conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Na Capital

Equipe do Réveillon 300 Anos faz vistoria na Orla do Porto

Publicado

A equipe da organização da festa de Réveillon dos 300 Anos, da Prefeitura de Cuiabá e seus parceiros, vistoriou toda a Orla do Porto, na manhã desta quarta-feira (12). O intuito foi fazer o reconhecimento da área e debater, com os presentes, a organização do evento. Na ocasião, foram pontuados sobre os planos de mobilidade, saúde, limpeza, segurança e sustentabilidade, que serão desenvolvidos para os três dias de festa. O evento faz parte das comemorações do tricentenário da Capital.  

Conduzindo a visita técnica, o secretário de Cultura, Esporte e Turismo, Francisco Vuolo, frisou que uma das determinações do prefeito Emanuel Pinheiro, para a realização da virada dos 300 anos, foi que a equipe desenhasse um projeto completo, com os planos de ações de todos os envolvidos e que esses funcionassem de forma unificada. 

“Nosso prefeito tem a preocupação em oferecer uma bela festa. Mas antes disso, ele prioriza que todos os serviços tenham qualidade, para que as famílias possam festejar a chegada do ano novo com o que há de melhor. Para isso, é de suma importância que os envolvidos nessa força-tarefa, conheçam, com detalhes, essa região. Isso facilita o desdobramento do projeto da parte estrutural, auxiliando para que todos tenham tempo de fazer os ajustes necessários antes da largada para 2019”, explicou Vuolo.

Veja Mais:  Prefeitura desenvolve ações de prevenção ao câncer de mama na região Sul

A festa seguirá o formato das edições anteriores e acontecerá durante os dias 29, 30 e 31 de dezembro, na Orla do Porto, com entrada gratuita. Na programação, shows nacionais – rock, samba e sertanejo -, e as tradicionais apresentações de artistas locais, valorizando as raízes da ‘cuiabania’, além da grande queima de fogos, que vem como novidade para este ano. O lançamento oficial da programação acontece no dia 18 (terça-feira), às 14h, no auditório do Palácio Alencastro.

“Fizemos vários ajustes, principalmente na questão de segurança, pois sem ela, as famílias ficariam vulneráveis e não conseguiram usufruir do evento. Todo esse trabalho será apresentado pelo prefeito na próxima semana.  Podemos garantir à população que a festa vai ser maravilhosa e ficará na história dos 300 anos de Cuiabá”, completou o secretário.

Para montagem desses planos, o reconhecimento da região foi realizada por representantes da Marinha, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Permissionários da região, Samu, das secretarias de Mobilidade Urbana, Ordem Pública, Serviços Urbanos, Saúde, Meio Ambiente e Desenvolvimento Humano, Sec 300 e também a equipe da defesa animal. O evento também conta com a parceria da bancada federal, que destinou emenda de R$ 800 mil ao projeto. 

 

Mais parcerias – Nesta semana, a equipe também se reuniu com o grupo de permissionários da região da Orla do Porto. Durante o encontro, foi apresentado todo o projeto do Réveillon e anunciado que as vias de entrada da região, não serão fechadas como nos outros anos. O secretário Vuolo esclareceu que essas entradas só serão interditadas próximo ao horário de início dos shows e não durante os três dias de festa.

Veja Mais:  Primeira Edição do projeto Luta é Vida teve grande participação da comunidade

“Optamos por essa logística, após analisarmos as dificuldades que os comerciantes tiveram nos anos anteriores. Com o trancamento das vias o dia todo, eles perdiam em rentabilidade e isso, trazia queda em vários setores. Então, por exemplo, se o show for começar às 20h, as vias de acesso serão fechadas a partir das 17h”, disse Francisco Vuolo.

A nova logística abre a opção para que os comerciantes também organizem seu próprio Réveillon. Nisso, eles vão empregar mais investimentos na região, ampliando a festa. A novidade agradou o grupo de comerciantes que avaliaram como ótima a disposição da gestão em redefinir o plano e atender os anseios da classe.

 

 

 

 

Comentários Facebook

Na Capital

Prefeitura participa de ação de recolhimento de materiais eletrônicos

Publicado

Divulgação

A Prefeitura de Cuiabá participará da segunda edição da Campanha Leve. O evento, que inicia na próxima segunda-feira (25) e segue até o próximo dia 30 de março, estimula o descarte correto de materiais eletrônicos. A ação é uma iniciativa do grupo Teoria Verde e, além de fomentar a prática de preservação ambiental, cumpre com um importante papel social ao reverter 100% do valor arrecadado com a venda dos objetos para o Hospital de Câncer de Mato Grosso (HCan).

Na edição realizada no ano passado, foram recolhidas cerca de três toneladas de lixo eletrônico, resultando em uma quantia de R$ 16.035,00. Para este ano, a organização da campanha deve disponibilizar pelo menos sete pontos de entrega em Cuiabá e um em Várzea Grande. A Prefeitura, além de ser um dos pontos, também doará uma quantidade de eletrônicos inservíveis e disponibilizará um veículo do Cata-treco para fazer o recolhimento dos materiais nos pontos de coleta.

Também estão previstos pontos de coleta nos seguinte locais: HCan, Ecodescarte (Poção), IFMT Bela Vista, Carvalina Transporte (Av. Beira Rio), Associação dos Moradores do Bairro Jardim das Américas, Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema) e Mato Grosso Rações (Várzea Grande). Dentre os inservíveis, o cidadão pode descartar celular, computador, televisão, rádio, bateria e todo tipo de peças em geral.

Veja Mais:  Primeira Edição do projeto Luta é Vida teve grande participação da comunidade

“Uma das principais bandeiras do prefeito Emanuel Pinheiro é o desenvolvimento de uma gestão que se preocupa com a sustentabilidade. Nesse sentido, incentivar e participar de projetos como este é sempre uma grande oportunidade de fortalecer esse trabalho. A Prefeitura tem seus projetos internos, mas isso não impede de continuar se envolvendo em ações que colaborem com preservação do nosso meio ambiente”, comenta o secretário municipal de Serviços Urbanos, José Roberto Stopa.

O diretor do Teoria Verde, Jean Pelicari, explica que o descarte incorreto de resíduos eletrônicos potencializa os problemas ambientais. Isso porque, conforme relata Jean, os aparelhos são compostos por substâncias como chumbo, mercúrio, cádmio e berílio, que possuem alto poder de contaminação do solo e das águas.

“Normalmente esses aparelhos levam um tempo ainda maior para se decompor naturalmente. Outro fato é que, quando descartadas incorretamente, esses materiais deixam de ser reaproveitados. Com a campanha trabalharemos na esfera educacional e também social. Nossa ideia é que o balanço de quantidade recolhido e valor a ser doado seja apresentado na celebração dos 300 anos, como mais um presente para Cuiabá”, pontua o diretor.

Comentários Facebook
Continue lendo

Na Capital

Estudantes da EMEBC Nossa Senhora Penha de França farão plantio de mudas de árvores nativas

Publicado

Jorge Pinho

Cerca de 200 alunos participam do projeto de plantio e conscientização, na comunidade e rio que foi o berço de Cuiabá. A iniciativa tem como tema ‘Água – A Melhor Herança – Cuiabá dos 300 anos’, e será realizada em comemoração ao Dia Mundial da Água. O evento acontece na próxima sexta-feira (22), às 8h30, na EMEBC Nossa Senhora da Penha de França, no distrito do Coxipó do Ouro. O projeto é uma iniciativa da equipe de Educação Ambiental da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano (SMADES), para lembrar o Dia Mundial da Água. A iniciativa conta também a parceria das Secretarias municipais de Educação (SME) e de Serviços Urbanos (SMSU) e do Projeto Verde Novo, do Poder Judiciário, cujas ações são desenvolvidas com o apoio do Juizado Volante Ambiental (Juvam) e do Instituto Ação Verde, responsável pela distribuição de mundas.

O objetivo do projeto é conscientizar a população sobre a importância da água e preparar multiplicadores que divulguem informações e instruam a sociedade de que pequenas ações favorecem a sustentabilidade inteligente da água, um recurso natural finito.

A coordenadora de Programas e Projetos da Secretaria de Educação, Jane Regina da Silva Costa explicou que o evento será realizado junto à comunidade com o plantio de mudas de árvores nativas do cerrado em uma nascente próxima à escola. “Durante o evento estão previstas dinâmicas e discussões em grupo sobre a importância e necessidade de se preservar os recursos hídricos e tornar perceptivas as interferências negativas e positivas que o homem pode fazer na natureza, a partir da sua realidade social”, salientou Jane Regina.

Veja Mais:  Primeira Edição do projeto Luta é Vida teve grande participação da comunidade

Também serão escolhidas as melhores redações com o tema “A importância do rio Coxipó para a Cuiabá dos 300 anos”. Os três primeiros colocados serão premiados com kits de materiais escolares.

O público-alvo são crianças, jovens e adultos e a comunidade em geral. Ao final do projeto, espera-se que os envolvidos tenham desenvolvido uma visão crítica em relação ao tema trabalhado e com uma posição de ação e mudança frente aos problemas ambientais.

Dia Mundial da Água

O Dia Mundial da Água foi instituído pela Organização das Nações Unidas – ONU, através da resolução A/RES/47/193 de 21 de fevereiro de 1993, que determinou como data oficial para comemorar e realizar atividades de reflexão sobre o significado da água para a vida na Terra, o dia 22 de março.

Nesse dia, uma série de iniciativas são realizadas para alertar a população internacional sobre a importância da preservação da água para a sobrevivência de todos os ecossistemas do planeta. A conscientização sobre a urgência da economia deste recurso natural é uma das principais metas desse dia. A água limpa e potável é um direito humano garantido por lei desde 2010, de acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU).

Serviço

Projeto “Plantio e conscientização na comunidade e rio que foi o berço de Cuiabá” – “ÁGUA A MELHOR HERANÇA – Cuiabá dos 300 anos, cuidando das nossas águas”

Veja Mais:  MUDANÇA DE HORÁRIO- Assistência Social recebe doação de 16 kits de informática

Data: 22 de março

Horário: 8h30

Local: EMEBC Nossa Senhora da Penha de França

Rua Benedito D. Pedroso, s/n – Distrito do Coxipó do Ouro, Cuiabá 

(Estagiária Emilly Rodrigues com supervisão da jornalista Maria Barbant)

 

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Na Capital

Motoristas de aplicativos poderão pleitear vaga na Jari após regulamentação

Publicado

Davi Valle

Com a regulamentação dos aplicativos para transporte de passageiros em Cuiabá, os motoristas poderão ser representados na Junta Administrativa de Recursos de Infração (JARI). Isso porque a medida permite o pleito da categoria a uma cadeira no julgamento de recursos contra multas aplicadas por agentes de trânsito e policiais militares. O número de infrações também deverá ser reduzido com a criação de pontos para embarque e desembarque de passageiros, previsto na lei.

Segundo o titular da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), Antenor Figueiredo, com a mudança, os condutores poderão fazer paradas em locais especiais, com amparo da legislação. “Quando você vai para outras cidades, como São Paulo, percebe que este sistema funciona muito bem. Os próprios passageiros se organizam para que os motoristas parem corretamente. Por que Cuiabá tem que ficar para trás?”

A lei chegou às mãos do prefeito, Emanuel Pinheiro, na terça-feira (20). A partir da data, ele tem 15 dias para sancionar, e a partir disso, a Pasta tem até 120 dias para se adequar à nova demanda. Durante o período, o setor de vistorias da Secretaria, que atualmente conta com 52 servidores e pátio próprio, será estruturado para que sejam realizadas vistorias e fiscalizações aos veículos.

É importante destacar que, aos motoristas caberá apenas o pagamento desta taxa de vistoria, de R$ 155 por ano. Na opinião do presidente da Associação dos Motoristas de Aplicativos, Cleber Cardoso, a iniciativa vai ao encontro da segurança dos usuários, uma vez que garante a circulação de automóveis em bom estado, com itens de segurança e conforto em funcionamento.

Veja Mais:  Ser Médico é um ato de amor ao próximo

Após a regulamentação, a taxa por km rodado, equivalente a R$ 0,05, será cobrada diretamente das plataformas que oferecem o serviço de transporte, e não dos motoristas. Atualmente a Capital não recebe nenhum valor referente à tributação paga por estas empresas. Deste modo, o recolhimento será revertido em investimentos destinados a pontos de ônibus, calçadas e obras de acessibilidade.

“Não estamos aqui para defender os interesses da Prefeitura, da Câmara ou das plataformas, mas sim os dos motoristas. Desde que a as empresas operam aqui em Cuiabá, a cidade não recebeu nada. Mesmo assim, já é descontado dos usuários um valor correspondente à tributação, correspondente a 5%. Esse montante é destinado à sede das empresas, em São Paulo e isso não é justo. Na lei aqui de Cuiabá, a tributação é de apenas 2%. Então, não há porque as plataformas aumentarem o preço, uma vez que este já é cobrado”, diz Cleber.

A Jari

A Junta é formada por membros de órgãos ou entidades representativas da sociedade local, que serão indicados pelas categorias que o representem, bem como o presidente indicado pelo Chefe do Poder Executivo, no caso do Município, pelo Prefeito. Esses membros possuem um mandato de dois anos, podendo ser renovado.

Durante todo o procedimento de julgamento, os princípios constitucionais da ampla defesa e do contraditório são observados, sempre no intuito de preservar os direitos do cidadão.

Veja Mais:  “Sine e Você” chega ao Cras do CPA com mais de 150 vagas de emprego e outros serviços

Atualmente São julgados por mês cerca de 2 mil recursos de infração. A sua atuação é de extrema importância para o sistema nacional de trânsito, principalmente no que diz respeito à conscientização dos condutores/recorrentes e está sempre em consonância com as determinações do CETRAN – Conselho Municipal de Trânsito, bem como dos demais órgãos superiores relacionados ao trânsito. 

A Jari vinculada ao Órgão de Trânsito autuador, isto é, à Secretaria de Mobilidade Urbana. Os recursos são protocolados na SEMOB, local onde a JARI desenvolve suas atividades, e são julgados pelos seus membros, durante as sessões de julgamento que se realizam, em média, duas vezes na semana. 



Comentários Facebook
Continue lendo

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana