conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Policial

Coordenadoria de Polícia Comunitária participa de mutirão preventivo em Alto Paraguai

Publicado

Assessoria | PJC-MT

A Coordenadoria de Polícia Comunitária participou do “mutirão da prevenção” realizado na cidade de Alto Paraguai (228 km ao Sul), promovido pela Prefeitura do município, por meio do Conselho Tutelar e Conselho Municipal da Criança e do Adolescente (CMDCA).

O evento aconteceu em três dias, em ações direcionadas para quatro unidades escolares (sendo dois estaduais e duas municipais), alcançando mais de 930 pessoas atendidas.

Durante os  três dias  de atividades e festividades de cunho social, foram feitos ciclos de palestras, diálogos formativos e rodas conversas, junto aos alunos das escolas públicas de Alto Paraguai, com a participação dos educadores e pais.

A abertura do evento contou com a presença de autoridades civis e militares, profissionais de diversas áreas que atuam com o público infantojuvenil, representantes de várias secretarias municipais, Poder Legislativo e Judiciário.

A Conselheira Tutelar Keila, iniciou o encontro com uma dinâmica que envolveu os representantes do poder estatal e os munícipes, que acabaram criando uma rede de proteção, representando a busca da integração entre as autoridades e as famílias no cuidado e proteção das crianças e jovens.

A profissional também explicitou a preocupação com a prevenção ao uso e abuso de drogas lícitas e ilícitas especialmente por adolescentes do município.

Os policiais civis, Edmir Sena e Tatiane Castro, desenvolveram diversas atividades nas quatro escolas, sendo duas estaduais e duas municipais, com público que variou de 4 a 19 anos, matriculado na pré-escola até alunos do ensino médio, abordando diferentes temas como: Bullying, Ciberbullying, Violência nas Escolas, Gravidez na Adolescência, uso e abuso de Álcool, Cigarro e Drogas Ilícitas por adolescentes e jovens.

Veja Mais:  Homem é preso por agredir a esposa em Rondonópolis

Ainda na ocasião a equipe da Coordenadoria de Polícia Comunitária, trabalhou outros temas de cidadania e projeto de vida.

Durante a apresentação, a investigadora Tatiane Castro (mulher e nascida naquele município) palestrou para as crianças, adolescente e os jovens, seus conterrâneos, sobre os benefícios da educação e do trabalho na formação do caráter e do desenvolvimento de uma carreira de sucesso.

“Temos que pensar nas escolhas que fazemos diariamente, pois estas escolhas vão definir quem seremos no futuro”, disse a policial civil.

Outro ponto de destaque no evento foi à participação do mascote “BomDog” do programa De Cara Limpa Contra as Drogas, que abrilhantou o mutirão com diversas aparições, momento em que despertou um grande amor e carinho, tanto por parte das crianças e até mesmo em adultos que participaram dos eventos.

O mutirão foi encerrado com evento esportivo, uma olimpíada municipal envolvendo os alunos das quatro escolas, oportunizando e estimulando a prática esportiva e todos os valores promovidos pelo esporte, como: espírito de superação, busca da excelência, espírito de equipe, respeito às regras e as pessoas, e a valorização do próximo. Reforçando tudo o que foi palestrado, debatido e abordado nos três dias do evento.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook

Policial

Deletran alerta para o compartilhamento de notícia falsa referente a fiscalização

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Uma notícia que está circulando nos últimos dias nas redes sociais não condiz com os procedimentos adotados pela Delegacia Especializada de Delitos de Trânsito (Deletran), da Polícia Civil, em relação a fiscalização Lei Seca. O artigo de opinião publicado em um site de notícia é do ano de 2016, e foi replicando passando a impressão de que os policiais foram autorizados a realizar flagrante de pessoas que estão em bares consumindo bebidas alcoólicas.

O delegado titular da Deletran, Christian Alessandro Cabral, alertou que o texto do artigo não corresponde aos procedimentos adotados pela Delegacia, apesar da técnica ser legal e usada em algumas localidades do País. O modelo de abordagem é considerado inadequado por direcionar as ações e pela imparcialidade nos atos.

“O propósito da fiscalização da Deletran é a imparcialidade e impessoalidade, fazendo com que todos, absolutamente todos, independente da classe social, econômica  e cultural, fiquem sujeitos aos rigores da lei”, afirmou.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Veja Mais:  PM apreende armas e munições na área rural de Araguaiana e suspeitos são procurados
Continue lendo

Policial

Núcleo de Pessoas Desaparecidas preserva privacidade de vítimas localizadas

Publicado

Assessoria | PJC-MT

As Redes Sociais se tornaram um grande aliado da Polícia Civil, em relação ao recebimento de denúncias e informações que auxiliam o trabalho investigativo. O Núcleo de Pessoas Desaparecidas, da Delegacia Especializada de Proteção a Pessoa (DHPP), é um dos setores que mais se beneficia com a ajuda da população, que em grande parte das vezes contribui para o esclarecimento dos casos de desaparecimentos.

É natural que a comunidade que se preocupa com o fato e até mesmo ajuda solucionar uma investigação em andamento, queira saber da localização do desaparecido (o que é informado), mas também outras informações como onde e em que condições a pessoa foi encontrada, situações muitas vezes não divulgadas pela Polícia Civil

A preservação da vítima depois de localizada, ocorre porque a príncipio, quando a pessoa desapareceu, as razões eram desconhecidas. É importante ressaltar que o desaparecimento de pessoa em si não é crime, mas as circunstâncias que ocorreram durante ou depois podem estar vinculadas a algum tipo de crime ou situação que envolva a intimidade da vítima.

Os desaparecimentos ocorridos nos centros urbanos, normalmente estão relacionadas pelos seguintes motivos: Afastamento ou abandono do convívio familiar; Vítimas de acidentes; Práticas criminosas; Desaparecimento enigmático; Fuga de Custódia legal (Lar da criança/adolescente, Hospital Psiquiátrico, Clínicas de tratamento); Subtração por familiares; Sequestro, entre outros casos em que a polícia é envolvida para tentar solucionar o desaparecimento.

Veja Mais:  Colisão na BR-364 entre caminhonete e carreta próximo da Serra da Petrovina, deixa 2 mortos

Entretanto, a confirmação do real motivo do desaparecimento só acontece quando a vítima é localizada. Nesse momento, o Núcleo de Pessoas desaparecidas, opta por manter o direito de preservar a imagem e a privacidade das vítimas e dos familiares.

Normalmente (nos casos de pessoas localizadas), as vítimas voltam para casa sem dar maiores explicações, e outras situações são encontradas em situações vexatórias, presas ou em óbito. Alguns casos de maior repercussão, a própria imprensa faz matérias em que descrevem a situação a qual a vítima foi localizada, entretanto é de responsabilidade da própria família fazer essa divulgação.

O Núcleo de Pessoas Desaparecidas recebe um grande número de ocorrências e mesmo com poucos servidores, consegue êxito em localizar mais de 90% das vítimas desaparecidas.

É importante ressaltar que as páginas do Núcleo de Desaparecidos no Facebook e Instagram (@desaparecidosdhppmt), em que são publicados os cartazes de pessoas desaparecidas, assim como o número de WhatsApp da unidade (65) 9 9982-7766, são instrumentos de suma importância no êxito para a localização das vítimas.

É a partir das denúncias da população, em casos em que não há nenhuma pista, que as investigações são direcionadas, sendo essencial a ampla divulgação, repercussão e denúncias que ocorrem graças ao auxílio da sociedade e a popularidade da página.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Polícia Civil prende dois homens que tentavam roubar aeronave em Alta Floresta

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Dois homens que planejavam roubar uma aeronave na cidade de Alta Floresta foram presos pela Polícia Civil, na sexta-feira (23). Os suspeitos, V.S.R.J, 23 anos, e F.F.A., 24 anos, são do estado de Goiás e estavam na cidade com a intenção de conseguir um avião para levar até a Bolívia.

Os suspeitos despertaram atenção, após percorreram aeroportos do município na tentativa de conseguir fretar uma aeronave. A Polícia Civil foi acionada e ao abordar os suspeitos encontrou com eles um revólver cromado calibre 38, com 13 munições, R$ 5.861,00, 3 celulares, GSP, e outros objetos.

Ao ser interrogados, os suspeitos confessaram que estavam na posse da arma de fogo deste o dia 19 de agosto, e a intenção era mesmo roubar uma aeronave na cidade de Alta Floresta. Porém, eles não disseram se o avião seria utilizado a serviço do tráfico de drogas.

Os suspeitos relataram estar a mando de outros dois suspeitos que serão investigados. Eles foram autuados em flagrante por associação criminosa e porte ilegal de arma de fogo, em procedimento policial presidido pelo delegado Pablo Bonifácio Borges.

O delegado informou que não foi arbitrada fiança aos dois suspeitos e eles apresentados em audiência de custódia.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Veja Mais:  Colisão na BR-364 entre caminhonete e carreta próximo da Serra da Petrovina, deixa 2 mortos
Continue lendo

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana