conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Nacional

Bolsonaro anuncia Gustavo Canuto para o Ministério do Desenvolvimento Regional

Publicado

Presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), anuncia o servidor público de carreira Gustavo Canuto para o futuro novo Ministério do Desenvolvimento Regional
Reprodução
Presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), anuncia o servidor público de carreira Gustavo Canuto para o futuro novo Ministério do Desenvolvimento Regional

O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), anunciou na tarde desta quarta-feira (28) que o ex-ministro do Planejamento Gustavo Henrique Rigodanzo Canuto será o futuro ministro do Desenvolvimento Regional, pasta que será criada no futuro governo e que deverá aglutinar os atuais ministérios das Cidades e da Integração Nacional.

O anúncio foi feito através da conta oficial de Bolsonaro pelo Twitter, como ocorreu com a maioria dos demais 16 nomes anunciados para compor a futura equipe ministerial do presidente eleito.

Atualmente, Gustavo Henrique Rigodanzo Canuto é secretário-geral da pasta da Integração Nacional. Antes, ele já chegou a ser chefe de gabinete do governador eleito do Pará, Helder Barbalho (MDB) quando este respondia pela pasta no governo do atual presidente Michel Temer.

O futuro Ministério do Desenvolvimento Regional que será administrada pela mais nova indicação de Bolsonaro deverá ter um dos maiores orçamentos do governo federal, pelo menos até finalizar o processo de redistribuição das verbas públicas federais direto aos próprios municípios, conforme prometeu o presidente eleito, ainda durante a campanha, quando citava o mote “menos Brasília e mais Brasil”.

Veja Mais:  Dallagnol trocou informações com relator da Lava Jato no TRF4, apontam mensagens

Dessa forma, Canuto deverá dar início imediatamente às reuniões da equipe do governo de transição com seus dois “antecessores”: os atuais ministros das Cidades, Alexandre Baldy, e da Integração Nacional, Antônio de Pádua de Deus Andrade.

Servidor de carreira Gustavo Henrique Rigodanzo Canuto será o novo ministro do Desenvolvimento Regional
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil/CP
Servidor de carreira Gustavo Henrique Rigodanzo Canuto será o novo ministro do Desenvolvimento Regional

Também segundo o comunicado do presidente eleito, Gustavo Canuto é servidor efetivo do Ministério do Planejamento com ampla experiência e, de acordo com o site do próprio Ministério da Integração Nacional, ele não tem filiação partidária.

Formado em engenhaira da computação pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e em direito pelo Centro Universitário de Brasília (UniCeub), Canuto também já trabalhou na Secretaria de Aviação Civil, na Secretaria Geral da Presidência da República e na Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

Antes mesmo dessa indicação, o futuro presidente já tinha admitido que não cumprirá a promessa de campanha de reduzir o número de ministério dos atuais 29, para “algo em torno de 15”.

Ontem, Bolsonaro declarou que o número de pastas “não vai chegar a 20 não, tá? 20 [ministérios] no máximo ali”, disse ele antes de explicar que “a gente vai vendo, por uma questão de governabildiade até, que nós não podemos sobrecarregar demais uma pessoa num ministério, então refizemos alguma coisa e, no meu entender, [teremos] metade do que temos atualmente com toda a certeza”, resumiu.

Veja Mais:  Bolsonaro sugere reeleição: “Lá na frente, todos votarão (em mim), certeza”

De acordo com o desenho da Esplanada dos Ministérios que vai se apresentando conforme os anúncios são feitos por Bolsonaro, a expectativa é que o futuro governo tenha 21 ou 22 pastas, restando anunciar, além dos 16 nomes já confirmados, os novos ministros da Cidadania (pasta que vai englobar os atuais ministérios da Cultura, dos Esportes, e do Desenvolvimento Social), das Minas e Energia, do Meio Ambiente e do Turismo.

Além disso, Bolsonaro declarou que está estudando a possibilidade de criar o Ministério das Mulheres, a pedido da bancada das mulheres na Câmara dos Deputados. De qualquer forma, os nomes confirmados para compor a futura equipe ministerial de Bolsonaro, por enquanto, são:

Veja Mais:  Primeiro projeto levado à Câmara em 2019 pede bíblia como patrimônio nacional

Bolsonaro também anunciou o nome do advogado André Luis de Almeida Mendonça  como chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República , mas ainda não definiu se a pasta terá status de ministério.

Comentários Facebook

Nacional

Tiririca gasta R$ 70 mil de dinheiro público com viagens ao Ceará

Publicado

source
Tiririca falando no microfone da Câmara dos Deputados arrow-options
Câmara dos Deputados
Tiririca usou dinheiro público para visitar conterrâneos no Ceará

O deputado federal Tiririca (PL-SP) já gastou R$ 70 mil de dinheiro público desde o começo do ano em viagens ao Ceará para visitar seus conterrâneos, mostra uma reportagem do Congresso em Foco . De acordo com o regimento interno da Casa, o uso da verba é permitido somente para os parlamentares manterem proximidade com suas bases eleitorais, que no caso de Tiririca seria São Paulo , para viajar e atender compromissos relacionados ao cargo.

Tiririca é nascido no Ceará e, segundo a reportagem, ele fez o trajeto entre Brasília e Ceará 70 vezes e só voou uma vez para São Paulo.

Leia também: Pior que tá não fica? “Governo Bolsonaro pode ser o pior de todos”, diz Tiririca

Como se não bastassem as viagens feitas pelo próprio deputado, Tiririca ainda usou o dinheiro para levar três de seus assessores. Junto com as passagens dele, o valor chega a 142,9 mil para os cofres públicos desde o começo do ano.

Atualmente Tiririca cumpre seu terceiro mandato na Câmara. Ele foi eleito pela primeira vez em 2010 com um total de 1,3 milhão de votos, sendo o mais votado naquele ano. Em 2014,  foi novamente eleito com mais de 1 milhão de votos e ficou na segunda posição dos mais votados. No ano passado ele recebeu 445 mil votos.

Veja Mais:  General Heleno diz que aproximação de Bolsonaro com o DEM é “mera circunstância”

Fonte: IG Política
Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

Eduardo Bolsonaro compara armas e Trump a sigla LGBT

Publicado

source
Eduardo Bolsonaro arrow-options
Foto: Reprodução/Twitter
Para ele, a camiseta mostra que “o conceito de LGBT foi atualizado com sucesso”

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) publicou neste domingo (13) em suas redes sociais uma foto na qual ironiza a sigla LGBT e exalta a figura do presidente norte-americano Donald Trump.

A sigla, que agrega Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros, passou a ser associada por Liberdade, Armas, Bolsonaro e Trump. Para ele, a camiseta mostra que “o conceito de LGBT foi atualizado com sucesso”.

A deputada federal Bia Kicis publicou um vídeo em que mostra o deputado, seu companheiro de partido, usando a camiseta e no qual explica a “atualização do conceito”.

Leia também: PSL deve livrar Eduardo Bolsonaro de punição em meio à crise partidária

Único parlamentar declaradamente gay na Câmara dos Deputados, David Miranda (Psol-RJ) reagiu indignado ao post de Eduardo Bolsonaro no Twitter. “Não podemos admitir essa atitude de afronta e deboche aos LGBTIs, principalmente vindo de um parlamentar filho do presidente do país, que tem pretensões de ser representante do Brasil nos Estados Unidos”, disse Miranda.

Leia também: ‘Não sou da família real’, diz Eduardo Bolsonaro sobre críticas de Major Olimpio

Para Miranda, a fotografia do parlamentar do PSL é mais um gesto de subserviência da família Bolsonaro aos Estados Unidos. “Além do mais, é incrível como essa família continua bajulando Trump mesmo depois de o Brasil ter sido preterido na OCDE, é o verdadeiro complexo de vira-latas. Vou me pronunciar na Câmara dos Deputados e exigir respeito”, concluiu o deputado do PSOL.

Veja Mais:  General Heleno diz que aproximação de Bolsonaro com o DEM é “mera circunstância”

Vale lembrar que Eduardo foi indicado pelo pai presidente da República para ocupar o posto de embaixador do Brasil nos Estados Unidos. 

Fonte: IG Política
Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

Bolsonaro destaca ações do governo federal neste mês de outubro

Publicado

source

Agência Brasil

homem segurando celular arrow-options
Reprodução/Twitter
bolsonaro twittando



O presidente Jair Bolsonaro, pelo Twitter, destacou na manhã de hoje (13), uma série de ações do governo anunciadas neste mês. Ao todo, Bolsonaro enumerou 23 pontos que considera positivos que ocorreram até a segunda semana de outubro. 

Entre as ações, Bolsonaro citou a redução de crimes, a deflação de 0,04% em setembro, a sanção do novo marco das telecomunicações  e o anúncio do aumento do limite para compras em free shops. 

O presidente citou ainda o lançamento do programa Novos Caminhos pelo Ministério da ´Educação que pretende criar 1,5 milhão de matrículas na educação profissional. “Faculdade é fundamental, contudo o ensino técnico é o motor para o retorno do dinheiro do contribuinte de forma rápida e eficaz”, comentou. 

Agenda

Ontem (12), Bolsonaro viajou para Aparecida (SP) onde participou de missa alusiva ao Dia de Nossa Senhora Aparecida, celebrada pelo arcebispo metropolitano de Aparecida, dom Orlando Brandes. 

O presidente está em Brasília e não tem previsão de compromissos oficiais neste domingo.

Fonte: IG Política
Comentários Facebook
Veja Mais:  Homem é preso ao se passar por vítima de Brumadinho para ganhar doação da Vale
Continue lendo

Câmara Municipal de Rondonópolis

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana