conecte-se conosco


Esportes

Brasil faz história no Mundial e fica em 6º no trampolim sincronizado feminino

Publicado


Seleção brasileira ficou em 6º no sincronizado feminino do Mundial de Ginástica de Trampolim
Ricardo Bufolin/CBG

Seleção brasileira ficou em 6º no sincronizado feminino do Mundial de Ginástica de Trampolim

O Brasil conseguiu um feito inédito no 33º Campeonato Mundial de Ginástica de Trampolim, que está sendo realizado em São Petersburgo (Rússia). Na competição de trampolim sincronizado, a dupla feminina formada por Camilla Gomes e Alice Gomes ficou em sexto lugar na final disputada nesta sexta-feira.

Leia também:  Seleção Brasileira de ginástica artística assina documento contra assédio

O ouro na ginástica de trampolim sincronizado ficou com o Japão (48.340), seguido do Canadá e do México. O Brasil atingiu a pontuação de 18.050. Foi a primeira vez que o país disputou uma final no mundial da modalidade.

Na quinta-feira quando a dupla se classificou para a final da prova do trampolim sincronizado foi a primeira vez na história que uma equipe brasileira tinha chegado nessa fase da competição. Durante a qualificatória, Camilla Gomes e Alice Gomes ficaram em oitavo lugar.

Além das meninas que disputaram a final, o Brasil contou com outra dupla na classificatória, formada por Ingrid Maior e Lorrane Sampaio, mas elas terminaram em 15º lugar e não passaram para a final.

Leia também:  Em busca do 100º título, Federer surpreende em treino para o ATP Finals

Ontem após a classificação das meninas, a treinadora e coordenadora das seleções de trampolim, Tatiana Figueiredo, falou sobre o feito “Elas são atletas muito competitivas e tem séries livres fortes, tanto no trampolim sincronizado como no trampolim individual. Elas estão confiantes e muito motivadas para as finais e semifinais do individual”, disse Tatiana.

Veja Mais:  Volta de Neymar ao Barcelona é aprovada por diretoria, elenco e torcida do clube

Na categoria trampolim sincronizado masculino, o pódio foi formado pela Bielorússia em primeiro, França em segundo e Austrália em terceiro. O mundial tem quatro modalidades: individual, sincronizado, duplo mini-trampolim e tumbling.

Ao todo, a seleção do Brasil levou dez pessoas para o Mundial na Rússia, além dos seis atletas foram dois treinadores, um fisioterapeuta e o chefe da delegação, Sandro Moraes Dias. O evento começou no último dia 07 de novembro e vai até o dia 10 de novembro.

Leia também:  Equipes feminina e masculina do Brasil levam ouro no Mundial Militar de Judô

No último dia de provas, o Mundial de Ginástica de Trampolim receberá as semifinais e finais do trampolim individual feminino e masculino. Camilla Gomes e Alice Gomes voltam ao ginásio as 8h30 para competirem no individual. Essa também é uma marca inédita para o país.

Comentários Facebook
publicidade

Esportes

Inquérito do caso Daniel é encerrado com 370 páginas e sete pessoas indiciadas

Publicado


Daniel mandou fotos ao lado de Crtistiana Brittes logo após gravar um áudio para amigo
Reprodução

Daniel mandou fotos ao lado de Crtistiana Brittes logo após gravar um áudio para amigo

A investigação sobre a morte do jogador Daniel, de 24 anos de idade e que estava emprestado pelo São Paulo ao São Bento, foi concluída pela Delegacia de São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba.

Leia também: “Tem uma coroa dormindo”, disse Daniel em áudio pouco antes de ser morto

Após ouvir 21 testemunhas, o inquérito foi encerrado em um documento com 370 páginas. No total, sete pessoas serão indiciadas pelo assassinado de Daniel , que aconteceu no último dia 27 de outubro.

Responsável pelo caso, o delegado Amadeu Trevisan decidiu anexar os laudos do IML (Instituto de Criminalística e do Instituto Médico-Legal) posteriormente para, então, encaminhar o inquérito ao Ministério Público do Paraná.

“Todas as perícias necessárias, relatórios policiais, tudo já está dentro do inquérito policial. Estou aguardando ligação do IML, pois esses laudos devem ficar prontos amanhã, tanto da Criminalística quando do IML, e serão juntados ao inquérito policial”, disse Trevisan.

Para o delegado, Edison Brittes decidiu matar Daniel no momento em que o encontrou na cama com sua esposa, Cristiana Brittes, durante a festa realizado em sua residência, após a comemoração do aniversário de 18 anos da filha do casal, Allana Brittes. E que não houve tentativa de estupro por parte do atleta.

Veja Mais:  Santos arrecada R$ 38 mil com ingressos e doa para projetos na África; Entenda

Leia também: Edison agrediu Cris com tapa na cara antes de matar Daniel, diz testemunha

“Eu entendo que ali ele já decidiu matar, o que ele viu antes ou depois não interferiu. Pelas fotos, a mulher está apagada, dormindo pesadamente. Os depoimentos são unânimes em afirmar que ela estava muito embriagada. O Daniel, como vocês sabem, estava com 13,4 decigramas de álcool no sangue, e pela imagem a gente observa que ele fez aquela foto simplesmente para se aparecer a um grupo de amigos da cidade dele”, completou.

Sobre os indiciamentos, Amadeu Trevisan deu a explicação. “Todos os sete foram indiciados, mas não significa que ficarão presos. Devem responder por homicídio qualificado, alguns por fraude processual, tivemos também coação de testemunha no curso do processo. Mas não devo indiciar mais ninguém nesse momento, o inquérito está finalizado”, completou.


Edison e Cristiana Brittes foram indiciados pela morte de Daniel
Divulgação

Edison e Cristiana Brittes foram indiciados pela morte de Daniel

Os sete indiciados pelo crime são os três membros da família Brittes e outras quatro pessoas qua participaram da morte, de alguma maneira.

Edison Brittes, assassino confesso de Daniel, vai responder por homicídio qualificado e ocultação de cadáver. A mulher Cristiana e a filha Allana foram indiciadas por coação de testemunha e fraude processual.

Leia também: Testemunha do assassinato de Daniel recebeu ameaças de morte, diz advogado

Já Eduardo Henrique Ribeiro da Silva, que estava no carro que levou Daniel até o local onde o jogador foi morto, vai responder por homicídio qualificado e ocultação de cadáver, assim como Ygor King e David Willian Vollero da Silva.

Veja Mais:  Com Gabigol em nova função, Cuca espera atacante decisivo no clássico

Por fim, Eduardo Purkote, que participou das agressões a Daniel na casa dos Brittes, será indiciado por lesões corporais graves.

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Neymar se lesiona, mas seleção brasileira fecha 2018 com vitória sobre Camarões

Publicado

A seleção brasileira enfrentou a camaronesa, nesta terça-feira, no estádio de Milton Keynes, em Buckinghamshire, na Inglaterra, no último amistoso do ano e venceu por 1 a 0, com gol de Richarlison, aos 44 minutos do primeiro tempo, completando seis vitórias seguidas após a eliminação na Copa do Mundo para a Bélgica.

Richarlison comemora o seu gol pela seleção brasileira diante de Camarões, no último amistoso de 2018
Divulgação/CBF

Richarlison comemora o seu gol pela seleção brasileira diante de Camarões, no último amistoso de 2018

Curiosamente, o autor do gol da vitória  da seleção brasileira entrou no lugar de Neymar, que se lesionou logo aos sete e precisou ser substituído. Desta forma, o Brasil fecha 2018 com 13 vitórias, um empate e uma derrota – para a Bélgica, que custou a classificação na Copa. Foram 29 gols marcados e somente três sofridos – todos eles no Mundial jogado na Rússia.

A primeira etapa foi bem abaixo do esperado tendo em vista que se tratava de Brasil. A saída de Neymar pareceu ter desestabilizado a equipe verde e amarela, que em certo momento foi dominada pela seleção de Camarões. Em jogada de bola parada, no entanto, o Brasil conseguiu marcar e ir para os vestiários com leve vantagem.

Já no tempo complementar, os comandados de Tite começaram mais atentos e criaram chances logo nos primeiros minutos. A partida ficou mais aberta e a seleção camaronesa teve sua melhor oportunidade ainda antes dos dez minutos, com resposta rápida brasileira. No geral, o escrete pentacampeão do mundo foi superior e conseguiu controlar para vencer mais uma partida em 2018.

Veja Mais:  Jogadores da seleção de vôlei causam polêmica com suposto apoio a Bolsonaro

O jogo em detalhes

Neymar se lesionou ainda no início da partida entre a seleção brasileira e Camarões
Pedro Martins / MoWA Press

Neymar se lesionou ainda no início da partida entre a seleção brasileira e Camarões

O Brasil começou bem e logo aos quatro minutos marcou o primeiro em grande jogada de Allan, que deixou zagueiro no chão e bateu forte para defesa de Onana. Aos sete, no entanto, um susto. Neymar em sua primeira finalização sentiu dores no músculo adutor e foi substituído por Richarlison.

A partida ficou muito travada e somente aos 20 a seleção canarinho chegou novamente. Willian recebeu na direita e cruzou, encontrando Roberto Firmino. O atacante dominou e bateu da pequena área, mas em cima do goleiro camaronês. A seleção africana passou a ficar mais com a bola e não permitiu que o Brasil criasse.

Somente aos 43 minutos, após cruzamento de Allan, foi que Firmino cabeceou e obrigou o arqueiro de Camarões a fazer nova boa defesa. No minuto seguinte, após cobrança de escanteio de Willian, Richarlison se adiantou da marcação e subiu bonito para cabecear com força, no canto, e abrir o placar para a seleção brasileira.

Logo no primeiro lance do segundo tempo, Gabriel Jesus, que entrou no intervalo, quase roubou a bola da defesa camaronesa e conseguiu escanteio. Na cobrança de Willian, o goleiro Ondoa, que também entrou no intervalo, defendeu de forma estranha e cedeu novo escanteio. Willian fez novo bom cruzamento aos quatro minutos, mas nem Richarlison e nem Jesus alcançaram a bola e ela cruzou toda a área.

Veja Mais:  Jogador da NFL descobre doença rara e desfalcará Dallas Cowboys na temporada

Aos sete minutos, Camarões perdeu a melhor chance que teve até então. Ekambi levou até a linha de fundo e cruzou para desvio de Bahoken, livre, desviar, mas mandar para fora. Na sequência da jogada, Ederson repôs rapidamente, o goleiro Ondoa saiu do gol, bateu cabeça com defensor camaronês e a bola sobrou para Gabriel Jesus, que bateu sem ângulo, mas viu a bola bater no pé da trave. Na sequência, a defesa africana afastou.

Aos 14 minutos, Danilo recebeu de Willian, dominou já tirando do marcador e bateu de perna esquerda e viu a bola raspar a trave. Aos 22, após boa troca de passes da seleção brasileira, a bola chegou em Arthur, que fora da área, mas de frente pro gol, resolveu bater firme e acertou o travessão. A nova chance do Brasil foi aos 27. Douglas Costa fez boa jogada, limpou a marcação e tocou para Alex Sandro que entrava pela esquerda, mas o lateral chutou por cima.

Em chute frontal de Allan aos 31 minutos, a seleção voltou a assustar, mas o goleiro Ondoa conseguiu defender em dois tempos. Quem deu o passe foi Gabriel Jesus, que aproveitou roubada de bola no ataque. Aos 39, outra boa chance da seleção brasileira. Alex Sandro cruzou rasteiro e encontrou Allan, que finalizou praticamente da marca do pênalti e acabou batendo em cima do goleiro, que conseguiu encaixar.

Veja Mais:  Boliviano afirma que inventou o VAR e cobra R$ 415 milhões da Fifa por plágio

Aos 42 minutos, o goleiro Ondoa resolveu se redimir do erro cometido ainda no início do segundo tempo e fez duas defesas incríveis. A primeira foi em chute de Gabriel Jesus após cruzamento de Allan e a segunda foi no rebote em que Richarlison chegou batendo. Aos 47, o árbitro inglês Michael Oliver encerrou o último amistoso do ano da seleção brasileira.

Richarlison subiu mais que todo mundo e cabeceou bem para fazer o gol da vitória da seleção brasileira sobre Camarões
Pedro Martins / MoWA Press

Richarlison subiu mais que todo mundo e cabeceou bem para fazer o gol da vitória da seleção brasileira sobre Camarões

Ficha técnica

Data:
20 de novembro de 2018, terça-feira, às 17h30 (horário de Brasília).
Local:
Estádio de Milton Keynes, em Buckinghamshire, na Inglaterra.
Público:
29.669 torcedores.
Árbitro:
Michael Oliver (ING).
Assistentes:
Stuart Burt e Constantine Hatzidakis (ambos ING).
Brasil:
Ederson, Danilo, Marquinhos, Pablo e Alex Sandro; Arthur, Allan e Paulinho (Walace, aos 23’/2ºT); Willian (Douglas Costa, aos 23’/2ºT), Neymar (Richarlison, aos 7’/1ºT) e Roberto Firmino (Gabriel Jesus, no intervalo).
Técnico:
Tite.
Camarões:
Onana (Ondoa, no intervalo), Fuchs, Banana, Kana-Biyik e Bong; Mandjeck, Malong (Olinga, aos 30’/2ºT) e Djoum; Ekambi (Zoua, aos 44’/2ºT), Bahoken (Tchakonte, aos 23’/2ºT) e Choupo-Moting (N’Jie, aos 19’/2ºT).
Técnico:
Clarence Seedorf.
Gol:
Richarlison, aos 44’/1ºT (1×0)

Os próximos compromissos da seleção brasileira devem acontecer em março de 2019. Antes de disputar a Copa América, em casa, entre 14 de junho e 7 de julho, a equipe comandada por Tite deve fazer dois amistosos. Com mais uma vitória, o escrete canarinho fecha o ano com somente um revés em 15 jogos, mas no mais importante, válido pelas quartas de final da Copa do Mundo, diante da Bélgica.

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Uefa deve implementar árbitro de vídeo a partir das oitavas da Liga dos Campeões

Publicado

O presidente da Uefa, Aleksander Ceferin, e o da Associação de Clubes Europeus (ECA), Andrea Agnelli, concederam entrevista coletiva nesta terça-feira em Bruxelas, na Bélgica, e deram novidades sobre a implementação do árbitro assistente de vídeo (VAR, na sigla em inglês) nas competições organizadas pela entidade, como a Liga dos Campeões , além de descartarem a criação de uma Superliga europeia.

Leia também: Antes de final, Conmebol já registra recorde de público na Libertadores 2018


Árbitro de vídeo foi muito utilizado durante a última Copa do Mundo e a Uefa deve implementar tecnologia já nas oitavas de final da Champions 2018/19
DIVULGAÇÃO/UEFA

Árbitro de vídeo foi muito utilizado durante a última Copa do Mundo e a Uefa deve implementar tecnologia já nas oitavas de final da Champions 2018/19

Oficialmente, o VAR será utilizado a partir da temporada 2019/2020 da Liga dos Campeões, mas ao ser questionado sobre o assunto, o mandatário da Uefa deixou a questão aberta. “O mais tardar, na próxima temporada”, afirmou. “Espero um relatório em uma semana ou mais. Depois, veremos quando poderemos implementar”, acrescentou Ceferin.

Agnelli também comentou sobre o assunto e destacou trecho da resposta de Ceferin. “[A frase] ‘O mais tardar, na próxima temporada’ quer dizer que há espaço para fazer isso antes”, ponderou.

Leia também: Diretor do Barcelona não descarta o retorno de Neymar ao clube em 2019

Apesar de não confirmar oficialmente, o jornal britânico The Times revelou nesta terça que o martelo já foi batido para que o árbitro de vídeo seja implementado já nesta edição da Liga dos Campeões. A confirmação deve acontecer na reunião que a Uefa fará em Dublin, no dia 3 de dezembro.

Veja Mais:  CBF divulga calendário do futebol brasileiro em 2019; Veja datas

Possível criação de Superliga europeia


O presidente da Uefa, Aleksander Ceferin, e o da Associação de Clubes Europeus (ECA), Andrea Agnelli, que também preside a Juventus
DIVULGAÇÃO/UEFA

O presidente da Uefa, Aleksander Ceferin, e o da Associação de Clubes Europeus (ECA), Andrea Agnelli, que também preside a Juventus

“A Superliga está fora do debate. Quase ninguém discutiu isso em 2018”, afirmou o mandatário da entidade que rege o futebol europeu. Informações vazadas pelo Football Leaks recentemente mostraram que os principais clubes da Europa estudavam a possibilidade de criar uma competição a partir de 2021 para suprimir as competições continentais, como a Liga dos Campeões.

Leia também: Clubes europeus querem criar superliga a partir de 2021, revela Football Leaks

Agnelli, presidente da ECA e da Juventus, também descartou a possibilidade. “Estamos felizes como estamos”. Ele ainda complementou afirmando que não se conversa sobre a superliga desde 2015 e definiu a Uefa como o “centro do futebol europeu”.

Comentários Facebook
Continue lendo

Colunista

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana