conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Nacional

Atender população de rua no país é desafio para o Brasil, diz comissão da OEA

Publicado


População de rua cresceu no Brasil nos últimos anos
Rovena Rosa/Agência Brasil – 26.5.2017

População de rua cresceu no Brasil nos últimos anos

A grande população de rua no Brasil é um desafio para o Brasil, disse nesta quinta-feira (8) a vice-presidente da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) da Organização dos Estados Americanos (OEA), Esmeralda Arosemena.

Leia também: Presidente do PSL questiona isenção da Organização dos Estados Americanos

Nesta quinta-feora, Esmeralda participou de um encontro com representantes de diversos movimentos que reúnem ou oferecem assistência à população de rua .

“O Brasil tem vulnerabilidades específicas pela grande quantidade de pessoas. As cidades muito grandes também têm grandes problemas. As respostas para um grupo de 50 pessoas não são comparáveis às destinadas a grupos de 100 mil ou 10 mil pessoas. Esta é uma condição muito particular da população de rua no Brasil”, disse Esmeralda.

O coordenador da Pastoral do Povo de Rua, padre Julio Lancellotti, estimou o número de moradores de rua no país. “É evidente de que temos hoje mais de 20 mil”, disse Lancellotti ao mencionar, por exemplo, que somente a organização que cuida do programa Consultório da Rua tem mais de 9 mil pessoas no seu cadastro. “Aumentou o número de mulheres, de mulheres com crianças e também o número de despejos”.

Lancellotti criticou a decisão do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), anunciada em setembro, de não contabilizar no Censo de 2020 as pessoas que vivem nas ruas.

Veja Mais:  Candidatos arrecadam R$ 109,2 milhões nas primeiras duas semanas de campanha

“Há metodologia própria para isso. Não faz porque não quer, porque não tem interesse político de perceber que essa população aumenta como resposta e como consequência da política econômica e social que o Brasil tem implementado”, afirmou.

Leia também: Pela primeira vez, missão da OEA acompanhará eleições no Brasil

Segundo o padre, sem essa contabilidade, há o risco de que as políticas oferecidas a essa população não sejam eficazes.

Quando anunciou a decisão, o IBGE justificou que a coleta de dados sobre quem não tem domicílio fixo é especialmente difícil devido às dimensões do país. “Nossas pesquisas consideram apenas domicílios permanentes, e identificar pessoas em situação de rua exige um grande esforço de mobilização, em particular em países com grandes territórios, como o Brasil”, alegou o instituto.

Esmeralda Arosemena defendeu o foco em políticas públicas que ofereçam soluções permanentes e não apenas amenizem problemas emergenciais. “”Necessitamos de respostas com dignidade. Não é a sacola de comida para um dia, ou um espaço para passar uma noite – essas são respostas momentâneas. As respostas têm que ser permanentes.”

Por isso, ela considera fundamental pensar em formas de garantir moradia para as pessoas que atualmente dormem nas calçadas das grandes cidades. “Não é verdade que as pessoas querem viver nas ruas. As pessoas necessitam de moradia. Porque, quando você tem moradia, consolida os outros direitos. Então, o chamado, a reposta que esse grupo necessita deve ser com uma visão integral da sua condição como pessoa”, acrescentou.

Veja Mais:  Comunicação põe ministro da Secretaria de Governo como “novo alvo” do Planalto

A força do Movimento Nacional da População e Situação de Rua foi, por outro lado, algo que impressionou positivamente a vice-presidente da Comissão Interamericana de Direitos Humanos.

O encontro foi realizado em um espaço cedido pela prefeitura para atividades da organização no bairro da Bela Vista. “Para mim, o mais importante deste encontro hoje é saber que tem uma força neste movimento de solidariedade com as pessoas”, disse ela.

A visita de Esmeralda Arosemena faz parte da agenda da CIDH no Brasil, iniciada na última segunda-feira (5), com previsão de uma série de encontros em diversas partes do país sobre a população de rua . Um relatório preliminar sobre a missão no Brasil deve ser divulgado em 12 de novembro.

* Com Agência Brasil

Leia também: Defesa de Lula recorre à missão da OEA por direito de ter ex-presidente na TV

Comentários Facebook

Nacional

Bolsonaro volta a acusar ONGs por queimadas na Amazônia: “Maior suspeita”

Publicado

source
Bolsonaro arrow-options
Leonardo Prado/Agência Câmara

Bolsonaro volta a acusar ONGs por queimadas na Amazônia: “Maior suspeita”

O presidente Jair Bolsonaro voltou a atacar ONGsnesta quinta-feira, repetindo que elas são as principais suspeitas de estarem por trás de queimadas naAmazônia . Bolsonaro admitiu que não tem provas disso e ressaltou que “todo mundo é suspeito”.

Leia também: Moro autoriza uso da Força Nacional em cinco estados

“Pode, pode ser fazendeiro, pode. Todo mundo é suspeito, mas a maior suspeita vem de ONGs”, disse Bolsonaro , na saída do Palácio da Alvorada, ao ser questionado se fazendeiros também podiam ser responsáveis.

Segundo o presidente, “não se tem prova disso”, porque é preciso prender os responsáveis em flagrante.

“Não se tem prova disso, meu Deus do céu. Ninguém escreve isso, vou queimar lá, não existe isso. Se você não pegar em flagrante quem está queimando e buscar quem mandou fazer isso”, explicou Bolsonaro.

Para o presidente, um “indício fortíssimo” de que ONGs são as responsáveis é que elas perderam financiamento.

“As ONGs perderam o dinheiro que vinha da Noruega e da Alemanha. Estão desempregados. Tem que fazer o quê? Tentar me derrubar. É o que sobra (para eles) . Nada além disso”, disse, acrescentando mais tarde: “É, no meu entender, um indício fortíssimo que esse pessoal da ONG perdeu a teta deles. É simples.”

O presidente considera que as imagens indicam que a mesma pessoa que colocou fogo filmou a cena, mas não explicou a relação com ONGs:

Veja Mais:  Após declaração racista, aluno do Mackenzie se desculpa: “foi uma fala infeliz”

“Vocês querem prova que estão queimando a Amazônia ? Vou falar uma prova aqui para vocês, que vai sair completamente distorcida amanhã na imprensa. Em uma das imagens, a pessoa de carro, está queimando a rodovia de carro todinha. O fogo exatamente da mesma altura. Típico de queimadas feitas como? O cara com a bicicleta, ou motocicleta, uma vara e uma câmera, queimando, pingando aquilo na beira da pista”, afirmou.

Leia também: ACM Neto nega conversas sobre possível fusão entre DEM e PSDB

Bolsonaro mostrou preocupação com a possibilidade de países estrangeiros imporem barreiras comerciais ao Brasil: “Se o mundo lá fora começar a impor barreiras comerciais, o nosso agronegócio começa a dar para dar trás, a economia começa a piorar.”

Fonte: IG Nacional
Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

Moro autoriza uso da Força Nacional em cinco estados

Publicado

source
Moro arrow-options
Isaac Amorim/MJSP – 8.8.19

Sergio Moro assinou portaria nesta segunda-feira

O Programa Nacional de Enfrentamento à Criminalidade Violenta (projeto Em Frente Brasil) terá o apoio da Força Nacional de Segurança Pública nas ações de combate ao crime nos estados de Goiás, Pernambuco, do Pará, Espírito Santo e Paraná.

Leia também: Justiça arquiva ação para impedir que Eduardo Bolsonaro seja nomeado embaixador

As portarias assinadas pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro , autorizando a medida estão publicadas no Diário Oficial da União desta quinta-feira (22). As equipes deverão atuar nas capitais e cidades da região metropolitana.

Por um período de 120 dias, a contar do dia 30 de agosto e podendo ser prorrogado, os militares da Força Nacional vão apoiar as ações de policiamento ostensivo, preservação da ordem pública e da segurança do cidadão e do patrimônio.

De acordo com a portaria, o contingente de militares a ser disponibilizado obedecerá ao planejamento definido pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, cabendo aos estados e municípios dispor da infraestrutura necessária à Força Nacional.

Fonte: IG Nacional
Comentários Facebook
Veja Mais:  Grafites em homenagem a Marielle Franco são vandalizados no Rio de Janeiro
Continue lendo

Nacional

Peixe de duas bocas é fotografado e divide opiniões na internet

Publicado

source
Peixe com duas bocas arrow-options
Knotty Boys Fishing / Facebook

Peixe com duas bocas foi pescado em lago nos Estados Unidos

Um peixe com duas bocas foi capturado no Lago Champlain, em Nova York, e dividiu a internet ao longo da semana. Debbie Geddes estava pescando com o marido quando teve uma grande surpresa ao se deparar com o animal. 

“Quando esse peixe pegou a isca eu senti que tinha capturado um bom peixe. Quando o coloquei no barco eu não acreditei no que estava acontecendo! Duas bocas! E mesmo com duas bocas ele estava saudável. Foi incrível”, afirmou a mulher em entrevista ao canal norte-americano Fox News. 

Leia também: Cachorro alado? Conheça o morcego gigante que parece com um cão 

Segundo ela, eles só registraram algumas imagens e colocaram o peixe de volta na água. As fotos foram rapidamente publicadas em redes sociais de um grupo de pesca do amigo de Debbie e receberam mais de seis mil compartilhamentos em alguns dias. 

Especulação e opiniões diversas sobre qual espécie de peixe era aquela dividiram a internet, gerando palpites sobre o que teria causado a “ mutação ” no animal. Não há resposta oficial sobre o assunto. “As teorias do público são interessantes. Eu, pessoalmente, acredito que isso pode ter sido causado por algum ferimento”, afirmou Debbie. 

Adam Facteau, amigo responsável pela publicação nas redes, porém, não está convencido dessa ideia. “Eu acho que todos têm uma opinião, o que deixa a discussão ainda mais interessante”, disse 

Veja Mais:  Sargento preso com 39 kg de cocaína em avião da FAB tem habeas corpus negado

Fonte: IG Nacional
Comentários Facebook
Continue lendo

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana