conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Nacional

Esquema que levou Joesley de volta à prisão distribuía propina em caixa de sabão

Publicado

Pivô de escândalo no governo Temer, Joesley Batista voltou a ser preso por esquema investigado na Operação Capitu
Valter Campanato/ABr

Pivô de escândalo no governo Temer, Joesley Batista voltou a ser preso por esquema investigado na Operação Capitu

Parte da propina paga em esquema envolvendo a JBS, uma rede varejista, integrantes do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e deputados federais era entregue em “malas e caixas de sabão”. As investigações sobre o esquema resultaram na deflagração, nesta sexta-feira (9), da Operação Capitu, que já resultou na prisão dos empresários Joesley Batista e Ricardo Saud, do vice-governador de Minas Gerais, Antônio Andrade (MDB), e de mais 12 pessoas. Foram emitidos um total de 19 mandados de prisão temporária.

Segundo os responsáveis pela Operação Capitu (nome que faz alusão à personagem de “Dom Casmurro”, de Machado de Assis), a JBS pagava propina a funcionários do alto escalão do Mapa e também a deputados do MDB em troca de atos de ofício para a “eliminação da concorrência e de entraves à atividade econômica, possibilitando a constituição de um monopólio de mercado”.

Para que o pagamento de propina fosse dissimulado, o grupo empresarial de Joesley e Saud teria se associado a uma das maiores redes de supermercados do País. De acordo com a Receita Federal, a organização criminosa se aproveitava do grande fluxo de dinheiro em espécie no varejo para “dar ar de licitude” no repasse de valores ilícitos em dinheiro vivo e em contribuições oficiais de campanha.

De acordo com as investigações, o total de doações oficiais feitas por empresas vinculadas e administradas pelo dono dessa rede de supermercados totalizou R$ 8,5 milhões somente nas eleições de 2014.

Veja Mais:  Deputada Paulinha entrará na Justiça contra comentários violentos sobre decote

“[A entrega de dinheiro era feita] em caixas, em mala, caixa de sabão. Os supermercadistas trabalham com muito dinheiro em espécie, isso facilita por demais esse tipo de operação, porque eles recebem naquele varejo que eles vendem e com isso, em tese, perder o rastro desse dinheiro se não fossem boas investigações”, disse um dos integrantes da operação, conforme reportado pelo jornal O Estado de São Paulo .

O esquema passou a ser investigado a partir da instauração de inquérito policial em maio deste ano, baseada em depoimento do delator Lúcio Funaro, ex-corretor de valores, aliado do ex-deputado Eduardo Cunha (MDB) e um dos principais operadores do MDB. Funaro relatou que ele próprio atuava na distribuição da propina aos servidores do Mapa e a agentes políticos. Os valores, segundo o delator, eram discutidos entre intermediários da empresa e um deputado federal.

Segundo a PF, a propina paga pela JBS tinha como contrapartida a expedição de atos de ofício, por parte dos servidores do Ministério da Agricultura, pasta que foi comandada no governo Dilma Rousseff (PT) pelo hoje vice-governador de Minas, Antônio Andrade (MDB). Dentre esses atos de ofício estavam medidas pela regulamentação da exportação de despojos e a federalização das inspeções de frigoríficos.

No âmbito desse esquema, o grupo empresarial teria pago R$ 2 milhões em troca da regulamentação da exportação de carcaças de animais (despojos) e R$ 5 milhões pela proibição do uso da ivermectina (antiparasita) de longa duração.

Veja Mais:  Trump diz que há “boa possibilidade” de chegar a acordo comercial com o México

À época dos fatos, ainda de acordo com a Polícia Federal, um deputado federal da Paraíba teria recebido R$ 50 mil do grupo como contrapartida, em decorrência da tentativa de promover a federalização das inspeções sanitárias de frigoríficos por meio de uma “emenda jabuti”, proposta de natureza totalmente alheia ao tema da medida provisória na qual foi inserida.

Comentários Facebook

Nacional

Bolsonaro volta a acusar ONGs por queimadas na Amazônia: “Maior suspeita”

Publicado

source
Bolsonaro arrow-options
Leonardo Prado/Agência Câmara

Bolsonaro volta a acusar ONGs por queimadas na Amazônia: “Maior suspeita”

O presidente Jair Bolsonaro voltou a atacar ONGsnesta quinta-feira, repetindo que elas são as principais suspeitas de estarem por trás de queimadas naAmazônia . Bolsonaro admitiu que não tem provas disso e ressaltou que “todo mundo é suspeito”.

Leia também: Moro autoriza uso da Força Nacional em cinco estados

“Pode, pode ser fazendeiro, pode. Todo mundo é suspeito, mas a maior suspeita vem de ONGs”, disse Bolsonaro , na saída do Palácio da Alvorada, ao ser questionado se fazendeiros também podiam ser responsáveis.

Segundo o presidente, “não se tem prova disso”, porque é preciso prender os responsáveis em flagrante.

“Não se tem prova disso, meu Deus do céu. Ninguém escreve isso, vou queimar lá, não existe isso. Se você não pegar em flagrante quem está queimando e buscar quem mandou fazer isso”, explicou Bolsonaro.

Para o presidente, um “indício fortíssimo” de que ONGs são as responsáveis é que elas perderam financiamento.

“As ONGs perderam o dinheiro que vinha da Noruega e da Alemanha. Estão desempregados. Tem que fazer o quê? Tentar me derrubar. É o que sobra (para eles) . Nada além disso”, disse, acrescentando mais tarde: “É, no meu entender, um indício fortíssimo que esse pessoal da ONG perdeu a teta deles. É simples.”

O presidente considera que as imagens indicam que a mesma pessoa que colocou fogo filmou a cena, mas não explicou a relação com ONGs:

Veja Mais:  México investiga compra de bebês migrantes em esquema para entrar nos EUA

“Vocês querem prova que estão queimando a Amazônia ? Vou falar uma prova aqui para vocês, que vai sair completamente distorcida amanhã na imprensa. Em uma das imagens, a pessoa de carro, está queimando a rodovia de carro todinha. O fogo exatamente da mesma altura. Típico de queimadas feitas como? O cara com a bicicleta, ou motocicleta, uma vara e uma câmera, queimando, pingando aquilo na beira da pista”, afirmou.

Leia também: ACM Neto nega conversas sobre possível fusão entre DEM e PSDB

Bolsonaro mostrou preocupação com a possibilidade de países estrangeiros imporem barreiras comerciais ao Brasil: “Se o mundo lá fora começar a impor barreiras comerciais, o nosso agronegócio começa a dar para dar trás, a economia começa a piorar.”

Fonte: IG Nacional
Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

Moro autoriza uso da Força Nacional em cinco estados

Publicado

source
Moro arrow-options
Isaac Amorim/MJSP – 8.8.19

Sergio Moro assinou portaria nesta segunda-feira

O Programa Nacional de Enfrentamento à Criminalidade Violenta (projeto Em Frente Brasil) terá o apoio da Força Nacional de Segurança Pública nas ações de combate ao crime nos estados de Goiás, Pernambuco, do Pará, Espírito Santo e Paraná.

Leia também: Justiça arquiva ação para impedir que Eduardo Bolsonaro seja nomeado embaixador

As portarias assinadas pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro , autorizando a medida estão publicadas no Diário Oficial da União desta quinta-feira (22). As equipes deverão atuar nas capitais e cidades da região metropolitana.

Por um período de 120 dias, a contar do dia 30 de agosto e podendo ser prorrogado, os militares da Força Nacional vão apoiar as ações de policiamento ostensivo, preservação da ordem pública e da segurança do cidadão e do patrimônio.

De acordo com a portaria, o contingente de militares a ser disponibilizado obedecerá ao planejamento definido pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, cabendo aos estados e municípios dispor da infraestrutura necessária à Força Nacional.

Fonte: IG Nacional
Comentários Facebook
Veja Mais:  Boca de urna: com 45%, Bolsonaro vai para segundo turno com Haddad
Continue lendo

Nacional

Peixe de duas bocas é fotografado e divide opiniões na internet

Publicado

source
Peixe com duas bocas arrow-options
Knotty Boys Fishing / Facebook

Peixe com duas bocas foi pescado em lago nos Estados Unidos

Um peixe com duas bocas foi capturado no Lago Champlain, em Nova York, e dividiu a internet ao longo da semana. Debbie Geddes estava pescando com o marido quando teve uma grande surpresa ao se deparar com o animal. 

“Quando esse peixe pegou a isca eu senti que tinha capturado um bom peixe. Quando o coloquei no barco eu não acreditei no que estava acontecendo! Duas bocas! E mesmo com duas bocas ele estava saudável. Foi incrível”, afirmou a mulher em entrevista ao canal norte-americano Fox News. 

Leia também: Cachorro alado? Conheça o morcego gigante que parece com um cão 

Segundo ela, eles só registraram algumas imagens e colocaram o peixe de volta na água. As fotos foram rapidamente publicadas em redes sociais de um grupo de pesca do amigo de Debbie e receberam mais de seis mil compartilhamentos em alguns dias. 

Especulação e opiniões diversas sobre qual espécie de peixe era aquela dividiram a internet, gerando palpites sobre o que teria causado a “ mutação ” no animal. Não há resposta oficial sobre o assunto. “As teorias do público são interessantes. Eu, pessoalmente, acredito que isso pode ter sido causado por algum ferimento”, afirmou Debbie. 

Adam Facteau, amigo responsável pela publicação nas redes, porém, não está convencido dessa ideia. “Eu acho que todos têm uma opinião, o que deixa a discussão ainda mais interessante”, disse 

Veja Mais:  Sol segue marcando presença nesta quarta e exposição da Disney volta a São Paulo

Fonte: IG Nacional
Comentários Facebook
Continue lendo

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana