conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Policial

Briga de casal resulta na apreensão de 11 armas em apartamento

Publicado

Um arsenal de armas, incluindo vários fuzis, carabinas, espingardas, revólveres e carregadores de munições, foi apreendido pela Polícia Militar da 6ª Cia em uma residência do bairro Bosque da Saúde, em Cuiabá. A descoberta se deu em atendimento a um casal  que estaria brigando, por volta das 23h50 de segunda-feira (12.11).

O filho do suspeito R.B.S., 62 anos, chamou a viatura porque o pai e a madrasta R.M.S., 48, trocavam agressões verbais.  A mulher relatou que o companheiro teria rasgado sua roupa e puxado seu cabelo e machucado o braço direito. Já o homem disse que estava deitado em seu quarto no momento em que ela entrou e o agrediu verbalmente, por conta disso acabou dando um soco no rosto dela.

Foi então, que R.M.S. revelou que R.B.S. possuía diversas armas de diferentes calibres no apartamento. O suspeito confirmou mostrando onde estariam as armas, e disse que era atirador e colecionador.

Foram recolhidas 11 armas e encaminhadas para a central de flagrantes, sendo quatro carabinas fuzis de calibre 38 marca Rossi, duas calibre 22 marca Marlin Arms e uma calibre 22 BRNO. Três espingardas, sendo calibre 22 marca CBC, calibre 12 CBC e calibre 28; duas pistolas, uma calibre 22  Browning e a outra 7.65 também da marca Browning e dois revólveres calibre 32 Smith & Wesson e Taurus do mesmo calibre, além de alguns carregadores e 7 capas para arma longa.

Veja Mais:  Investigação combate crimes ambientais na Baia de Chacororé no Pantanal mato-grossense

O suspeito disse que tinha os documentos de registros das armas, mas até o término da elaboração do boletim de ocorrência não apresentou nenhum.

Comércio ilegal

Em Nova Mutum, na tarde de ontem (12.11), policiais do 26º Batalhão receberam denúncia sobre um suspeito que estaria exercendo a atividade de armeiro, ou seja, uma oficina clandestina de manutenção de armas, além de comercializar armas de fogo, em uma residência no bairro Bela Vista.

O suspeito L. N. A. F, 39 anos, foi localizado no local informado, e disse que tinha duas armas em casa, que estariam ali para manutenção. Depois confessou a existência de uma carabina Winchester calibre 30-30 que estaria à venda por R$ 3.500,00, que estaria em seu poder a cerca de um ano.

Na residência também foram encontradas mais armas, uma carabina calibre Winchester 22  e uma espingarda calibre 20 de dois canos da marca Boito, que estavam em cima da cama do suspeito. A citada carabina Winchester (modelo 94 cal 30-30) também foi localizada enterrada dentro de um cano de PVC, na frente da residência.

Comentários Facebook

Policial

Homem alcoolizado cai em buraco e é preso por posse ilegal de arma de fogo em Rondonópolis

Publicado

Material apreendido estava com suspeito durante abordagem

Material apreendido estava com suspeito durante abordagem

Policiais do 5º Batalhão de Rondonópolis (a 212 km de Cuiabá) prenderam neste domingo (15.09) um homem de 34 anos, em flagrante por porte ilegal de arma de fogo, no bairro Sagrada Família.

De acordo com o boletim de ocorrência, a guarnição foi acionada via 190, informada que um veículo Prisma branco estava caído em um buraco com o motorista dentro.

A equipe foi até o local e confirmou a informação. Eles encontraram ainda uma pistola calibre nove milímetros do lado de fora do veículo. A arma estava com a numeração adulterada, com 15 munições intactas.

Na abordagem, o suspeito identificado como P.R.N. apresentava sinais de embriagrez. Ele disse que estava armado devido ter sido ameaçado por membros de uma organização criminosa.

O homem foi encaminhado à delegacia para as devidas providências.

Comentários Facebook
Veja Mais:  Autor de homicídio confessa crime e é preso em ação integrada em Barra do Bugres
Continue lendo

Policial

Mãe embriagada transporta criança em veículo, bate o carro e é presa pela PM em Rondonópolis

Publicado

A condutora se recusou a fazer o exame de bafômetro e foi conduzida à Central de Flagrantes.

A condutora se recusou a fazer o exame de bafômetro e foi conduzida à Central de Flagrantes.

A Polícia Militar prendeu uma mulher por embriaguez ao volante. A suspeita I.S.C. (36 anos) foi detida após se envolver em um acidente de trânsito, na noite deste domingo (15.09), em Rondonópolis. A suspeita ainda transportava a filha de 04 anos no veículo.

A mulher foi presa pela PM depois que  populares acionaram a polícia via 190, para conter a suspeita, que dirigia um carro Fox e apresentava sintomas de embriaguez após colidir em outro carro.

Os policiais chegaram ao local do acidente de trânsito, no Bairro Boa Esperança, e constataram que I.S.C. estava ingerindo bebida alcoólica, já que uma lata de cerveja foi encontrada dentro do seu automóvel.

A condutora se recusou a fazer o exame de bafômetro e foi conduzida à Central de Flagrantes. A filha de 04 anos da mulher também estava dentro do veículo. A criança foi entregue para uma familiar da suspeita.

Comentários Facebook
Veja Mais:  Policiais militares de MT salvam menino que se afogou em piscina
Continue lendo

Policial

Polícia Civil inicia treinamento para formação de 21 operadores táticos

Publicado

Assessoria | PJC-MT

“Muitos querem, poucos tentam e uma minoria consegue”. A frase é uma referência aos profissionais de segurança que atuam em operações especiais, em razão do grande esforço físico, psicológico e, sobretudo, perseverança, que exige do policial quando se candidata a cursos na área operacional, como o primeiro Curso de Operações Táticas Especiais (COTE), que pela primeira vez é realizado em Mato Grosso.

A capacitação inicia nesta segunda-feira (16.09), para treinamento e formação de 21 policiais dos Estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Acre, Rondônia e Minas Gerais.

O curso é uma iniciativa da Polícia Civil, por meio da Gerência de Operações Especiais (GOE) e a Academia da Polícia Civil (Acadepol), com duração de  aproximadamente 60 dias e carga horária de 800 horas/aulas. O certificado será expedido pela Acadepol.

Durante abertura da aula inaugural, ocorrida no Auditório da Polícia Civil, o delegado Marcos Aurélio Veloso e Silva, que é o coordenador geral do Cote, destacou que o curso é resultado de planejamento e espera ao longo de 21 anos, que se materializa neste ano.

“Hoje a Acadepol materializa o último ciclo no campo da instituição. Temos cursos em diversas áreas, de inteligência, investigação e outros operacionais. Realizamos dois Cot (Curso de Operações Táticas) e hoje entramos para o rol dos estados que formam operadores táticos”, disse o delegado, fazendo referência aos 12 estados da federação que já realizaram o curso.

Veja Mais:  Polícia Civil prende autores de violência doméstica por descumprimentos de medidas protetivas

O delegado Marcos Veloso, assim como os diretores da Polícia Civil, Fernando Vasco, diretor de Atividades Especiais, e Welber Batista, fez referência ao delegado Ramiro Mathias, atual chefe da Gerência de Operações Especiais (Goe), pela determinação e comprometimento à frente da unidade operacional.

O diretor da Acadepol, delegado Welber Batista, também reforçou a importância da capacitação técnica e a larga experiência do delegado Marcos Veloso. “Os policiais que vão para Gerência de Operações Especiais fazem história. Ele está entre um dos melhores profissionais das forças de segurança do Brasil. Esse curso é realmente diferenciado”, afirmou.

Já o diretor de Atividades Especiais, Fernando Vasco, finalizou a aula inaugural destacando a presença dos estados da federal, assim como dos membros de outras instituições de Mato Grosso, como o Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar, que participam do COTE, que ocorre em Mato Grosso. “Queremos que todos se sintam em casa e tenham o mesmo tratamento que tive quando visitei esses estados, tratamento de irmãos”, disse Vasco.

Complexidade do Curso

Em 60 dias de intenso treinamento, os policiais deverão ser submetidos a várias atividades divididas em disciplinas teóricas e práticas em áreas diversas, visando o aperfeiçoamento técnico e tático dos servidores no âmbito da segurança pública, para emprego em missões especiais, ocorrências complexas ou de alto risco.

O delegado titular da Gerência de Operações Especiais, Ramiro Mathias, falou que antes mesmo de iniciar o curso, o policial, que precisa ter habilidade técnicas e controle psicológico, já passa por um rigoroso teste de aptidão física.

Veja Mais:  Carga de defensivos agrícola falsificada é apreendida em Campo Verde

“É o curso mais completo, que temos em termos de táticas operacionais no Brasil. A complexidade já começa no ingresso, no teste de aptidão física, que exige esforço físico muito grande, que não é qualquer pessoa normal que tem. Só policiais bem treinados conseguem atingir o nível de excelência de um operador. Além disso, psicologicamente, o policial precisa estar bem centrado para terminar o curso”, disse.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Câmara Municipal de Rondonópolis

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana