conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Policial

MT tem 40% dos crimes com motivação homofóbica solucionados

Publicado

Mato Grosso registrou, no ano passado, 15 crimes de homicídio motivados por homofobia, um a mais que em 2017. Naquele ano, sete dos autores foram identificados e presos. Em 2018 foram nove prisões, o que representa solução em 40% dos casos. Os dados são do Grupo Estadual de Combate aos Crimes de Homofobia (GECCH) da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT).

Um dos casos recentes aconteceu no fim do ano passado. O corpo do professor universitário Francisco Moacir Pinheiro Garcia, 53, foi encontrado às margens de uma rodovia entre os municípios de Claudia e União do Sul, no dia 15 de dezembro. Segundo a Polícia Judiciária Civil (PJC), a vítima teria sido morta com um tiro de calibre 22.

Três suspeitos de envolvimento no crime foram identificados e presos. A prisão mais recente foi a de um menor de 16 anos, na manhã desta segunda-feira (07.01). Ele confessou a participação no crime e aponta que o Rodrigo Pozzer, 32, teria contratado ele juntamente com Victor Fernando de Oliveira, 20, para executarem o roubo à vítima, que acabou percebendo que Rodrigo, com quem tinha relacionamento afetivo, estava envolvido e por conta disso acabou morta.

Os homicídios de vítimas LGBTs (lésbica, gay, bissexual, travestis e transexuais) aumentaram em 66% de 2016 para 2018. As mortes motivadas por homofobia foram de sete, em 2016, para 14 no ano seguinte. Em 2018 foram 15. Já em 2011, os casos eram nove, seis em 2013 e 10 em 2014. O ano de 2015 registrou sete homicídios por motivação homofóbica em Mato Grosso.

Veja Mais:  Polícia Civil prende homem suspeito de matar companheira e simular acidente

As ocorrências de crimes contra a honra (injúria mediante preconceito, ofensa e calúnia) com motivação homofobia também cresceram. De 2016 para 2018, o aumento foi de 59%. Saindo de 69, em 2016, para 114 em 2017; e uma leve queda de 3% em se comparar 2017 com o ano passado, quando foram registradas 110 ocorrências.

Desde 2009 o estado conta com a motivação homofobia nos boletins de ocorrências. Em 2010, foi implantado o campo nome social em respeito aos travestis e transexuais e, em 2016, foi implementando o campo orientação sexual. A implementação desses campos permite à segurança pública fazer um recorte e dar um devido acompanhamento dos casos de violência.

Ações preventivas

O GECCH considera a informação como uma ferramenta importante para o combate à discriminação e ao preconceito. Por isso o grupo realiza palestras para orientar os profissionais da segurança pública e também de estabelecimentos privados quanto ao atendimento das vítimas LGBTs.

Em 2017, as capacitações alçaram 300 pessoas, e já em 2018 esse número saltou para 870. Segundo o coordenador do GECCH, major PM Ricardo Bueno, a ideia é continuar expandindo as orientações. “Vamos continuar com a capacitações e promover debates para que se possa entender o papel da segurança pública acerca da violência e discriminação contra LGBTs”, explicou.

O major ainda ressaltou que os LGBTs são pessoas que não buscam privilégios na sociedade, mas querem exercer o seu direito de cidadania como qualquer outra pessoa. “São pessoas que não querem privilégios, elas trabalham e contribuem com seus impostos e tem por garantia receber a proteção do estado”, destacou.

Veja Mais:  Mulher é presa pela PRF em Rondonópolis com arma e drogas dentro de ônibus

Comentários Facebook

Policial

Pai é preso por espancar a filha após encontrá-la com o namorado na cama em Rondonópolis

Publicado

Um homem foi preso depois de espancar a filha, menor de idade, e deixá-la com hematomas pelo corpo, no sábado (22), em Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá.

De acordo com o boletim de ocorrência, o espancamento aconteceu depois que o pai flagrou a menina com o namorado, sem roupas, na cama.

A mãe disse que ela e o pai da menina compartilham a guarda dela, e que a filha estava na casa do pai quando aconteceu a confusão.

O homem relatou a polícia que chegou em casa, viu a garota no quarto com o namorado e perdeu a cabeça.

A menina telefonou para a mãe, pedindo ajuda, e disse que tinha sido agredida pelo pai.

O homem foi levado para a delegacia, onde foi autuado pelo crime de lesão corporal.

Da redação com G1

Comentários Facebook
Veja Mais:  Polícia Civil prende homem suspeito de matar companheira e simular acidente
Continue lendo

Policial

Bombeiros resgatam homens após barco virar durante passeio em MT

Publicado

Foto: Portal Sorriso

Dois homens foram resgatados por bombeiros na tarde de sábado (22) depois que se afogaram no Rio Teles Pires em um balneário em Sorriso, a 420 km de Cuiabá. Segundo o Corpo de Bombeiros, o afogamento ocorreu nos fundos do bairro União.

De acordo com os militares, um amigo das vítimas, que também estava no local, relatou que dois homens resolveram andar de barco e, durante o trajeto, o motor parou.

Com isso um deles se mexeu para tentar ligar o motor, mas o barco virou e eles caíram no rio.

Com o susto, ambos acabaram engolindo bastante água, mas foram resgatados a tempo por testemunhas.

Corpo de Bombeiros socorreu vítimas de afogamento em Sorriso — Foto: Portal Sorriso

Corpo de Bombeiros socorreu vítimas de afogamento em Sorriso — Foto: Portal Sorriso

Ainda conforme os relatos, o dono do barco teria tentado impedir que o barco afundasse, porém, ele foi arrastado pela correnteza para a margem do rio.

A filha de 15 anos de uma das vítimas passou mal por conta do susto de ver o pai se afogando e desmaiou.

Pai e filha também foram socorridos pelos bombeiros.

Da redação com G1

Comentários Facebook
Veja Mais:  Operação Omega 2 prende oito ladrões de banco da cidade de Mirassol D’Oeste
Continue lendo

Policial

Polícia Civil recupera carga de óleo lubrificante e prende dois

Publicado


Assessoria | PJC-MT

Uma carga de óleo lubrificante avaliada em cerca de R$ 5 mil e proveniente de crime de estelionato, foi recuperada pela Polícia Judiciária Civil, por meio da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Várzea Grande. 

A ação realizada no sábado (22.02) resultou na prisão de dois suspeitos por receptação.

Durante averiguação de uma denúncia anônima no bairro São Matheus, em Várzea Grande, os policiais civis surpreenderam dois indivíduos descarregando os galões de óleo lubrificante. Na checagem do material foi constatado se tratar dos produtos de crime.

Conforme apurado, os suspeitos efetuaram a compra dos galões utilizando o cadastro de uma empresa do ramo do agronegócio, a qual recebeu a nota fiscal. Uma vendedora da empresa descobriu que não havia sido realizada nenhuma compra, porém, os produtos já haviam sido entregues aos criminosos.

Toda carga recuperada foi apreendida e levada para Derf-Várzea Grande, juntamente com os dois indivíduos que foram ouvidos e autuados em flagrante delito por receptação.

As investigações continuam com objetivo de identificar e prender os envolvidos no estelionato.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Veja Mais:  PRF realiza segundo leilão de veículos apreendidos
Continue lendo

Câmara Municipal de Rondonópolis

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana