conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Famosos

Anitta e seus desafetos: listamos os artistas que já brigaram com a cantora

Publicado

source

Foi o fim de uma bela amizade: depois do sucesso em Onda Diferente , Anitta e Ludmilla  estão rompidas. O motivo seria justamente a divisão de direitos autorais pelo hit, que ainda contou com a colaboração do rapper americano Snoop Dogg . Mas não é a primeira vez que Anitta se desentende com outros artistas: abaixo, listamos quem já brigou com a cantora, e explicamos o motivo de cada treta.

Leia também: Após ataques à Ludmilla, Brunna Gonçalves manda recado aos fãs de Anitta

Anitta arrow-options
Reprodução/Instagram
Anitta


Ludmilla

A funkeira é a pessoa mais recente a romper com Anitta. O assunto explodiu durante o Rock in Rio: no evento, Ivete Sangalo fez um cover de Onda Diferente , hit de Ludmilla e Anitta , com participação de Snoop Dogg. Lud comemorou o fato nas redes, lembrando que era a autora da composição, e começou a ser atacada por fãs de Anitta. Foi assim que ela descobriu que Anitta também era creditada como compositora da faixa.

Leia também: Pabllo Vittar fala pela 1ª vez sobre rixa com Anitta: “A gente não é amiga”

Ludmilla e Anitta arrow-options
Reprodução/ Instagram
Ludmilla e Anitta

Lud afirma que tinha concordado em dividir a autoria da faixa apenas com Snoop Dogg. Já a intéprete de Vai Malandra  diz que foi creditada como compositora porque, além de ter sido responsável por trazer o rapper americano, também arcou com a produção do hit. De acordo com o colunista Leo Dias, que trouxe a história à tona, Lud exigiu que ela retirasse seu nome da canção e “nunca mais quer ver” a ex-parceira.

Veja Mais:  Aziz aparece na festa de casamento de Jamil e Laila em “Órfãos da Terra”

Pabllo Vittar

Anitta e Pabllo Vittar arrow-options
Reprodução/Youtube
Anitta e Pabllo Vittar

A colaboração com Pabllo Vittar foi outra parceria profissional da artista que azedou. O motivo teria sido um desentendimento por dinheiro. Quando as duas gravaram Sua Cara , a Poderosa teria gasto US$ 70 mil com a produção do clipe, gravado no Marrocos. Depois, para o lançamento do vídeo, Pabllo teria cobrado um cachê de R$ 40 mil para participar de um show. A funkeira, então, teria pedido que Pabllo lhe reembolsasse pelas despesas com o vídeo.

Maluma

Anitta e Maluma arrow-options
Reprodução Instagram
Anitta e Maluma

Anitta teria rompido com o colombiano, com quem colaborou em Sim ou Não , após ele se recusar a gravar uma versão em espanhol para Paradinha . Essa briga, pelo menos, parece ter ficado no passado: em maio, os dois se apresentaram juntos no Chile e a cantora endereçou o desentendimento depois do evento: “Não te amei por um tempo. Depois, voltei a te amar. Foi uma briguinha de adolescentes que se amam”, disse ela a Maluma.

Iggy Azalea

 Iggy Azalea e Anitta durante gravação do clipe arrow-options
Reprodução/Twitter
Anitta e Iggy Azalea durante gravação do clipe

A parceria com a rapper americana em Switch era para ser o grande passo rumo a uma carreira internacional. Mas o single é hoje mais lembrado pelas controvérsias nos bastidores — de certo, sabe-se que Iggy apagou todas as fotos com a colega de suas redes sociais e desistiu de lançar o clipe de Switch após o vazamento de uma versão preliminar.

Veja Mais:  Juntos? Adnet e Calabresa voltam em especial de humor da Globo

Mas há ainda uma disputa de versões em torno da apresentação das duas no “The tonight show”, de Jimmy Fallon. Como se viu, Anitta teve uma participação tímida na atração da TV americana. Na sua biografia não-autorizada da cantora, Leo Dias afirma que Iggy não queria que a carioca subisse ao palco, e que a brasileira só conseguiu se apresentar após exigir ser ressarcida pela viagem aos Estados Unidos.

Em março, Iggy se posicionou sobre o assunto no Twitter e disse que, na verdade, o problema era que a funkeira não tinha visto de trabalho válido para os Estados Unidos. Ela jura que jamais iria querer se apresentar sozinha.

Leia também: Apesar de rumores de briga com Simaria, Anitta tira selfie com Simone

Simaria

Anitta beija Simone no Prêmio Mulitshow%2C onde tudo teria começado arrow-options
Reprodução Multishow
Anitta beija Simone no Prêmio Mulitshow, onde tudo teria começado

Anitta colaborou com a dupla sertaneja Simone e Simaria em Loka , outro hit de 2017. O rompimento com Simaria ficou evidente quando a funkeira se apresentou em Fortaleza e apenas Simone subiu ao palco na hora de Loka . O motivo, que teria levado a um bate-boca nos bastidores do Prêmio Multishow, teria sido a recusa da carioca em ajudar a divulgar músicas da dupla de feminejo nas redes sociais.

Fonte: IG Gente
Comentários Facebook

Famosos

Jared Leto tentou embarreirar a produção do ‘Coringa’ de Joaquim Phoenix

Publicado

source
Coringa arrow-options
Divulgação
Leto e Phoenix: duas interpretações distintas do emblemático vilão dos quadrinhos da DC

Como interpretar o personagem Coringa após a incensada performance de Joaquin Phoenix? Ainda mais depois que o filme dirigido por Todd Phillips, em cartaz nos cinemas, conquistou o Festival de Veneza, se tornou um dos favoritos ao Oscar e, segundo estimativas, deve arrecadar mais de 700 milhões de dólares no mundo. Para Jared Leto, que já encarnara o vilão no recente “Esquadrão suicida” (2016), a ameaça já era clara antes mesmo do filme ser produzido.

LEIA MAIS: Irmandade e Suits se destacam entre lançamentos da Netflix

De acordo com relatos publicados pela revista “The Hollywood Reporter”, o ator de 47 anos — vencedor do Oscar pelo trabalho em “Clube de compras Dallas” (2013) — fez o possível para embarreirar “ Coringa ” logo que soube de sua produção. Pessoas próximas a Leto afirmaram à revista que ele não só tentou convencer a produtora Warner Bros a cancelar o projeto, como também reclamou insistentemente sobre o caso com a Creative Arts Agency (CAA), agência de gerenciamento artístico à qual ele e Phoenix estavam vinculados. “Não estou sendo tratado adequadamente como um vencedor do Oscar”, teria argumentado o ator.

E a polêmica não parou aí. Insatisfeito por diminuírem suas chances de estrelar um filme solo em franquia sobre o vilão, Leto rompeu o contrato com a CAA e assinou com uma agência concorrente. Ao “The Hollywood Reporter”, porém, ele nega que a decisão tenha sido tomada devido ao caso.

Veja Mais:  Pela primeira vez, Festival João Rock irá unir música e futebol

LEIA MAIS: “Sicário: Terra de Ninguém” e outros títulos deixam a Netflix nesta semana

Nos bastidores da indústria cinematográfica, no entanto, diversos comentários dão conta de que o ator havia se esforçado muito para defender o Coringa no decepcionante “Esquadrão suicida”, da DC Comics. Vale lembrar que o vilão já havia sido apresentado em performances marcantes de diferentes atores na história do cinema e da televisão — de Cesar Romero, na série dos anos 1960; a Jack Nicholson, em “Batman” (1989); e Heath Ledger, em “Batman: o cavaleiro das trevas” (2008).

Para sua versão do personagem, Leto apostou em dentes apodrecidos, olhos de sangue e cabelos verdes. E se dedicou, durante meses, a aterrorizar colegas: no set de filmagens, presenteou Margot Robbie com um rato vivo e levou o cadáver de um porco para os ensaios.

Acontece que o estúdio não ficou empolgado com esses esforços, afirmou uma fonte à revista. O resultado: a participação de Leto se resumiu a dez minutos na tela, após a edição. E as perspectivas para um filme solo minguaram ainda mais.

LEIA MAIS: Cinco provas de que Jennifer Aniston é a verdadeira rainha do Instagram

Hoje, apesar de Leto estar gravando “Little things”, do diretor John Lee Hancock — em produção da Warner —, é praticamente certo que o ator não será mais escalado para o papel de Coringa em produções de super heróis. Em “Aves de rapina”, com previsão de estreia para 2020, e na sequência de “ Esquadrão suicida ”, com lançamento para 2022, o personagem não será defendido pelo ator.

Veja Mais:  Aziz aparece na festa de casamento de Jamil e Laila em “Órfãos da Terra”

Fonte: IG Gente
Comentários Facebook
Continue lendo

Famosos

Evandro Santo relata ter sido agredido após show de comédia: “Homofobia”

Publicado

source

O humorista Evandro Santo afirma ter sido agredido na noite de sexta-feira (18), após um show de comédia em Marília, interior de São Paulo. Pelo Instagram, o ex-Pânico postou uma foto do rosto machucado boca e relata ter levado um soco de um rapaz no banheiro do Água Doce, local em que se apresentou. Segundo ele, o ocorrido teria motivação homofóbica. 

Leia também: Jared Leto tentou embarreirar a produção do ‘Coringa’ de Joaquim Phoenix

Evandro Santo arrow-options
Reprodução/Instagram/evandrosanto/
Evandro Santo afirmou pelo Instagram que foi agredido após um show de comédia em Marília, São Paulo

“Esta não é uma foto bonita e nem legal. Esta foto mostra o quanto devemos ter cuidado com pessoas com aparência “normal”, porque o ódio e a homofobia não têm cara”, escreveu Evandro Santo na rede social.

Ele relata que estava apresentando seu show de comédia, no qual sempre pede a interação do público de forma voluntária. Em quadro, chamado “Tinder Humano”, ele deu um “selinho” nos convidados e foi esse ocorrido que teria levado a agressão.

Quando pedi um rapaz solteiro, na hora um rapaz chamado Pedro, se prontificou a subir para fazer o Tinder com outra moça que sempre pode acabar em um ‘beijo’ ou ‘selinho’. Ele super aceitou bem, fez o Tinder, ganhou um selinho meu, deu risada assim como a moça ganhou um meu e deu risada”, contou. 

Leia também: Depois de Anitta, Cardi B grava música com Ludmilla

Veja Mais:  Jennifer Aniston diz que teve que perder peso para conseguir papel em “Friends”

Depois da apresentação, o humorista foi ao banheiro. “Quando saí um rapaz falou: ‘O Pedro está vindo ao banheiro’. E eu: uai, e daí. Quando saí do banheiro do nada, o cara apareceu, o mesmo que participou por vontade própria e me deu um baita soco na boca, no qual obviamente eu não reagi. Tanto a boca quanto ao nariz sangraram.”

Evandro afirmou que pessoas próximas o defenderam e fizeram um “paredão” para que ele pudesse sair do local. “Saí tão passado que fui direto para o hotel. Não apanho desde os 13 anos de idade, por qualquer motivo.”

Ele afirma que irá procurar a polícia para tomar medidas contra o agressor. “Vou fazer todos os processos possíveis do mundo por agressão , homofobia e covardia.”

Ver essa foto no Instagram

Esta não é uma foto bonita e nem legal. Esta foto mostra o quanto devemos ter cuidado com pessoas com aparência “normal”, porque o ódio e a homofobia não tem cara. Viemos ontem fazer nosso show em Marília, na @aguadocemarilia um local que nos recebeu super bem, com todo o carinho e respeito e profissionalismo, do começo ao fim. Como todos que viram já o meu show, ele é interativo e as pessoas sobem no palco e dão risadas e sobem porque querem. Quem não quer não sobe. O show transcorria super bem, até que chega a hora do “Tinder humano” e todos os meus amigos da comédia sabe que funciona. Quando pedi um rapaz solteiro, na hora um rapaz chamado Pedro, se prontificou a subir para fazer o Tinder com outra moça que sempre pode acabar em um “beijo” ou “selinho”. Ele super aceitou bem, fez o Tinder, ganhou um selinho meu, deu risada assim como a moça ganhou um meu e deu risada. Saiu do palco de boa, o público que era muito educado, participativo e carinhoso pediu para eu ficar mais, agradecemos a cada, a #jovempanmarilia, pedi dez minutos para descansar e depois como sempre tirar as fotos. Saí, fui no banheiro, e quando saí, um rapaz falou: “ O Pedro está vindo ao banheiro”. E eu: uai, e daí. Quando saí do banheiro do nada, o cara apareceu, o mesmo que participou por vontade própria e me deu um baita soco na boca, no qual obviamente eu não reagi. Tanto a boca quanto ao nariz sangraram. Na hora virou um tumulto no banheiro, gente separando o cara, um cara ficou puto e disse para o pai dele: Você trouxe o seu filho para fazer isto com o artista? Chegou uma moça super prestativa e fizeram um paredão para eu sair. Saí tão passado que fui direto para o hotel. Não apanho desde os 13 anos de idade, por qualquer motivo. Acordei péssimo pensando em deixar pra lá e ir logo para casa. Mas não. Vou na delegacia fazer o B.0 e vou fazer todos os processos possíveis do mundo por agressão, homofobia e covardia. Por que o cara não me bateu no palco? Por que esperou eu ir no banheiro e estar sozinho? Deve ser algum poderoso da cidade? Pode ser. Mas sou figura pública é isto poderia acontecer com qualquer amigo meu da comédia. Gente, quem não curte comédia ou humor, não frequentem shows

Uma publicação compartilhada por Evandro Santo (@evandrosanto) em 19 de Out, 2019 às 7:06 PDT


Leia também: Glenda Kozlowski deixa TV Globo após 23 anos de casa

Veja Mais:  Com muita energia, Arthur Berges é a estrela de “Escola do Rock”

Evandro Santo ainda fez uma segunda postagem, na qual diz ter descoberto que Pedro é um ex-dependente químico e saiu recentemente de uma clínica de reabilitação. “Conheço um monte de dependentes ou ex-dependentes que não agridem ninguém”, comenta.

“Cabia então alguém da família cuidar do moço, não deixar ele subir no palco ou participar devido a sua suposta saúde mental. Alguém vai responder sobre este crime real. Eu sei que vai ter um monte de haters falando ‘bem feito’, ‘você isto ou aquilo’. São só pessoas falando na internet. Este sim é um verdadeiro HATER o que agride as pessoas. Não quero saber”, diz. 

Fonte: IG Gente
Comentários Facebook
Continue lendo

Famosos

Jared Leto tentou barrar a produção do ‘Coringa’ com Joaquim Phoenix

Publicado

source
Coringa arrow-options
Divulgação
Leto e Phoenix: duas interpretações distintas do emblemático vilão dos quadrinhos da DC

Como interpretar o personagem Coringa após a incensada performance de Joaquin Phoenix? Ainda mais depois que o filme dirigido por Todd Phillips, em cartaz nos cinemas, conquistou o Festival de Veneza, se tornou um dos favoritos ao Oscar e, segundo estimativas, deve arrecadar mais de 700 milhões de dólares no mundo. Para Jared Leto, que já encarnara o vilão no recente “Esquadrão suicida” (2016), a ameaça já era clara antes mesmo do filme ser produzido.

LEIA MAIS: Irmandade e Suits se destacam entre lançamentos da Netflix

De acordo com relatos publicados pela revista “The Hollywood Reporter”, o ator de 47 anos — vencedor do Oscar pelo trabalho em “Clube de compras Dallas” (2013) — fez o possível para embarreirar “ Coringa ” logo que soube de sua produção. Pessoas próximas a Leto afirmaram à revista que ele não só tentou convencer a produtora Warner Bros a cancelar o projeto, como também reclamou insistentemente sobre o caso com a Creative Arts Agency (CAA), agência de gerenciamento artístico à qual ele e Phoenix estavam vinculados. “Não estou sendo tratado adequadamente como um vencedor do Oscar”, teria argumentado o ator.

E a polêmica não parou aí. Insatisfeito por diminuírem suas chances de estrelar um filme solo em franquia sobre o vilão, Leto rompeu o contrato com a CAA e assinou com uma agência concorrente. Ao “The Hollywood Reporter”, porém, ele nega que a decisão tenha sido tomada devido ao caso.

Veja Mais:  Ticiane Pinheiro exibe barrigão e encanta web ao lado de Rafa Justus

LEIA MAIS: “Sicário: Terra de Ninguém” e outros títulos deixam a Netflix nesta semana

Nos bastidores da indústria cinematográfica, no entanto, diversos comentários dão conta de que o ator havia se esforçado muito para defender o Coringa no decepcionante “Esquadrão suicida”, da DC Comics. Vale lembrar que o vilão já havia sido apresentado em performances marcantes de diferentes atores na história do cinema e da televisão — de Cesar Romero, na série dos anos 1960; a Jack Nicholson, em “Batman” (1989); e Heath Ledger, em “Batman: o cavaleiro das trevas” (2008).

Para sua versão do personagem, Leto apostou em dentes apodrecidos, olhos de sangue e cabelos verdes. E se dedicou, durante meses, a aterrorizar colegas: no set de filmagens, presenteou Margot Robbie com um rato vivo e levou o cadáver de um porco para os ensaios.

Acontece que o estúdio não ficou empolgado com esses esforços, afirmou uma fonte à revista. O resultado: a participação de Leto se resumiu a dez minutos na tela, após a edição. E as perspectivas para um filme solo minguaram ainda mais.

LEIA MAIS: Cinco provas de que Jennifer Aniston é a verdadeira rainha do Instagram

Hoje, apesar de Leto estar gravando “Little things”, do diretor John Lee Hancock — em produção da Warner —, é praticamente certo que o ator não será mais escalado para o papel de Coringa em produções de super heróis. Em “Aves de rapina”, com previsão de estreia para 2020, e na sequência de “ Esquadrão suicida ”, com lançamento para 2022, o personagem não será defendido pelo ator.

Veja Mais:  Com muita energia, Arthur Berges é a estrela de “Escola do Rock”

Fonte: IG Gente
Comentários Facebook
Continue lendo

Câmara Municipal de Rondonópolis

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana