conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Na Capital

Debates abordam importância da convivência e da solidariedade para o fortalecimento de uma educação mais inclusiva

Publicado

Aconteceu no Hotel Fazenda Mato Grosso o Seminário Educação Étnico-racial: perspectiva inclusiva, diversificada e intercultural esta semana. Nesta sexta-feira (23) as conferências estão focadas na aprendizagem e desenvolvimento humano e na importância dos brinquedos e brincadeiras para o fortalecimento da educação inclusiva e a corporeidade no espaço escolar.

Durante todo o seminário, representantes dos fóruns de educação e diversidade étnico-racial se manifestaram em relação a convivência e a solidariedade, para o fortalecimento do processo dos direitos humanos e a educação. O presidente do Conselho Estadual de Promoção da Igualdade Racial de Mato Grosso, Manoel da Silva disse que existe um interesse legítimo da Prefeitura de Cuiabá em relação às questões que envolvem o negro, o índio e o imigrante, e a inclusão dos grupos, na promoção da educação. “Temos a Lei 10.639 e precisamos que o professor receba essa formação para que possa trabalhar o tema em sala de aula. O Brasil há muito tempo viveu a escravidão então é fundamental que os estudantes reconheçam a importância de continuar a luta por esse resgate histórico”, lembrou o ativista.

Da mesma forma, Edevander Pinto, representante do Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial de Cuiabá destacou questões ligadas ao negro que precisa ser valorizado em todas as suas frentes de lutas, a fim de resgatar seus direitos. “Para nós, do conselho, o seminário é de extrema importância, um espaço onde podemos promover as discussões e revisar a nossa história a fim de ampliar a luta do negro em Mato Grosso. Nesse processo, é fundamental o compromisso da gestão pública”, disse.

Veja Mais:  Curso de noivos será oferecido aos 300 casais selecionados para o Casamento Social

O líder indígena e conselheiro Escolar, Filadelfio de Oliveira, ao falar sobre diversidade e cenário político, disse que essa continua sendo a luta dos 43 povos indígenas ainda existentes em todo o estado. “Ficamos à mercê da história e no esquecimento. Precisamos, de fato, fortalecer o nosso povo, a nossa comunidade, principalmente as nossas crianças e a nossa cultura. A educação e o respeito são fundamentais nessa reflexão”, ressaltou o líder Umotina, ao lembrar que o povo índio vem sofrendo com ações que denigrem e aumentam o sofrimento das nações indígenas.

Em sua palestra sobre A Educação em Direitos Humanos e Cidadania, o professor doutor em Educação, Luiz Augusto Passos, disse que as questões da cidadania e educação não poderiam deixar de fazer parte dos debates e que, elementos fundamentais para entender as provocações da sociedade, num momento decisivo para a sociedade brasileira, que busca sua afirmação no tema. “Não existe cidadania fora da condição humana. Essa não é uma condição externa, não é algo que se põe nas pessoas, quem nasce em pele humana é humano, e tem direitos. Ter isso em mente implica toda dimensão de que a gente se põe na perspectiva de uma educação que se paute daquilo que é solidariedade, a convivência entre todos e os direitos humanos”, disse Luiz Augusto Passos, que vem trabalhando em diversas frentes de pesquisa voltadas ao tema na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).

Veja Mais:  Entrega de TPUs garante ocupação e renda a mais de 100 trabalhadores

Segundo o pesquisador, no atual estágio e cenário da educação pública brasileira, na qual está se construindo essa ponte de interesse social, há um esforço das populações negra, indígena, de migrantes e outros agentes sociais, que buscam essa justiça social por meio da boa convivência, da ternura e da esperança para todos. “Como trabalhar essas questões em sala de aula, no dia a dia da comunidade escolar, com alunos e professores, com servidores da educação e comunidade. Essa é o que a sociedade está nos perguntando. É mais difícil em sala de aula, por que pressupõe que os educadores corporifiquem aquilo que é da sua natureza humana, corporifiquem a sua dimensão política”, finalizou Passos.

Seminário

O evento, uma iniciativa do Ministério da Educação, promovido pela Prefeitura de Cuiabá, por meio da Secretaria Municipal de Educação, reuniu até sexta-feira (23), no Hotel Fazenda Mato Grosso, profissionais da Educação de 40 municípios do interior do Estado e da capital para discutir temas ligados aos direitos humanos e educação inclusiva.

Comentários Facebook

Na Capital

Semob recapeará trecho da Avenida Tatsumi Koga e revitalizará ciclovia

Publicado


A Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) recapeará três quilômetros da Avenida Tatsumi Koga, na região do bairro Pedra 90, em Cuiabá. As obras terão início em março e incluem a revitalização da ciclovia, atualmente destruída. O trabalho é fruto de adesão em ata de registro de preço.

De acordo com o titular da Pasta, Antenor Figueiredo, os recursos são oriundos do Fundo Municipal de Trânsito e Transportes Urbano (FMTU). “Por meio da arrecadação garantimos a capacitação dos servidores e a execução de políticas e obras voltadas ao setor, como esta, de pavimentação.”

Outra intervenção do tipo foi realizada em novembro do último ano, quando a Pasta também recapeou trecho da Avenida Fernando Correa da Costa, entre o viaduto no trevo do bairro Parque Cuiabá, que dá acesso à rodovia MT 040 (Palmiro Paes de Barros) e o início da Ponte do Rio Coxipó.

Para a Tatsumi Koga, os bloqueios serão anunciados conforme o desenvolvimento do trabalho. “Estamos valorizando uma importante avenida para quem transita pela reigão. São esforços para o bem coletivo, por isso contamos com a compreensão dos condutores, para uma Cuiabá melhor de se viver”, finaliza.

Passarela da Rodoviária

Há que se mencionar ainda a construção da Passarela da Rodoviária. A obra conta com dois elevadores que vão proporcionar acessibilidade à pessoas com deficiência (PCD) e idosos. Além de garantir a segurança de milhares de pessoas, a medida vai desafogar o trânsito na região.

Veja Mais:  Bairro Tijucal recebe o Mutirão da Limpeza pela 2º vez em 2019

A estrutura, estimada em R$ 2.517.823,12, vai substituir o semáforo e a faixa de pedestres atualmente instalados neste ponto da via, evitando a formação de filas de veículos.

Outras ações de infraestrutura

O secretário destaca que as mudanças começaram com a inauguração da Estação Alencastro, em 2017, e tiveram sequência com as entregas das estações Ipiranga e Bispo, na região central. As paradas contam com energia solar, acentos exclusivos, carregador de celular, carregador Wi-Fi e TV.

Outras melhorias serão observadas após a concessão do transporte coletivo, uma vez que o contrato estabelece a construção de dois terminais, um na região do CPA e outro no Coxipó. Diante disso, Figueiredo lembra a entrega da revitalização da Praça Maria Taquara, com um novo ponto de ônibus.

A Semob também aderiu à ata de registro de preço para implantação de abrigos que atenderão todas as regiões de Cuiabá, com a construção de 1.200 pontos de ônibus. O número corresponde a substituições de estruturas deterioradas e a construção de estruturas onde hoje há apenas placas sinalizando as paradas.

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Na Capital

Proteger identifica mais de 2 mil pequenos foliões no Carnaval da Gente 2020

Publicado


Nos quatro dias festa do “Carnaval da Gente 2020”, no Parque de Exposições Jonas Pinheiro, promovido pela Prefeitura de Cuiabá, a equipe do Projeto Proteger atuou preventivamente e realizou a identificação de crianças e adolescentes com pulseiras para facilitar a localização, caso necessário, dos pais e/ou responsáveis. A equipe formada por 18 profissionais de diversas áreas e unidades da Secretaria Municipal de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência, além de quatro voluntários, registrou  um total de 2.023 pessoas (até 17 anos) que foram  ‘foliar’ com suas famílias.

Conforme levantamento, no dia 22 (sábado) foram realizados 106 procedimentos para identificação. No domingo (23), entre matinê e baile, 313. Já na segunda-feira (24) o número chegou a 368 crianças e adolescentes. Já no último dia de festa, com o desfile dos blocos carnavalescos, foram 1.236. “Não medimos esforços para garantir um carnaval com segurança e tranquilidade, ficamos satisfeitos com o resultado. As pessoas, cada vez mais , estão entendendo a importância desse cuidado da Prefeitura para evitar problemas, como por exemplo, o desaparecimento de menores durante o evento”, disse a coordenadora de Proteção Social, Maggie Carolina Maidana.

Durante o trabalho da equipe, pais e responsáveis receberam instruções de como proceder em casos de desaparecimento, suspeitas de crimes contra menores; qualquer tipo de violência envolvendo vulneráveis e foram informados dos canais de denúncia e atendimento.

Veja Mais:  Bairro Tijucal recebe o Mutirão da Limpeza pela 2º vez em 2019

A ação foi coordenada pela Secretaria Municipal de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência em parceria com o Juizado Especial do Torcedor e Grandes Eventos. “Não podemos ter crianças e adolescentes adentrando ao local sozinhas ou com pessoas que não sejam, realmente, os responsáveis legais e que a gente não consiga identificar os pais. Então há uma determinação que ao adentrar o local esteja portando documento, ou certidão de nascimento ou documento com foto, que possa caracterizar o vínculo entre o responsável legal e a criança que está adentrando. É a forma de ter mais segurança, de evitar crianças perdidas, ou que estejam no evento e os pais não saiba, um adolescente que fugiu de casa e veio para o carnaval sem os pais saberem. É um cuidado necessário para a gente evitar qualquer tipo de transtorno e garantir mais segurança para o evento”, explica a juíza Patrícia Ceni, do Juizado.

Os serviços foram realizados nas seguintes dinâmicas: identificação das crianças na entrada evento; sensibilização através da entrega de folders informativos; atendimento e encaminhamento necessário no stand; orientação e sensibilização dos comerciantes e ambulantes locais sobre a proibição de bebidas alcoólicas para menores de 18 anos.  Essa dinâmica continua para os próximos grandes eventos e festas populares.  

“Ações  de proteção ou prevenção, voltadas ao enfrentamento das principais formas de violência contra crianças e adolescentes. O  objetivo é a sensibilização das famílias em relação ao tema, promovendo uma rede de proteção  eficiente às crianças e adolescentes”, completou Maggie. Lançado em 2018, o Projeto Proteger tem como finalidade a garantia da tranquilidade e a segurança das famílias cuiabanas que irão aproveitar a folia de momo, podendo ser acompanhada dos seus filhos menores de idade.

Veja Mais:  Procuradoria Geral da Câmara Municipal se renova em 2019

Comentários Facebook
Continue lendo

Na Capital

Vereador Luís Claudio divulga folheto com dicas de segurança para o carnaval

Publicado


Câmara Municipal de Cuiabá

Para o parlamentar unir diversão e cuidado é fundamental para um carnaval alegre e sem incidentes.
Uma equipe do vereador Luís Claudio distribuiu em Cuiabá, nos dias de carnaval, um folheto com dicas de segurança para orientar os foliões a evitar em transtornos durante os eventos e a movimentação da folia carnavalesca. O impresso foi distribuído em bailes e nos pontos de maior concentração de público da capital.
Com uma linguagem simples e direta e um visual colorido o folheto intitulado, “Dicas de Segurança Carnaval 2020”, trouxe instruções sobre a necessidade de cuidados como, não ingerir bebidas oferecidas por estranhos, não conduzir celulares e eletrônicos para evitar perdas e furtos, usar camisinha como forma de prevenção da AIDS e outras doenças sexualmente transmissíveis evitar excessos no uso de bebidas e não dirigir alcoolizado.A publicação também divulgou telefones úteis para serem acionados em caso de emergência, como bombeiros, Polícia Militar e Samu.
Este é o segundo ano que o vereador Luís Claudio publica um folheto com orientações de segurança voltadas aos foliões da capital. O objetivo é contribuir para diminuição das estatísticas negativas do carnaval, como o aumento do número de acidentes e da violência, propagação de doenças sexuais e gravidez indesejada, abuso sexual de menores, entre outras ocorrências que crescem impulsionadas pelos excessos e descuidos dos que participam da folia.&nbsp
“Nosso objetivo com a divulgação deste impresso é fazer com que as pessoas se divirtam e aproveitem ao máximo a alegria e o lazer proporcionado pela tradição carnavalesca de Cuiabá.Sem, no entanto, desprezar os cuidados necessários a uma diversão sadia, que preserve a vida, o futuro e a integridade física dos nossos foliões e das famílias que participam do carnaval”, enfatizou Luís Claudio.&nbsp

Paulo Wagner | Assessoria Vereador Luis Cláudio

Veja Mais:  Período de solicitação de matrícula para alunos novos nas unidades das Regionais Sul e Oeste segue aberto

Fotos Relacionadas

Comentários Facebook
Continue lendo

Câmara Municipal de Rondonópolis

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana