conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Portal Agro

Cresce número de registros de produtos biológicos para uso agrícola

Publicado

Em 2018 o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) bateu o recorde no registro de defensivos de baixa toxicidade: 52 novos produtos de um total de 450 registrados. Estes agrotóxicos de baixa toxicidade – menos nocivos à saúde humana – são aqueles que contém organismos biológicos, microbiológicos, bioquímicos, semioquímicos ou extratos vegetais, e podem até mesmo ser usados na agricultura orgânica.

Em 2017 foram registrados 40 produtos de baixa toxicidade somando 405 registrados; em 2016 foram 39 biológicos e 277 no total. “A variedade de produtos beneficia muitas culturas, pois a maior parte deles são registrados para um ou mais alvos biológicos, independente da cultivar onde estas pragas são encontradas”, explica o chefe da Divisão de Registro de Produtos Formulados da Secretaria de Defesa Agropecuária, Bruno Cavalheiro Breitenbach.

Segundo Breitenbach “o recorde de registro de produtos menos tóxicos é resultado da política adotada pelo governo federal de priorizar a análise dos processos de registro destes produtos”. Ele disse ainda que há uma maior demanda dos produtores rurais brasileiros por alternativas menos agressivas ao meio ambiente e ao consumidor.

Com a nova política de priorizar os produtos biológicos, a demora para o registro destes produtos foi reduzida drasticamente. Atualmente o tempo médio entre o pedido de registro pelo interessado e a conclusão do processo varia de três a seis meses.
Atualmente existem 1.345 pedidos de registro de agrotóxicos em análise no Mapa. Além do Ministério também analisam os pedidos os Ministérios da Saúde, do Meio Ambiente e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Veja Mais:  Conab apoia combate ao desperdício de alimentos em evento no DF

Vespas
Exemplos de defensivo biológico são algumas espécies de vespas ou fungos que ao serem liberados nas lavouras atacam unicamente as lagartas que causam danos às culturas. O produtor brasileiro pode então dispensar o uso de produtos químicos para travar uma guerra biológica com as pragas, onde quem ganha é o bolso do produtor, a sociedade e o meio-ambiente.

Na avaliação de Breitenbach o mercado dos produtos biológicos tende a aumentar pois têm sido observados volumes cada vez maiores de investimentos em pesquisa e desenvolvimento, bem como um aumento do número de empresas que atuam neste segmento.

Mais informações à Imprensa:

Coordenação geral de Comunicação Social

Janete Pires
imprensa@agricultura.gov.br

Comentários Facebook

Portal Agro

Ministros do Brasil, Argentina e Uruguai emitem comunicado conjunto de apoio ao candidato chinês na FAO

Publicado

Os Ministros da Agricultura de Brasil, Argentina e Uruguai divulgaram nesta segunda-feira (17), por meio do Conselho Agropecuário do Sul (CAS), um comunicado conjunto apoiando o candidato chinês Qu Dongyu nas eleições para o cargo de diretor-geral da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura.

O novo diretor-geral, que sucederá o brasileiro José Graziano da Silva, será eleito no próximo dia 23 de junho, durante a 41ª Sessão da Conferência, na cidade de Roma, na Itália, sede da organização. O candidato eleito será nomeado para o período de 1 de agosto de 2019 a 31 de julho de 2023.

Durante a campanha, o candidato chinês visitou o Brasil no dia 18 de março e foi recebido pelo Secretário-Executivo do Ministério da Agricultura, Marcos Montes.

Em sua missão à Ásia, no mês de maio, a Ministra Tereza Cristina já havia anunciado o apoio do Ministério da Agricultura a Qu Dongyu durante encontros bilaterais com o Ministro da Administração-Geral de Aduanas da República Popular da China, Ni Yuefeng, e com o Ministro da Agricultura e dos Assuntos Agrários da República Popular da China, Han Changfu.

Comunicado

No âmbito da 41ª Conferência da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), que acontecerá entre 22 e 29 de junho de 2019, os Ministros da Agricultura de Brasil, Argentina e Uruguai concederão seu apoio formal ao candidato a Diretor Geral da organização Qu Dongyu, Vice-Ministro da Agricultura e Assuntos Agrários da República Popular da China.

Veja Mais:  Nota de pesar

As prioridades de trabalho definidas por Qu Dongyu para a FAO estão alinhadas com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030, em particular com a erradicação da fome e da pobreza, com o aumento sustentável da produção agrícola e alimentar e com a promoção de um sistema de comércio internacional agrícola livre de distorções e restrições indevidas sem uma base científica adequada. Concordamos que somente a partir do uso eficiente de nossos recursos poderemos “produzir mais com menos”.

Mais informações à imprensa:Coordenação-geral de Comunicação Social
imprensa@agricultura.gov.br 

Fonte: MAPA GOV
Comentários Facebook
Continue lendo

Portal Agro

Empresas têm até dia 30 para inscrição na Expoalimentaria no Peru

Publicado

As empresas exportadoras de bebidas e alimentos brasileiros têm até o dia 30 deste mês para se inscrever para participar da feira Expoalimentaria 2019, que ocorrerá entre 25 e 27 de setembro, em Lima, Peru. No evento, as empresas participantes terão oportunidades de realizar contatos comerciais, negócios e abertura do mercado com o Peru e países próximos.

A Expoalimentaria, que está em sua 11ª edição, é uma feira de negócios multissetorial, que vem se firmando como uma das mais importantes da América do Sul.  Inclui os setores alimentos e bebidas, serviços, máquinas e equipamentos e embalagens. 

Entre as atividades promovidas pela feira, destacam-se o Salão de inovação, programação gastronômica, cozinha show, salão de café e cacau, salão de Pisco e chocolate e Rodada de Negócios.

Em 2018, a feira recebeu 560 expositores de 26 países. Cerca de 50 mil visitantes de estiveram presentes. A Expoalimentaria apresentou cerca de 1,5 mil produtos e registrou negócios da ordem de US $ 850 milhões.  O evento computou cerca de 182 mil acessos à sua página oficial e a movimentação de 38 mil usuários nas suas redes sociais.

 Para mais informações sobre como participar da missão comercial organizada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, em parceria com o Ministério das Relações Exteriores (MRE), acesse o site www.agricultura.gov.br/expoalimentaria2019 , no endereço eletrônico  dpi@agricultura.gov.br ou pelo telefone (61) 3218 2425.

Veja Mais:  Mercado estuda criação de seguro para pescados, leite e arroz

Mais informações à imprensa:Coordenação-geral de Comunicação Social
Inez De Podestà
imprensa@agricultura.gov.br

Fonte: MAPA GOV
Comentários Facebook
Continue lendo

Portal Agro

Em encontro do mercado sucroenergético, ministra destaca importância do setor para o país

Publicado

A ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) participou nesta segunda-feira (17) da abertura do Ethanol Summit, em São Paulo. Ela destacou a importância do setor para a economia do país.

“Sei o que vocês enfrentaram do auge, passando pelo desânimo e hoje novamente todo mundo está voltando a ficar animado com esse setor, que muito contribuiu para o nosso país”, disse, destacando que a nova Política Nacional de Biocombustíveis (RenovaBio) abrirá grandes perspectivas para o setor.

A ministra comentou sua experiência quando foi secretária de Agricultura de Mato Grosso do Sul. “Tivemos um êxito total, quando as usinas que lá se instalaram modificaram a cara dos municípios pobres do Mato Grosso do Sul onde vocês foram. Criaram empregos de qualidade, trouxeram renda, trouxeram tecnologia, enfim, mudaram completamente a paisagem agrícola e social do meu estado”, disse.

Debêntures Incentivadas

No evento, foi assinada a portaria que regulamenta o processo de enquadramento de projetos prioritários no setor de petróleo, gás natural e biocombustíveis para emissão de debêntures incentivadas. 

Segundo o Ministério de Minas e Energia, a expectativa é que a medida reforce as metas do RenovaBio com a expansão do número de usinas de biocombustíveis e, consequentemente, aumente a oferta do etanol, podendo reduzir o preço dos combustíveis ao consumidor. Espera-se o destravamento de investimento de aproximadamente R$ 9 bilhões por ano com a renovação de canaviais e mais R$ 4 bilhões com o aumento da produção de cana-de-açúcar eliminando capacidade ociosa do parque produtivo sucroenergético. Para o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, a medida terá um impacto enorme sobre setor de biocombustíveis.

Veja Mais:  Brasil está de portas abertas para quem importa café, diz ministra

Evento

Criado pela União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Única) em 2007, o Ethanol Summit acontece em São Paulo a cada dois anos e é reconhecido como o mais importante encontro do setor sucroenergético brasileiro. É também um dos principais congressos do mundo com foco nas energias e produtos renováveis com origem na cana-de-açúcar.

Também participaram do evento os ministros da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, do Meio Ambiente, Ricardo Salles, do Governador de São Paulo, João Dória, do presidente da Apex-Brasil, Sergio Ricardo Segovia Barbosa, o presidente da Única, Evandro Gussi, entre outras autoridades.  

Mais informações à imprensa:Coordenação-geral de Comunicação Social
imprensa@agricultura.gov.br 

Fonte: MAPA GOV
Comentários Facebook
Continue lendo

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana