conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Policial

Bope ganha reforço de cinco policiais militares com técnicas de operações especiais

Publicado

Os cinco novos cateanos estão aptos a atuar em operações especiais da Policia Militar

Os cinco novos cateanos estão aptos a atuar em operações especiais da Policia Militar – Foto por: Sd Wagner/PMMT

Cinco policiais militares receberam na noite desta segunda-feira (11.06), em evento realizado no quartel do Batalhão de Operações Especial da Polícia Militar (Bope), o brevê de operações especial. A entrega do distintivo oficializa a conclusão do 6º Curso de Operações Táticas Especiais (Cate) e os habilita à integrar a ‘tropa de elite’ da Polícia Militar mato-grossense.

A solenidade foi presidida pelo comandante-geral da Polícia Militar, coronel Jonildo Jose de Assis, e contou com a presença de outras autoridades civis e militares, entre as quais o secretário adjunto de Integração Operacional da Secretaria de Segurança Pública (Sesp), coronel Victor Paulo Fortes Pereira, além de familiares dos formandos.

Durante 50 dias, em período integral, os policiais tiveram aulas teóricas e práticas sobre a história e as técnicas operacionais rurais e urbanas utilizadas pelas unidades especializadas no atendimento de ocorrências de maior complexidade como assalto a banco, sequestro, roubo com reféns, e outras.

Entre os cinco formandos está o soldado Eduardo Moreira Lauriano, de 25 anos, primeiro colocado ou, como se diz na linguagem militar, o “zero 1” da turma. Com três anos de carreira militar, Lauriano conta que está realizando seu sonho de infância de ser policial militar do Bope.

O comandante da PM, coronel Assis, homenageou o soldado Lauriano, primeiro colocado no curso(Foto – Sd Wagner/PMMT)

Nascido em General Carneiro, cidade do interior mato-grossense localizada a 442 quilômetros de Cuiabá, assim que ingressou na PM, em 2015, Lauriano candidatou-se ao curso da Rotam, também unidade especializada, onde serviu até a aprovação na seleção do Bope.

Veja Mais:  Jovem morre afogado após cair de jet ski em lago em Juscimeira-MT

Desde quando era criança, relembra, tinha sua profissão definida: seria militar do Bope, assim como o filho da família vizinha que deixou General Carneiro e veio para capital. “Todos na cidade se orgulham dele, o admiram e o respeitam”, reforça. O policial que o inspirou hoje é sargento no Bope e atua no Serviço de Inteligência.

Sonho realizado? Em parte, diz, Lauriano. Ele quer continuar estudando, fazendo outros cursos especializados no Bope. “Não me vejo em outro lugar. Não foi fácil e sei que nunca será, cada dia é uma superação, mas também aprendi a nunca desistir”, completa, fazendo referência ao Curso de Operações Técnicas.

Após a entrega dos brevês, o coronel Assis, que também é da ‘Tropa de Elite’, um “caveira”, como se denominam os integrantes do Bope, unidade que ele já comandou, lembrou aos formados que “a partir dessa data nada será como antes. Estão prontos para superar toda e qualquer dificuldade”.

Além de parabeniza-los, Assis também os alertou dizendo que agora fazem parte de uma unidade onde a busca pelo conhecimento tático operacional é constante, um hábito, assim como ser acionado fora de hora e permanecer por longos dias em ação ininterrupta.

História do Bope

Atualmente comandado pelo tenente-coronel Ronaldo Roque da Silva, um oficial que há 12 anos se dedica a essa unidade, o Bope tem um efetivo de 120 policiais.

Veja Mais:  Polícia Civil forma 24 profissionais de Segurança Pública no 2º Curso de Operações Policiais

Criado em 1988, o Batalhão Especial é uma referência no combate e repressão aos crimes de maior potencial ofensivo – roubo a bancos, tráfico de drogas, assaltos com reféns, e ações com uso de artefato explosivo, entre outros. É uma das unidades que compõem o Comando de Policiamento Especializado (Cesp), da Polícia Militar.

Além de combater a criminalidade o Bope atua no social, na prevenção primária. O Batalhão mantém o ‘Judô Bope’, projeto que atende 350 crianças e jovens (a partir dos 4 anos).

Os formandos chegam em grande estilo no pátio do Bope para receber o brevê de operações especiais(Sd Elias – PMMT) 

 

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
publicidade

Policial

Mato Grosso registra 36 feminicídios entre janeiro e setembro de 2019

Publicado

Nara Assis | Sesp-MT

Entre janeiro e setembro de 2019 foram registrados em Mato Grosso 36 casos de feminicídio. Segundo o levantamento feito pela Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal (CEAC) da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), houve um aumento de 5,8% em relação ao mesmo período de 2018, quando foram contabilizadas 34 ocorrências.

Os dados de feminicídio são fechados trimestralmente, por conta da necessidade de investigação prévia para definição da motivação do crime de homicídio. Além disso, a Sesp-MT também faz o levantamento anual dos dados. No ano passado, de janeiro a dezembro, houve 42 feminicídios no Estado.

O feminicídio é uma qualificadora da categoria de crime contra a vida nos casos em que o homicídio de mulheres é motivado por violência doméstica ou discriminação de gênero. A Sesp-MT acompanha os casos de feminicídios a partir dos dados enviados pelas unidades de apuração da Polícia Judiciária Civil (PJC-MT). É importante ressaltar que os dados fechados trimestralmente são passíveis de alteração, uma vez que a investigação do crime é complexa e a consolidação da motivação pode exigir extensão de prazo e envio posterior.

Todas as motivações

A CEAC também fechou os dados de homicídios de vítimas femininas registrados em Mato Grosso entre os meses de janeiro e outubro de 2019, e que envolvem todas as motivações. Neste caso, foram contabilizadas 70 mortes de mulheres de todas as idades. O número é o mesmo registrado nos mesmos períodos de 2018 e de 2017.

Veja Mais:  Polícia Civil forma 24 profissionais de Segurança Pública no 2º Curso de Operações Policiais

A motivação passional continua liderando os casos, com 40%. Em seguida, estão os casos a apurar, com 27%, seguidos por “envolvimento com drogas” (14%); rixa (7%) e vingança (7%); pedofilia (2%) e álcool (2%); e por último, ambição (1%).

A sexta-feira foi o dia da semana com maior número de homicídios envolvendo vítimas femininas: 15. Em seguida, estão os seguintes dias da semana: quinta-feira (13), sábado (11), domingo (9), segunda-feira (8), quarta-feira (8), terça-feira (6).

Por faixa etária, as vítimas femininas predominantes (18) tinham entre 36 e 45 anos de idade; 13 possuíam de 18 a 24 anos de idade; 8 entre 30 e 35 anos; 8 de 46 a 59 anos; 7 entre 25 e 29 anos de idade; 7 de 12 a 17 anos; 5 acima de 60 anos; 3 entre zero e 11 anos; e uma com idade não informada.

O levantamento demonstrou ainda que 34% dos homicídios de mulheres foram cometidos com utilização de arma de fogo; 29% com arma cortante ou perfurante; 12% por força muscular; 7% com arma contundente; 1% por veneno; e em 17% dos casos foram empregados outros meios.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Suspeitos são detidos vendendo televisões furtadas em Chapada dos Guimarães

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Três pessoas, entre elas um menor de idade, foram detidas pela Polícia Judiciária Civil de Chapada dos Guimarães (67 km ao Norte de Cuiabá), na terça-feira (19.11), após serem flagrados comercializando aparelhos de TV furtados. O trabalho investigativo resultou na recuperação de 09 televisores furtados no muncípio.

Os suspeitos, R.S.B. e E.L.S.L., foram autuados em flagrante pelos crimes de receptação e corrupção de menores.

No momento da abordagem, E.L.S.L. se apresentou com nome falso e também foi autuado pelo crime de falsa identidade. O adolescente, L.V.C.S., 17, responderá pelo ato infracional análogo a receptação.

A prisão dos suspeitos aconteceu após os policiais de Chapada dos Guimarães receberem denúncia de que três pessoas estavam comercializando quatro televisores, produtos de furto, no campo de futebol, no bairro São Sebastião.

No local, os policiais confirmaram a veracidade da denúncia, flagrando o trio comercializando as televisões pelo valor de R$ 500 cada. Durante a abordagem policial, um dos suspeitos que não portava documentos apresentou nome falso, tentando se passar por menor de idade.

Em checagem no sistema, foi constatado o verdadeiro nome da vítima. Diante das evidências, os suspeitos foram conduzidos a Delegacia de Chapada dos Guimarães onde após serem interrogados foi lavrado o flagrante.

Dias antes da prisão dos suspeitos, a equipe da Polícia Civil já havia recuperado outros três televisores durante investigações de furtos ocorridos no município. Em outra ação realizada, na quarta-feira (20), os policiais recuperaram mais dois aparelhos furtados, totalizando 09 televisores recuperados nos últimos dias.

Veja Mais:  Polícia Civil prende quatro suspeitos da morte de ex-jogador

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Polícia Civil prende mais um integrante de quadrilha especializada em furto de gado

Publicado

Assessoria/PJC-MT 

O sexto integrante de uma quadrilha de furto de gado cometido no município de Barra do Garças (509 km a Leste de Cuiabá), foi preso na tarde de quarta-feira (20.11), no estado de Goiás, em continuidade da operação “Boi Bandido 2”, deflagrada no início desta semana.

Com mandado de prisão preventiva que estava em aberto, P.A.S. de 19 anos, é acusado de abigeato e associação criminosa. O foragido foi localizado na cidade de Abadia de Goiás (GO), após trabalho da Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso com apoio da Polícia Civil goiana.

O suspeito foi identificado nas investigações da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Barra do Garças como um dos envolvidos no crime praticado em uma propriedade agrícola na zona rural do município, no dia 21 de outubro.

A ação para prisão do jovem foi deflagrada pelos policiais civis do Denarc de Goiás, após informações repassadas pela Derf.

Conforme o delegado que conduz as investigações, Nelder Pereira Martins, com a prisão de P.A.S. são seis os presos responsáveis pelo furto apurado.“O inquérito deverá ser concluído em dez dias, porém as diligências continuam para identificar e prender outros possíveis participantes do grupo criminoso”, destacou o delegado.

Investigações

As provas colhidas durante a investigação trouxeram evidências de que os suspeitos compunham uma quadrilha de furto de gado, com crimes reiterados e modus operandi similar na prática criminal. Dentre os suspeitos identificados, está um funcionário da propriedade. O delegado Nelder Martins representou pelos pedidos de prisões dos envolvidos, inclusive dos que foram detidos em flagrante na ocasião do furto.

Veja Mais:  Após matar jovem em festa Policial Militar de MT é preso em Rondônia

Os mandados de buscas e apreensões foram cumpridos na segunda-feira (18.11) em uma fazenda onde foram localizadas as reses e em comércios suspeitos da venda de gado abatido clandestinamente. Foram apreendidos também veículos dos suspeitos do crime, sendo duas caminhonetes e dois veículos de passeio.

Nas residências dos suspeitos, os policiais apreenderam outros materiais como duas armas de fogo (um revólver e uma espingarda calibres 38); R$ 14 mil em espécie, não declarados e sem comprovação da origem; mais de R$ 20 mil em cheques e documentos diversos.

Em 21 de outubro, 41 cabeças de gado bovino foram furtadas da Agropecuária de Barra do Garças S.A. e recuperadas pela Polícia Civil com apoio da Polícia Militar, poucas horas após o crime. Na ocasião, os autores usaram um veículo tipo caminhão para o transporte dos animais.

O rebanho confinado foi localizado na Fazenda Jatobá.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Câmara Municipal de Rondonópolis

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana