conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Mulher

Como sentir prazer em uma das posições sexuais mais clássicas?

Publicado

Uma das posições sexuais mais clássicas entre os casais é aquela em que a mulher fica de quatro e o homem a penetra por trás. Apesar de ser uma das formas preferidas de se satisfazer na cama, nem sempre o prazer é garantido na posição. Muitas mulheres enfrentam dificuldade em ter um orgasmo  e não sabem como sentir prazer.


Como sentir mais prazer no sexo quando o homem está por trás? Vá com calma e use um brinquedo erótico na hora do sexo
shutterstock

Como sentir mais prazer no sexo quando o homem está por trás? Vá com calma e use um brinquedo erótico na hora do sexo

Diante disso, a especialista em sexo e sexualidade Annabelle Knight listou ao site “Daily Star” algumas dicas de como sentir prazer na clássica posição sexual em que a mulher fica de quatro . Segundo Annabelle, por mais que você seja “expert” na posição, sempre é possível aprimorá-la. Veja algumas dicas:

1. Vá com calma

Annabelle explica que geralmente essa  posição sexual é associada ao sexo mais selvagem e até animalesco. Mas, por que não encarar as coisas de outra forma? Tentar fazer a posição de outra forma, mas onde o homem ainda fica por trás pode ser interessante e até mais prazeroso.

“Tente fazer a posição de conchinha, enquanto ele segura os seus braços”, sugere. “Essa posição costuma ser relacionada à paixão crua, com pouco afeto, mas experimente a versão romântica e apaixonada, com corpo contra corpo, onde ambos se deitam de lado ao invés de ficarem ajoelhados”, completa. A especialista explica que dessa forma é possível sussurrar “besteirinhas” no ouvido do outro e até beijar durante a penetração.

Veja Mais:  Mãe cuida de bebênatimorto por 15 dias: “Não queria deixa-la ir”

2. Aumente a intensidade gradualmente

Quando ambos estão com muito tesão a vontade é de chegar ao orgasmo logo nos primeiros minutos de relação. Porém, Annabelle sugere controlar mais a intensidade da penetração e experimentar o prazer que pode aumentar de forma gradual. “Essa é uma posição que coloca o homem em ‘vantagem’, então é mais fácil para eles começarem de forma mais intensa. No entanto, faça com que ele comece mais gentilmente”, sugere.

“O encoraje a começar com uma penetração mais lenta e não tão profunda, de forma mais apaixonada. A ideia é que aos poucos ele trabalhe a intensidade e a frequência do que está fazendo”, fala. Como sentir prazer não é algo tão simples para algumas mulheres, isso com certeza pode ajudar.

3. Não se esqueça do contato visual

Em uma posição como essa, onde a mulher fica de costas para o homem, o contato visual fica um pouco mais difícil, o que pode prejudicar na hora de atingir o orgasmo , já que o contato visual é fundamental para aumentar o prazer. Annabelle explica que roubar alguns olhares é uma forma de aumentar a tensão sexual.

“Um dos grandes problemas dessa posição é que ela não envolve o contato visual direto, o que pode ser a chave para tornar o sexo mais íntimo. No entanto, só porque você não está de frente para ele não significa que é preciso abrir mão disso”, fala. “Tente olhar para ele por cima do seu ombro ou use um espelho bem posicionado para ter o mesmo efeito. Ao mesmo tempo em que é íntimo, é extremamente excitante”, ensina.

Veja Mais:  Campanha mostra vários tipos de vulva e celebra diversidade íntima feminina

4. Use um brinquedo sexual

Brinquedos sexuais  são grandes aliados para resolver a questão de como sentir prazer no sexo. Busque vibradores e outros produtos para a “hora H”, isso aumenta a sua chance de atingir o clímax e ainda torna a experiência mais intensa. “Algo poderoso, mas pequeno, como um mini vibrador, pode ser ótimo para vocês dois, já que qualquer um pode pressioná-lo contra o clitóris durante o ato sexual”, fala.

5. Combine com outras posições

A especialista em sexo e sexualidade sugere combinar com outras posições sexuais para variar na hora da relação. “Você não precisa começar com essa posição imediatamente”, diz. A ideia é começar com determinada posição e, conforme a intensidade do momento, passar para a posição em que a mulher fica de quatro.

Mais dicas de como sentir prazer


Saber como sentir prazer no sexo é uma dificuldade para algumas mulheres, mas algumas dicas podem facilitar
shutterstock

Saber como sentir prazer no sexo é uma dificuldade para algumas mulheres, mas algumas dicas podem facilitar

Além das sugestões de Annabelle Knight sobre como sentir prazer, existem outras formas de chegar ao clímax da relação sexual mais facilmente. São dicas que vão te ajudar não apenas para a posição em que a mulher fica de quatro e o homem a penetra por trás, mas para o sexo no geral.

  • Explore zonas erógenas

Sexo não é, e nem deve ser, só sobre o órgão sexual. Na realidade, o corpo humano tem inúmeras regiões que causam prazer quando são estimuladas. São as zonas erógenas, partes do corpo com mais terminações nervosas e pele mais fina, o que as torna mais sensíveis ao toque. Entre elas estão os seios, o pescoço, a boca e as coxas.

  • Fortaleça o assoalho pélvico
Veja Mais:  Saiba e aprenda como agir quando davistoria de um imóvel

Fortalecer o assoalho pélvico com exercícios como o pompoarismo é uma boa forma de garantir mais prazer durante a relação sexual. Exercitar essa região ajuda a manter a vagina mais irrigada, combater o ressecamento vaginal e até as cólicas menstruais. Além disso, a mulher passa a ter mais domínio sobre a própria musculatura, o que facilita na hora do sexo, já que contrair essa musculatura ajuda a ter orgasmos.

  • Investa em lubrificação

O canal vaginal é naturalmente lubrificado e durante o sexo a quantidade de fluidos aumenta. No entanto, para algumas mulheres isso ainda não é o suficiente para uma penetração confortável e chegar ao clímax fica mais difícil. Por isso, investir em lubrificação extra é fundamental. Uma maneira de fazer isso é abusar das preliminares e, se for o caso, recorrer a um lubrificante artificial. É importante lembrar que lubrificantes artificiais devem sempre ser à base de água para evitar alergias, infecções e garantir a eficácia dos preservativos.

  • Não tenha medo de conversar

Falar sobre sexo pode ser um desafio para algumas pessoas. Porém, a comunicação entre os parceiros é um dos pilares para um bom sexo. Só com o diálogo o outro sabe quais são as suas preferências e gostos na cama. Quando ambos se conhecem intimamente fica mais fácil para um satisfazer o outro. Além disso, como sentir prazer a ser uma questão mais simples de ser solucionada.

Comentários Facebook

Mulher

Jovem que tem seios grandes sonha com redução: “Traria minha vida de volta”

Publicado

A galesa Danielle Markerson tem 20 anos e sofre com os constantes incômodos no corpo causados pelos seios grandes. Ela teve até que abandonar o emprego como monitora por não suportar a dor e o peso das mamas, e luta para fazer uma cirurgia plástica de redução.

Leia também: Após 16 anos tingindo os cabelos brancos, mulher assume grisalho: “Sou livre”

jovem com seios grandes sonha com redução
Reprodução/Facebook/Danielle Markerson

Danielle Markerson relata os problemas causados pelos seios grandes e espera fazer cirurgia para redução


Danielle tentou reduzir a mama de maneira gratuita há dois anos e, novamente, em março de 2019. As duas solicitações foram recusadas pela NHS ( National Health Service ), órgão público de saúde do Reino Unido. Agora, a jovem quer arrecadar 6 mil libras – aproximadamente R$ 29,2 mil – para operar os seios grandes com um médico particular.

O incômodo é tanto que a galesa afirma ter dificuldade até para manter o equilíbrio do corpo. “O peso dos meus seios é irreal, e carregá-los é muito doloroso. Acho que eles poderiam pesar tanto quanto um bebê recém-nascido”, diz ela ao site The Sun .

Sem ajuda de órgãos públicos

As dores agudas a fizeram procurar ajuda gratuita, mas o tratamento não iniciou. Segundo ela, a justificativa dada pelos médicos é que “não haveria ajuda do NHS, porque eles não consideram uma coisa séria o suficiente para gastar dinheiro”.

Veja Mais:  Após procedimento estético com laser, mulher fica com rosto “arranhado”

A jovem relata que explicou que sofre com os danos nas articulações e os “furos” nos ombros, causados pelas alças dos sutiãs, mas os especialistas mantiveram a ideia de que a situação não é grave.

“Eles disseram que o NHS não vai financiar uma redução a menos que eu tenha sérios problemas de saúde. Eu senti que eles achavam que eu estava fazendo-os perder tempo”, desabafa Danielle.

Leia também: Nike usa manequins plus size em loja conceito de Londres e viraliza nas redes

Atenção indesejada

jovem com seios grandes sofre com olhares indesejados
Reprodução/Facebook/Danielle Markerson

Danielle desabafa sobre os olhares indesejados que os seios grandes atraem de pessoas na rua


Os seios grandes atraem olhares de inúmeras pessoas, em especial dos homens. “Eu tento usar roupas mais largas, mas não há nada que os esconda”, afirma. “Os meninos veem alguém com um peito como o meu como um símbolo de status para ter em seus braços”, complementa.

Em relação às mulheres, a galesa comenta que os olhares direcionados por elas são de julgamento. “As mulheres dizem para os namorados: ‘Olhe para os seios dela’ ou ‘olhe para o estado disso’. Eles olhavam para mim como se eu fosse um pedaço de terra”, pontua ela, definindo a situação como constrangedora.

“Eu sofri de ansiedade, estresse e depressão por causa dos meus seios. Minha confiança despencou porque tenho medo de ser julgada”, conta.

Veja Mais:  Vida perfeita no Instagram? Influenciadora abre debate nas redes sociais

Esses casos eram ainda mais frequentes quando Danielle estava na fase da adolescência. “Caminhava para a escola com meu uniforme e os homens paravam e buzinavam, gritando para eu ir para casa com eles. A atenção que recebi foi nojenta”, declara a jovem.

Seios ainda maiores com a gestação

Amamentação não reduz tamanho dos seios
Reprodução/Facebook/Danielle Markerson

Mãe de Theo, de oito meses, Danielle esperava que a amamentação ajudasse a reduzir o tamanho dos seios


Danielle é a mãe do Theo, de apenas oito meses. Ela enfatiza que suas mamas aumentaram significativamente na gestação , assim como os incômodos no corpo. “Estar grávida significava que eu estava ainda mais desequilibrada. Meus joelhos continuaram cedendo e eu não conseguia me manter em pé”, diz.

Com a amamentação, a galesa esperava que os seios diminuíssem de tamanho, mas não foi o que aconteceu. Agora, Danielle precisa encomendar seus sutiãs para serem feitos sob medida, e desembolsa entre R$ 146 e R$ 195.

Mesmo com sutiãs especiais, ela relata que o peso é tão elevado que os ganchos dobram e o material da alça se deforma, o que a faz romper com facilidade.

Leia também: Blogueira abandona dieta e diz estar mais feliz “cheia de curvas”

O desejo de uma nova vida

A galesa avalia que a “única chance” para ter uma “vida sem dor” e sem julgamento é fazer uma cirurgia plástica : “Acho que isso traria minha vida de volta. Eu poderia voltar ao trabalho e sair confiante”. Ela afirma ainda que mulheres que gostariam de ter seios grandes não sabem como é o sofrimento: “Gostaria que tivessem por uma semana e depois contassem como se sentiram”.

Veja Mais:  Mulheres contam como receber foto de pênis sem consentimento pode ser ameaçador

Fonte: IG Delas
Comentários Facebook
Continue lendo

Mulher

Serviços à mesa: principais tipos e funcionalidades

Publicado

Ao chegar ao restaurante e se deparar com o garçom servindo os clientes com auxilio de um gueridón, você esta diante do serviço à inglesa indireto. Quando o prato escolhido para o jantar vem montado diretamente da cozinha, tem-se o serviço empratado. Durante um casamento ou formatura, é comum perceber a presença de garçons servido aperitivos, o chamado serviço volante. 

Leia também: Planejamento de recepções em casa: dicas práticas para receber os amigos

garçom
shutterstock

O serviço à mesa é a forma como será servida a refeição aos convidados e geralmente é executado por garçons

A todo tempo, nos deparamos com cenas do cotidiano em que os serviços à mesa se fazem presentes. É importante compreender o que significam e como são incorporados ao nosso dia a dia. 

O serviço à mesa é a forma como será servida a refeição aos convidados e geralmente é executado por garçons. 

1) Serviço à francesa 

 O serviço à francesa é o mais requitado e costuma ser utilizado em jantares formais. Nessa ocasião, o garçom se aproxima à esquerda do convidado e posiciona a travessa próxima ao prato, para que o próprio convidado se sirva. 

Por tratar-se de uma recepção formal, deve-se utilizar louças mais sofisticadas e montar a mesa com talheres, taças e utensílios exigidos para a recepção. 

2) Serviço à inglesa direto 

Esse é um serviço comum em diversos restaurantes brasileiros. Ocorre quando o garçom se aproxima do cliente pelo lado esquerdo, posiciona a travessa próxima ao prato e serve o alimento com auxilio de talheres ou alicates. 

Veja Mais:  Saiba e aprenda como agir quando davistoria de um imóvel

3) Serviço à inglesa indireto 

Neste serviço, o garçom se aproxima do cliente pelo lado direito e serve o alimento , que, comumente fica localizado no gueridón, uma espécie de mesa ou  carrinho auxiliar. 

4) Serviço empratado 

O serviço empratado é um tipo de serviço muito comum também em restaurantes. Ocorre quando o prato selecionado pelo cliente vem montado diretamente da cozinha e servido pelo garçom pelo lado direito. Em restaurantes mais formais, o prato vem coberto pelo Cloche, uma espécie de cobertura dos pratos normalmente em inox e/ou prata. 

O serviço empratado tem sido a escolha também de muitas pessoas que curtem cozinhar e receber os amigos em casa. Para testar os dotes culinários, o anfitrião monta os pratos na cozinha e serve os convidados , caprichando na apresentação da comidinha. 

Leia também: Guia Básico da Mesa Posta: dicas de como montar o seu acervo

5) Serviço à americana 

O serviço à americana, também conhecido por estilo “buffet” é aquele serviço eleito para ocasiões que envolvem um número extenso de convidados. Nessa proposta, as comidinhas são servidas em uma mesa principal e os convidados ficam a vontade para servirem-se. 

Neste tipo de serviço as comidinhas podem ser servidas em uma mesa principal, no buffet, no aparador, no espaço gourmet de uma varanda, por exemplo. Por ser uma proposta mais descontraida, permite que todos consigam se servir e curtir a festinha. 

Veja Mais:  Tratamentos de beleza no verão: 3 cosméticos “proibidos” e o que usar no lugar

O ideal na hora de montar a mesa para servir à americana é utilizar umas das  extremidades da mesa para dispor os talheres, pratos e guardanapos. O convidado começa o “roteiro” retirando o prato, talher e guardanapo. Em seguida podem ser dispostos os frios, saladas e azeite; em seguida as guarnições (arroz, massas, farofa..) seguido das proteínas (carne, frango, peixe). 

Dispondo as comidinhas dessa forma, a mesa fica organizada e setorizada, facilitando o serviço. 

Uma dúvida muito comum nesse tipo de recepção é em relação a possibilidade de utilizar mais de um tipo de prato raso. Vai receber 30 pessoas em casa e não tem a quantidade idêntica de pratos rasos? Não tem problema. Busca os pratos que você tem e que combinam entre si para dispor à mesa. 

6) Serviço de travessas sobre à mesa 

Claro que nós brasileiros temos um serviço para chamar de nosso. Na verdade o serviço à brasileira, nada mais é do que dispor as travessas sobre a mesa, ou seja, as travessas com alimentos são trazidas da cozinha pelo garçom e posicionadas na mesa dos clientes e/ou convidados para que eles possam se servir. 

É o serviço mais comum nos lares brasileiros, em que é montada uma mesa posta com jogo americano, louça e talheres devidamente posicionados e as travessas são postas à mesa para que todos sirvam-se. 

Veja Mais:  Vida perfeita no Instagram? Influenciadora abre debate nas redes sociais

7) Serviço volante 

O serviço volante é o mais comum em formaturas e casamentos. O garçom serve canapés e petiscos aos convidados para que possam degustar em pé ou próximos a mesas de apoio. 

Leia também: O que é mesa posta para você?

E você, conhecia as caracteristicas de cada um dos serviços à mesa ? Qual deles é o mais utilizado nas suas refeições em casa?

Fonte: IG Delas
Comentários Facebook
Continue lendo

Mulher

Jovem que tem seios grandes sonha com redução: “Traria minha vida de volta”

Publicado

A galesa Danielle Markerson tem 20 anos e sofre com os constantes incômodos no corpo causados pelos seios grandes. Ela teve até que abandonar o emprego como monitora por não suportar a dor e o peso das mamas, e luta para fazer uma cirurgia plástica de redução.

Leia também: Após 16 anos tingindo os cabelos brancos, mulher assume grisalho: “Sou livre”

jovem com seios grandes sonha com redução
Reprodução/Facebook/Danielle Markerson

Danielle Markerson relata os problemas causados pelos seios grandes e espera fazer cirurgia para redução


Danielle tentou reduzir a mama de maneira gratuita há dois anos e, novamente, em março de 2019. As duas solicitações foram recusadas pela NHS ( National Health Service ), órgão público de saúde do Reino Unido. Agora, a jovem quer arrecadar 6 mil libras – aproximadamente R$ 29,2 mil – para operar os seios grandes com um médico particular.

O incômodo é tanto que a galesa afirma ter dificuldade até para manter o equilíbrio do corpo. “O peso dos meus seios é irreal, e carregá-los é muito doloroso. Acho que eles poderiam pesar tanto quanto um bebê recém-nascido”, diz ela ao site The Sun .

Sem ajuda de órgãos públicos

As dores agudas a fizeram procurar ajuda gratuita, mas o tratamento não iniciou. Segundo ela, a justificativa dada pelos médicos é que “não haveria ajuda do NHS, porque eles não consideram uma coisa séria o suficiente para gastar dinheiro”.

Veja Mais:  Tratamentos de beleza no verão: 3 cosméticos “proibidos” e o que usar no lugar

A jovem relata que explicou que sofre com os danos nas articulações e os “furos” nos ombros, causados pelas alças dos sutiãs, mas os especialistas mantiveram a ideia de que a situação não é grave.

“Eles disseram que o NHS não vai financiar uma redução a menos que eu tenha sérios problemas de saúde. Eu senti que eles achavam que eu estava fazendo-os perder tempo”, desabafa Danielle.

Leia também: Nike usa manequins plus size em loja conceito de Londres e viraliza nas redes

Atenção indesejada

jovem com seios grandes sofre com olhares indesejados
Reprodução/Facebook/Danielle Markerson

Danielle desabafa sobre os olhares indesejados que os seios grandes atraem de pessoas na rua


Os seios grandes atraem olhares de inúmeras pessoas, em especial dos homens. “Eu tento usar roupas mais largas, mas não há nada que os esconda”, afirma. “Os meninos veem alguém com um peito como o meu como um símbolo de status para ter em seus braços”, complementa.

Em relação às mulheres, a galesa comenta que os olhares direcionados por elas são de julgamento. “As mulheres dizem para os namorados: ‘Olhe para os seios dela’ ou ‘olhe para o estado disso’. Eles olhavam para mim como se eu fosse um pedaço de terra”, pontua ela, definindo a situação como constrangedora.

“Eu sofri de ansiedade, estresse e depressão por causa dos meus seios. Minha confiança despencou porque tenho medo de ser julgada”, conta.

Veja Mais:  Mãe questiona se filha de 11 anos pode usar maquiagem e abre debate

Esses casos eram ainda mais frequentes quando Danielle estava na fase da adolescência. “Caminhava para a escola com meu uniforme e os homens paravam e buzinavam, gritando para eu ir para casa com eles. A atenção que recebi foi nojenta”, declara a jovem.

Seios ainda maiores com a gestação

Amamentação não reduz tamanho dos seios
Reprodução/Facebook/Danielle Markerson

Mãe de Theo, de oito meses, Danielle esperava que a amamentação ajudasse a reduzir o tamanho dos seios


Danielle é a mãe do Theo, de apenas oito meses. Ela enfatiza que suas mamas aumentaram significativamente na gestação , assim como os incômodos no corpo. “Estar grávida significava que eu estava ainda mais desequilibrada. Meus joelhos continuaram cedendo e eu não conseguia me manter em pé”, diz.

Com a amamentação, a galesa esperava que os seios diminuíssem de tamanho, mas não foi o que aconteceu. Agora, Danielle precisa encomendar seus sutiãs para serem feitos sob medida, e desembolsa entre R$ 146 e R$ 195.

Mesmo com sutiãs especiais, ela relata que o peso é tão elevado que os ganchos dobram e o material da alça se deforma, o que a faz romper com facilidade.

Leia também: Blogueira abandona dieta e diz estar mais feliz “cheia de curvas”

O desejo de uma nova vida

A galesa avalia que a “única chance” para ter uma “vida sem dor” e sem julgamento é fazer uma cirurgia plástica : “Acho que isso traria minha vida de volta. Eu poderia voltar ao trabalho e sair confiante”. Ela afirma ainda que mulheres que gostariam de ter seios grandes não sabem como é o sofrimento: “Gostaria que tivessem por uma semana e depois contassem como se sentiram”.

Veja Mais:  Mãe cuida de bebênatimorto por 15 dias: “Não queria deixa-la ir”

Fonte: IG Delas
Comentários Facebook
Continue lendo

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana