conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Mato Grosso

Fapemat promove difusão de tecnologias para a horticultura em Tangará da Serra

Publicado

A Fundação de Amparo a Pesquisa de Mato Grosso (Fapemat) participou da abertura da 2ª Feira Estadual de Horticultura, na quinta-feira (22.08), em Tangará da Serra, no campus da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), com o objetivo de promover a difusão de tecnologias em horticultura a produtores rurais, técnicos extensionistas, estudantes e comunidade.

Na ocasião, foi assinado um protocolo de intenções para a transferência tecnológica de uma nova variedade de maracujá, que poderá aumentar a comercialização do fruto em média de 30 toneladas na região.

De acordo com o pesquisador responsável, Willian Krauze, a seleção genética diferenciada, foi adaptada ao solo e clima da região e poderá produzir mais, beneficiando 104 mil pequenas propriedades rurais, que já trabalham com a cultura do maracujá.

“A horticultura é uma atividade com elevado efeito multiplicador de renda e, portanto, com força suficiente para dinamizar economias locais estagnadas e com poucas alternativas de desenvolvimento”, destaca Krauze.

O presidente da Fapemat, Adriano Silva, ressalta a importância da pesquisa e inovação tecnológica.

”Hoje, 75% das frutas e hortaliças consumidas vem de outros Estados e com a aplicação correta de pesquisas e o vasto solo fértil que Mato grosso possui, poderemos produzir mais e comercializar outros produtos da horticultura”, afirma.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Veja Mais:  MT participa de discussões internacionais sobre mudanças climáticas
publicidade

Mato Grosso

Resultados do ciclo 2019 do MMD-TC são apresentados

Publicado

Um dos principais instantes do I Congresso Internacional dos Tribunais de Contas. Foi com essa frase que o presidente Fábio Nogueira abriu o 1º painel do dia 13 de novembro, com a apresentação dos resultados consolidados do Marco de Medição de Desempenho dos Tribunais de Contas (MMD-TC), relativos ao ciclo 2019. A mediação dos trabalhos coube ao Conselheiro Edilson Silva (TCE-RO), presidente do CNPTC.

O presidente Fábio Nogueira apresentou um panorama breve, com passagens pela história da ferramenta, acerca do Marco de Medição de Desempenho. Com agradecimentos aos presidentes das 33 Cortes de Contas, aos quais sempre manifesta reconhecimento, ressaltou que a adesão à ferramenta, embora não haja qualquer caráter impositivo, é de 100% das Cortes de Contas.

Para ele, um momento histórico do ciclo de 2019 foi a avaliação do TCU, que é um Tribunal de referência para as demais. “A sensibilidade e boa vontade do presidente José Mucio devem ser reconhecidas”, salientou. Na opinião dele, essa adesão integral é a maior representação do envolvimento e do desejo comum no aperfeiçoamento do Sistema Tribunais de Contas.

Apresentação – Os resultados foram apresentados pelo vice-presidente de Desenvolvimento do Controle Externo da Atricon e coordenador geral do MMD-TC, Conselheiro Carlos Ranna de Macedo (TCE-ES), que iniciou falando da emoção que o invadia naquele momento. “Depois de um trabalho exaustivo, a apresentação de resultados, que revelam avanços substanciais, é gratificante”.Carlos Ranna fez uma rápida incursão nos ciclos anteriores – 2013, 2015, 2017. O primeiro, de acordo com ele, foi uma avaliação feita na expectativa daquilo que a INTOSAI aprovaria posteriormente como diretrizes de auditoria. No segundo, os critérios de avaliação foram adequadas aos preceitos da Organização Internacional de Entidades Fiscalizadoras Superiores, que reúne 200 países membros. No terceiro, foram agregadas novas Resoluções Diretrizes; foram reduzidas assimetrias em relação às avaliações anteriores e obteve-se um perfil mais realista de cada Tribunal.

Veja Mais:  Procon orienta passageiros de transporte rodoviário sobre os seus direitos
Presidente Fábio Nogueira

No ciclo de 2019, surgiram dois desafios principais. O primeiro, de acordo com Carlos Ranna, foi expandir esse olhar interior, para verificar os serviços que os Tribunais de Contas prestam à sociedade. Foram formados grupos de trabalho, para estudar demandas sociais, que originariam novas Resoluções Diretrizes e que possibilitaram enxergar a atuação dos TCs com uma visão mais social. O segundo foi preparar o Marco de Medição de Desempenho para a certificação da metodologia.

Estrutura – A estrutura do Marco de Medição de Desempenho foi inspirada na Supreme Audit Institutions Performance Measurement Framework (SAI PMF), ferramenta de medição de desempenho desenvolvida pela International Organization of Supreme Audit Institutions – INTOSAI. São 6 domínios; 25 indicadores; 79 dimensões e 499 critérios – alguns desses se desdobram em subcritérios.

A avaliação dos Tribunais de Conta contempla uma escala de pontuação que atinge até o nível 4. No ciclo de 2019 foram analisados mais de 20 mil documentos e 54 mil órgãos jurisdicionados dos TCs. As referências são as Resoluções Diretrizes, o SAI PMF, e as Normas Brasileiras de Auditoria do Setor Público (NBASP).

De acordo com Carlos Ranna, os objetivos da avaliação podem ser resumidos em alguns pontos principais: fortalecer o Sistema de Controle Externo, melhorar o desempenho sistêmico dos Tribunais de Contas, enfatizar os benefícios gerados pelos TCs, aprimorar a qualidade e a agilidade das auditorias e dos julgamentos, valorizar o controle social, oferecer serviços de excelência à população.

Veja Mais:  Hospital de Câncer de MT lança programação especial para o Outubro Rosa

Próximos passos – os ciclos futuros já têm um trajeto delineado. Dentre os quais, Carlos Ranna destacou a necessidade de aprimoramento do Manual de Procedimentos; a eliminação de eventuais inconsistências, para garantir objetividade e facilitar a aplicação; estimular os Tribunais de Contas para a elaboração de um Plano de melhorias, com base no diagnóstico de 2019; e envolver as entidades IRB, Abracom, Audicon e CNPTC, estabelecendo foco em auditorias, especialmente sobre obras públicas.

Com o aperfeiçoamento, segundo Ranna, os Tribunais de Contas conseguem demonstrar para a sociedade os benefícios que o Controle Externo pode aferir. Outra previsão é ampliar as possibilidades de compartilhamento das boas práticas de controle, identificadas nos ciclos de aplicação do MMD-TC.

Resultados – cada Tribunal de Contas recebeu um pen drive, contendo documentos como: termo de ratificação da adesão, portaria da comissão, cadastro da comissão, informações gerais do TC, seleção de amostras e check list da Garantia da Qualidade, planilha, boas práticas, declaração, recursos e relatório dos resultados alcançados. Uma entrega simbólica foi feita ao presidente do TCM-PA, Conselheiro Sebastião Cezar Leão Colares (TCM-PA), que é um dos diretores da Atricon.

Fundação Vanzolini – a entidade certificadora mais bem conceituada da América Latina (membro pleno da organização The International Certification Network – IQNet, rede internacional de entidades certificadoras), criada entre os muros da Instituição de Ensino Superior com maior grau de excelência do Brasil, foi responsável pelo processo de certificação do MMD-TC.

Veja Mais:  Em reunião com governador e bancada, ministro confirma FEX para MT

Os professores Leopoldo Luz e Paulo Bertolini, representando a Fundação Vanzolini, fizeram uma explanação de como ocorreu o processo de avaliação da entidade para a certificação do MMD-TC.

Segundo Paulo Bertolini, a avaliação obedeceram aos requisitos da conformidade, que são procedimentos, normas, regras e padrões estabelecidos pela ISO – modelos reconhecidos ao redor do mundo, por países que participam da construção de um catálogo normativo.

De acordo com o professor Leopoldo Luz, o processo é feito a partir de referenciais normativos (conjunto de regras), com o objetivo de prover confiança ao modelo que está sendo avaliado.

Fonte: TCE MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Alunos simulam partidos políticos e agitam comunidade com propostas

Publicado

Alunos do Centro de Educação de Jovens e Adultos (Ceja) 15 de Outubro, localizado no município de Barra do Bugres (a 168 quilômetros a médio-norte da Capital) encerraram o Programa Voto Consciente, uma parceria com a 13ª Zona Eleitoral de Barra do Bugres, realizado pela primeira vez no interior do Estado.

Na ação, os jovens poderiam participar como candidatos, se inscrevendo em um dos quatro partidos fictícios criados pela Justiça Eleitoral, cada um com um tema diferente. No final, o Partido ligado ao Meio Ambiente se tornou o vencedor.

“Cada partido tinha que apresentar um projeto, montá-lo e executá-lo. Foi realizado um cronograma que foi seguido pelos alunos e mostrado para a comunidade escolar. Cada partido tinha entre quatro e cinco integrantes”, destaca o diretor do Ceja Marco Antônio de Almeida.   

O Partido ligado ao meio ambiente levou para a escola uma palestra da Polícia Ambiental sobre o tema, por exemplo. Na execução do projeto, os alunos fizeram uma limpeza às margens dos rios Bugre e Paraguai. Os temas desenvolvidos foram estudados em sala de aula transversalmente em todas as áreas do conhecimento.

No entendimento de Marco Antônio, o projeto foi de suma importância, pois envolveu toda a comunidade escolar. Cada partido teve entre quatro e cinco ações, todas elaboradas e colocadas em prática. “Trabalhamos também a diversidade com os alunos. Isso foi um grande aprendizado”, frisa.

Veja Mais:  Consolidação e fortalecimento dos conselhos escolares são temas de discussões em seminário

A professora Fátima Graziele de Souza destaca que as propostas elaboradas pelos partidos buscaram proporcionar a toda escola momentos de sair da zona de conforto, da crítica pela crítica e, efetivamente assumir o papel de cidadão que tem direitos e deveres na sociedade, logo, responsável pela transformação social.

“O objetivo de estimular a consciência cívica nos jovens e adultos foi alcançado. Com isso, fortalecemos os princípios éticos e estimulamos a participação política livre, democrática e consciente”, assinala.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Final da Copa Verde é destaque da programação no Complexo Arena Pantanal

Publicado

O primeiro duelo da final da Copa Verde entre Cuiabá e Paysandu abre a programação do Complexo Arena Pantanal nesta quinta-feira (14.11).  De sexta-feira (15) a domingo (17), um evento de crossfit movimenta o estádio e o ginásio Aecim Tocantins. Na segunda (18), começa o Campeonato Brasileiro de Futsal Sub-15 no ginásio. E desde o dia 1º de novembro, é realizado o Mutirão Fiscal Fecha Acordo no segundo andar da Arena Pantanal. 

Conheça abaixo mais informações sobre as atividades.

Final Copa Verde

O Cuiabá Esporte Clube ficou com o mando de campo na primeira partida da final da Copa Verde 2019. O duelo será na Arena Pantanal, nesta quinta-feira (14.11), às 20h (horário local), contra o Paysandu/PA. 

Campeão da Copa Verde em 2015, o Dourado busca o bicampeonato, após uma pequena pausa na série B do Campeonato Brasileiro. Já o time paraense, que é o atual campeão, pode chegar ao tri. O vencedor desta edição fica também com uma vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil 2020.

A competição nacional realizada pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) foi disputada em cinco fases entre os clubes das regiões Norte e Centro-Oeste e do estado do Espírito Santo. A segunda e decisiva partida será na próxima quarta-feira (20.11), no estádio Mangueirão, em Belém/PA. 

Confira os pontos de vendas dos ingressos para o jogo na Arena Pantanal:

Pela internet: www.tickethub.com.br 

Veja Mais:  Entidades sociais cadastradas na Setasc participarão de programa que sorteará prêmios

Lojas físicas: Dourado Store (L3 Shopping Estação), Casa de Festas (Shopping Pantanal), sede do Cuiabá EC e Papelaria Grafitte (Várzea Grande)

3ª Regional Mato Grosso – Crossfit

Foto por: Thiago César

De sexta-feira (15) a domingo (17), dois equipamentos do Complexo Arena Pantanal, o ginásio e o estádio, serão palco da terceira Regional Mato Grosso de Crossfit e treinamento funcional. No sábado (16.11), pela manhã, as atividades acontecem na Arena Pantanal e nos demais dias e horários, no ginásio Aecim Tocantins. 

Com premiação total de R$ 15 mil, a competição conta com 350 participantes de todo o Estado, sendo que os municípios com mais inscrições foram Cuiabá, Primavera do Leste, Rondonópolis, Sinop e Sorriso.

O evento busca encontrar os atletas mais bem-condicionados de Mato Grosso e fomentar a prática de atividade física. A entrada é gratuita, com solicitação para que o público leve 1 kg de alimento não-perecível para doação ao projeto Sorria.

Programação

Sexta (15.11): das 9h às 21h

Sábado (16.11): das 7h às 21h

Domingo (17.11): das 7h às 15h

Campeonato Brasileiro de Seleções Sub-15

Na segunda (18.11), o ginásio Aecim Tocantins começa a sediar o 10º Campeonato Brasileiro de Seleções Sub-15 masculino. A competição prossegue até domingo (24.11). 

Realizado pela Confederação Brasileira de Futsal  com o apoio local da Federação Mato-Grossense de Futsal, o torneio reúne equipes dos estados do Acre, Bahia, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Pernambuco e Rondônia. 

Veja Mais:  Campanha "Motorista Nota 10" é lançada e foca no correto carregamento e armazenagem de sementes de soja

A equipe mato-grossense estreia no torneio enfrentando a seleção de Rondônia na segunda (18.11), às 19h30. 

Mutirão Fiscal Fecha Acordo 

Foto por: Mayke Toscano

O Mutirão Fiscal Fecha Acordo está funcionando no segundo andar da Arena Pantanal, com atendimento de segunda a sexta-feira, entre 9h e 18 horas, até o dia 29 de novembro. Não há intervalo para almoço e a distribuição de senhas vai até às 16h.

A exceção fica por conta dos dias em que serão realizados os jogos pelo Campeonato Brasileiro da série B e da Copa Verde. Nestas datas (1º, 5, 11 e 14), o atendimento será feito até às 13h, com distribuição de senhas até às 11h.

Promovido pelo Governo de Mato Grosso em parceria com o Poder Judiciário, o Mutirão Fiscal oferece oportunidade para o contribuinte renegociar dívidas fiscais e tributárias geradas no âmbito dos seguintes órgãos: Secretaria de Fazenda (Sefaz), Procuradoria Geral do Estado (PGE), Instituto de Defesa Agropecuária (Indea), Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran), Procon e Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados (Ager). 

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Câmara Municipal de Rondonópolis

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana