conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Economia

Comissão do Senado aprova projeto para FGTS ser usado em educação e cirurgias

Publicado

source
senador Styvenson Valentim arrow-options
Marcos Oliveira/Agência Senado
Autor do projeto, senador Styvenson Valentim defendeu a ampliação das possibilidades de saques do FGTS

A Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado aprovou nesta quarta-feira projeto que amplia as possibilidades de saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para pagamento de curso superior e de cirurgias essenciais à saúde.

Saque do FGTS pode ajudar quatro em cada dez inadimplentes a limparem o nome

O texto foi votado de forma terminativa no colegiado. Isso significa que, sem necessidade de ser aprovado pelo plenário do Senado, segue agora para análise da Câmara .

O Projeto de Lei (PL) 1.540/2019, que prevê a ampliação das hipóteses de saque do FGTS é de autoria do senador Styvenson Valentim (Podemos-RN).  “Essa proposição atua no sentido de reconhecer o trabalhador como proprietário e principal beneficiário dos recursos e fortalecê-lo, ampliando as possibilidades de saque do FGTS”, sustentou Styvenson.

Optar por saque-aniversário do FGTS é abrir mão do recurso em caso de demissão

Hoje, o saldo do FGTS pode ser sacado para compra de imóveis; amortização de dívida de financiamento habitacional; em casos de demissão sem justa causa; e de algumas doenças graves.

No mês passado, o governo editou ainda a Medida Provisória 889/2019, que permite o saque ao FGTS anualmente obedecendo percentuais fixados de acordo com o montante acumulado nas contas vinculadas.

Veja Mais:  Brasileiro tem primeiro emprego com carteira assinada, em média, após os 28 anos

FGTS: Como fazer o saque emergencial  de R$ 500 de acordo com o seu banco

Fonte: IG Economia
Comentários Facebook

Economia

Não era dinheiro, era cilada: 3 dicas para não cair em dicas furadas da internet

Publicado

source
finanças arrow-options
shutterstock
Veja as dicas para não cair em furadas financeiras na internet


internet  popularizou, e muito, o acesso a informações sobre  educação financeira e investimentos . Por outro lado, com uma grande quantidade de pessoas procurando sobre o assunto, cresce também a possibilidade de cair em dicas furadas, o que resulta em perda de  dinheiro

Sandra Blanco, consultora de investimentos da Órama, conta que é possível, sim, a prender a se organizar a até a investir dinheiro sozinho pela internet , mas que alguns cuidados precisam ser tomados. “Tendo tempo, disponibilidade e interesse, dá para aprender a investir sozinho”, afirma. 

Leia também: Cuide do seu dinheiro: aprenda sobre finanças de graça na internet

Segundo ela, uma grande oportunidade são os canais de  YouTube  que dão dicas sobre educação financeira. “Vejo isso de forma positiva, porque são pessoas que querem dividir suas próprias experiências”, opina. Segundo Sandra, porém, aprender a cuidar do próprio dinheiro é diferente de aprender a investir

No primeiro caso, aprende-se a organizar as contas, equilibrar receitas e despesas e poupar dinheiro. Até aí, segundo a consultora, não há grandes riscos em aplicar dicas encontradas na internet. O problema começa quando as pessoas procuram maneiras para ganhar dinheiro. 

1 – Cuidado com as dicas generalistas

Quando o assunto são os  investimentos , as dicas dadas online passam a ser muito generalistas quando, na realidade, cada caso é um caso. Segundo o consultor financeiro Ricardo Olio, cada pessoa possui um perfil diferente de investimentos e, por isso,  as dicas dadas online podem não se encaixar para todos . “Eu não consigo te indicar um investimento sem entender sua estrutura financeira”, afirma. 

Veja Mais:  Pagamento do 13º salário vai injetar mais de R$ 200 bilhões na economia

Sandra afirma que, nesses casos, o melhor é procurar informações de  influenciadores que realmente entendem do assunto  e, diante disso, ser seletivo naquilo que serve, ou não, para o seu contexto pessoal. 

Leia também: Coisa de investidor? Criptomoedas se consolidam e ampliam modelo de negócio

Cair em uma dica generalista foi justamente o que aconteceu com o técnico químico Vinicius Rangel, de 24 anos. Há cerca de dois anos, ele começou a aprender sobre  educação financeira  na internet mas, quando foi investir, acabou perdendo dinheiro por acreditar que um determinado modelo de investimentos funcionava para ele quando, na verdade, seu perfil era outro. 

Sandra explica que, com a ascensão de informações sobre finanças na internet e com o surgimento de novos modelos financeiros, as pessoas acreditam que tudo está mais simples e conectado. Segundo ela, porém,  as regras do mercado financeiro seguem sendo as mesmas, e isso deve ser seguido . “As regras tradicionais ainda não mudaram. É preciso se identificar com um perfil de investidor, ver o que é mais adequado para você e aos seus objetivos”, afirma. 

2 – Não existe dinheiro fácil

“Oi. Meu nome é Bettina , eu tenho 22 anos e 1 milhão e 42 mil reais de patrimônio acumulado”. Quem nunca se sentiu atraído por uma frase como essa, que atire a primeira pedra. Aliás, achar que existe  dinheiro rápido  foi justamente o que fez Vinicius cair na dica errada. 

Leia também: Lembra dela? Bettina ressurge nesta terça sem prometer enriquecimento rápido

Sandra diz que  a promessa de dinheiro rápido e fácil é o maior alerta de que você pode estar prestes a cair em uma cilada . “Ninguém fica rico do dia para a noite”, enfatiza. “Um sinal vermelho piscante de que pode ser uma furada são os lucros extraordinários”. 

Veja Mais:  Café tem queda no preço pelo segundo dia consecutivo

A consultora explica que é possível, sim, obter lucros extraordinários com investimentos de vez em quando, mas que isso não é a regra e não acontece em um curto período de tempo. Nesses casos, ela conta que é importante pensar na Selic e compará-la com a proposta que está sendo oferecida.

“Nossa taxa básica de juros, hoje, é 5,5% ao ano, e qualquer ganho acima disso incorre em risco. Se te oferecerem 5% ao mês, isso está completamente fora do normal, então abre o olho”, aconselha. 

As promessas de lucros extraordinários podem fazer as pessoas caírem, por exemplo, em esquemas de  pirâmides financeiras . Nelas, as vítimas aplicam bastante dinheiro com a ilusão de que, no futuro, ganharão uma recompensa enorme.

“O risco é perder todo o dinheiro, pura e simplesmente. Às vezes, o esquema funciona por um mês, um ano, aí depois as coisas podem se complicar”, explica Sandra. 

Leia também: Veja as contas que você pode ficar sem pagar para sair do vermelho

3 – Cuidado dobrado com os grupos

Na tentativa de oferecer ajuda mútua, existem muitos grupos em  redes sociais  nos quais as pessoas trocam informações sobre educação financeira e investimentos . Isso pode ser bastante positivo, contanto que se use de cautela, analisando se quem passa as dicas realmente entende do assunto. 

Veja Mais:  Governo projeta redução de 40% no preço do gás sem monopólio da Petrobras

O assessor de investimentos Renan Hoffmann conta que, quando ainda estava aprendendo, acabou pegando uma dica errada em um grupo. Na época, sem saber exatamente o que estava fazendo, ele decidiu fazer operações na bolsa de valores . No primeiro mês, ele perdeu dinheiro, e foi justamente um grupo online que o fez continuar investindo, mesmo que da forma errada.

Leia também:  Sem grana? 6 ideias para ganhar dinheiro de forma rápida e fácil

“A maioria das pessoas que conversam nesses grupos são pessoas que pensam da mesma forma e tem mais ou menos o mesmo nível de conhecimento. Então, todo mundo me falou: é normal você perder no primeiro mês, tenta de novo ”, lembra. E foi aí que Renan errou.

Continuando a investir, ele perdeu R$3.400 reais em apenas seis meses . Hoje, ele olha para trás e analisa: “se eu aplicasse de uma forma inteligente, sabendo que não existe essa coisa de você ficar rico de uma hora para a outra, eu com certeza não teria perdido esse dinheiro”. 

O tombo de Renan o fez bem, na verdade. Depois disso, ele se dedicou a aprender sobre o mercado financeiro , sobretudo na internet . Se encantou pelo que viu e, após uma transição de carreira, trabalha no setor.

Tomando os devidos cuidados, ele acredita que a internet é, sim, uma boa ferramenta para aprender a cuidar do próprio dinheiro. “A gente não aprende educação financeira na escola. Então, essa divulgação através de rede social, de YouTube , atinge uma massa gigantesca de pessoas que nunca tiveram contato com o assunto”, opina.

Fonte: IG Economia
Comentários Facebook
Continue lendo

Economia

Servidores públicos na mira do governo: entenda a reforma administrativa

Publicado

source

IstoÉ

rodrigo maia arrow-options
Luis Macedo/Câmara dos Deputados – 10.7.19
Governo conta com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), para dar seguimento a reforma administrativa

Com a votação da Reforma da Previdência entrando na reta final, o governo Bolsonaro aposta suas fichas na reestruturação de carreiras do funcionalismo federal para evitar o estrangulamento das contas públicas.

Reforma administrativa deve ser levada ao Congresso após Previdência, diz Guedes

A Reforma Administrativa em elaboração prevê novas regras para contratação , promoção e desligamento de servidores. “Não temos condições de continuar rodando com gastos com folha de pagamento nessa magnitude”, diz Gleisson Rubin, secretário especial adjunto de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia.

A meta é enviar o projeto ainda em outubro ao Congresso. O Executivo conta com o apoio do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, que o considera a “prioridade número 1”.

Com as mudanças, o governo federal pretende reduzir o número de categorias do funcionalismo federal em até 80% . Passarão de 117 carreiras para algo entre 20 e 30, diminuindo muito o gasto com pessoal.

Reforma manterá direitos dos servidores públicos, diz secretário Paulo Uebel

Também é avaliada a regulamentação da avaliação de desempenho , prevista pela Constituição, que permitirá a premiação de bons servidores e a demissão por atuação insatisfatória. Serão incluídos ainda mecanismos para impedir que os bônus se estendam a todos os servidores.

Veja Mais:  Governo projeta redução de 40% no preço do gás sem monopólio da Petrobras

Outras modificações incluem a revisão de licenças e gratificações , a criação de um contrato de trabalho temporário, o estímulo à contratação pela CLT por concurso, a aproximação entre os salários do funcionalismo e do setor privado, a redução dos salários de entrada e a ampliação do prazo para se chegar ao topo da carreira.


Algumas das principais medidas devem encontrar resistência, como a redução da jornada de trabalho e dos salários e o fim da estabilidade no funcionalismo público.

Este último item, inclusive, já foi refutado pelo próprio presidente, contrariando sua equipe econômica. Um outro ponto polêmico é a implementação de um novo Código de Conduta a fim de evitar “captura” de órgãos públicos por entidades de classe.

Apesar da promessa oficial de tratar somente dos novos servidores , deverão ser estabelecidas regras de transição para os atuais funcionários, o que também deve provocar reações.

Dúvidas

“Por enquanto, só foram anunciadas medidas genéricas”, diz Clóvis Bueno de Azevedo, da FGV. “A equipe econômica quer acabar com quais privilégios e gratificações ?” Ainda não há elementos para fazer uma avaliação com mais segurança, segundo ele.

Aras admite que trechos da reforma da Previdência podem parar na Justiça

Propostas de reforma da gestão pública e do funcionalismo sempre enfrentaram a resistência de corporações incrustadas na máquina pública , e há dúvidas sobre a real disposição e a força do governo em enfrentar grupos de interesse fortes no Congresso.

Veja Mais:  Governo avalia corrigir faixas de isenção do IR pela inflação

Hoje, a despesa com os servidores é a segunda maior do governo federal, ficando atrás apenas da Previdência. E o seu crescimento é espantoso. Nesse ano serão R$ 325 bilhões destinados a salários de servidores. Em 2003, o valor era de R$ 187 bilhões, 43% a menos.

Apesar das dificuldades, Rodrigo Maia acredita que a aprovação pode ser mais fácil do que no caso da Previdência. O alcance da reforma, porém, pode ser limitado. Azevedo, da FGV, aponta que a diferença de salários é uma questão importante, e não foi enfrentada até agora.

“Tem salário da ordem de R$ 39 mil no Supremo Tribunal Federal . E a disposição para enfrentar questões como essa é mínima”, afirma. Talvez os poderes não estejam olhando tão para a frente assim.

Fonte: IG Economia
Comentários Facebook
Continue lendo

Economia

Preços dos combustíveis têm nova semana de alta nos postos

Publicado

source
carro abastecendo arrow-options
Divulgação
Tanto a gasolina quanto o etanol tiveram alta nesta semana, de acordo com a média de preços da ANP

Conforme levantamento da ANP (Agência Nacional de Petroleo), os preços médios dos combustíveis tiveram um novo aumento durante esta semana para o consumidor final. De acordo com a agência, os valores do diesel, gasolina e etanol aumentaram.

LEIA MAIS: Coluna Dinheiro do Povo: Encha o tanque, por favor

A partir da coleta de preços de postos de várias regiões do país, a ANP faz o cálculo de uma média. Portanto, os preços dos combustíveis podem variar conforme cada região. E o resultado desta semana é a quinta alta seguida no preço da gasolina e a sexta do diesel. Em relação ao etanol, foram três aumentos semanais seguidos.

Os aumentos aconteceram depois que o mercado de petróleo ficou agitado por causa dos ataques sobre instalações produtoras da Arábia Saudita, em meados de setembro.

Gasolina Diesel Etanol
Preço médio por litro R$ 4,382 R$ 3,700 R$ 2,892
Alta da semana R$ 0,009 (21%) R$ 0,014 (0,38%) R$ 0,019 (0,66%)
Alta acumulada no ano 0,87% 7,21% 2,44%


A última vez que a Petrobras subiu os preços da gasolina foi em 27 de setembro, depois de três altas consecutivas. Os repasses dos reajustes das refinarias para o consumidor final dependem de uma série de fatores, como impostos, margens de distribuição, revenda e mistura de biocombustíveis.

Veja Mais:  O que propõem Fernando Haddad e Jair Bolsonaro para a economia

 LEIA MAIS: Polícia descobre esquema de furto de combustíveis em SP e prende 3 homens

Além disso, existem outros fatores que influenciam no preço dos combustíveis , como a paridade com as cotações internacionais, bem como custos como taxas cobradas pelos portos, transporte, margem para cobrir riscos, entre outros itens. 

Fonte: IG Economia
Comentários Facebook
Continue lendo

Câmara Municipal de Rondonópolis

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana