conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Rondonópolis

ARPA desenvolve projeto de composteira doméstica

Publicado

A conservação e a manutenção do meio ambiente é obrigação de todos. Quem não quer ter uma cidade sustentável, onde os interesses das gerações futuras não estejam comprometidos pela satisfação das necessidades da geração atual? Para tanto, é preciso que a população participe, com o intuito de fortalecer as propostas de desenvolvimento social, acesso à educação, cultura e saúde.

A Associação Rondonopolitana de Proteção Ambiental – ARPA tem feito a sua parte, criando projetos que garantam à sociedade civil organizada meios que agrida cada vez menos o meio ambiente. “O desenvolvimento sustentável tem como objetivo a preservação do planeta e atendimento das necessidades humanas. Isso quer dizer que um recurso natural explorado de modo sustentável durará para sempre e com condições de também ser explorado pelas próximas gerações”, explicou o presidente da associação, Higor Hoffmann.

O primeiro projeto executado pela ARPA é a composteira doméstica, que nada mais é do que um rico ecossistema higiênico que ajuda a reduzir seu lixo e emissões de gases do efeito estufa. Adquirir uma composteira doméstica é poder transformar seu lixo orgânico em húmus dentro de sua própria casa ou apartamento e ainda contribuir para um ambiente mais saudável e para a diminuição de resíduos descartados no aterro sanitário. E a aquisição deste material já é possível. Isto porque composteiras estão sendo feitas e comercializadas pela associação.

Veja Mais:  Prazo para negociação de dívidas em mutirão fiscal encerra daqui quatro semanas

Se todo o resíduo orgânico que é produzido no Brasil fosse tratado com compostagem seria possível evitar emissões de gás metano, produzir cerca de 37,5 toneladas de húmus por ano, reduzir os espaços ocupados em aterros e lixões e também a poluição de solos, lençóis freáticos e da atmosfera.

COMO FUNCIONA?

Basicamente, a composteira doméstica convencional é formada por três caixas empilhadas, uma pequena quantidade de composto contendo muitos micro-organismos e algumas minhocas. As duas caixas de cima da composteira servem como depósito para os resíduos domésticos (que devem ser colocados em pequenos tamanhos) e é nessas caixas que as minhocas e os micro-organismos presentes na camada de terra atuarão para transformar os resíduos em adubo orgânico, num processo que dura cerca de dois meses.

A última caixa serve como coletora do chorume, que também pode ser chamado de adubo líquido ou biofertilizante, além de servir como pesticida natural. Diferente do chorume produzido em aterros e lixões, o chorume da composteira doméstica não é tóxico. Para retirá-lo, basta abrir a torneira que fica na parte inferior da última caixa.

QUAIS RESÍDUOS VÃO NA COMPOSTEIRA?

Há muitos resíduos alimentares que podem ser colocados na composteira, como frutas, verduras, legumes, sementes, borra de café, sobras de alimentos cozidos ou estragados (sem exageros) e cascas de ovo. Materiais como saquinhos de chá, serragem, gravetos, papelão, papel e palitos de fósforo também podem entrar na composteira doméstica sem problemas. Se você utiliza palitos de dente, tome o cuidado de amassar as pontas para não ferir as minhocas.

Veja Mais:  Linha provisória, poderá atender alunos que estudam na Região Jd Atlântico, diz Reginaldo

Folhas de jornais e revistas não são materiais indicados pra ir ao sistema da composteira, pois são feitos com materiais nocivos como os bisfenóis e têm muita tinta. Frutas cítricas e temperos fortes como folhas de louro, cascas de alho e cebola devem ser colocados com moderação. Carnes de qualquer espécie, laticínios, óleos, gorduras, papel higiênico usado, fezes de animais domésticos, sal e pimentas não devem ser colocados na composteira doméstica.

Para mais informações sobre o projeto ou como adquirir uma composteira doméstica, ligar no telefone (66) 9 9934-3636.

Comentários Facebook

Rondonópolis

Exames e esclarecimentos sobre parto humanizado serão oferecidos em encontro no ESF Caic

Publicado

Falar sobre o parto humanizado e as melhores posições, não apenas na hora de dar à luz, mas também durante os meses de gestação, além de apontar os exercícios apropriados para a gravidez. Assim será a roda de conversa conduzida pela fisioterapeuta Valéria Ferreira de Souza e pela doula Mirian Constantino, que acontece na próxima quinta-feira (25), das 8h às 10h, no ESF Caic, aberta a gestantes tanto do ESF quanto a mulheres grávidas da população em geral.

“Durante o encontro vamos destacar a importância das atividades físicas para a gestante e indicar exercícios para aliviar as dores a partir do terceiro mês e também para a hora do parto. Ainda vamos abordar os cuidados que a futura mãe deve ter com o corpo, como hidratações e massagens”, detalha Valéria.

Ela também vai orientar sobre posicionamento do corpo ao longo de todo o período gestacional. “A mulher deve adotar posturas adequadas para sentar, dormir e, até, andar nessa fase. Uma grávida que anda encurvada, por exemplo, pode impedir um trabalho de parto e recuperação pós-parto tranquilos”, explica a fisioterapeuta.

Aberto com um café da manhã, o evento também proporcionará às mulheres presentes exames para o acompanhamento pré-natal e atendimento odontológico.

O ESF Caic fica na Rua Belém 1401, Jardim Gramado.

Comentários Facebook
Veja Mais:  Cento Cultural José Sobrinho realiza Mostra Cultural para encerrar trabalhos de 2018
Continue lendo

Rondonópolis

Prefeitura e Sesc levam atendimento odontológico para mais de 400 pessoas

Publicado

Foto: Assessoria

Um convênio entre a Prefeitura de Rondonópolis e o Sesc por meio da carreta da odontologia vai permitir o atendimento de 400 pessoas, entre adultos e crianças, classificadas pelo Cras como em situação de extrema pobreza no bairro Alfredo de Castro por 90 dias. Os serviços já foram disponibilizados e estão em andamento.

O coordenador da Odontologia do Município, Fabrício Amâncio de Carvalho, explica que a carreta odontológica conta com quatro consultórios, com dois dentistas disponibilizados pelo município e outros dois pelo Sesc.

Nos 90 dias do convênio, na carreta serão feitos os atendimentos básicos em odontologia, como limpezas, restaurações, tratamentos de gengiva e extrações. Os pacientes que necessitarem de atendimentos secundários, como cirurgias, extração de ciso, próteses dentárias e crianças de zero a cinco anos que precisarem de atendimento especializado, serão encaminhados para as consultas nos centros odontológicos do município, localizados em algumas unidades básicas de saúde.

A definição dos serviços a serem ofertados, segundo o coordenador da odontologia, foi feita com apoio da própria comunidade que ajudou a organizar as prioridades da região com relação aos atendimentos odontológicos que serão ofertados.

Comentários Facebook
Veja Mais:  Sanear realiza obra para melhorar o abastecimento de água nos bairros Parque São Jorge e Sagrada Família
Continue lendo

Rondonópolis

Prefeito encaminha demandas com a comunidade da zona rural

Publicado

Foto: Assessoria

Famílias de pequenos produtores e lideranças de comunidades rurais de Rondonópolis estiveram na tarde desta quinta-feira (18) com o prefeito Zé Carlos do Pátio. Na pauta da reunião estavam diversos pedidos de melhorias das estradas rurais e também solicitações nas áreas da saúde e da agricultura familiar na região dos Assentamentos Dom Oscar Romero, Tietê e João do Feiche.

Liderados pelo vereador Bilu do Depósito de Areia, os pequenos produtores aproveitaram o encontro com o prefeito para pedir melhorias e também dar encaminhamento em alguns pedidos que são considerados urgentes porque estão prejudicando, por exemplo, a comunidade escolar da região. Em um dos pontos reclamados o prefeito solicitou reparo que será feito já na semana que vem.

Melhorias nas condições das estradas, perfuração de poços artesianos, construção de tanques para criação de peixes foram alguns dos pedidos feitos pelos representantes das comunidades, além da manutenção de pontes, como é o caso do córrego Begarel e do Chico da Égua, uma delas teve os pilares destruídos pela força das águas na última chuva.

O prefeito acionou o secretário de Infraestrutura e de Agricultura e Pecuária, a presidente da Companhia de Desenvolvimento de Rondonópolis (Coder), além de representantes das Secretarias Municipais de Saúde e de Planejamento para acompanharem a reunião e fazer os devidos encaminhamentos.

O pedido pela reforma no posto de saúde na região do Tietê também foi atendido pelo prefeito que determinou a colocação de mais um médico para atender na unidade a cada 15 dias. Essa mesma comunidade também solicitou cursos de artesanato para ensinar, principalmente as mulheres, a fazerem artesanato.

Veja Mais:  CPTEC emite alerta de tempestades em Rondonópolis e mais 117 municípios

Famílias de pequenos produtores e lideranças de comunidades rurais de Rondonópolis estiveram na tarde desta quinta-feira (18) com o prefeito Zé Carlos do Pátio. Na pauta da reunião estavam diversos pedidos de melhorias das estradas rurais e também solicitações nas áreas da saúde e da agricultura familiar na região dos Assentamentos Dom Oscar Romero, Tietê e João do Feiche.

Liderados pelo vereador Bilu do Depósito de Areia, os pequenos produtores aproveitaram o encontro com o prefeito para pedir melhorias e também dar encaminhamento em alguns pedidos que são considerados urgentes porque estão prejudicando, por exemplo, a comunidade escolar da região. Em um dos pontos reclamados o prefeito solicitou reparo que será feito já na semana que vem.

Melhorias nas condições das estradas, perfuração de poços artesianos, construção de tanques para criação de peixes foram alguns dos pedidos feitos pelos representantes das comunidades, além da manutenção de pontes, como é o caso do córrego Begarel e do Chico da Égua, uma delas teve os pilares destruídos pela força das águas na última chuva.

O prefeito acionou o secretário de Infraestrutura e de Agricultura e Pecuária, a presidente da Companhia de Desenvolvimento de Rondonópolis (Coder), além de representantes das Secretarias Municipais de Saúde e de Planejamento para acompanharem a reunião e fazer os devidos encaminhamentos.

O pedido pela reforma no posto de saúde na região do Tietê também foi atendido pelo prefeito que determinou a colocação de mais um médico para atender na unidade a cada 15 dias. Essa mesma comunidade também solicitou cursos de artesanato para ensinar, principalmente as mulheres, a fazerem artesanato.

Veja Mais:  Semed realiza aula inaugural na próxima terça-feira (19)

Comentários Facebook
Continue lendo

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana