conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Economia

Consulta do último lote do Imposto de Renda 2018 será liberada na segunda-feira

Publicado


Receita Federal paga, a partir do dia 17 de dezembro,  último lote da restituição do Imposto de Renda 2018
shutterstock

Receita Federal paga, a partir do dia 17 de dezembro, último lote da restituição do Imposto de Renda 2018

A Receita Federal informou que vai liberar, a partir das 9h da próxima segunda-feira (10), a consulta ao sétimo e último lote de restituição do Imposto de Renda (IR) 2018. O lote também vai valer para restituições residuais de 2008 a 2017.

A partir da data, as consultas poderão ser feitas pelo site ou aplicativo da Receita Federal  ou através do telefone do Receitafone, número 146. Os valores deste lote de restituição do Imposto de Renda , que somam mais de R$ 319 milhões, serão pagos a 151.248 contribuintes no dia 17 de dezembro.

Cerca de R$ 127 milhões serão destinados a contribuintes com prioridade, sendo 2.764 idosos acima de 80 anos, 19.081 pessoas entre 60 e 79 anos, 3.157 com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave e 9.297 contribuintes cuja maior fonte de renda é o magistério. Do valor total de R$ 319 milhões, R$ 193 milhões referem-se ao sétimo lote do IR de 2018, que contemplará 100.690 contribuintes.

Depois dos contribuintes prioritários, recebem os que enviaram a declaração no início do prazo. Neste ano, a  Receita Federal recebeu 29.269.987 declarações de IR dentro da data legal permitida. O número superou a estimativa inicial, que era de 28,8 milhões de declarações.

Veja Mais:  BNDES divulga lista de empréstimos e Bolsonaro comenta: “vamos bem mais a fundo”

O índice equivale à taxa Selix (juros básicos da economia) acumulada desde o mês de entrega da declaração até outubro deste ano. O contribuinte que quiser saber se teve a declaração liberada nesse lote deve acessar a  página da Receita Federal na internet o.

Restituição do Imposto de Renda: como sacar?


Restituição do Imposto de Renda fica disponível durante um ano no banco
shutterstock

Restituição do Imposto de Renda fica disponível durante um ano no banco

Na consulta à página da Receita, serviço e-CAC, também é possível verificar o extrato da declaração e ver se há inconsistências de dados identificadas pelo processamento. Nessa hipótese, o contribuinte pode fazer a autorregularização, mediante entrega de declaração retificadora. A Receita oferece ainda aplicativos para tablets e smartphones para consulta à declaração e situação cadastral do Cadastro de Pessoas Físicas (CPF).

Em outubro, a Receita Federal enviou cartas para cerca de 383 mil contribuintes  em todo o País pedindo justamente para que eles corrijam erros nas Declaração de Ajuste Anual do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física (DIRPF), relativas ao exercício 2018, ano-calendário 2017. Segundo a Receita, essas declarações do imposto de renda apresentam indícios de inconsistências que podem resultar em autuações futuras.

Para aqueles que tem direito a valores a serem devolvidos, a restituição ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá fazer requerimento, por meio da internet, mediante o Formulário Eletrônico – Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no e-CAC, no serviço Extrato do Processamento da DIRPF. 

Veja Mais:  Paulo Guedes fala sobre corte de gastos em comissão da Câmara; assista

Leia também: Veja os 10 erros mais comuns na hora de declarar o Imposto de Renda

Caso o valor não seja creditado, o contribuinte poderá entrar em contato pessoalmente com qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento, por meio do telefone 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para agendar o crédito em conta-corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco relativo ao sétimo e último lote e aos demais da restituição do Imposto de Renda .

* Com informações da Agência Brasil

Comentários Facebook

Economia

Mulher de Carlos Ghosn diz temer Justiça japonesa e pedirá apoio de Bolsonaro

Publicado

Em sua primeira entrevista a um jornal brasileiro, Carole Ghosn – mulher de Carlos Ghosn, ex-presidente da aliança Renault-Nissan, que cumpre prisão domiciliar no Japão – afirma ter medo da maneira como a Justiça japonesa conduz as investigações. O executivo, considerado um dos grandes nomes da indústria automobilística, é investigado por sonegação fiscal e abuso de confiança, entre outros crimes. Carole pretende contatar diretamente o presidente Jair Bolsonaro em busca de apoio para que o marido tenha um julgamento justo.


A estilista relata o episódio da prisão de Ghosn no início de abril, comenta o tratamento dado pela Justiça japonesa a estrangeiros, cobra mais apoio de autoridades brasileiras e critica as denúncias que envolvem familiares do executivo.

Fonte: IG Economia
Comentários Facebook
Veja Mais:  Vale a pena esperar efazer upgrade no PC na Black Friday?
Continue lendo

Economia

Lojistas prometem até 70% de desconto em ações contra impostos altos

Publicado


Gasolina
MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL

Gasolina mais barata será um dos atrativos do “Feirão do Imposto”

Lojistas de 140 cidades de 18 estados do Brasil participarão, neste sábado, do “Feirão do Imposto”, organizado pela Confederação Nacional dos Jovens Empresários (Conaje) com o intuito de defender a reforma tributária.

Leia também:  Da Oscar Freire à compra da Avon: a trajetória da Natura até os US$ 11 bilhões

Os descontos serão aplicados em lojas, postos de gasolina e supermercados participantes. De acordo com o Coneja, os descontos serão, em média, de 50%. “O comerciante decidirá quais produtos serão vendidos com isenção de impostos . O empresário subsidiará do bolso o valor pago ao governo”, explica o coordenador da iniciativa, Eduardo Medeiros Pereira.

O Feirão do Imposto  ganhou adeptos nas redes sociais e, já na manhã deste sábado, a hashtag “imposto é roubo” era uma das mais compartilhadas no Twitter dos brasileiros. 

Dia Livre de Impostos


imposto
Divulgação

Dia Livre de Impostos é iniciativa de empresários

Já no próximo dia 30 de maio produtos com descontos referentes a carga tributária serão encontrados em 13 shoppings, em 12 cidades de seis estados por conta do Dia Livre de Impostos, uma iniciativa da Câmara de Dirigentes Lojistas Jovem que tem como objetivo “conscientizar” os consumidores sobre o peso dos tributos nas compras.

“Em um ranking de 30 países, o Brasil é o 14º que mais arrecada imposto. E está em último como país que melhor retorna o dinheiro para a população”, diz o manifesto do Dia Livre de Impostos . “O brasileiro trabalha em média 153 dias (5 meses) por ano só para pagar impostos. Apenas nos setores de Maquiagem e Eletrônicos as cargas tributárias são de 58% e 43%, respectivamente.”

Veja Mais:  BNDES divulga lista de empréstimos e Bolsonaro comenta: “vamos bem mais a fundo”

Empresas de vários setores do varejo vão comercializar produtos descontando o valor dos impostos , que normalmente já está embutido na mercadoria. O objetivo é mostrar de forma clara aos clientes como os impostos que incidem sobre as mercadorias e serviços muitas vezes representam grande parte do preço dos produtos.

Fonte: IG Economia
Comentários Facebook
Continue lendo

Economia

Suspensa, Avianca pode cancelar mais de 8 mil voos até o fim do ano

Publicado


Avião da Avianca
Pixabay

Mesmo com suspensão, Avianca é obrigada a oferecer opções como reembolso e reacomodação


A Avianca Brasil informou, neste sábado (25), que pode precisar cancelar mais de 8 mil voos até o fim deste ano caso continue proibida de operar. Na sexta-feira (24), a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) suspendeu todos os voos da companhia até que ela comprove ser capaz de para manter suas atividades em segurança.

De acordo com os dados da Avianca , a empresa tem  8.646 voos programados até o fim do ano, uma média de 39 por dia. Todos estão correndo o risco de serem permanentemente cancelados.

Aos que já foram cancelados, a Anac  recomenda que entrem em contato com a companhia aérea e não se desloquem ao aeroporto de partida até que novas informações sejam divulgadas. Obrigada a cumprir a legislação, a empresa deve oferecer opções como reembolso e reacomodação a esses clientes.

Para outras dúvidas sobre o que fazer caso tenha passagem comprada com a companhia aérea , clique aqui .

A crise

A Avianca Brasil está em recuperação judicial desde dezembro de 2018. Seus funcionários, que fizeram greve na semana passada , dizem não estar recebendo salários e nem o depósito do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço). Hoje, pilotos e comissários paralisaram novamente suas atividades nos aeroportos de Congonhas (SP) e Santos Dumont (RJ).

Desde que entrou em recuperação judicial, a Avianca já cancelou milhares de voos e suspendeu suas operações em diversos aeroportos . A empresa tem concentrado suas viagens em Congonhas, Santos Dumont, Brasília e Salvador desde o fim do mês passado.

Veja Mais:  Em São Paulo, IPVA com desconto para placas de final 6 vence nesta quarta

Leia também: Latam, Gol e Avianca criticam volta de bagagem gratuita

Até dezembro, a  Avianca  Brasil acumulava R$ 493,8 milhões em dívidas. A quarta maior companhia aérea do País atribuiu sua crise à forte recessão econômica enfrentada pelo Brasil nos últimos anos, além do aumento no preço do combustível e da variação do câmbio.

Fonte: IG Economia
Comentários Facebook
Continue lendo

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana