conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Carros e Motos

Chery Tiggo 5X chega brigar com HR-V, Creta, T-Cross e companhia

Publicado


Chery Tiggo 5X começa a ser vendido no Brasil no segmento mais disputado hoje em dia nas lojas
Divulgação

Chery Tiggo 5X começa a ser vendido no Brasil no segmento mais disputado hoje em dia nas lojas

Conforme anunciado durante o Salão do Automóvel 2018, o novo Chery Tiggo 5X chegará às concessionárias ainda na segunda quinzena de dezembro por preços que começam em R$ 86.990 (na versão T, básica), chegando aos R$ 96.990 no modelo mais caro. Trata-se do terceiro lançamento da marca sob a asa do Grupo Caoa, considerando que o Tiggo 2 é vendido desde o primeiro semestre e as primeiras unidades do sedã Arrizo 5 que chegaram às lojas ainda no fim de novembro.

LEIA MAIS: Tiggo 2, 4 e 7 mostram que o rei dos SUVs ataca novamente

Com 4.33 metros de comprimento, 1,8 m de largura e 2,6 m de entre-eixos, o Chery Tiggo 5X chegará com um preço competitivo para disputar com as versões mais equipadas de Honda HR-V, Jeep Renegade e Hyundai Creta. Vale lembrar que a abordagem dos carros chineses é de sempre trazer “menos por mais”. Ou seja, um pacote completo pelo preço de veículo de entrada. Com o Chery Tiggo 5X , a história não é diferente.

A versão T, a mais barata disponibilizada pela Caoa, traz desbloqueio das maçanetas e partida de forma presencial. Dessa forma, o motorista não precisa retirar a chave do bolso para abrir as portas ou dar a ignição. Desde o modelo básico, os passageiros do banco traseiro também poderão contar com saídas de ar, ainda que não possua controles climáticos independentes. A central multimídia de nove polegadas com opção de espelhamento para celulares também é item de série, integrando os comandos do ar-condicionado. Por fim, freio elétrico com assistente de partida em rampa completa o pacote.

Veja Mais:  Royal Enfield estuda fabricar moto com base no protótipoConcept KX

Mais detalhes do Chery Tiggo 5X

O modelo mais caro, TXS, acrescenta teto solar panorâmico, rodas de 18 polegadas, faróis de neblina e luz de cortesia na porta do motorista. Os bancos são revestidos em couro, e no caso do assento do motorista, conta com ajustes elétricos. São seis alto-falantes espalhados por toda a cabine, contando com aribags frontais e de cortina

LEIA MAIS: Chery Tiggo 2, o primeiro chinês do CAOA, é lançado por R$ 59.990

O Tiggo 5X trará a mesma motorização do Arrizo 5. Ou seja, o motor 1l5 turbo de 150 cv de potência (no etanol) e 21,4 kgfm de torque. No caso do SUV, será associado ao câmbio automático de dupla embreagem e seis velocidades.

Em sua nova etapa no Brasil, a Caoa Chery conta com duas fábricas: uma em Anápolis (GO) e outra em Jacareí (SP). Em Goiás, os modelos Tiggo 5X, 7 e 8 serão fabricados em conjunto com Hyundai Tucson, ix35, New Tucson e HR. De acordo com a Caoa, o complexo tem capacidade para produzir 30 mil unidades por turno.No caso do complexo industrial de Jacareí, sairão os modelos Tiggo 2 e Arrizo 5. Vale lembrar que a planta foi a que mais contratou novos funcionários entre todas as fabricantes que atuaram no Brasil em 2018, com crescimento de 50% no número de empregados em relação ao ano passado.

Veja Mais:  Mercedes-Benz G63 AMG chega ao Brasil por mais de R$ 1 milhão

LEIA MAIS: Caoa Chery terá três novos SUVs fabricados no Brasil no ano que vem

Junto do Chery Tiggo 5X , chega às lojas o Arrizo 5, por preços a partir de R$ 65.990. A marca se diz confiante com a categoria dos sedãs compactos, que demonstrou novo fôlego com a chegada dos modelos Volkswagen Virtus e Fiat Cronos no primeiro semestre. Para enfrentar as versões mais caras, a Chery contará com o modelo RXT, que deixa as concessionárias por R$ 72.990.

Comentários Facebook

Carros e Motos

Raptor, a super picape da Ford

Publicado

Considerada a picape mais forte, robusta e inteligente já produzida pela marca, a Ford F-150 Raptor reforça a tradição mundial da marca nesse segmento. Sua criação foi inspirada nas corridas do deserto mais famosas e desafiadoras do mundo.

LEIA MAIS: Aceleramos o novo Chevrolet Camaro 2019. Confira o vídeo!

Produzida com carroceria de liga de alumínio de nível militar de alta resistência, a Ford F-150 Raptor tem motor V6 3.5 EcoBoost biturbo de 450 cv, com impressionantes 70 quilos de torque a 3.500 rpm e transmissão automática de 10 velocidades.

Seu sistema de tração 4×4 tem transferência de torque sob demanda, com quatro opções de tração (2H, 4A, 4H e 4L), preparadas para todo tipo de terreno e bloqueio eletrônico de diferencial. Possui também assistência de engate de reboque, que torna as manobras de estacionamento com trailers muito mais fáceis.

LEIA MAIS: Mercedes-AMG GLA 45: o motor quatro cilindros mais potente do mundo

Ela tem suspensão dianteira independente com amortecedores Fox de alto rendimento e ajuste variável, rodas de alumínio forjado de 17” e pneus 315/70 R17 de uso misto.

Outra exclusividade da picape são os seis modos de condução que ajustam automaticamente seus parâmetros para rodagem normal, esportiva, na chuva/neve, na lama/areia, em pedra e estilo baja.

Na linha 2019, F-150 Raptor 2019 introduziu como novidade o Trail Control, que funciona como um controle de cruzeiro quando se dirige em terrenos fora de estrada. Conta também com a tecnologia Auto Start/Stop que desliga o motor ao parar em ponto morto para economizar combustível, religando-o imediatamente quando se tira o pé do freio. O sistema inteligente reconhece quando a picape está tracionando reboque ou em modo 4×4 e interrompe seu funcionamento.

Veja Mais:  Porsche Macan GTS: esportivo de verdade, que nem se parece com um SUV

Ford F-150 Raptor: ainda mais insana


Ford F-150 Raptor, a picape mais veloz da marca americana esteve no Brasil apenas para mostrar do que é capaz
Guilherme Menezes/iG

Ford F-150 Raptor, a picape mais veloz da marca americana esteve no Brasil apenas para mostrar do que é capaz

Como itens de tecnologia, tem SYNC 3 com tela de 8”, sistema de som premium Bang e Olufsen, câmera 360 graus, piloto automático adaptativo, sistema de pré-colisão com detecção de pedestres, controle de curvas e sistema de permanência em faixa.

A F150 Raptor foi uma das principais atrações da Ford em seu estande no Salão do Automóvel de São Paulo . A marca não confirma a importação do modelo para o mercado brasileiro. Diz apenas que está fazendo uma sondagem entre os consumidores.

LEIA MAIS: Como nasce o Jeep Renegade 2019?

Várias unidades da Raptor já foram importadas por brasileiro de maneira independente. Desta maneira, incluindo todos os impostos e fretes, a Ford F-150 Raptor chega no Brasil em torno de R$ 500 mil.

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros e Motos

Saiba quais são os 5 compactos mais econômicos até R$ 45 mil

Publicado

Está difícil encontrar modelos abaixo de R$ 45 mil no mercado brasileiro. O próprio VW Gol, que deveria ser um carro acessível, já parte de salgados R$ 46.320 com motor 1.0, o mesmo preço do Nissan March básico. O pequeno Up! também parece deslocado, partindo de inacreditáveis R$ 52.600 na versão Move, a mais em conta. Parece que os carros populares estão cada vez mais elitizados, mas ainda podemos contar com boas opções de compactos econômicos.

LEIA MAIS: Veja 5 carros que deveriam voltar ao Brasil

Se você quer guardar dinheiro em qualquer circunstância, não há melhor recurso que apostar em um dos compactos econômicos . Aliado a um motor de qualidade, a conta pode ficar ainda melhor. Com base nessas necessidades, a reportagem do iG Carros elege os cinco modelos mais econômicos do Brasil até R$ 45 mil. Todos os números de consumo divulgados pelas fabricantes são fornecidos pelo Inmetro.

5 – Hyundai HB20 1.0 Unique – média de 13,3 km/l com gasolina


Prestes a mudar, o Hyundai HB20 mostra que é uma boa opção entre os compactos econômicos disponíveis no Brasil
Divulgação

Prestes a mudar, o Hyundai HB20 mostra que é uma boa opção entre os compactos econômicos disponíveis no Brasil

Já não é mais segredo: a Hyundai está preparando um HB20 completamente novo para o fim de 2019. Além dos modelos hatch e sedã, há a possibilidade do aventureiro HB20X se aproximar ainda mais de um SUV, tal como o Honda WR-V que tem base no Fit. É normal que descontos progressivos comecem a surgir nas concessionárias, fazendo com que o hatch da marca coreana fique ainda mais barato. Pagar R$ 43.990 por um HB20 1.0 na versão Unique pode ser um bom negócio, ainda mais considerando o bom motor Kappa com câmbio manual.

Ainda em 2012, a Hyundai previu a tendência dos tricilíndricos que viriam a dominar o mercado. Abdicando o cilindro extra, este tipo de unidade fica ainda mais leve, melhorando o consumo de combustível e até mesmo a performance – por conta do bom rendimento volumétrico. No caso do motor 1.0 Kappa do Hyundai HB20 , o desenvolvimento é de 80 cv de potência a 6.200 rpm e 10,2 kgfm a 4,500 rpm. O consumo de combustível, conforme o Inmetro, é de 8,5 km/l na cidade e 9,9 km/l na estrada com etanol. Na gasolina, os números sobem para 12,5 km/l e 14,1 km/l, conferindo consumo médio de 13,3 km/l. Desde a versão mais básica, o HB20 já integra rádio convencional com conectividade Bluetooth e volante multifuncional.

Veja Mais:  Porsche 911 Turbo S 993 é fabricado do zero, com peças originais

4 – Chery New QQ 1.0 Act – média de 13,6 km/l com gasolina


Na lista dos compactos econômicos, o Chery New QQ é irresistível pelo preço. Trata-se do carro mais barato do País
Divulgação

Na lista dos compactos econômicos, o Chery New QQ é irresistível pelo preço. Trata-se do carro mais barato do País

O mundo está conspirando para que você compre um carro chinês. Por que não investir no QQ, agora produzido pela Caoa no interior de São Paulo? O melhor de seus atributos, claro, é o preço. Em 2019, o subcompacto passa a custar incríveis R$ 27.490 na versão mais em conta. As duas primeiras revisões também ficam por conta das várias concessionárias da Caoa Chery espalhadas pelo Brasil, deixando o negócio ainda mais atraente. Chamar o compacto de “pequena maravilha” não soa como exagero.

Assim como o Hyundai HB20, o Chery QQ também traz uma levíssima unidade de três cilindros abaixo do capô. São 75 cv de potência a 6.000 rpm e 10,1 kgfm de torque a 4.500 rpm. Apesar de econômico, fica devendo no desempenho, uma vez que o New QQ leva eternos 14 segundos para atingir 100 km/h. É difícil de entender, uma vez que o subcompacto tem apenas 940 kg. Os números de consumo, conforme o Inmetro, são positivos, aferindo 8,9 km/l na cidade e 9,9 km/l na estrada com etanol. Com gasolina no tanque, o pequeno chinês faz 12,9 km/l na cidade e 14,4 km/l na estrada, compreendendo a boa média de 13,65 km/l. Para um carro abaixo de R$ 28 mil, até que o QQ é bem completinho, contando com rádio convencional, vidros elétricos na dianteira e ar-condicionado.

Veja Mais:  Royal Enfield estuda fabricar moto com base no protótipoConcept KX

3 – Chevrolet Onix 1.0 Joy – média de 14,1 km/l com gasolina


Chevrolet Onix Joy é o único modelo com motor de quatro cilindros na lista dos compactos econômicos
Divulgação

Chevrolet Onix Joy é o único modelo com motor de quatro cilindros na lista dos compactos econômicos

O Onix Joy mostra como os engenheiros da Chevrolet são verdadeiros artistas. Na prática, este motor 1.0 de quatro cilindros é o mesmo GM Família I que equipou o Corsa em meados da década passada. A decisão de manter um propulsor antiquado enquanto a maioria dos rivais apostavam em novas tecnologias foi polêmica, mas a marca acertou a mão nas redefinições. Por R$ 44.990, é uma boa escolha para quem deseja economizar com um hatch compacto.

LEIA MAIS: Relembre 5 SUVs que não deram certo no mercado brasileiro

De acordo com a GM, o Onix Joy tem 80 cv de potência a 6.400 rpm e 9,8 kgfm de torque a 5.200 rpm. Destaque para a sexta marcha de longa relação, que deixa o compacto ainda mais silencioso e econômico na estrada. Conforme o Inmetro, o Onix Joy faz 9,1 km/l na cidade e 10,8 km/l na estrada com etanol. Os números sobem para 12,9 km/l na cidade e 15,3 km/l em circuito rodoviário. Assim como o HB20, o Onix também está para ser renovado em 2019. A versão Joy, entretanto, deverá sobreviver com uma próxima geração.

2 – Fiat Mobi 1.0 Drive – média de 14,9 km/l com gasolina


O Fiat Mobi fica com a medalha de prata entre os compactos econômicos disponíveis no mercado brasileiro
Divulgação

O Fiat Mobi fica com a medalha de prata entre os compactos econômicos disponíveis no mercado brasileiro

Outra opção para quem pretende economizar em 2019 é o Fiat Mobi , equipado com motor 1.0 de três cilindros por R$ 44.950. A marca italiana diz que a nova arquitetura de seus motores permite o surgimento de torque em baixas rotações, com comando único no cabeçote e variador de fase que praticamente eliminam as perdas de energia. É exatamente a mesma engenharia do motor 1.3 que também equipa do Argo, porém com um cilindro a menos.

Veja Mais:  Nissan terá versão conceitual do Kicks na edição 2018 do Salão do Automóvel

O Mobi 1.0 de três cilindros desenvolve 77 cv e 10,9 kgfm, ambos a 3.250 rpm. Este propulsor não tem dificuldades para puxar os 945 kg de sua estrutura, indo de 0 a 100 km/h em 12 segundos cravados. De acordo com o Inmetro, o Mobi é capaz de aferir 9,6 km/l na cidade e 11,3 km/l na estrada com etanol, bem como 13,7 km/l na cidade e 16,1 km/l na estrada com gasolina, em uma boa média de 14,9 km/l. Vale dizer que o Mobi tem o melhor consumo rodoviário de nossa lista.

1 – Renault Kwid 1.0 Intense – média de 15,2 km/l na gasolina


Entre os compactos econômicos, o Kwid elevou o patamar de participação da Renault. A marca nunca vendeu tão bem no Brasil
Divulgação

Entre os compactos econômicos, o Kwid elevou o patamar de participação da Renault. A marca nunca vendeu tão bem no Brasil

O campeão entre os carros mais econômicos até R$ 45 mil é o Kwid . O subcompacto é um dos responsáveis pelo crescimento da participação da Renault em 2018, já encostando em uma Ford um tanto quanto enfraquecida. Pelo andar da carruagem, a marca francesa é forte candidata a assumir um lugar entre as quatro grandes em 2019, ainda mais com um subcompacto barato de R$ 37.495.

LEIA MAIS: As piores versões de alguns dos melhores carros já vendidos no Brasil

Seu motor 1.0 SCe também tem apenas três cilindros, entregando 70 cv de potência a 5.500 rpm e 9,8 kgfm de torque a 4.250 rpm entre os compactos econômicos . Parece pouco, mas é suficiente para dar força ao pequeno hatch de apenas 786 kg, o mais leve do Brasil. De acordo com o Inmetro, o Kwid é capaz de aferir 10,3 km/l na cidade e 10,8 km/l em meio rodoviário com etanol. Na gasolina, o número sobe para 14,9 km/l e 15,6 km/l, respectivamente. O consumo médio com o combustível fóssil é de 15,2 km/l.

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros e Motos

Saiba quais são os 5 compactos mais econômicos até R$ 45 mil

Publicado

Está difícil encontrar modelos abaixo de R$ 45 mil no mercado brasileiro. O próprio VW Gol, que deveria ser um carro acessível, já parte de salgados R$ 46.320 com motor 1.0, o mesmo preço do Nissan March básico. O pequeno Up! também parece deslocado, partindo de inacreditáveis R$ 52.600 na versão Move, a mais em conta. Parece que os carros populares estão cada vez mais elitizados, mas ainda podemos contar com boas opções de compactos econômicos.

LEIA MAIS: Veja 5 carros que deveriam voltar ao Brasil

Se você quer guardar dinheiro em qualquer circunstância, não há melhor recurso que apostar em um dos compactos econômicos . Aliado a um motor de qualidade, a conta pode ficar ainda melhor. Com base nessas necessidades, a reportagem do iG Carros elege os cinco modelos mais econômicos do Brasil até R$ 45 mil. Todos os números de consumo divulgados pelas fabricantes são fornecidos pelo Inmetro.

5 – Hyundai HB20 1.0 Unique – média de 13,3 km/l com gasolina


Prestes a mudar, o Hyundai HB20 mostra que é uma boa opção entre os compactos econômicos disponíveis no Brasil
Divulgação

Prestes a mudar, o Hyundai HB20 mostra que é uma boa opção entre os compactos econômicos disponíveis no Brasil

Já não é mais segredo: a Hyundai está preparando um HB20 completamente novo para o fim de 2019. Além dos modelos hatch e sedã, há a possibilidade do aventureiro HB20X se aproximar ainda mais de um SUV, tal como o Honda WR-V que tem base no Fit. É normal que descontos progressivos comecem a surgir nas concessionárias, fazendo com que o hatch da marca coreana fique ainda mais barato. Pagar R$ 43.990 por um HB20 1.0 na versão Unique pode ser um bom negócio, ainda mais considerando o bom motor Kappa com câmbio manual.

Ainda em 2012, a Hyundai previu a tendência dos tricilíndricos que viriam a dominar o mercado. Abdicando o cilindro extra, este tipo de unidade fica ainda mais leve, melhorando o consumo de combustível e até mesmo a performance – por conta do bom rendimento volumétrico. No caso do motor 1.0 Kappa do Hyundai HB20 , o desenvolvimento é de 80 cv de potência a 6.200 rpm e 10,2 kgfm a 4,500 rpm. O consumo de combustível, conforme o Inmetro, é de 8,5 km/l na cidade e 9,9 km/l na estrada com etanol. Na gasolina, os números sobem para 12,5 km/l e 14,1 km/l, conferindo consumo médio de 13,3 km/l. Desde a versão mais básica, o HB20 já integra rádio convencional com conectividade Bluetooth e volante multifuncional.

Veja Mais:  Mercedes-Benz G63 AMG chega ao Brasil por mais de R$ 1 milhão

4 – Chery New QQ 1.0 Act – média de 13,6 km/l com gasolina


Na lista dos compactos econômicos, o Chery New QQ é irresistível pelo preço. Trata-se do carro mais barato do País
Divulgação

Na lista dos compactos econômicos, o Chery New QQ é irresistível pelo preço. Trata-se do carro mais barato do País

O mundo está conspirando para que você compre um carro chinês. Por que não investir no QQ, agora produzido pela Caoa no interior de São Paulo? O melhor de seus atributos, claro, é o preço. Em 2019, o subcompacto passa a custar incríveis R$ 27.490 na versão mais em conta. As duas primeiras revisões também ficam por conta das várias concessionárias da Caoa Chery espalhadas pelo Brasil, deixando o negócio ainda mais atraente. Chamar o compacto de “pequena maravilha” não soa como exagero.

Assim como o Hyundai HB20, o Chery QQ também traz uma levíssima unidade de três cilindros abaixo do capô. São 75 cv de potência a 6.000 rpm e 10,1 kgfm de torque a 4.500 rpm. Apesar de econômico, fica devendo no desempenho, uma vez que o New QQ leva eternos 14 segundos para atingir 100 km/h. É difícil de entender, uma vez que o subcompacto tem apenas 940 kg. Os números de consumo, conforme o Inmetro, são positivos, aferindo 8,9 km/l na cidade e 9,9 km/l na estrada com etanol. Com gasolina no tanque, o pequeno chinês faz 12,9 km/l na cidade e 14,4 km/l na estrada, compreendendo a boa média de 13,65 km/l. Para um carro abaixo de R$ 28 mil, até que o QQ é bem completinho, contando com rádio convencional, vidros elétricos na dianteira e ar-condicionado.

Veja Mais:  Porsche 911 Turbo S 993 é fabricado do zero, com peças originais

3 – Chevrolet Onix 1.0 Joy – média de 14,1 km/l com gasolina


Chevrolet Onix Joy é o único modelo com motor de quatro cilindros na lista dos compactos econômicos
Divulgação

Chevrolet Onix Joy é o único modelo com motor de quatro cilindros na lista dos compactos econômicos

O Onix Joy mostra como os engenheiros da Chevrolet são verdadeiros artistas. Na prática, este motor 1.0 de quatro cilindros é o mesmo GM Família I que equipou o Corsa em meados da década passada. A decisão de manter um propulsor antiquado enquanto a maioria dos rivais apostavam em novas tecnologias foi polêmica, mas a marca acertou a mão nas redefinições. Por R$ 44.990, é uma boa escolha para quem deseja economizar com um hatch compacto.

LEIA MAIS: Relembre 5 SUVs que não deram certo no mercado brasileiro

De acordo com a GM, o Onix Joy tem 80 cv de potência a 6.400 rpm e 9,8 kgfm de torque a 5.200 rpm. Destaque para a sexta marcha de longa relação, que deixa o compacto ainda mais silencioso e econômico na estrada. Conforme o Inmetro, o Onix Joy faz 9,1 km/l na cidade e 10,8 km/l na estrada com etanol. Os números sobem para 12,9 km/l na cidade e 15,3 km/l em circuito rodoviário. Assim como o HB20, o Onix também está para ser renovado em 2019. A versão Joy, entretanto, deverá sobreviver com uma próxima geração.

2 – Fiat Mobi 1.0 Drive – média de 14,9 km/l com gasolina


O Fiat Mobi fica com a medalha de prata entre os compactos econômicos disponíveis no mercado brasileiro
Divulgação

O Fiat Mobi fica com a medalha de prata entre os compactos econômicos disponíveis no mercado brasileiro

Outra opção para quem pretende economizar em 2019 é o Fiat Mobi , equipado com motor 1.0 de três cilindros por R$ 44.950. A marca italiana diz que a nova arquitetura de seus motores permite o surgimento de torque em baixas rotações, com comando único no cabeçote e variador de fase que praticamente eliminam as perdas de energia. É exatamente a mesma engenharia do motor 1.3 que também equipa do Argo, porém com um cilindro a menos.

Veja Mais:  Nissan terá versão conceitual do Kicks na edição 2018 do Salão do Automóvel

LEIA MAIS: Aceleramos o raro Fiat Coupé no Autódromo de Interlagos. Assista ao vídeo

O Mobi 1.0 de três cilindros desenvolve 77 cv e 10,9 kgfm, ambos a 3.250 rpm. Este propulsor não tem dificuldades para puxar os 945 kg de sua estrutura, indo de 0 a 100 km/h em 12 segundos cravados. De acordo com o Inmetro, o Mobi é capaz de aferir 9,6 km/l na cidade e 11,3 km/l na estrada com etanol, bem como 13,7 km/l na cidade e 16,1 km/l na estrada com gasolina, em uma boa média de 14,9 km/l. Vale dizer que o Mobi tem o melhor consumo rodoviário de nossa lista.

1 – Renault Kwid 1.0 Intense – média de 15,2 km/l na gasolina


Entre os compactos econômicos, o Kwid elevou o patamar de participação da Renault. A marca nunca vendeu tão bem no Brasil
Divulgação

Entre os compactos econômicos, o Kwid elevou o patamar de participação da Renault. A marca nunca vendeu tão bem no Brasil

O campeão entre os carros mais econômicos até R$ 45 mil é o Kwid . O subcompacto é um dos responsáveis pelo crescimento da participação da Renault em 2018, já encostando em uma Ford um tanto quanto enfraquecida. Pelo andar da carruagem, a marca francesa é forte candidata a assumir um lugar entre as quatro grandes em 2019, ainda mais com um subcompacto barato de R$ 37.495.

LEIA MAIS: As piores versões de alguns dos melhores carros já vendidos no Brasil

Seu motor 1.0 SCe também tem apenas três cilindros, entregando 70 cv de potência a 5.500 rpm e 9,8 kgfm de torque a 4.250 rpm entre os compactos econômicos . Parece pouco, mas é suficiente para dar força ao pequeno hatch de apenas 786 kg, o mais leve do Brasil. De acordo com o Inmetro, o Kwid é capaz de aferir 10,3 km/l na cidade e 10,8 km/l em meio rodoviário com etanol. Na gasolina, o número sobe para 14,9 km/l e 15,6 km/l, respectivamente. O consumo médio com o combustível fóssil é de 15,2 km/l.

Comentários Facebook
Continue lendo

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana