conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Economia

Arroz com fezes de rato era vendido para Rio de Janeiro e São Paulo

Publicado

embalagem de arroz com fezes de rato arrow-options
TV Record/Reprodução

Arroz com fezes de ratos seriam destinados para São Paulo e Rio de Janeiro

Vários pacotes de arroz foram apreendidos, no Rio Grande do Sul na última quinta-feira (10) pelo Núcleo Segurança Alimentar, do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público (MP). 

O alimento estava impróprio para consumo e foram encontrados nas embalagens  fezes de rato, larvas de traças e carunchos . As informações são da TV Record. 

Consumidor encontra verme em biscoito da Bauducco; assista ao vídeo

A ação do Gaeco cumpriou sete mandados de busca e apreensão em empresas e residências nas cidades de Cerro Branco, Novo Cabrais, Cachoeira do Sul, Candelária, Ibiraiaras, no Rio Grande do Sul  e no município de Sombrio, em Santa Catarina. Também foram cumpridos mandados de apreensão de três caminhões.

Um grupo de criminosos comprava o arroz sem condições de consumo de produtores rurais gaúchos. Depois utlizavam embalagens desviadas de marcas lícitas do produto para empacotar o arroz estragado. 

Reclamações contra Comgás crescem 500% em 2019, aponta Procon-SP

Segundo dados da operação, o destino dos pacotes fraudados eram os estados de São Paulo e Rio de Janeiro. A organização criminosa está sendo investigada pela prática dos crimes de sonegação fiscal , adulteração de produto alimentício e contra as relações de consumo. 

Coordenador da operação, Alcindo Luz Bastos afirmou à TV Record, que 11 pessoas são suspeitas de participar do esquema de compra de arroz (grãos inteiros e resíduos de arroz) em condições fora da legislação vigente.

Veja Mais:  “A maioria dos governadores apoia a reforma da Previdência”, garante Doria

Segundo as autoridades, as empresas beneficiadoras gaúchas atuavam no mercado de forma irregular e, em inúmeras vezes, a venda se dava sem nota fiscal . O produto enviado para outros estados era utilizado em cestas básicas .

As contas bancárias de todos os investigados e das empresas que teriam participação no esquema foram bloqueadas pela Justiça.

O esquema

arroz com fezes de rato arrow-options
TV Record/Reprodução

Fezes de rato no arroz que era comercializado e utilizado em cestas básicas

Um empresário gaúcho , de Cachoeira do Sul, é considerado o principal responsável pelo esquma criminoso. Ele seria, segundo o MP, o responsável por comprar o alimento vencido, fazer o transporte e distribuir o produto no Rio de Janeiro e São Paulo. 

O Ministério Público informa que o suspeito tem condenações, tanto na Justiça Estadual como na Federal, por manter outras pessoas como ‘laranjas’de empresas em que ele era sócio de verdade.

Procon notifica shopping Bourbon após mãe denunciar racismo com filho de 11 anos

As marcas que tiveram suas embalagens utilizadas pelo grupo de fraudadores foram informadas da situação pelo Ministério Público e estão sendo indicadas pelo órgão de fiscalização como vítimas também do esquema. 

Comentários Facebook

Economia

Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 3 milhões neste sábado

Publicado


source
mega-sena arrow-options
iG São Paulo

Mega-Sena sorteia neste sábado (29) prêmio de R$ 3 milhões

A Mega-Sena sorteia neste sábado (29) um prêmio de R$ 3 milhões. As seis dezenas do concurso 2.238 serão sorteadas, a partir das 20h (horário de Brasília), no Espaço Loterias Caixa, localizado no Terminal Rodoviário do Tietê, na cidade de São Paulo.

Leia também: Já imaginou ganhar a Mega-Sena? Veja como prêmios são pagos com segurança

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília), em qualquer casa lotérica credenciada pela Caixa em todo o país. O bilhete simples da  Mega-Sena , com seis dezenas, custa R$ 4,50.

Na última quinta (27), pela primeira vez no ano, o prêmio máximo da Mega saiu. Duas apostas diviram a bolada histórica de R$ 211,6 mihões, sendo uma delas um bolão com mais de 35 participantes. As apostas vencedoras são de Rio Branco (AC) e Fortaleza (CE). A arrecadação superou a previsão da Caixa Econômica Federal, que era de R$ 200 milhões, o que fez a premiação ser de R$ 211.652.717,75.

Como funciona

O concurso é realizado pela Caixa Econômica Federal e pode pagar milhões ao sortudo que acertar as seis dezenas. Os sorteios ocorrem ao menos duas vezes por semana – normalmente, às quartas-feiras e aos sábados. O apostador também pode ganhar prêmios com valor mais baixo caso acerte quatro ou cinco números, as chamadas Quadra e Quina, respectivamente.

Veja Mais:  Em semana especial, Mega-Sena sorteia R$ 35 milhões nesta quinta-feira

Na hora de jogar, o apostador pode escolher os números ou tentar a sorte com a Surpresinha – nesse modelo, o sistema escolhe automaticamente as dezenas que serão jogadas. Outra opção é manter a mesma aposta por dois, quatro ou até oito sorteios consecutivos, a chamada Teimosinha.

Premiação

Os prêmios iniciais costumam ser de aproximadamente R$ 3 milhões para quem acerta as seis dezenas. O valor vai acumulando a cada concurso sem vencedor. Também é possível ganhar prêmios ao acertar quatro ou cinco números dentre os 60 disponíveis no volante de apostas. Para isso, é preciso marcar de seis a 15 números do volante.

Leia também: Dinheiro da aposta não serve só para premiar: quem ganha com recurso da loteria?

O prêmio bruto da Mega-Sena corresponde a 43,35% da arrecadação. Deste valor:

  • 35% são distribuídos entre os acertadores dos seis números sorteados;
  • 19% entre os acertadores de cinco números (Quina);
  • 19% entre os acertadores de quatro números (Quadra);
  • 22% ficam acumulados e distribuídos aos acertadores dos seis números nos concursos de final zero ou cinco; e
  • 5% ficam acumulado para a primeira faixa (Sena) do último concurso do ano de final zero ou cinco.

Comentários Facebook
Continue lendo

Economia

Empresa usa currículos de candidatos para embalar produtos em Rondônia

Publicado


source

Uma loja de bijuterias e artigos de decoração em Rondônia gerou repercussão na internet nesta semana após uma cliente ter relatado que comprou peças de vidro no estabelecimento e, ao chegar em sua casa, notou que os produtos foram embalados com currículos deixados na empresa por pessoas que estão à procura de emprego em Porto Velho. As informações foram divulgadas na última quinta-feira (27) pelo portal G1 Rondônia.

São Paulo recebe primeira usina solar de energia sustentável

A cliente da loja então reclamou na internet, publicando uma foto dos currículos embrulhados em sua compra. O caso ganhou repercussão nas redes sociais.

Post de revolta da cliente arrow-options
Divulgação/Instagram

Post de revolta da cliente


A mulher escreveu: “Total falta de respeito e noção. Tem gente que pega grana emprestada pra imprimir e entregar o currículo, ou às vezes anda a pé por quilômetros para entregar o currículo, aí vem uma pessoa e faz isso. Revoltante!!!”

A loja “Patricinha Fashion” informou por meio de nota que p uso de currículos no embalo de produtos não é uma prática ensinada aos seus funcionários.

“Pedimos sinceras desculpas pelo terrível incidente. Trata-se de um fato pontual”, afirmou a empresa.

Ver essa foto no Instagram

?Nota de esclarecimento .

Uma publicação compartilhada por ☝️ Assistam os stories (@lojaspatricinhafashion) em 26 de Fev, 2020 às 3:22 PST


Além disso, a loja comunica que nenhum dos colaboradores de Porto Velho foi prejudicado por conta do ato.

Comentários Facebook
Veja Mais:  Febraban vai agilizar pagamentos dos planos Bresser, Verão e Collor 2
Continue lendo

Economia

São Paulo recebe primeira usina solar de energia sustentável

Publicado


source
Usina solar foi contruída na represa Billings arrow-options
Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente/Divulgação

Usina solar foi contruída na represa Billings

A cidade de São Paulo recebeu sua primeira usina solar flutuante . Instalada na represa Billings, a usina conta com 100 kilowatts de potência e ocupa uma área de mil metros quadrados. O intuito é utilizar a radiação solar como fonte de energia elétrica, visando ampliar o uso de fontes alternativas e sustentáveis na geração de eletricidade.

Veja também: CDHU é responsabilizada por trabalho escravo no interior de São Paulo 

A usina está em fase piloto e deve funcionar em regime de testes pelo período de 90 dias. Para a viabilização do projeto, houve um investimento de R$ 450 mil em equipamentos por parte da Empresa Metropolitana de Águas e Energia (EMAE) em parceria com a empresa Sunlution Soluções em Energia Ltda.

Em um primeiro momento, a ideia é que a planta gere energia para alimentar um dos escritórios da EMAE. “É preciso buscar alternativas em parceria com a iniciativa privada e com a população a fim de mudarmos nossos hábitos e investirmos no desenvolvimento sustentável”, justificou Marcos Penido, secretário da Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente

Veja mais: Novas alíquotas impostas pela reforma da Previdência entram em vigor domingo

Caso a experiência demonstre viabilidade a esse tipo de fonte, uma nova chamada pública será aberta para a implantação de usinas semelhantes nas represas Billings e Guarapiranga.

Veja Mais:  Previdência: Onyx diz que governo pode apresentar capitalização separada

Comentários Facebook
Continue lendo

Câmara Municipal de Rondonópolis

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana