conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Carros e Motos

Chery Tiggo 2 e Arrizo 5 chegam com novas cores e ficam mais caro

Publicado


source
Chery arrow-options
Divulgação

Chery Tiggo 2 e Arrizo 5 são atualizados na linha 2020, com o objetivo de reajustar preços e manter a competitividade

Logo após renovar o Tiggo 7, a Chery atualiza mais dois modelos, estes que concentram maior volume de vendas. São eles o SUV Chery Tiggo 2 e o sedã Arrizo 5. Os destaques para as novidades ficam por conta das duas novas opções de cor, que segundo a marca, levam em conta as preferências dos consumidores:  branco perolizado e o cinza metálico.

LEIA MAIS: Caoa Chery confirma novos Tiggo 5X e Tiggo 7 para 2020

As cores se somam às outras quatro anteriores: branco e preto (sólidas) e marrom e prata (metálicas) para o SUV Chery Tiggo 2 , e branco e preto (sólidas) e azul e prata (metálicas) para o Arrizo. A pintura metálica tem preço sugerido de R$ 1.300, enquanto a perolizada sai por R$ 1.500. Há ainda opção do teto preto, oferecido por R$ 1.500.

LEIA MAIS: Chery Tiggo 2 chega surpreender se comparado aos principais rivais

Ficam mais caro

Chery arrow-options
Divulgação

Sedã Arrizo 5 foi quem mais teve aumento de preços: R$ 2.500 ante os R$ 1.500 do SUV

Além de chegar para atender a demanda dos clientes, as novas cores também vieram para justificar o aumento nos preços dos carros chineses . O Tiggo 2 agora parte de R$ 63.490 — contra os R$ 61.990 na tabela da linha 2019. A sua oferta segue composta pelas versões Look e ACT, sempre com motor 1.5 de 115 cv e opção de câmbio manual ou automático de 4 marchas. O Chery Arrizo 5 , por sua vez, é oferecido nas versões RX e RXT, sempre com motor 1.5 turbo flex de 150 cv e câmbio automático CVT com 7 marchas virtuais. Neste caso, os preços começam em R$ 73.590, ante os R$ 69.990 cobrados anteriormente.

Veja Mais:  Conheça os 5 carros mais procurados para compra na internet

LEIA MAIS: Chery QQ, o carro mais barato do mercado, sai de linha no Brasil

O Chery Tiggo 2 vem de série com ar-condicionado, vidros e travas elétricas nas quatro portas, computador de bordo, direção hidráulica e espelhos laterais com ajuste elétrico. Já versão topo de linha Act adiciona bancos de couro e tecido, central multimídia Chery I-Connect com tela de 7 polegadas sensível ao toque com conectividade Apple CarPlay e Android Auto, que pode fazer o pareamento do Waze.

Na versão topo de linha Act, adiciona teto solar, câmera de ré, volante multifuncional revestido de couro, controle de estabilidade e tração, assistente de partida em rampas, roda de liga leve de 16 polegadas e ancoragem Isofix para cadeirinhas infantis.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook

Carros e Motos

Peugeot revela a Landtrek, picape média que chega ao Brasil em 2021

Publicado


source
Peugeot arrow-options
Divulgação

Peugeot Landtrek foi desenvolvida em parceria com a fabricante chinesa Changan

A Peugeot revelou as primeiras imagens oficiais de sua nova picape média, a Landtrek . Aguardada no Brasil para meados de 2021, o modelo é uma nova investida na estratégia de focar em veículos comerciais da marca francesa, prática que vem trazendo retorno para a Peugeot nos últimos anos.

LEIA MAIS: Amarok e Ranger poderão ganhar versões SUV de sete lugares, diz site

O modelo nasceu de uma parceria entre a Peugeot e a fabricante chinesa Changan. Na dianteira, a Landtrek traz elementos visuais com inspirações claras no 3008, o carro-chefe da marca francesa depois do 208. Destaque para os filetes em LED nos farois dianteiros. Sua traseira lembra levemente a Alaskan, picape da Renault que também deverá chegar no Brasil em 2021.

LEIA MAIS: Nova picape média da Hyundai é vista camuflada antes da estreia

De acordo com a Peugeot, o novo modelo tem 5,33 metros de comprimento (com cabine simples) e 192 m de largura, com capacidade para levar até 1 tonelada. Sua lista de equipamentos será composta por seis airbags, alerta de saída de faixa, quatro câmeras de assistência (nas versões mais caras) e ar-condicionado de duas zonas. 

Na Europa, o modelo terá motores 2.4 turbo (de 210 cv de potência, a gasolina) e 1.9 turbo (de 150 cv, diesel), com opção de câmbio automático ou manual, ambos de seis velocidades. Não há informações sobre o conjunto mecânico para o mercado brasileiro.

Veja Mais:  Audi revela nova linha de híbridos para o Salão de Genebra 2019

LEIA MAIS: Volkswagen terá picape intermediária e muitos SUVs até 2025

Seguindo as declarações da Peugeot na última edição da Fenatran, o Salão Internacional de Transporte Rodoviário de Cargas, a picape será lançada em outras regiões antes de chegar no Brasil. 

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros e Motos

Audi e-tron chega em abril na categoria dos SUVs elétricos

Publicado


source
Audi arrow-options
Divulgação

Entre os principais atrativos do Audi e-tron estão seus sistemas conseguem recuperar até 30% da capacidade da bateria

O Audi e-tron, primeiro SUV elétrico da marca, é confirmado para iniciar as vendas em abril. Em pré-venda desde novembro por R$ 459.990. Ele será vendido em 14 concessionárias da marca, estruturadas às necessidades da novidade, com técnicos especializados em venda e manutenção. As lojas estão localizadas nas cidades de Barueri (SP), Belo Horizonte, Brasília, Campo Grande, Curitiba, Londrina (PR), Florianópolis, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Vitória, além de 3 em São Paulo. Todas inclusive com os carregadores rápidos.

LEIA MAIS: Audi e-Tron GT e Porsche Taycan elétricos chegam em 2020 e são astros de filmes

Junto da chegada do Audi e-tron , a marca alemã anunciou uma expansão de sua linha de recarga em parceria com a Engie. Serão investidos R$ 10 milhões até 2022 para colocar 200 carregadores espalhados pelo Brasil, a maioria na cidade de São Paulo, para além dos mais de 300 já presentes em estabelecimentos públicos em todo o Brasil. Estes pontos poderão ser usados por qualquer carro elétrico , de qualquer marca, desde que tenha compatibilidade. Três anos depois de colocar esse plano em prática, em 2025, a Audi terá lançado mais de 30 modelos híbridos e elétricos.

Veja Mais:  Veja 5 maneiras de gastar menos com a manutenção e o seguro do seu carro

O Audi e-tron

Audi arrow-options
Divulgação

Seu interior carrega a nova linguagem visual da marca, com os equipamentos de última geração

O Audi e-tron tem dois motores elétricos, um em cada eixo. Juntos, entregam 362 cv e 57,2 kgfm. Entretanto, no modo Sport, a função de overboost é acionada, elevando os seus picos para 408 cv e 67,7 kgfm por até oito segundos. Com esse conjunto, o e-tron acelera de 0 a 100 km/h em 6,6 segundos e atinge a velocidade máxima de 200 km/h. Segundo a Audi, é capaz de uma autonomia máxima de 437 km de autonomia total com uma carga.

LEIA MAIS: Mercedes revela quatro lançamentos para o primeiro semestre

De série, traz uma entrada de recarga rápida (22 kW) que carrega a bateria em 4,5 horas. Como opcional, o SUV elétrico vem com a entrada de recarga ultrarrápida, que atinge 80% da carga em 30 minutos e 100% em 45 minutos. Mesmo que ainda tenha capacidade de recarga em tomadas convencionais, essa seria uma opção mais demorada, uma vez que levaria cerca de 8,5 horas para a recarga completa.

Desde o sistema de navegação com o planejador de rotas e-tron, que mostra os caminhos apropriados com postos de carregamento, cobrança automática nas estações de recarga e controle remoto via celular- o e-tron é extremamente conectado. O carro é equipado com o media center MMI navigation plus, que inclui a tecnologia LTE Advanced e um hotspot de Wi-Fi de série.

Veja Mais:  Hamburgueria cria drinkstemáticos para homenagear campeões da Fórmula 1

LEIA MAIS: Volkswagen terá 12 SUVs inéditos e 8 carros elétricos em 2020

Diversos sistemas de assistência auxiliam o motorista. Por exemplo, o assistente de eficiência promove um estilo de condução econômica exibindo informações preditivas e realizando a recuperação automática de energia. Se o cliente selecionar o assistente de cruzeiro adaptativo, o sistema pode também frear e acelerar o Audi e-tron automaticamente.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros e Motos

VW Gol Copa 1982: versão especial e limitada a 3 mil unidades

Publicado


source

Durante as décadas de 80 e 90 as séries especiais fizeram bastante sucesso no mercado brasileiro. Elas eram reconhecidas por detalhes de acabamento, motorização e tiragem limitada. E a ideia geral era que a produção menor fazia com que tivessem mais qualidade e, portanto, se tornaram objeto de desejo.

LEIA MAIS: Passat Pointer GTS: um dos grandes esportivos nacionais

A Volkswagen nadou de braçada nesse segmento e criou várias séries especiais e limitadas ao longo dos anos. O Gol , recordista de público e crítica na época, foi um dos modelos que teve mais sucesso nessa proposta de aliar algo diferente com um toque exclusivo.

O Gol Copa é um deles. Lançado em 1982 trazia diferenciais estéticos e de acabamento, além da tiragem de 3.000 exemplares. O primeiro deles é o jogo de rodas de 13 polegadas, que fez sucesso no período, além dos adereços relativos à versão nas laterais e no vidro traseiro. Vale destacar os faróis auxiliares e o pequeno spoiler na dianteira.

Internamente o bom acabamento é algo que chama a atenção. Os bancos são mais confortáveis e o volante do Passat TS – com excelente pegada e que depois equiparia o primeiro GT – se destaca. Vale falar também do painel completo, inclusive trazendo o conta-giros do lado direito.

LEIA MAIS: Ford Pampa: picape que deixou saudades no Brasil

VW Gol Copa arrow-options
Renato Bellote/iG

O conservadíssimo VW Gol Copa traz todo o charme de sua época

Guiar o Copa é divertido. Quando a Volkswagen lançou o Gol com motor boxer refrigerado a ar escolheu a opção com 1.300 cm³ de cilindrada, o que não agradou o público. Em seguida ele deu lugar ao propulsor de 1,6 litro com dupla carburação, uma escolha muito mais acertada para o compacto.

Veja Mais:  Hamburgueria cria drinkstemáticos para homenagear campeões da Fórmula 1

Mas voltando às impressões ao volante o carro é ágil, especialmente no caso desse exemplar com os dois carburadores bem afinados. O hatch ganha velocidade e responde prontamente aos estímulos no acelerador, trazendo o som inconfundível do motor “flat four” boxer.

LEIA MAIS: VW Saveiro GT: andamos no modelo que a fabricante nunca produziu

O Copa voltaria ao mercado nos anos 90, mais precisamente em 1994, e também na década de 2010, mas sem o mesmo brilho dessa primeira versão. Em breve trarei aqui na coluna uma Saveiro a ar com turbo e 210 cv. Até mais.  

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Câmara Municipal de Rondonópolis

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana