conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Nacional

Justiça manda tirar tornozeleira eletrônica de Rocha Loures após 1 ano e 4 meses

Publicado


Preso pela PF após receber mala com R$ 500 mil, Rocha Loures foi deputado e assessor da Vice-Presidência
Luiz Xavier/Agência Câmara – 8.7.2009

Preso pela PF após receber mala com R$ 500 mil, Rocha Loures foi deputado e assessor da Vice-Presidência

O ex-deputado e ex-assessor do presidente Michel Temer (MDB) Rodrigo Rocha Loures foi autorizado a ficar sem tornozeleira eletrônica . O ex-deputado ficou conhecido por ter sido flagrado pela Polícia Federal recebendo R$ 500 mil de um executivo da JBS em uma mala, em abril de 2017.

De acordo com o juiz federal Jaime Travassos Sarinho, da 15ª Vara Federal de Brasília, Rocha Loures “compareceu a todos os atos do processo”, “não impôs qualquer tipo de obstáculo e não praticou qualquer ato que indicasse predisposição a não se submeter à eventual pena a ser fixada por este Juízo.”

O juiz afirmou ainda que “é possível prever, com segurança, que até a decisão final não será necessário o comparecimento ou a prática de qualquer ato pelo acusado”. Sarinho ressaltou, no entanto, que “é bom deixar claro” que apesar da decisão de tirar a tornozeleira , não cabe revogar por completo as medidas cautelares aplicadas.

Leia também: PGR quer incluir material apreendido junto a amigos de Temer em investigação

“Os graves fatos imputados na denúncia permanecem em julgamento e, embora reconheça que as circunstâncias acima relatadas reduzem a necessidade de medidas restritivas de direito, não ignoro a importância de assegurar inteiramente a futura aplicação da lei penal.”

Veja Mais:  MP do Ensino Domiciliar deve sair até a próxima semana, diz Damares

Loures ainda está proibido de “manter contato com qualquer investigado, réu ou testemunha relacionadas aos feitos que responde”; não pode deixar o país; e tem que estar em casa entre as 20h e 6h todos os dias nos endereços que tem no Distrito Federal, São Paulo e Paraná. O ex-assessor de Michel Temer também não pode sair de casa aos sábados, domingos e feriados.

O ex-assessor de Temer virou réu em dezembro do ano passado por corrupção passiva no caso da mala de R$ 500 mil. Na mesma denúncia, a Procuradoria-Geral da República (PGR) acusou Michel Temer de corrupção passiva, mas o prosseguimento do caso foi barrado pela Câmara dos Deputados.

Rocha Loures chegou a ser preso preventivamente por um mês no ano passado, e foi solto por ordem do ministro Edson Fachin, do STF (Supremo Tribunal Federal), em julho de 2017. Desde então, cumpria uma série de medidas cautelares alternativas, como a obrigação de ficar em casa à noite, e usava a tornozeleira eletrônica. Segundo o juiz Sarinho, com o fim da instrução do processo em que o ex-deputado é réu por corrupção passiva, era necessário “reavaliar a necessidade” de manter tais medidas.

Comentários Facebook

Nacional

Eduardo Bolsonaro minimiza decisão sobre o Coaf: “Derrota com gosto de vitória”

Publicado


Eduardo Bolsonaro
Alan Santos/PR

Eduardo Bolsonaro comentou retirada do Coaf do Ministério da Justiça

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) minimizou nesta quinta-feira (22) o novo revés do governo na Câmara, que decidiu retirar das mãos do ministro da Justiça , Sérgio Moro, o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).

Leia também: Votação de destaques da MP da Reforma Administrativa acontece nesta quinta

De acordo com Eduardo Bolsonaro , a decisão foi “uma derrota com gosto de vitória”, porque alguns deputados contrariaram a orientação dos partidos e votaram conforme o que o parlamentar considerava ser o clamor dos eleitores.

“Foi uma derrota com gosto de vitória. Os deputados que contrariaram a orientação de seus partidos e votaram SIM, para que COAF ficasse com Moro, já entenderam uma básica lição da democracia: o parlamentar deve satisfação aos seus eleitores”, escreveu o deputado no Twitter.




Leia também: Moro admite derrota em decisão sobre Coaf: “Perder faz parte da democracia”

A Câmara aprovou, por 228 a 210 votos, a transferência do Coaf para a pasta de Economia, contrariando Sérgio Moro, que queria manter controle sobre o órgão. Apesar disso, ao votar o texto base da Medida Provisória (MP) 870, os deputados mantiveram a estrutura do governo, com 22 pastas. 

Veja Mais:  Bolsonaro anuncia general Jesus Corrêa como novo presidente do Incra

Fonte: IG Nacional
Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

Mortes em acidentes de trânsito cresceram 6,5% na cidade de São Paulo em 2018

Publicado


Acidente
Reprodução/TV Globo

Ao todo, capital paulista registrou 828 acidentes fatais no trânsito

Nesta quinta-feira (23), a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) de São Paulo divulgou os dados de 2018 do Relatório Anual de Acidentes de Trânsito e constatou um aumento de 6,5% no número de mortes na cidade, principalmente envolvendo motociclistas, que ultrapassaram os pedestres pela primeira vez na lista de principais vítimas.

Ao longo de todo o ano passado, a capital paulista registrou 828 acidentes fatais de trânsito, que ocasionaram um total de 849 mortes . Destas, 322 aconteceram em locais com até 2 quilômetros de distância da residência da vítima, um total de 38%.

Leia também: Em 10 anos, acidentes de trânsito feriram 1,6 milhão e custaram R$ 2,9 bi ao SUS

A inédita análise da localização dos óbitos só foi possível devido ao cruzamento dos dados do relatório da CET com informações da Secretaria Municipal de Saúde , que também disponibilizada custos com internações hospitalares.

O cruzamento, realizado em parceria com a Iniciativa Bloomberg para a Segurança Global no Trânsito, permite aprimorar as políticas públicas de segurança na mobilidade, por meio do acesso a dados como o local do acidente em relação à casa da vítima e os custos hospitalares com a internação.

O levantamento apontou ainda que as marginais Pinheiros e Tietê, além das rodovias dos Bandeirantes e Raposo Tavares, são as vias em que mais ocorreram os acidentes . Em 2018, foram 16 mortes na Bandeirantes (ante cinco acidentes em 2017), e 16 na Raposo Tavares (três, em 2017).

Veja Mais:  Passa de 30 o número de mortos após depressão tropical Florence nos EUA

Estatísticas dos acidentes

Em relação a 2017, houve um aumento de 6,5% no total de mortes no trânsito –de 797 óbitos para 849, no ano passado. No cômputo geral, também subiu o índice de mortalidade por 100 mil habitantes, que foi de 6,56 em 2017 para 6,95 em 2018 – alta de 5,9%.

Os acidentes fatais mais frequentes foram os atropelamentos, com um total de 350, seguidos por colisões (entre dois veículos) e choques (impacto de um veículo contra um obstáculo fixo), que somaram respectivamente 235 e 148 ocorrências. Sobre as vítimas, o maior número de óbitos concentra-se na faixa dos 20 aos 39 anos de idade para os motociclistas e de 40 aos 69 anos para os pedestres.

A cada dez óbitos, oito vítimas são homens e duas são mulheres. Entre os motociclistas, 91% dos óbitos são de homens. Os acidentes de trânsito fatais acontecem majoritariamente nos períodos da madrugada e noite dos sábados e domingos. Um terço dos óbitos se dá no local do acidente e 95,8% até quinze dias depois.

Leia também: Prêmio de R$ 11,8 milhões da Mega-Sena sai para aposta no interior de São Paulo

Características das vítimas

Pela primeira vez, o número de óbitos de motociclistas em acidentes de trânsito ultrapassou a quantidade de pedestres que morreram atropelados. Foram 366 vítimas fatais que estavam em motos, ante 349 pessoas a pé. Outro dado relevante é o aumento do número de mortes dos motofretistas, que passou de 28 em 2017 para 50 no ano passado, o que representa 14% do total de motociclistas mortos.

Veja Mais:  MP do Ensino Domiciliar deve sair até a próxima semana, diz Damares

Em relação a pedestres, das 349 vítimas fatais, 78 (22%) tinham 60 anos ou mais. Já o total de mortes de ciclistas no trânsito caiu de 37 em 2017 para 19 no ano passado, uma redução de aproximadamente 50%. 

Custos hospitalares

O cruzamento de dados com a rede municipal de saúde revelou que,  das 849 vítimas fatais de acidentes de trânsito no ano passado, 236 (28%) morreram no local da ocorrência ou a caminho do hospital. Dos 613 óbitos restantes, 158 vítimas foram atendidas no SUS , sendo 84 pedestres, 52 motociclistas, 14 condutores ou passageiros de veículos, cinco ciclistas, além de três passageiros de ônibus.

Os pedestres que morreram haviam ficado internados, em média, por quatro dias, com um custo médio de R$ 3.876 por internação e custo total de R$ 174.418. Motociclistas ficaram hospitalizados por dois dias, em média, com custo médio de R$ 4.347 por vítima fatal e custo total de R$ 173.866.

Leia também: São Paulo registra aumento de 15% no número de mortes de civis por policiais

Condutores e passageiros de automóveis e caminhões tiveram a média de três dias de internação até virem a óbito, com um valor médio de R$ 3.307 pelo período que passaram hospitalizados e custo total de R$ 33.070. Ciclistas passaram hospitalizados, em média, um dia, com valor médio de R$ 2.425 por internação e custo total de R$ 12.124. E passageiros de ônibus ficaram, em média, hospitalizados 11 dias, com custo de R$ 1.530 por hospitalização, além do custo total de R$ 3.060.

Veja Mais:  Romero Jucá deixa a liderança do governo Michel Temer

Fonte: IG Nacional
Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

Sem-teto se forma como orador da turma e ganha R$ 12 milhões em bolsas de estudo

Publicado


Tupac Mosley
Reprodução

O jovem sem-teto Tupac Mosley, de 17 anos, conseguiu bolsas de estudo no valor de R$ 12 milhões

A história de Tupac Mosley, de 17 anos, poderia ser apenas mais uma de um jovem inteligente que chamou a atenção das universidades norte-americanas por conta de sua performance acadêmica. No entanto, o rapaz, que mora na cidade de Memphis, no Tennessee, teve que superar um enorme obstáculo para conseguir se formar na última quarta-feira (21): ele e sua família estão sem-teto desde fevereiro.

Leia também: Família de brasileiros é encontrada morta em apartamento durante férias no Chile

“Após a morte do meu pai a minha família começou a ter dificuldades para pagar as contas e nós fomos despejados”, conta o jovem. Desde então, ele e os familiares ficaram em casas de parentes, amigos e em abrigos para pessoas sem-teto .

As dificuldades, no entanto, não abalaram o jovem, que manteve as médias altas e foi escolhido como orador da turma da Raleigh Egypt High School. Para enviar cartas solicitando bolsas de estudo, ele contou com a recomendação de seus professores e com o projeto For the Kingdom, que ajuda jovens em dificuldades financeiras.

“Eu sou abençoado por ter a For the Kingdom ao me lado”, disse o jovem, em entrevista ao canal de televisão
CNN
. Durante os últimos meses, o jovem dormiu nas acomodações do projeto e enviou e recebeu as cartas das universidades do local.

Veja Mais:  Suspeito de matar e esquartejar família de bolivianos em SP é preso na Bolívia

Todo o esforço do jovem, no entanto, valeu a pena e ele foi procurado por dezenas de faculdades e universidades norte-americanas que ofereceram bolsas de estudo integrais para Mosley. Ao todo, o valor das bolsas somado ultrapassa R$ 12 milhões.

“Quando comecei a mandar as cartas eu queria ultrapassar U$ 1 milhão, mas quando vi que passamos de U$ 3 milhões fiquei impressinado”, conta o estudante.

Após conversar com a família, o jovem tomou sua decisão e resolveu ir para a Tennessee State University, em Nashville, onde vai estudar engenharia elétrica. “Eu me preocupei com dinheiro durante a maior parte da minha. Agora saber que eu vou poder estudar algo que eu amo e começar a minha carreira sem ter que pensar nisso é um alívio”, conta Tupac Mosley .

Leia também:  Lutador é preso suspeito de matar e postar foto da vítima em rede social

Durante seu discurso na formatura, o jovem sem-teto fez questão de agradecer sua família, em especial o pai falecido e os professores. Ele também disse para os colegas não abaixarem a cabeça nas adversidades. “Eu sabia que tinha que dar orgulho para a minha família e compensar tudo que eles fizeram por mim”, disse. “Nunca deixa a sua situação, independente das circunstância, se transformar em uma montanha que você não pode escalar”, concluiu o estudante, que foi aplaudido de pé pelos colegas.

Veja Mais:  Bolsonaro anuncia general Jesus Corrêa como novo presidente do Incra

Fonte: IG Nacional
Comentários Facebook
Continue lendo

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana