conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Tecnologia

Celulares piratas serão bloqueados a partir de sábado em MT e mais 9 estados

Publicado

Segundo a Anatel, os usuários de celulares piratas já estão recebendo SMS informando que o aparelho será bloqueado
Marcelo Casal Jr./Agência Brasil

Segundo a Anatel, os usuários de celulares piratas já estão recebendo SMS informando que o aparelho será bloqueado

Começa no próximo sábado (8) o bloqueio de celulares piratas nos estados do Acre, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina e Tocantins. As informações foram divulgadas hoje (3) pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Os usuários de celulares piratas já estão recebendo mensagens de SMS informando que o aparelho será bloqueado. “Operadora avisa: Pela Lei 9.472 este celular está irregular e não funcionará nas redes celulares em 75 dias”, diz o texto da mensagem. A primeira delas foi encaminhada no dia 23 de setembro, mas outros alertas também chegaram 50 dias e 25 dias antes.

Na véspera do bloqueio, o usuário receberá a seguinte mensagem: “Operadora avisa: Este celular IMEI XXXXXXXXXXXXXXX é irregular e deixará de funcionar nas redes celulares”. A agência informou que os usuários de aparelhos habilitados antes do dia 23 de setembro, mesmo que estejam irregulares, não serão afetados, desde que o número não seja alterado.

De acordo com a Anatel, a medida visa combater o uso de aparelhos falsificados ou com IMEI adulterado, clonado ou afetado por outras formas de fraude. A medida também busca inibir a comercialização de aparelhos móveis não homologados no País.

Veja Mais:  Urnas eletrônicas serão fiscalizadas pela Anatel no segundo turno das eleições

A agência também criou em seu site oficial um espaço com informações do projeto de bloqueio de celulares, o projeto Celular Legal. No portal da Anatel, também é possível verificar se o celular apresenta alguma irregularidade.

O que é IMEI

Para identificar celulares piratas, basta discar *#06#. Se o número for igual ao que aparece na caixa, o aparelho é regular
Divulgação

Para identificar celulares piratas, basta discar *#06#. Se o número for igual ao que aparece na caixa, o aparelho é regular

O IMEI (do inglês International Mobile Equipment Identity) é o número de identificação do celular. É composto por um código de 15 números, utilizado internacionalmente, que permite identificar a marca e modelo. Todas as mensagens são enviadas pelo número 2828.

Para saber se o número de IMEI é legal, basta discar *#06#. Se a numeração coincidir com a que aparece na caixa, o aparelho é regular. Caso contrário, há uma grande chance de ser irregular.

Nestes casos, a Anatel informou aconselha que  o usuário de serviço móvel com situação irregular deve procurar a empresa ou pessoa que vendeu o aparelho pirata e buscar seus direitos como consumidor.

Cronograma

A restrição aos celulares piratas começou pelo Distrito Federal e por Goiás há cerca de sete meses, no dia 8 de maio
Pixabay

A restrição aos celulares piratas começou pelo Distrito Federal e por Goiás há cerca de sete meses, no dia 8 de maio

A restrição aos celulares piratas começou pelo Distrito Federal e por Goiás, onde os aparelhos começaram a ser bloqueados no dia 8 de maio. Segundo a Anatel, 103 mil aparelhos já foram excluídos das redes das prestadoras móveis nas duas unidades da federação.

Veja Mais:  Nokia, Iphone, Android: o WhatsApp vai parar de funcionar no seu celular?

Nos estados da Região Nordeste e demais estados das regiões Norte e Sudeste, incluindo São Paulo, o  encaminhamento de mensagens aos usuários ocorrerá a partir de 7 de janeiro de 2019. No caso de celulares piratas habilitados a partir de 7 de janeiro de 2019, o bloqueio começará a partir de 24 de março de 2019, .

Celulares piratas estrangeiros

Os aparelhos comprados no exterior que tenham fabricantes legítimos não são considerados celulares piratas
Reprodução

Os aparelhos comprados no exterior que tenham fabricantes legítimos não são considerados celulares piratas

Aparelhos móveis comprados no exterior vão continuar funcionando no Brasil, desde que sejam certificados por organismos estrangeiros equivalentes à agência reguladora. Um celular só é considerado irregular quando não tem número IMEI registrado no banco de dados da GSMA, associação global de operadoras.

Mesmo que ainda não tenham sido certificados no Brasil, os aparelhos adquiridos por pessoas físicas no exterior que tenham fabricantes legítimos como origem não são considerados celulares piratas.

*Com informações da Agência Brasil

Comentários Facebook

Tecnologia

Twitter bloqueia robô que denuncia gastos suspeitos de deputados brasileiros

Publicado


O perfil de Rosie no Twitter tem mais de 39 mil seguidores e denuncia reembolsos irregulares ligados à cota parlamentar
Reprodução/Twitter

O perfil de Rosie no Twitter tem mais de 39 mil seguidores e denuncia reembolsos irregulares ligados à cota parlamentar

O perfil da robô Rosie, que identifica e denuncia despesas irregulares de deputados federais do Brasil, está bloqueado há três dias no Twitter. A suspensão pode ser consequência do esforço da rede social para conter a proliferação de contas automatizadas, muitas vezes utilizadas para disseminação de ódio e notícias falsas. Os desenvolvedores do projeto, porém, alegam que a rede social ainda não justificou o bloqueio da conta.

Leia também: Twitter vai ganhar News Camera, sua própria versão dos Stories

A Rosie é, na verdade, parte de um programa de transparência de dados criado há cerca de três anos e chamado Serenata de Amor. Automatizado, o perfil de Rosie no Twitter tem mais de 39 mil seguidores e divulgava, pelo menos até então, reembolsos irregulares ligados à Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar, um valor fixo que deputados recebem para despesas como alimentação e hospedagem.

A conta não foi proibida de publicar tuítes na rede social, mas sim de fazê-lo de forma automatizada, isto é, sem a necessidade de interferência humana. O problema é que o volume de dados analisado pela Rosie é muito grande e divulgá-los manualmente levaria mais tempo e custaria mais dinheiro aos desenvolvedores do projeto.

Ao tuitar, Rosie está programada para mencionar o perfil do deputado ou deputada cujos gastos foram considerados irregulares. Como um dos critérios do Twitter para suspender uma conta é analisar se ela frequentemente menciona pessoas com as quais não interage, é provável que isso tenha colaborado para a suspensão de Rosie. Assim como ela, o processo de análise de perfis pelo Twitter também é automatizado.

Veja Mais:  WhatsApp vai reduzir ainda mais número de mensagens encaminhadas

Em entrevista à Folha de S. Paulo , Eduardo Cuducos, cofundador do Serenata de Amor , questionou o bloqueio de Rosie, alegando que o robô é diferente daqueles normalmente banidos na rede social. “Nosso bot [abreviação de robot , ou robô em inglês] é explícito, nós avisamos que se trata de um robô. Não é um robô que tenta se passar por uma pessoa”, explicou.

Leia também: WhatsApp vai permitir que usuário escolha se quer ser adicionado em grupos

Nesta segunda-feira (18), o perfil de Rosie deu início a uma campanha chamada #DesbloqueiaRosie para chamar a atenção do Twitter e pedir que a rede social cancele a suspensão da conta. Em outro tuíte, o perfil se justifica dizendo que não é como os robôs “que tuítam sem fontes” e que tudo o que publica é baseado em dados disponibilizados pela própria Câmara dos Deputados via Lei de Acesso à Informação (LAI).



Veja Mais:  Já tem TV digital? Sinal analógico será desligado hoje em quatro estados


Até Marina Silva (Rede), ex-ministra do Meio Ambiente e ex-candidata à Presidência no ano passado, se juntou ao movimento #DesbloqueiaRosie. Em sua conta no Twitter , Marina defendeu Rosie dizendo que o robô ajuda a combater abusos com o dinheiro público e que “a sociedade quer mais transparência, e não menos”.

Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook
Continue lendo

Tecnologia

Twitter vai ganhar News Camera, sua própria versão dos Stories

Publicado


Seguindo o modelo de outras plataformas, o Twitter deve lançar em breve sua própria versão de stories
shutterstock

Seguindo o modelo de outras plataformas, o Twitter deve lançar em breve sua própria versão de stories


O Twitter está prestes a entrar para o time das redes sociais que possuem a função stories. Depois da febre do recurso nos aplicativos Snapchat, Instagram e Facebook, a plataforma confirmou ao site TechCrunch , na sexta-feira (15), que está trabalhando na novidade.

Leia também: “Camisinha” inteligente manda dados do seu desempenho sexual para o celular

De acordo com o Twitter , ainda não há uma previsão de lançamento oficial, já que a nova ferramenta ainda está em fase inicial, de desenvolvimento. A empresa informou, no entanto,  que a novidade já tem nome: News Camera (algo similar a câmera de notícias, em português).

Segundo a plataforma, o nome vem do objetivo da nova função que é, além de compartilhar selfies, vídeos e fragmentos das vidas particulares dos usuários, ampliar o viés jornaltístico que o site vem ganhando. Assim, qualquer pessoa poderia postar sobre eventos, denúncias e tudo o que acreditar que deve ser noticiado em tempo real, gerando um tipo de conteúdo original para o Twitter.

Similar ao Stories do Instagram , a novidade vai permitir que sejam postadas fotos, vídeos, textos e feitas transmissões ao vivo, além de adicionados fundos coloridos e localização aos posts. Todas essas publicações não vão aparecer direto na timeline e, por isso, a ferramenta é comparada aos Stories .

Veja Mais:  Algum conhecido pediu dinheiro pelo WhatsApp? Cuidado: pode ser um clone

Leia também: WhatsApp vai permitir que usuário escolha se quer ser adicionado em grupos

Um dos ususários do Twitter e consultor de mídias sociais, Matt Navarra, publicou em seu perfil um teste que fez da ferramenta. De acordo com ele, para acessar a função, os internautas só precisarão deslizar o dedo para a esquerda dentro do aplicativo.

“Novidade! O Twitter está testando a ” News Camera “, que vai deixar que você adicione seus detalhes de localização e fundos coloridos para fotos, vídeos ou transmissões ao vivo”, escreveu Navarra. Confira a publicação:




Leia também: Mandou e se arrependeu? Aprenda a apagar mensagens do Facebook Messenger

Navarra também afirmou que outras novidades, como o modo noturno completamente preto e a edição de tweets já postados também estão sendo estudados pelo Twitter .



Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook
Continue lendo

Tecnologia

WhatsApp vai permitir que usuário escolha se quer ser adicionado em grupos

Publicado


Com atualização, usuários poderão decidir se querem participar de um grupo do WhatsApp
shutterstock

Com atualização, usuários poderão decidir se querem participar de um grupo do WhatsApp


Todo mundo já foi colocado em um grupo do WhatsApp que não queria e precisou arrumar uma desculpa para sair depois. Para acabar com esse tipo de mal estar, o aplicativo de mensagens deve lançar, em breve, um mecanismo para que os usuários decidam se querem ser adicionados a grupos de conversa ou não. A novidade foi descoberta pelo site  WABetaInfo .

Leia também: Novos emojis são anunciados para 2019 e um vira piada na internet; entenda

De acordo com informações do portal, depois da atualização, para que um usuário seja adicionado em um grupo do WhatsApp , ele vai precisar ter autorizado anteriormente a ação e ainda receberá, também, um convite que pode ser aceito ou recusado.

Até o momento, a novidade ainda está indisponível e em fase de estudos e testes. Quando for liberado, o recurso alcançará, primeiro, os smartphones da Apple, que utilizam o sistema IOS. Depois, a atualização  também chegará aos aparelhos Android.

Para dar (ou não) permissão para ser adicionado em um grupo ,  será preciso que o usuário gerencie suas opções de bate-papo dentro dos ajustes do telefone. No caso dos usuários de IOS, no qual a medida será testada primeiro, os internautas devem entrar em “Ajustes – Conta – Privacidade” e, por fim, clicar na opção “Grupos”.

Veja Mais:  É impossível criar ferramentas contra fake news antes da eleição, diz WhatsApp

Leia também: Mandou e se arrependeu? Aprenda a apagar mensagens do Facebook Messenger

Uma vez nesse menu, o usuário conseguirá definir quem poderá adicioná-lo nos grupos. Entre as opções, estão “todos”, “meus contatos”, e “ninguém”. Ao escolher a primeira opção, qualquer pessoa, mesmo que você não tenha o número dela salvo em seu celular, poderá te colocar dentro de grupos. Ao optar por “meus contatos”, apenas pessoas das quais você salvou o número poderão te incluir em uma dessas conversas.

Já ao selecionar opção “ninguém”, nenhuma pessoa poderá te colocar em um bate-papo coletivo, a menos que você permita. Isso porque, de acordo com o WhatsApp, o usuário que não permitir se adicionado em grupos receberá, sempre, um pedido de um administrador quando for convidado para entrar em um.

Leia também: “Camisinha” inteligente manda dados do seu desempenho sexual para o celular

Assim, sempre que alguém quiser te colocar em um grupo do Whatsapp , uma conversa privada se abrirá. Ali, você será questionado se quer participar do grupo, podendo optar por “Aceitar” ou “Rejeitar”. O pedido será válido por 72 horas.

Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook
Continue lendo

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana