conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Mulher

Massagem com cobras? Stella Maxwell mostra ser adepta da técnica

Publicado

Não há quem não ame uma boa massagem — seja para relaxar, melhorar a circulação ou para qualquer outro benefício  . Mas será que você teria tanta vontade assim de procurar por um massagista se a técnica utilizasse cobras de verdade? Sim, isso é uma coisa real e até algumas famosas, como a modelo Stella Maxwell, se tornaram adeptas. 


A modelo Stella Maxwell compartilhou imagens no Instagram em que aparece em uma sessão de massagem com cobras
Reprodução/Instagram/stellamaxwell

A modelo Stella Maxwell compartilhou imagens no Instagram em que aparece em uma sessão de massagem com cobras


A técnica consiste em, basicamente, ser massageada pelas cobras enquanto elas “passeiam” pelo seu corpo. Segundo uma publicação da modelo no Instagram, ela acredita que esse tipo de massagem é uma “experiência incrível”. “Enrolada neste amor entre espécies para lembrar sua natureza divina selvagem. Estejam presentes, abracem seu poder e incorporem o prazer”, escreveu na legenda das fotos em que aparece segurando os répteis.

Leia também: 4 dicas de beleza das famosas que são fáceis e práticas para você copiar

Quais são os benefícios da massagem com cobras?


A técnica de massagem de Stella Maxwell é considerada benéfica por liberar hormônios e estimular os nervos do corpo
Reprodução/Instagram/stellamaxwell

A técnica de massagem de Stella Maxwell é considerada benéfica por liberar hormônios e estimular os nervos do corpo

O estúdio de Serpentessa, em Nova York, nos Estados Unidos, é um dos mais reconhecido por trabalhar com a técnica há cerca de 25 anos — e, inclusive, foi o local que  Stella Maxwell escolheu para a experiência.

Em entrevista ao canal de televisão “CBS”, Serpentessa afirmou que a prática é bastante comum em países do sudeste asiático, como a Indonésia, e pode trazer muitos benefícios, tanto para os humanos, quanto para os animais, 

“Eles tonificam e estimulam o nervo vago [que percorre do cérebro até o abdôme] em nosso corpo e liberam endorfina e ocitocina. Esses são os hormônios bons”, explicou. Segundo ela, outro benefício é “perder o medo e  se sentir empoderada “, porque a experiência pode ser transformada de algo “aterrorizante” para “profundamente estimulante e relaxante”. 

Em seu site, ela também diz que começar a trabalhar com as cobras lhe deu paz de espírito, alegria e sensualidade. Entretanto, se alguém está interessado em procurar pela técnica, é importante se fazer cinco perguntas essenciais antes de qualquer coisa:

1. Você quer se reconectar com a sua natureza selvagem e sensual?
2. Você é atraído pelo arquétipo da serpente?
3. Você está em processo de mudança e quer trocar a sua pele?
4. Você sonha (ou tem pesadelos) com cobras ?
5. Você confia em seus instintos?

Se as respostas para esses questionamentos forem “sim”, não há o que temer! Talvez apostar na técnica de  massagem com cobras não seja tão ruim assim e, quem sabe, pode até mudar a forma como você enxerga esses répteis e a si mesma. 

Comentários Facebook
Veja Mais:  Como evitar problemas de pele causados pela luz do computador e do celular

Mulher

Irmãs são expulsas de escola dos Estados Unidos porque a mãe “vive em pecado”

Publicado

Duas irmãs de Ohio, nos Estados Unidos, foram expulsas da escola Chapel Hill porque, segundo o pastor John Wilson, que administra o colégio, a mãe delas “vive em pecado”.

Leia também: Para viajar pelo mundo, pais vendem casa e tiram filhas da escola


irmãs
shutterstock

Duas irmãs são expulsas da escola após pastor dizer que a mãe vive de modo “inconsistente” em relação à regras do colégio


Summer Grant, mãe das duas irmãs , não é casada, e as garotas – uma de 10 anos e outra de 8 –, são filhas de pais diferentes. Esse foi o motivo dado pelo pastor da escola cristã para expulsar as meninas, de acordo com informações da emissora americana  WKYC .

A mãe disse ao canal que as filhas nunca tiveram nenhum problema de comportamento e que estudaram na Chapel Hill por anos. A situação ganhou um rumo inesperado quando Wilson chamou Summer para conversar e fez críticas relacionadas ao modo como a mulher vive.

Leia também: Professora “imita” aluna e corta cabelo depois de criança ser vítima de bullying

O diálogo entre eles foi gravado, e o pastor afirma que a mãe viola as normas da instituição por ter filhas de pais diferentes e morar com um homem sem estar casada com ele.

Summer condenou a atitude de Wilson ao dizer que ela “vive em pecado ” e fazer isso interferir no estudo das garotas. “Isso não é justo. Como cristão, ele não deveria me julgar nem poderia tomar uma atitude que afetasse a educação das crianças”, desabafa.

Veja Mais:  “Mostrar o bumbum nas redes é um ato político”, diz a cantora Vanessa da Mata

Por meio de um comunicado oficial, o pastor John Wilson enfatizou que os pais dos alunos devem assinar um termo de “compromisso deles com Cristo”, e condenou o modo “inconsistente” que Summer e sua família vivem em relação às normas do colégio .

Leia também: Escola simula formatura em hospital para pai ver filha formada antes de morrer

A escola Chapel Hill disse que os pais devem concordar com as regras de conduta expostas e que essas políticas incluem comportamentos relacionados à segurança dos estudantes.

A mãe lamenta, principalmente, que a expulsão acabe com a bolsa de estudos das filhas e declara que, a essa altura do ano letivo americano (que começa entre agosto e setembro e termina entre maio e junho), as irmãs não vão conseguir ingressar em escolas públicas.

Fonte: IG Delas
Comentários Facebook
Continue lendo

Mulher

Pesquisadores brasileiros descobrem causa genética para acne na mulher adulta

Publicado

A acne é uma condição que afeta igualmente meninos e meninas durante a adolescência, mas, na fase adulta, atinge quatro vezes mais as mulheres, a partir dos 25 anos de idade. Um estudo realizado por médicos brasileiros associados à Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) descobriu uma causa genética para o aumento da incidência entre o público feminino.

Leia também: “Pior fase”, diz Ana Hickmann sobre seus erros antes do tratamento para acne


mulher com acne no rosto
shutterstock

Estudo brasileiro descobriu uma causa genética para o aumento da incidência de acne entre o público feminino

O grupo liderado pelo dermatologista Marco Rocha estudou receptores celulares presentes na pele de mulheres com e sem acne . São estes receptores que se ligam à bactéria responsável pela inflamação da acne.

“Descobrimos que nas mulheres com acne estes receptores “toll” estão em maior quantidade. Esse receptor funciona como uma espécie de fechadura e a bactéria da acne que está ao redor da glândula sebácea tem mais facilidade de encaixar em algum receptor quando há vários deles. Isso favorece a inflamação da pele”, explica o dermatologista.

É na adolescência que as glândulas sebáceas “acordam” e começam a produzir oleosidade na pele , devido à ativação dos hormônios andrógenos. A acne surge justamente por causa desta mudança hormonal.

Leia também: Adolescente com acne aceita condição e mostra que beleza não é apenas aparência

Veja Mais:  Idosa usa 300 sacolas plásticas de supermercado para costurar casaco e saia

Supunha-se que uma disfunção dos hormônios poderia ser a causa da acne nas mulheres adultas, mas a pesquisa descobriu que cerca de dois terços das participantes não possuía nenhuma doença endocrinológica.

Outra informação constatada na pesquisa foi que as glândulas sebáceas das pacientes com acne eram capazes de produzirem hormônios andrógenos dentro de si mesmas, aumentando a produção de oleosidade e as chances de lesão.

Estudo sobre acne virou guia para profissionais

As informações contidas no estudo — e revisões de outros artigos sobre o assunto — foram usadas para formular o “ Acne na mulher adulta : um guia para a prática clínica”, publicado na revista científica da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).

“Neste guia procuramos salientar as diferenças da acne na mulher adulta e no adolescente. Nas mulheres com mais de 25 anos, ela não costuma ser tão grave, mas há maior risco de se tornar uma doença crônica”, detalha a dermatologista Edileia Bagatin. 

“Nas adultas, as lesões são mais inflamatórias, enquanto que, nos adolescentes, há prevalência de cravos”, destaca Edileia, que também é professora livre docente da Unifesp e uma das autoras da publicação.

Leia também: Para controlar acne cística, blogueira muda rotina e usa apenas quatro produtos

O guia aponta também como tratar a acne nas mulheres, indicando, por exemplo, o uso de hidratantes para peles oleosas. Outra orientação é em relação à aplicação de medicamentos tópicos, que, na adulta, deve ser menos frequente do que em adolescentes, por conta da característica sensível da pele da mulher.

Veja Mais:  Como evitar problemas de pele causados pela luz do computador e do celular

Fonte: IG Delas
Comentários Facebook
Continue lendo

Mulher

Noiva invade jardim da vizinha para roubar flores e usá-las em seu casamento

Publicado

Ao planejar um casamento, os custos podem ser bem elevados e, por isso, é natural que o casal tente economizar dinheiro em alguns aspectos. Apesar disso, há alguns limites que precisam ser respeitados. No entanto, uma noiva, que não teve a identidade revelada, teve uma atitude bem incomum ao montar o seu buquê e a decoração da cerimônia.

Leia também: Noiva sugere que madrinha grávida faça aborto para não “estragar casamento”


noiva com buquê na mão
shutterstock

Uma noiva, que não teve a identidade revela, decidiu economizar na decoração e roubou as flores do jardim da vizinha

Em um grupo do Facebook, uma jardineira australiana, que é vizinha da noiva , conta que a mulher invadiu seu jardim e cortou todas as suas flores, incluindo uma roseira de R$ 840, para usar no grande dia. A autora da publicação diz que ficou confusa e furiosa ao saber o que havia acontecido.

“Eu fui até o meu quintal em uma manhã de sexta-feira e encontrei todas as flores do meu jardim cortadas. Naturalmente, eu fiquei devastada. Minhas rosas foram massacradas, incluindo uma espécie rara, que levou três anos para ser cultivada”, escreve na mensagem divulgada na rede social.

Noiva é descoberta – e precisou pagar uma multa

A forma como a verdade veio à tona impressiona. Um amigo disse à jardineira que havia visto as plantas nas fotos de casamento de alguém que morava próximo a ela. O rapaz mostrou as imagens – e a responsável pelo jardim soube imediatamente que se tratava das suas coleções.

Veja Mais:  Como evitar problemas de pele causados pela luz do computador e do celular

Leia também: Noiva acusa madrinha de ser o centro das atenções e cobra dela R$ 152 mil

“Percebi que as petúnias e as impatiens em meus vasos pintados de branco, muito distintas, estavam sendo usadas como peças centrais”, conta. Além disso, ela também reparou que as madrinhas usavam buquês com outras flores cultivadas por ela.

A jardineira sabia que as espécies eram suas, pois ela é “a única pessoa na região que as cultiva.” “Aparentemente, a mulher passou pela minha casa e viu meu jardim florido e, na escuridão da noite dias antes do seu casamento, cortou todas as minhas flores e pegou meus vasos para usar em seu casamento”, destaca.

Leia também: Convidados querem levar oito pessoas à casamento e web reage: “Não é um churrasco”

A vizinha ainda diz que tentou fazer uma denúncia à polícia após descobrir o que havia acontecido com o seu quintal, mas, apesar de perder quase tudo, ela só conseguiu fazer com que a noiva recebesse uma multa no valor de, aproximadamente, R$ 137.

Fonte: IG Delas
Comentários Facebook
Continue lendo

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana