conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Rondonópolis

Município concentra esforços para garantir manutenção e descarte correto em ecoponto

Publicado

João Copetti Sec. Meio Ambiente- Foto: Assessoria

A Prefeitura de Rondonópolis está concentrando esforços para garantir que o ecoponto do bairro Sagrada Família seja mantido limpo até que possa ser desativado com a instalação de outros quatro ecopontos na cidade. A intenção é garantir que os resíduos sejam descartados corretamente sem causar prejuízos à população e manter a manutenção periódica, evitando acúmulo de resíduos.

O secretário municipal do Meio Ambiente, João Fernando Copetti Bohrer, explica que as quatro novas áreas onde serão implantados os ecopontos – Vila Paulista, Distrito da Vila Operária, Residencial Dom Osório e Distrito Industrial Rondonópolis – foram escolhidas de acordo com requisitos legais, buscando garantir que não haja problemas ambientais ou de saúde para a população.

Copetti destaca que os novos ecopontos funcionarão de forma diferenciada dos atuais. Os projetos para a implantação nas novas áreas estão sobre a responsabilidade do Serviço de Saneamento Ambiental de Rondonópolis (Sanear), que também ficará responsável pela operacionalização dos mesmos.

Atualmente, o único ecoponto ainda em funcionamento é o do bairro Sagrada Família, já que houve a desativação daquele que funcionava no Jardim Europa. E, com o intuito de evitar acúmulo de resíduos no Sagrada Família, a Companhia de Desenvolvimento de Rondonópolis (Coder), que possui contrato com a Semma para realizar a manutenção do ecoponto, busca a contratação imediata de um número maior de caminhões de carga para atuarem na limpeza do local.

Veja Mais:  Leilão de dois lotes de madeiras apreendidas em Rondonópolis arrecada mais de R$ 32 mil

O secretário reforça que a população não pode descartar lixo doméstico no ecoponto, bem como resíduos oriundos do comércio. Os restos de podas e materiais de construção são limitados em até um metro cúbico ao ser depositado no local.

Segundo Copetti, a partir desta quarta-feira (5), a Polícia Militar Ambiental permanecerá no local para controlar o depósito de resíduos, e quem for flagrado deixando no ecoponto resíduos que são proibidos poderá ser preso por crime ambiental.

O município já firmou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Público do Estado (MPE) e conta com um prazo de 180 dias para a implantação dos novos quatro ecopontos e a desativação daquele do Sagrada Família. Outra obrigação é a de manter o ecoponto limpo ao longo do período necessário para a implantação dos novos espaços nas áreas escolhidas.

Comentários Facebook

Rondonópolis

PRTB municipal reúne militantes com foco nas eleições 2020

Publicado

Foto: Assessoria

O Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB) de Rondonópolis, em busca de militantes e aspirantes a políticos no município, realizou reunião com a executiva municipal  na última semana para avaliar o cenário politico atual  e  traçar metas para as eleições 2020.

De acordo com Cesar  presidente municipal do partido, o objetivo da reunião foi discutir desde já ás eleições 2020 e deixou o espaço aberto a todos participantes pois a intenção é ampliar o número de representantes da sigla na câmara municipal.

O PRTB tem como principal liderança, o general da reserva Hamilton Mourão, vice-presidente da República e o jornalista Levy Fidelix, presidente Nacional do Partido. No ano passado, o partido optou por abrir mão de uma candidatura própria para apoiar Jair Bolsonaro do PSL. Já em Mato Grosso, o PRTB começa a ampliar a representatividade política e conta hoje com um vereador em Cuiabá (Macrean Santos ), dois em Rondonópolis ( Roni Cardoso e Bilu do Depósito) tem a pasta da secretária de esporte e vice-prefeito de Várzea Grande (Hazama).

Esse número deve ser ampliado com os novos eleitos nas próximas eleições.

Comentários Facebook
Veja Mais:  Conferência elege delegados e discute futuro da cultura
Continue lendo

Rondonópolis

Prefeitura de Rondonópolis vai lançar programa Cidade Limpa

Publicado

Convocar a população para junto do poder público contribuir para uma cidade mais limpa. Esse é o objetivo da Prefeitura de Rondonópolis com o programa Cidade Limpa que será lançado no dia 21 de fevereiro às 14h30 no auditório da Prefeitura.

O programa reúne o trabalho das Secretarias Municipais de Educação, Governo, Habitação e Urbanismo, Receita, Saúde, Meio Ambiente, o Gabinete de Comunicação Social, o Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Rondonópolis (Ippur), a Companhia de Desenvolvimento de Rondonópolis (Coder), o Serviço de Saneamento Ambiental de Rondonópolis (Sanear) e a Unidade Central de Controle Interno, que está capitaneando as informações e auxiliando na execução do programa.

O aumento da geração de resíduos sólidos gerados por cidadãos e empresas motivou a Prefeitura a elaborar o projeto que pretende mudar o visual da cidade e ainda contribuir com a saúde da população. “Queremos ver a sinergia entre a comunidade e o poder público em ações que resultam em um ambiente mais limpo tendo benefício coletivo”, destacou o auditor geral do município, José Fabrício Roberto.

A ideia é fazer ações efetivas e de acordo com o planejamento do município já foi elaborado um planejamento para os quatro primeiros meses da execução do programa com a participação da Secretarias Municipais que vão fornecer as ferramentas para a ação do agente principal da campanha que é o cidadão.

O lançamento do programa Cidade Limpa deve contar com autoridades políticas, do poder judiciário, representantes da sociedade civil organizada, lideranças comunitárias e pessoas da comunidade.

Veja Mais:  Vereador cobra da administração municipal melhorias para comunidades rurais

Comentários Facebook
Continue lendo

Rondonópolis

UPA de Rondonópolis abre mais uma porta para atendimento

Publicado

Foto: Assessoria

A Unidade de Pronto Atendimento de Rondonópolis abriu a porta de entrada localizada na avenida Rio Branco para receber ambulâncias de outras unidades de saúde municipais, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e também do Hospital Regional.

De acordo com a Diretora do Pronto Atendimento (PA), Vânia Scapini, esse foi o mais recente ato realizado pela administração para melhorar a agilidade e qualidade no atendimento de trauma e ortopedia, por isso essa entrada é exclusiva para esses casos. Outro benefício da ação é diminuir o quantitativo de pessoas na recepção de casos clínicos, causando menos estresses aos pacientes e acompanhantes.

A medida foi tomada no último domingo (10), tirando da porta principal, uma média de 70 a 80 pacientes por dia e seus acompanhantes, de forma a gerar mais qualidade para todos que precisam da UPA.

“Os pacientes ficam mais à vontade, melhorou significativamente o acesso dos pacientes bem como a qualidade do atendimento, além de diminuir consideravelmente estresse que gerava devido no acumulo muito grande de pessoas”, comentou Scapini.

Hoje a unidade mantém essas três portas bem definidas, uma para a entrada de trauma, onde há atendimento pelo cirurgião e pelo ortopedista. Outra destinada para pacientes graves que vão para o box, pois são classificados como vermelho e por isso dão entrada diretamente para o box de emergência.

Veja Mais:  Prefeitura celebra réveillon 2019 com festa no Casario

O outro acesso é destinado para casos clínicos que é basicamente grande parte dos atendimentos realizados pelas equipes da UPA. São pacientes ambulatoriais classificados como azul ou como verde, casos mais simples que poderiam ser resolvidos em Unidades Básicas de Saúde do município, mas mesmo assim a gestão absorve, atende e encaminha essas pessoas, além de fazer a regulação.

Ainda segundo informações de Scapini, desde que assumiu a gestão em 2017, a UPA estava sem documentação. Dessa forma foi necessário habilitar a unidade pelo Ministério da Saúde e entrar com pedido de qualificação. Entre as benfeitorias feitas pela atual administração há a organização de fluxos, implantação de sistemas, avanço no protocolo de acolhimento e classificação de risco, além do aumento de profissionais.

Scapini reforça que a UPA tem feito atividades além do que é da competência da unidade, tal como o município que tem atendido pacientes de média e alta complexidade que deveriam estar em hospitais de retaguarda e infelizmente acabam retornado para UPA, e também pacientes de outros municípios que não conseguem atendimento onde moram e buscam ajuda em Rondonópolis.

“Tem casos de pós-operatório imediato que saem e vem para atendimento no nosso box. Tem pacientes que adentram no box de emergência do Hospital Regional e são reencaminhados para UPA por que a unidade mantém um quantitativo de equipamentos de alta complexidade então conseguimos dar suporte com esses equipamentos, com médicos intensivistas. Estamos mantendo algumas especialidades como cardiologia, cirurgia, contratamos mais um psiquiatra para dar vazão a esses pacientes que permanecem na UPA”, explicou a gerente.

Veja Mais:  Farmacêutico de Rondonópolis morre em acidente na BR-163

Comentários Facebook
Continue lendo

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana