conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Curiosidades

Homem vai ao hospital depois de chorar sangue e descobre condição rara; entenda

Publicado

Chorar sangue pode ser um sintoma de alguma condição grave, como câncer, pressão alta ou alguma lesão
Reprodução/New England Journal of Medicine

Chorar sangue pode ser um sintoma de alguma condição grave, como câncer, pressão alta ou alguma lesão

Médicos na Itália revelaram o caso de um homem que procurou um hospital depois de ter dito chorar sangue pelos dois olhos. Sem revelar a identidade do paciente, os médicos contaram que o homem não havia machucado o rosto e também não sentia nenhuma dor: o sangue simplesmente escorreu pelos seus olhos sem nenhum motivo aparente.

O paciente contou que começou chorar sangue duas horas antes de chegar ao hospital, localizado na cidade italiana de Messina, no nordeste da Sicília, e que o fenômeno durou apenas alguns minutos. No entanto, os especialistas puderam ver o líquido vazar dos olhos do homem, quando aconteceu novamente, enquanto ele estava na sala de espera.

Depois de realizar diversos exames minuciosos, os médicos descobriram que ele tinha hemolacria, uma condição rara que leva as pessoas a produzirem lágrimas contendo sangue.

Segundo os resultados dos exames, tumores não cancerosos estavam se desenvolvendo sob as pálpebras do paciente, conhecidos como hemangiomas, o que teria causado o sangramento. O caso foi relatado no New England Journal of Medicine .

Quando chegou ao hospital, o homem não conseguiu explicar o motivo do sangramento,  e afirmava não ter machucado nem o olho, nem o nariz ou qualquer outra parte da cabeça. A situação nunca havia acontecido com ele antes, e não havia indícios de hemorragias nasais, sangramento nas gengivas ou hematomas fáceis.

Veja Mais:  A invenção das lentes de contato

O que os médicos puderam constatar é que ele já estava tomando medicação para pressão alta e, apesar de sua pressão arterial ser normal no hospital, era alta em seus olhos, de acordo com o que os testes revelaram.

Para o tratamento, foi indicado o uso de colírio contendo uma substância ativa conhecida como Maleato de Timolol, usada ​​para tratar o glaucoma e reduzir a pressão intraocular elevada.

Depois que de usar o colírio, o paciente afirmou que não houve outro incidente com lágrimas de sangue por um ano, quando ele voltou ao hospital para realizar um check-up.

Segundo a publicação do caso, o sangue nas lágrimas tem sido relatado em revistas médicas no passado e várias podem ser as causas do sintoma. Pode ocorrer como resultado de infecção, lesão, inchaço, tumores ou até efeito colateral de hemorragias nasais.

Uma mulher de 56 anos sofreu o fenômeno depois de beliscar o nariz por duas horas para tentar conter o nariz sangrando, por exemplo. No caso relatado no British Journal of Opthamology, em 2003, a mulher que beliscou o nariz fez o sangue fluir para trás e vazar.

O sangue foi absorvido com uma esponja até o sangramento do nariz cessar e ela fez uma recuperação “sem incidentes”.

Hemolacria: condição que faz chorar sangue

Ao chorar sangue, a mulher afirmou aos médicos, em 2003, que havia beliscado o nariz antes, ocasionando a lesão
Reprodução/British Journal of Opthamology

Ao chorar sangue, a mulher afirmou aos médicos, em 2003, que havia beliscado o nariz antes, ocasionando a lesão

A hemolacria é uma condição rara em que o corpo mistura sangue com lágrimas, devido algum problema no aparelho lacrimal. Apesar de esse poder ser o sintoma para várias condições, não está claro quantas pessoas são afetadas pela condição, nem há explicações para todos os casos.

Veja Mais:  Beber leite materno para emagrecer faz britânica perder 13kg em 18 meses

De acordo com a literatura médica, infecções oculares, lesões faciais, tumores nos olhos ou ao redor dos olhos, inchaço ou hemorragias nasais podem causar hemolacria.

O sangue pode vir de um ferimento que já está sangrando e se misturar com lágrimas, pode ser empurrado através dos tubos que conectam os olhos e o nariz, ou de vazar vasos sanguíneos dentro dos canais lacrimais.

Médicos relatam caso de mulher que suou sangue

Além de chorar sangue, também é possível suar: condição é extremamente rara, e afeta apenas uma pessoa a cada 10 milhões
Reprodução/Canada Medical Association Journal

Além de chorar sangue, também é possível suar: condição é extremamente rara, e afeta apenas uma pessoa a cada 10 milhões

Outro caso envolvendo sangue que também chamou a atenção de médicos de todo o mundo também aconteceu na Itália e envolveu uma mulher de 21 anos, que foi admitida em um hospital na cidade de Florença.

Suando sangue pelo rosto e pelas palmas das mãos, a italiana chocou os médicos responsáveis pelo seu caso.

Surpresos com a situação, os especialistas decidiram investigar os sintomas que, segundo a paciente, começaram há três anos e podem durar até cinco minutos, dependendo do fluxo do sangue . De acordo com o portal britânico Daily Mail , o caso foi divulgado no ano passado, no Jornal da Associação Médica Canadense (CMAJ).

Após relatar aos médicos que os episódios são mais frequentes quando fica estressada, a mulher foi submetida a uma série de exames. Assim, a italiana foi diagnosticada com hematidrose , uma doença que afeta apenas uma pessoa a cada dez milhões.

Veja Mais:  Thammy e namorada planejam filho

Tratada com propanolol – uma medicação que consegue reduzir os sintomas, mas não paralisa completamente o sangramento – a paciente foi liberada algumas horas depois.

Extremamente rara, a condição afeta apenas uma pessoas a cada dez milhões e ainda é desconhecida por muitos médicos. A hematidrose é conhecida como a “doença de Jesus”, já que poderia ser a explicação para a passagem bíblica em que supostamente apresenta sangramentos no suor antes de ser crucificado.

De acordo com o Daily Mail , um estudo publicado no Jornal Indiano de Dermatologia explica que a causa da doença ainda é desconhecida. Entretanto, acredita-se que ela é o resultado de episódios extremos de medo ou estresse, que fazem com que as veias ao redor das glândulas sudoríparas sejam dilatadas ao ponto de serem rompidas.

Dessa forma, passa-se a impressão de que a pessoa está suando sangue. Ainda não há cura para a condição, apenas tratamentos com os chamados bloqueadores beta-adrenérgicos, que ajudam a controlar os episódios de crise ao minimizar a ansiedade e estresse do paciente.

Assim como a hematidrose, a hemolacria – que faz a pessoa chorar sangue – parece pior do que é e, geralmente, pode ser tratada atacando a infecção subjacente ou outra causa, que pode ser pressão alta, câncer ou uma lesão grave – por isso deve ser examinado por um médico.

Comentários Facebook

Curiosidades

Marca vende calça jeans assimétrica e causa polêmica fashion

Publicado

Você é do time da calça jeans skinny ou dos modelos mais larguinhos? Não sabe qual escolher? Que tal usar um modelo que une as duas coisas? A ideia pode ser um tanto quanto estranha, mas ela existe. A calça assimétrica foi criada pela marca Ksenia Schnaider e está causando polêmica no mundo fashion.

Leia também: 10 tendências de moda que vão bombar em 2019, segundo o Pinterest

Modelo de calça jeans assimétrica foi criado pela marca Ksenia Schnaider e causou polêmica entre fashionistas
Reprodução/Instagram

Modelo de calça jeans assimétrica foi criado pela marca Ksenia Schnaider e causou polêmica entre fashionistas

A calça jeans assimétrica está à venda na loja online da grife por 375 dólares (cerca de R$1,3 mil). Lançada há pouco tempo, o modelo já tem dividido opiniões a respeito. Enquanto algumas modelos e influenciadoras estão exibindo suas peças na rede, muitas pessoas estão criticando o jeans assimétrico .

“Eu amei! Preciso disso”, escreveu uma pessoa. “Muito legal, estou amando esse modelo!”, completou outra. Porém, nem todos gostaram da ideia. “Isso não é para mim”, escreveu uma internauta. “Isso é um horror”, falou outra.

Leia também: Janelle Monáe está pensando em vender “calças de vagina”; você usaria?

 

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por Ksenia Schnaider (@kseniaschnaider) em 7 de Nov, 2018 às 8:23 PST

 

Essa não foi a primeira polêmica fashion da marca de roupas. Em 2018, outros modelos foram lançados e causaram estranheza no público. Um dos modelos de calça é como se fosse uma bermuda por cima de uma calça skinny.

Veja Mais:  A invenção das lentes de contato

 

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por Ksenia Schnaider (@kseniaschnaider) em 3 de Out, 2018 às 9:29 PDT

 

O outro segue a moda das franjas, mas de forma exagerada. Com recortes, arrimetria e franjas, o modelo também dividiu opiniões de fashionistas.

Leia também: Marca vende calças com rasgos em local inusitado e divide opiniões na web

Calça jeans com recortes

Outras marcas já fizeram modelos polêmicos de calça jeans com rasgos em lugares inusitados, dividindo opiniões
Reprodução/Instagram

Outras marcas já fizeram modelos polêmicos de calça jeans com rasgos em lugares inusitados, dividindo opiniões

Os modelos inusitados não são uma exclusividade da marca Ksenia Schnaider. A loja online Pretty Little Things colocou à venda uma calça com rasgos que deixam partes do bumbum à mostra. Nas redes sociais, o modelo recebeu muitas críticas de pessoas que não gostaram nem um pouco da ideia de ter o bumbum à mostra.

Outro modelo polêmico de calça rasgada é o chamado “extreme cut out jeans” (em português, “jeans extremamente cortados”). Como o próprio nome já diz, o modelo de calça jeans  tem mais buracos do que tecido, deixando de fora não apenas as pernas, mas o bumbum praticamente inteiro e até a virilha (que fica parcialmente coberta apenas pelos bolsos da calça).

Comentários Facebook
Continue lendo

Curiosidades

Remédio trocado! Farmácia erra e mulher passa creme para impotência nos olhos

Publicado

Mulher procurava tratamento para secura nos olhos, mas teve o remédio trocado e acabou usando um creme para impotência
shutterstock

Mulher procurava tratamento para secura nos olhos, mas teve o remédio trocado e acabou usando um creme para impotência

O caso de uma paciente que teve o remédio trocado na cidade de Glasgow, capital da Escócia, vem chamando a atenção de profissionais da área médica na região. A paciente, que não teve o nome revelado, procurava tratamento para secura nos olhos, mas acabou utilizando uma pomada para disfunção erétil graças a uma confusão com a receita.

Por conta do remédio trocado, a mulher sofreu uma lesão química nos olhos. Os sintomas variaram entre dor ocular, visão embaçada, vermelhidão e inchaço nos olhos. A paciente acabou tendo que ir ao hospital, onde foi tratada com antibióticos, esteroides e lubrificantes. O caso chamou tanta atenção que foi publicado na conceituada revista médica britânica  BMJ, em um artigo sobre erros em prescrições.

A confusão aconteceu por causa dos nomes similares das duas medicações. Enquanto o médico prescreveu para a paciente a pomada oftalmológica VitA-POS, a pessoa que a atendeu na farmácia acabou lendo errado e vendeu para a paciente o remédio para disfunção erétil Vitaros.

De acordo com a BMJ, a paciente recebeu do oftalmologista uma prescrição escrita à mão o farmacêutico provavelmente entendeu errado a letra do médico. “Quando as receitas não são feitas de forma eletrônica, é importante que os médicos usem as letras maiúsculas e, inclusive, o hífem em casos como o do ‘VitA-POS’”, argumentou a Dra. Magdalena Edington, autora do artigo.

Veja Mais:  "Passei até a ir pra boate gay", diz Popó sobre filho

A autora ainda disse que esse tipo de erro em prescrições é “relativamente comum”, principalmente em casos de medicamentos com nomes e/ou embalagens parecidas. “No entanto, nesse caso é espantoso que ninguém (incluindo a própria paciente e a farmácia) tenha questionado o motivo de uma mulher com problemas nos olhos ter uma receita para um remédio para impotência sexual”, explicou.

Uma pesquisa encomendada pelo ministério da Saúde da Inglaterra revelou que, apenas no país, acontecem 237 milhões de erros em prescrições médicas por ano. Além de casos de um remédio trocado por outro, como em Glasgow, também foram contabilizadas doses erradas e tempo de tratamento incompatível com o recomendado. Ainda segundo o levantamento, a maioria desses erros não tem maiores consequências, mas um quarto deles são potencialmente graves.

Comentários Facebook
Continue lendo

Curiosidades

Casal se conhece em aplicativo de relacionamento e se casa no primeiroencontro

Publicado

A história de Sarah Elliott e Paul Edwards prova que não é preciso muito tempo para se apaixonar e oficializar uma união. Os dois se conheceram em um aplicativo de relacionamento e, para a surpresa de todos, se casaram no primeiro encontro, assim que se conheceram pessoalmente.

Eles se casaram no primeiro encontro, após algumas semanas tocando mensagens em um aplicativo de relacionamento
shutterstock

Eles se casaram no primeiro encontro, após algumas semanas tocando mensagens em um aplicativo de relacionamento

Segundo a People, após algumas semanas trocando mensagens no aplicativo de relacionamento Bumble, eles começaram a fazer planos para o casamento, apesar de só terem se visto por foto e se falado por chama de vídeo apenas uma vez.

Do aplicativo de relacionamento para o casamento

Sarah Elliott e Paul Edwards se conheceram em um aplicativo de relacionamento e não hesitaram em casar no primeiro encontro
Reprodução/Facebook

Sarah Elliott e Paul Edwards se conheceram em um aplicativo de relacionamento e não hesitaram em casar no primeiro encontro

O primeiro encontro do casal aconteceu no Natal de 2018, no Aeroporto Gatwick, em Londres. Paul e Sarah estavam literalmente vestidos para casar e pegaram um voo até Las Vegas, nos Estados Unidos, onde oficializaram a união.

“Eu achei que isso seria bacana, principalmente para contar para nossos futuros filhos. ‘A primeira vez o papai viu a mamãe ela já estava vestida de noiva e a caminho do nosso casamento ’”, falou Sarah em entrevista ao programa This Morning .

Paul, que já é pai de dois adolescentes, um de 15 e outro de 13 anos, confessa que não tem medo de arriscar dessa forma. Pelo contrário, ele vê a situação como incentivo para dar certo. “Todo relacionamento tem seus riscos. Você investe emoção, coração e alma para uma outra pessoa. Se você toma esse risco logo no começo, fica claro como está comprometido naquilo”, disse.

Veja Mais:  Remédio trocado! Farmácia erra e mulher passa creme para impotência nos olhos

Apesar de parecer pouco tempo para já se apaixonar por alguém a ponto de querer se casar, Paul respondeu: “Estamos sempre de mãos dadas, sempre nos abraçando e beijando. É como se eu sempre a conhecesse”, falou.

Em relação à reação da família ao saber que eles iam se casar apenas após algumas trocas de mensagens no aplicativo de relacionamento, Sarah garantiu que o apoio foi total. “Eles nos apoiaram totalmente. Mal posso esperar para conhecer os filhos e familiares de Paul”, disse.

Comentários Facebook
Continue lendo

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana