ao Brasil em outubro

A autonomia do Leaf é de 390 km, perfeito para enfrentar percursos urbanos com louvor. Como moro a 22 km da redação do iG, poderia ir oito vezes para o trabalho (ida e volta), e ainda sobraria um pouco de carga extra. 

Zoe, Leaf e Bolt são os primeiros modelos elétricos do mercado brasileiro. Como as pessoas ainda não estão acostumadas com este conceito, é normal que fiquem desconfiadas com a nova tecnologia. Estes modelos estão propondo um debate sobre o futuro, quase como uma campanha de conscientização.

Enquanto os carros elétricos estavam expostos na Praça Charles Miller, muitos curiosos se aproximaram do Leaf e pediram para dar uma olhada mais detalhada no Nissan Leaf . Pela expressão em seus rostos, deu para ver que as pessoas estão abertas para as novas tecnologias. Os próximos passos cabem aos fabricantes, bem como o Governo Federal. 

Veja Mais:  Mitsubishi Eclipse Cross 2019: o segredo do equilíbrio

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook

Carros e Motos

Hyundai HB20 renovado parte de R$ 46.490. Confira equipamentos, preços e versões

Publicado

source
Hyundai HB20 arrow-options
Cauê Lira/iG Carros

O novo Hyundai HB20 aposta em visual arrojado para se destacar na nova briga de compactos

A família Hyundai HB20 é apresentada oficialmente em sua nova geração, iniciando o segundo ciclo de sua vida pouco depois do lançamento do principal rival, o Chevrolet Onix . A relação entre equipamentos e versões ainda não foi revelada, mas a marca coreana antecipa que o modelo parte de R$ 46.490. 

LEIA MAIS: Confira as primeiras impressões ao volante do Chevrolet Onix Plus Premier

Em sua nova geração, o Hyundai HB20 estreia motor 1.0 turbo de injeção direta com 120 cv de potência e 17,5 kgfm de torque nas versões mais caras. O propulsor acompanha piloto automático e aletas para trocas de marcha atrás do volante, conforme antecipado nas primeiras imagens divulgadas pela Hyundai. 

O motor 1.6 da família Gamma continua vivo na nova geração do HB20, porém um pouco mais potente: de 128 cv para 130 cv, além dos 16,5 kgfm de torque. As versões equipadas com este propulsor continuam integrando câmbio automático de seis velocidades. 

LEIA MAIS: Fiat Grand Siena resiste ao tempo em sua nova linha 2020

Durante a primeira noite do lançamento, a Hyundai revelou apenas o pacote de equipamentos das versões mais caras, a Diamond Plus (ainda sem preço). Destaque para itens de segurança, como controle de estabilidade e tração, quatro airbags, assistente de partida em rampa, acendimento automático dos faróis, sensor de estacionamento, câmera de ré e assistente de frenagem eletrônica. 

Veja Mais:  Mini comemora seis décadas com série “60 Years”, que estreia no Brasil

LEIA MAIS: Fiat lança a versão HGT do Cronos, com apelo esportivo e motor 1.8

No pacote de conveniência, a família HB20 contará com rebatimento elétrico dos retrovisores, direção elétrica progressiva e isofix. Novos detalhes sobre o Hyundai HB20 serão revelados no decorrer do evento de lançamento. 

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
Continue lendo

Carros e Motos

Toyota terá novo modelo no Brasil, diz governador de SP

Publicado

source
Daihatsu DN Trec arrow-options
Divulgação

Daihatsu DN Trec: protótipo de 2017 antecipa o futuro SUV da Toyota que deverá ser fabricado em São Paulo

A Toyota quer avançar mesmo no ranking das marcas da mais vendidas do Brasil. Atualmente em 6° lugar no acumulado dos oito primeiros meses do ano,  com 8,21% do mercado, de acordo com os números da Fenabrave, a fabricante vai anunciar o início da produção de um novo carro em São Paulo, de acordo com o governador João Dória.

 LEIA MAIS:  Novo SUV da Toyota chegará abaixo do RAV4, com tração integral

Em sua conta no Instagram , Dória diz que a Toyota vai produzir um novo modelo em território paulista e que o anúncio oficial será feito no próximo dia 19, em Nagoya (Japão), para onde ele irá para se reunir com executivos da marca japonesa.

Entretanto, Dória não deu mais detalhes sobre qual modelo será feito nem o valor do investimento da fabricante , ou tampouco a data do início da fabricação. Somente que novos empregos serão gerados em uma das unidades de produção da Toyota, que tem fábricas em São Bernardo do Campo, Sorocaba, Indaiatuba e em Porto Feliz, todas em São Paulo.

 Vale lembrar que o valor mínimo para conseguir abatimento da cobrança de ICMS de 2,5%, pelo programa IncentivAuto, é de R$ 1 bilhão. E que a Toyota ainda não tem nenhum modelo no disputado segmento de SUVs compactos. Portanto, o mais provável é que a marca irá produzir a versão definitiva do protótipo Daihatsu DN Trec , mostrado pela primeira vez no Salão de Tóquio (Japão), em novembro de 2017.

LEIA MAIS: Novos híbridos japoneses conseguem unir versatilidade e economia

O SUV compacto terá a mesma base da nova geração do Toyota Yaris, a TNGA-B. Mede apenas 3,98 metros de comprimento por 1,70 m de largura e 1,60 m de altura. Deverá começar a ser vendido no Brasil apenas em 2021, quando irá enfrentar rivais como Jeep Renegade, Hyundai Creta, Honda HR-V, Nissan Kicks, Ford EcoSport e outros. É bem possível que tenha pela menos uma versão híbrida.

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
Continue lendo

Carros e Motos

JAC Motors lança nova linha de carros elétricos no Brasil

Publicado

source
JAC iEV20 arrow-options
Divulgação

JAC iEV20 é o menor dos novos modelos da marca no Brasil. Mas tem sistema elétrico com até 400 km de autonomia

A JAC Motors apresenta para a imprensa sua linha de modelos elétricos no Brasil que começa a chegar às lojas. Começa pelo iEV40, que está disponível pelo preço sugerido de R$ 153.500, valor que não inclui o carregador que vai instalado na casa do cliente por mais R$ 3,9 mil. Baseado no T40, tem autonomia de 300 km, que pode chegar a 350 no modo Eco.

 LEIA MAIS: JAC Motors terá cinco veículos elétricos no Brasil até meados de 2020

De acordo com a JAC Motors , com o carregador doméstico, instalado em uma rede  de 220V, o carro pode ter 80% de carga em 4 horas saindo de 15%. Além disso, a marca diz que o carro pode atingir 130 km/h e faz de 0 a 100 km/h em 9,8 segundos. Em breve, a reportagem de iG Carro irá avaliar o modelo, quando teremos mais detalhes sobre a novidade.

Em seguida, vem o subcompacto com ares aventureiros iEV20 , que está previsto para chegar às lojas em janeiro de 2020, por R$ 119.900. Conta com motor elétrico, de 68 cv e bons 21,9 kgfm, força disponível logo ao pisar no acelerador. 

A JAC declara uma autonomia que varia entre 320 e 400 km, dependendo do modo de condução. No que faz maior regeneração de energia o carro fica mais econômico. Faz de 0 a 50 km/h em menos de 3 segundos a atunge 113 km/h, diz a fabricante. 

O próximo modelo elétrico da JAC que chega ao Brasil é o SUV médio iEV60, baseado no T60. Vai estrear no País apenas em julho de 2020. Então, ainda não há muitos detalhes sobre o carro, apenas que tem 380 km de autonomia. Tem o mesmo porte do Jeep Compass. E pela cotação atual, tem estimativa de preço de R$ 198.900.

Veja Mais:  Chevrolet Spin da linha 2019 ganha nova versão para PCD

 Até caminhão elétrico a JAC Motors terá no Brasil

caminhão elétrico da JAC Motors arrow-options
Divulgação

Caminhão elétrico da JAC Motors tem capacidade de até 6 toneladas e custo de manutenção menor que modelos a diesel


No segmento de comerciais, a JAC começa a vender a picape elétrica iEVP330 a partir de abril de 2020, com 320 km de autonomia. Nas primeiras impresões ao dirigir notamos que é um modelo mais voltado para o trabalho e menos para o conforto. Mais adiante também será vendida com motor a gasolina, provavelmente o 1.5, turbo, de 120 cv. E o preço estimado fica entre R$ 115 mil e 120 mil, no caso da versão apenas elétrica.

 LEIA MAIS:  Volkswagen e JAC fecham acordo para produzir novo elétrico na China

Haverá também o caminhão iEV 1200T, com capacidade de 6 toneladas e 200 km de autonomia Chega em novembro próximo, por R$ 259.900. A marca ressalta que o custo de manujtenção é bem menor que um modelo a diesel, resumindo-se à troca de palhetas do limpador de para-brisa, verificação dos freios e lavagem, aos 20 mil km e, aos 40mil, os mesmos itens com acréscimo da limpeza do ar-condicionado.

Com todos os cinco modelos elétricos no Brasil , o Grupo SHC espera vender em torno de 300 unidades por mês. Mas as vendas deverão deslanchar apenas a partir de 2021. Quanto à produção  no Brasil, essa hipótese está totalmente descartada por uma série de fatores, como a importação com alíquota de 0% e os baixos volumes de vendas

Veja Mais:  VW T-Cross 1.0 enfrenta Citroën C4 Cactus 1.6 THP. Qual vence?

 LEIA MAIS: JAC mostra SUV T80, o mais sofisticado da marca no Brasil

A JAC Motors também informou que acaba de inaugurar uma concessionária na Avenida Europa, em São Paulo, com além de um estacionamento para a recarga de modelos da marca e outras bases elétricas no mesmo local. 

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
Continue lendo

Câmara Municipal de Rondonópolis

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana