conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Nacional

“Faltou experiência e maturidade”, diz presidente do PDT sobre Tabata Amaral

Publicado

Tabata Amaral arrow-options
Luis Macedo/Câmara dos Deputados
A deputada federal Tábata Amaral (PDT-SP) é “sangue novo” na Câmara

Na noite da última quarta-feira (10), ocorreu na Câmara a votação do texto da reforma da Previdência. Com uma margem maior do que a esperada pelo governo, o projeto acabou sendo aprovado, para o descontentamento de diversos parlamentares, como Carlos Lupi, presidente nacional do PDT, que viu alguns dos deputados de seu partido se posicionarem a favor do tema.

Entre os favoráveis à reforma, estava Tabata Amaral (PDT-SP), que se destacou desde o início do mandato e chamou atenção dentro e fora do mundo político. Com isso, o posicionamento contrário ao do PDT fez com que ela ganhasse atenção na mídia e provocasse discussões intensas entre seus correligionários.

Em entrevista à coluna Base, do Jornal O Dia , Lupi afirmou que não pretende deixar o caso passar em branco e que não apenas Tabata, mas como todos os deputados que votaram pelo ‘sim’ na reforma devem sofrer punições, que podem variar desde punições mais brandas até a expulsão do partido.

“Vamos abrir um processo disciplinar através da Comissão de Ética do partido , que vai ouvir a justificativa de cada um deles. Depois, será apresentada a avaliação, com punição ou não, do que eles sugerem que aconteça com cada deputado. Só então o Diretório Nacional será convocado para uma definição, o que deve levar de um mês e meio a dois”, disse Lupi.

Veja Mais:  Ernesto Araújo diz que não houve golpe em 1964 e que “movimento foi necessário”

Leia também: Veja como cada deputado votou no texto-base da reforma da Previdência

Ele revela que tentou dissuadir os deputados do voto contrário , explicando os problemas que a aprovação da reforma poderia trazer ao país, e que a decisão pelo ‘sim’ foi um fato grave, uma vez que vai contra ao que foi decidido na convenção nacional no último dia 18 de março.

Futuro de Tabata

Especificamente sobre a deputada, Lupi disse que vê a decisão como falta de experiência e imaturidade, mas que não deixará que o PDT pague por isso: “Fazer ela de Cristo ou de vítima, para colocar o partido como algoz… Eu estou velho para isso. Nessa eu não caio. Já estamos tão desmoralizados, se isso passar em branco, se não acontecer nada, aí é muito ruim”.

Ele afirmou ainda que existia, sim, o objetivo de colocar Tabata como possível candidata à Prefeitura de São Paulo nas próximas eleições, mas que o episódio pode fazer com que a ideia seja descartada. Entretanto, disse que vai avaliar bem o caso para evitar que uma expulsão possa prejudicar o partido.

“Hoje, alguns desafiam para ser expulsos por causa do parecer no Supremo que diz que, quando o deputado sofre expulsão, o partido não pode pedir o mandato de volta. Tudo isso vamos pesar, porque ninguém aqui é bobo”, garantiu Lupi.

Veja Mais:  “Tem que ter acusação grave”, diz Bolsonaro sobre ministro do Turismo

Leia também: Depois de aprovar texto-base da reforma, Câmara vota hoje emendas e destaques

Por fim, ele ainda fez questão de ressaltar que tem origem “tão ou mais humilde” do que a deputada e que o PDT não irá acabar se ela sair: “O partido, a instituição, é mais forte que as pessoas. Quando as pessoas acham que elas são mais fortes que as instituições, tem alguma coisa errada. As instituições são perenes, as pessoas são passageiras”.

Fonte: IG Nacional
Comentários Facebook

Nacional

Menina morre após picada de escorpião; avó passa mal com notícia e também falece

Publicado

Menina de 7 anos morreu após ser picada por escorpião. Ao receber a notícia%2C a avó também faleceu arrow-options
Reprodução
Menina de 7 anos morreu após ser picada por escorpião. Ao receber a notícia, a avó também faleceu

Uma menina de 7 anos morreu após ser picada por um escorpião , na última segunda-feira (14), em Franco da Rocha , Região Metropolitana de São Paulo. Ao saber da morte da neta, a avó , de 63 anos, passou mal e faleceu no hospital. Elas foram enterradas nesta terça-feira (15) no Cemitério da Paixão, que fica na mesma cidade.

Leia também: Idoso é preso ao sair de motel com menina de 11 anos

Por volta das 5h15 da segunda-feira, a menina foi levada para uma Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) do município, mas o local não tinha aplicação de soro. A orientação da própria prefeitura de Franco da Rocha é que em casos semelhantes o paciente seja encaminhado para um hospital de referência da região, no caso a Santa Casa de Francisco Morato, cidade vizinha.

Um médico da UPA a transferiu, então, para o Hospital Estadual Dr. Carlos da Silva Lacaz, em Francisco Morato, onde tem uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Quando o soro chegou, cerca de 8h, os médicos aplicaram, mas a criança não resistiu e morreu. No mesmo dia, por volta das 20h40, a avó da menina deu entrada na mesma UPA com uma parada cardiorrespiratória. A equipe médica tentou reanimá-la, mas ela também faleceu.

Veja Mais:  “Tem que ter acusação grave”, diz Bolsonaro sobre ministro do Turismo

A prefeitura da cidade informou ainda que 25 pessoas foram picadas por escorpiões neste ano e que este foi o primeiro caso de morte. A Polícia Civil já investiga se houve falha no atendimento da menina, já que a equipe que a socorreu não seguiu o protocolo.

Leia também: Menino de 3 anos tem parte do pênis amputada em cirurgia de fimose

Em nota, a prefeitura de Franco da Rocha defendeu os procedimentos da equipe médica  com a menina : “A criança foi atendida de imediato pela equipe de plantão da UPA, que a estabilizou e preparou para transferência. O médico optou pela transferência ao Hospital Estadual Lacaz, também em Francisco Morato, que possui estrutura de UTI e é a referência para atendimento pediátrico na região, onde ela recebeu o soro e não resistiu, vindo a falecer.”

Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

Idoso é preso ao sair de motel com menina de 11 anos

Publicado

source
homem detido na frente de caminhão arrow-options
PRF / DIVULGAÇÃO
Idoso foi preso após sair com menina de motel

Um idoso de 70 anos foi preso em flagrante pela Polícia Rodoviária Federal após sair de um motel com uma menina de 11 anos na cidade de Ji-Paraná, em Rondônia.

Segundo a PRF, policiais que faziam ronda perceberam o carro saindo de um motel com uma passageira de baixa estatura e interceptaram o veículo. A princípio, o homem afirmou que tinha apenas levado a criança para conhecer o local, mas a menina negou a versão.

Leia também: Bebê morre após ser estuprada por amigo da família

Segundo a vítima, o homem era um vizinho que tinha costume de acompanhar a menina e a mãe na hora de fazer compras, pagando sempre parte dos alimentos. Ele teria desviado do caminho em uma das idas ao mercado, seguido para o motel e cometido os abusos .

Em seguida, o homem ameaçou parar de pagar as compras da família se ela contasse a história para a mãe e ainda deu R$ 60 para a menina não falar nada. O idoso foi preso por estupro de vulnerável e a menina encaminhada ao Conselho Tutelar.

Fonte: IG Nacional
Comentários Facebook
Veja Mais:  Supremo valida indulto de Natal assinado por Temer em 2017
Continue lendo

Nacional

Menino de 3 anos tem parte do pênis amputada em cirurgia de fimose

Publicado

source
médico arrow-options
Free Stock Photo / Reprodução
Médico não admitiu o erro e foi encontrado morto dias depois

Um menino de 3 anos teve parte do pênis amputada durante uma cirurgia de fimose na cidade de Malacacheta, em Minas Gerais. O médico responsável não admitiu o erro e foi encontrado morto dias depois do procedimento. 

Leia também: Sobrevivente do desabamento tira selfie nos escombros e manda para família

A criança foi submetida a uma cirurgia de fimose no hospital Municipal Dr. Carlos Marx. O pai do menino conta que o procedimento, que duraria no máximo 30 minutos, durou cerca de 4 horas. Após pedir para a enfermeira retirar o curativo, não conseguiu visualizar o membro.

Ele afirma ainda que o local estava todo ensanguentado e havia uma espécie de gaze enrolada, simulando que o pênis estaria ali. O médico responsável pelo procedimento foi chamado, mas já havia ido embora. Outro cirurgião presente no local afirmou que não poderia avaliar a criança porque não havia participado da cirurgia. 

No dia seguinte, a criança foi transferida para o hospital de Teófilo Otoni, onde passou por dois novos procedimentos cirúrgicos para reconstrução do membro. O laudo aponta que houve laceração do prepúcio e somente no futuro será possível saber se poderá recorrer a uma prótese. 

O cirurgião responsável foi encontrado morto em casa dias após o procedimento. A causa da morte ainda não foi divulgada. 



Fonte: IG Nacional
Comentários Facebook
Veja Mais:  STF decide que Bolsonaro não pode extinguir conselhos federais previstos em lei
Continue lendo

Câmara Municipal de Rondonópolis

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana