conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Política MT

Deputados promovem debate sobre o projeto ‘Cota Zero’ em Barão de Melgaço

Publicado

Foto: FABLICIO RODRIGUES / ALMT

Com o objetivo de debater o Projeto de Lei (PL) nº 668/2019, que prevê mudanças na Política Estadual de Desenvolvimento Sustentável da Pesca, os deputados estaduais João Batista (Pros) e Elizeu Nascimento (DC) promovem uma audiência pública, nesta segunda-feira (26), no município de Barão de Melgaço (110 km de Cuiabá).

De acordo com João Batista, o evento tem por finalidade, discutir com a população, principalmente com os pescadores, os assuntos que regulamentam as atividades pesqueiras no estado. “Convidamos todos os pescadores profissionais, amadores e amantes da pesca para esta audiência pública e juntos debatermos o conteúdo do PL, especificamente o que trata o Art. 18, que proíbe por cinco anos o transporte, armazenamento e comercialização do pescado oriundo dos rios mato-grossenses. É o que determina a chamada legislação da Cota Zero”, explicou o parlamentar.

A presidente da Associação de Lojistas da Caça e da Pesca em Mato Grosso, Nilma Silva, confirmou presença na audiência e ressaltou que se o projeto for aprovado, Mato Grosso terá cerca de cem mil pais de família desempregados. “O governo não tem um plano socioeconômico para amparar essas famílias, nem plano sustentável para o repovoamento dos rios, muito menos um estudo populacional de dinâmica dos peixes. O que prova que esse projeto é embasado em ‘achismo’. Um achismo que vai provocar desemprego e fere a dignidade da pessoa humana. O peixe é um bem plural, pertence a população  e é um direito constitucional como consta no artigo 225”, explanou Nilma, com tom de indignação e revolta.

Veja Mais:  Comissão define atividades para comemorar os 30 anos da Constituição do Estado

O deputado Elizeu Nascimento, explica que os pescadores não são responsáveis pela depredação dos rios e que Mato Grosso já possui uma legislação severa no controle da pesca.  “O que o governo precisa de fato fazer, é oferecer melhores condições de trabalho para os profissionais. Não defendemos a pesca predatória, inclusive, nós apresentamos um substitutivo na ALMT, do que realmente precisa ser feito, queremos ampliar a fiscalização pelos órgãos responsáveis e realizar um recadastramento dos pescadores legítimos”, afirmou Elizeu.

Na avaliação de Domingos Capim, presidente há 17 anos da colônia de pescadores ‘Z5’ de Barão de Melgaço, a atual composição da lei da pesca é prejudicial àqueles que sobrevivem do pescado.

"Estou à frente de um grupo composto por mil e duzentas pessoas, trabalhadores de origem simples que vivem apenas da pesca. Um trabalhador que vive somente disso e precisa transportar o peixe até a população, será totalmente prejudicado com esse projeto. Queremos saber qual amparo que o governo vai propor aos trabalhadores, tendo em vista, que esse pessoal não tem outra formação a não ser a atividade pesqueira. Por isso, contamos com o apoio de todos os deputados para que esta matéria, não seja aprovada pela Casa de Leis”, concluiu Capim.

Comentários Facebook

Política MT

Ulysses Moraes encaminha requerimento de informação acerca de R$ 150 mil liquidados

Publicado


Foto: Ronaldo Mazza

O deputado estadual Ulysses Moraes (DC) encaminhou um requerimento de informação para que seja enviado ao chefe da Casa Civil do Estado de Mato Grosso acerca da liquidação e do suposto recebimento por parte do governador de maneira, de acordo com o parlamentar, que afronta os cofres públicos.

“Como compete ao parlamentar fiscalizar as ações ligadas ao estado de Mato Grosso, solicitei hoje durante a sessão, através de requerimento, todas as informações pertinentes à prestação de contas desta verba e porque ela não consta no Portal da Transparência, como dita a lei”, esclarece o parlamentar.

No requerimento, o deputado solicita a totalidade de gastos mensal com ajuda de custo e verba de representação junto ao gabinete do governador e qual a finalidade desta verba. Além disso, Ulysses requereu informações da prestação de contas dos valores mês a mês, a legalidade desta verba e qual a razão pela qual esta informação não conta nos Sistemas de controle de gastos do estado.

O montante está sendo classificado como ‘verba secreta’, já que está obstruído de consulta pública. Na data do documento consta o ano de 2019, mesmo ano em que o governador decretou estado de calamidade pública. 

 

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Veja Mais:  Sessão Especial destaca trajetória do IFMT e homenageia personalidades
Continue lendo

Política MT

Mesa Diretora lamenta falecimento de Benedito Botelho, pai do presidente da AL

Publicado


Foto: ARQUIVO PESSOAL / ALMT

A Assembleia Legislativa vem a público expressar sentimento de pesar e prestar condolências à família do presidente da Casa de Leis, deputado Eduardo Botelho, pelo falecimento do seu  pai, senhor Benedito Caetano Botelho, na manhã desta sexta-feira (17).

Seo Chinhô, como era conhecido, era natural de Livramento, completou 95 anos em setembro, e tratava de câncer há três anos. Ele deixou nove filhos e viúva, senhora Leopoldina Fontes Maia.

O velório está previsto para acontecer nesta sexta-feira (17), a partir das 16 horas, na funerária Capelas Jardins – em Cuiabá.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Veja Mais:  Comissão de Constituição e Justiça tem 22 matérias na pauta dessa terça-feira
Continue lendo

Política MT

Thiago Silva entrega novos certificados do curso de Dicção e Oratória no Pedra 90

Publicado

Foto: Assessoria

O deputado estadual Thiago Silva (MDB) entregou na noite de quinta-feira (16), novos certificados do curso de Dicção Oratória, da FUG- Fundação Ulysses Guimarães. O parlamentar é coordenador regional da Fundação no Estado.

Os 30 novos beneficiados com a qualificação receberam o curso na igreja Jardim de Oração Independente, bairro Pedra 90, região Salmen. “Excelente curso. Tinha vários vícios, que travavam minha fala e sem perceber acabavam atrapalhando minha comunicação. Agora consigo observar esses problemas. Tenho certeza que vai ajudar e muito”, conta Luciana Matos de Souza Araújo.

A fala da colega foi complementada por Cesar Andrade, que também tinha problemas para organizar a oratória. “Eu tinha grande problema que repetir palavras e conforme as orientações repassadas no curso passei a policiar e agora consigo organizar minha fala com muito mais objetivo e clareza”.

Para o aluno Jovenilson Pereira o Dicção e Oratória foi fundamental para quebrar algumas barreiras da timidez. “Abriu um novo caminho. Sempre participo de reuniões e preciso ter uma boa expressão para falar. Estava com alguma dificuldade, mas veio o curso e mudou muita coisa. Eu recomendo para aqueles ainda não fizeram”.

Um dos coordenadores da FUG Rondonópolis, Wilber Maciel destaca que boa parte dos qualificados relataram que o trabalho foi fator decisivo na conquista de uma vaga no mercado de trabalho. “É gratificante quando um ex-aluno nos procura para agradecer pelas orientações. Fico feliz em saber que a FUG está ajudando a transformar a vida de muita gente”.

Veja Mais:  AL realiza I Encontro para Conscientização de Alzheimer nesta segunda (7)

Desde que foi implantada em Rondonópolis, no ano de 2010, a Fundação Ulysses Guimarães tem ampliado suas ações. Já são mais de 3.500 pessoas atendidas. Os números devem aumentar consideravelmente em 2020. “Estamos expandido a FUG não só em Rondonópolis, mas em todo Mato Grosso e neste ano vamos atender de norte a sul do Estado”, garante Thiago Silva.

Comentários Facebook
Continue lendo

Câmara Municipal de Rondonópolis

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana