conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Saúde

Chá, respiração e mais: 8 dicas caseiras para aliviar dor de cabeça

Publicado

É difícil encontrar alguém que nunca sofreu com dores de cabeça. Problema comum e de diferentes causas, a doença atinge cerca de 70% dos brasileiros, de acordo com a Sociedade Brasileira de Cefaleia (SBC). Algumas práticas simples, porém, podem aliviar os sintomas e melhorar a qualidade de vida de quem enfrenta a dor. 

mulher de cabelo preso e camisa branca pressiona as têmporas arrow-options
shutterstock

Dicas simples podem aliviar a dor de cabeça









Leia também: Um exercício para cada tipo de dor de cabeça

Dicas simples para aliviar dor de cabeça #1: fuja de lugares cheios!

De acordo com o médico neurocirurgião José Oswaldo de Oliveira, diretor científico da Sociedade Brasileira para o Estudo da Dor, uma curiosidade que poucos sabem sobre a dor de cabeça é o fato de que o gás carbônico – comum em lugares onde há muitas pessoas respirando – pode causar ou agravar a dor . Assim, caso você precise aliviar o sintoma, prefira lugares vazios ou abertos. 

Dicas simples para aliviar dor de cabeça  #2: prefira o calor

O frio também pode ser o vilão das dores de cabeça. Para Oswaldo de Oliveira, manter-se aquecido pode ser fundamental para o bem-estar nesses casos. A dica também vale para os banhos: prefira os quentes, sempre evitando a possibilidade de choque térmico. “Mais importante que o banho quente é o ambiente antes e depois de entrar no chuveiro. O paciente deve evitar sentir frio após o banho com cuidados com o ambiente e evitando molhar o cabelo, por exemplo”, diz. 

Veja Mais:  Justiça Federal rejeita ação que pedia a manutenção dasregras do Mais Médicos

Dicas simples para aliviar dor de cabeça  #3: evite alimentos salgados demais 

Por interferir na pressão arterial, a comida muito salgada pode ser um agravante para as dores de cabeça. Prefira alimentos de sabor mais suave, principalmente durante as crises de cefaleia . “Vale lembrar que bebidas com muito sódio, como os refrigerantes, também significam muito sal”, alerta o médico.

Dicas simples para aliviar dor de cabeça  #4: pressione o ponto entre o dedão e o indicador

Poucos sabem, mas existe um ponto de acupuntura que pode ajudar a aliviar vários tipos de dor, entre eles, a de cabeça. Ele se chama IG4 e está localizado entre o indicador e o polegar. De acordo com a naturóloga Mariane Vitte, do W Spa, o ideal é pressionar o ponto com movimentos circulares por alguns minutos. 

Dicas simples para aliviar dor de cabeça  #5: lavanda no travesseiro para relaxar 

Quando a dor de cabeça vem no final do dia, causada pela correria e pelo estresse, o segredo é relaxar. Para isso, a naturóloga indica o óleo essencial de lavanda. “Pingar quatro gotinhas no travesseiro antes de dormir pode ajudar no relaxamento, trazendo um sono mais profundo e reparador”, diz.

Dicas simples para aliviar dor de cabeça  #6: chás sempre ajudam 

Se existe uma dica que nunca pode faltar quando o assunto são receitas naturais: chá. Com eficácia comprovada ao longo dos séculos, as ervas trazem ativos contra vários sintomas, entre eles a cefaleia. Nesse caso, a dica é investir na camomila, que apresenta propriedades relaxantes e analgésicas , ou no hortelã, que ainda é antiinflamatório

Veja Mais:  Governo de Minas Gerais monitora suspeita de coronavírus em Belo Horizonte

Leia também: 6 opções de chás que vão te ajudar a dormir melhor

Dicas simples para aliviar dor de cabeça  #7: exercícios respiratórios

Para tranquilizar a mente e relaxar o corpo, respirar pode ser a solução. Para isso, a naturóloga orienta o exercício: “Deitado na cama, antes de dormir, coloque as mãos sobre a barriga, inspire lentamente empurrando a mão para cima e expire contraindo o abdome”. Esse exercício torna a respiração mais profunda, reduz a ansiedade e melhora a oxigenação do nosso cérebro. 

Dicas simples para aliviar dor de cabeça #8: anote!

Caso a dor de cabeça seja recorrente – o que caracteriza um problema crônico – uma orientação importante é anotar a forma como ela aparece para, mais tarde, tentar identificar a causa. Como afirma Marcus Ferreira, autor do livro “O que é acupuntura?”, a observação dos gatilhos é a única forma de que chegar a um tratamento definitivo da dor de cabeça.

“Tem gente que tem dor causada por queijo, tem gente que sente dor após comer chocolate. A forma mais simples de você interromper um processo de dor dessa natureza é tomar distância do gatilho”, diz. 

Quando devemos procurar um médico? 

mulher com dedos sobre as têmporas arrow-options
Thinkstock/Getty Images

É preciso estar atento ao momento em que os sintomas fogem à normalidade

Apesar de muito comum, é importante estar atento para quando a dor de cabeça sai da normalidade. Por ser um sintoma de diferentes causas, o incômodo pode ser o sinal de uma doença mais séria . Para saber o momento de ir ao médico, é fundamental observar: 

  • Recorrência
Veja Mais:  Ficar sentado por mais de nove horas e meia aumenta chances de morte prematura

Se o paciente apresenta 15 ou mais episódios por mês, é um sinal de que o problema pode ser crônico. Nesse caso, é fundamental buscar um profissional que possa auxiliar no melhor tratamento

  • Anormalidade:

Oswaldo de Oliveira alerta que, caso a dor de cabeça apareça de alguma maneira pouco familiar, o sintoma merece atenção. “A diferença pode estar no local, na intensidade ou no gatilho que causou a dor de cabeça. Se ela soa estranha ao paciente, é importante descobrir a causa”, diz.

  • Causa

Quando a dor forte surge de maneira súbita ou após uma pancada na cabeça, é importante ir ao médico com urgência, antes mesmo de tentar aliviar a dor de cabeça . Nesse caso, o sintoma pode ser sinal de rompimento de vasos ou hemorragia. 

  • Sintomas relacionados

Quando a dor vem acompanhada de outros sintomas como vertigem, febre, formigamento ou dificuldade de movimentar os membros e visão escurecida, pode ser o indicativo de doenças graves. 

Comentários Facebook

Saúde

China ainda tem escolas fechadas e 1.770 mortes por coronavírus

Publicado


source

Agência Brasil

Autoridades do setor de saúde na China informaram nesta segunda (17) que mais 105 pessoas morreram, principalmente na Província de Hubei, em decorrência de infecção pelo novo coronavírus, elevando o total de mortes no país para 1.770.

Coronavírus arrow-options
REPRODUÇÃO/AGÊNCIA BRASIL

Coronavírus segue fazendo vítimas em diversas cidades da China

Leia também: Coronavírus transforma papel higiênico em item valioso e alvo de ladrões

O número de infectados cresceu em 2.048, incluindo aqueles que foram clinicamente diagnosticados, o que aumenta o total de vítimas do coronavírus na China para 70.548.

Representantes da área de saúde em Hubei divulgaram instruções pedindo o controle mais severo possível em 24 horas e o monitoramento de pessoas em cada complexo residencial e vilarejo. Também pede aos moradores que adquiram alimentos e remédios.

As medidas são adotadas por toda a China continental para evitar maior difusão do vírus . Autoridades determinam que todas as pessoas que regressem a Pequim permaneçam em casa durante duas semanas a fim de monitorar seu estado de saúde.

Leia também: Cai para três número de casos suspeitos de coronavírus no Brasil

Escolas permanecem fechadas

As escolas na China decidiram adiar o reinício das aulas, por causa da disseminação do novo coronavírus.

As escolas de ensino fundamental planejavam reiniciar as aulas na segunda-feira após o feriado prolongado do Ano Novo Lunar. Entretanto, algumas instituições dizem agora que não devem reabrir até, no mínimo, o dia 2 de março.

Veja Mais:  Governo de Minas Gerais monitora suspeita de coronavírus em Belo Horizonte

Autoridades educacionais passaram a oferecer material de aprendizado online para estudantes. Eles incluem vídeos com professores ensinando inglês e matemática, além de instruções sobre como evitar a contaminação pelo vírus .

Escolas para estudantes japoneses em Pequim, Xangai e Guangzhou também adiaram o reinício das aulas para o dia 2 de março ou mais tarde.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Continue lendo

Saúde

Osteoporose tem relação hormonal e atinge mais as mulheres; veja como se cuidar

Publicado


source

Embora não seja uma doença desconhecida no Brasil, a osteoporose e seus fatores de risco ainda recebem pouca atenção. E, se há grupos que precisam olhar constantemente para a prevenção, o primeiro deles são as mulheres: estima-se que pelo menos 80% dos pacientes da doença são do sexo feminino. 

diagnóstico arrow-options
shutterstock

Osteoporose causa fragilidade dos ossos e atinge principalmente as mulheres

Apesar da diferença alarmante entre homens e mulheres atingidos pela osteoporose , uma pesquisa realizada em 2018 pela KRC Research apontou que apenas 7% das brasileiras sabiam estar incluídas no grupo de risco. Na média mundial, o número sobe para 25%.

Silenciosa, a osteoporose é uma doença caracterizada pela perda progressiva da massa óssea, tornando os ossos enfraquecidos e propensos a fraturas que podem ser altamente incapacitantes ou apresentar risco à vida do paciente.

Leia mais: Osteoporose pode esconder tumor na medula

De acordo com o presidente da Associação Brasileira de Avaliação Óssea e Osteometabolismo (ABRASSO), Charlles Heldan, um dos principais motivos para isso está relacionado à própria formação óssea. “Os  ossos do homem são geometricamente maiores do que o osso das mulheres e, naturalmente, a doença afeta pessoas que tem ossos menores”, diz.

Além disso, outro fator importantíssimo é o hormonal . “Os hormônios sexuais, como o estrogênio, possui receptores em várias partes do corpo, entre elas nos nossos. Quando ocorre o fenômeno da menopausa, que é um processo considerado rápido em sua instalação e faz com que a mulher deixe de produzir o estrogênio, isso favorece o aparecimento da osteoporose nas mulheres”, explica.

Veja Mais:  Ficar sentado por mais de nove horas e meia aumenta chances de morte prematura

Apesar de minoria, doença é mais perigosa em homens

Apesar de representarem uma parcela de apenas 20% entre as pessoas que sofrem com a doença, os homens podem estar expostos a um risco ainda maior quando o assunto é saúde óssea, sendo eles os que mais sofrem fraturas com risco de morte.

De acordo com o médico, o principal fator pode ser social. “Os homens não tem uma cultura de procurar o médico desde cedo, diferente das mulheres que normalmente são acompanhadas por uma ginecologista durante a menopausa e orientadas sobre cuidados que  a osteoporose exige, por exemplo”, explica. 

Por isso, é importante estar sempre ciente da importância da prevenção da doença, independentemente dos grupos de risco. Para ajudar a conscientizar sobre os casos e prevenção, a Febrasgo disponibiliza uma calculadora de risco online, que pode ser acessada  neste link.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Continue lendo

Saúde

Yaravírus: vírus encontrado em MG significa uma nova doença? Entenda

Publicado


source

Um estudo divulgado no dia 28 de janeiro trouxe inquietação para a comunidade científica e também para os profissionais de saúde: um novo vírus, com quase 90% do seu DNA desconhecido, foi descoberto por cientistas franceses e brasileiros na lagoa da Pampulha, em Belo Horizonte. 

Leia mais: Repelente eletrônico funciona? Faz mal? Tire suas dúvidas

yaa arrow-options
Divulgação/UFMG

Yaravírus: nome foi dado em homenagem à lenda da sereia Iara

Chamado Yaravírus Brasiliensis , o organismo traz no nome uma referência à lenda da Iara, uma sereia de água doce que faz parte do folclore brasileiro. Profissionais da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e Aix-Marseille, na França, foram responsáveis pela escolha. 

No estudo – publicado no site Bio Rvix – um mapeamento buscou semelhanças do vírus com estruturas já conhecidas e, surpreendentemente, apenas seis genes do vírus apresentaram algum parentesco distante com outros organismos já conhecidos. 

A suspeita, até o momento, é que o vírus pertença a um novo grupo de vírus amebais, de natureza mais evoluída e reduzida em tamanho, o que explicaria a falta de um genoma grande/gigante e um núcleo complexo – que caracteriza o grupo, porém o Yaravírus não possui. 

Segundo os estudiosos, para além do risco de doenças ou problemas a humanos, a descoberta representa um passo importante no mundo da ciência.  “A quantidade de proteínas desconhecidas que compõem o Yaravírus reflete a variabilidade existente no mundo viral e o potencial de novos genomas virais a serem descobertos”, diz o artigo. 

Veja Mais:  Adolescência do bebê

Devemos nos preocupar com uma doença nova? 

Apesar de uma nova descoberta viral significar um mundo que a ciência ainda não desvendou, por assim dizer, é importante reforçar que nem todos os vírus são patogênicos, ou seja, nem todos transmitem doenças. 

Leia mais: Novo tipo de HIV é descoberto após 20 anos

Como ainda existem poucas informações precisas sobre o yaravírus , não é possível calcular os danos que ele poderia causar no corpo humano ou mesmo quais células poderiam ser infectadas mais facilmente. O que sabemos, porém, é que não há motivos para pânico neste momento. 

Também é fundamental destacar que existem vírus que desempenham funções positivas para o corpo humano, principalmente quando aliados à ciência, como no caso da produção de vacinas ou do equilíbrio biológico do intestino, por exemplo, onde vírus costumam infectar bactérias para o melhor funcionamento do corpo. 

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Continue lendo

Câmara Municipal de Rondonópolis

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana