conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Nacional

Não perca o prazo! Veja como tirar e regularizar o título de eleitor

Publicado

source
Título de Eleitor arrow-options
Agência Brasil/ Arquivo
Pessoas precisam estar em dia com suas obrigações eleitorais para poder votar nas próximas eleições.

No segundo semestre de 2020, serão realizadas as eleições municipais em todas as cidades do país. Nelas, os cidadãos deverão eleger os novos prefeitos e vereadores que ocuparão os cargos públicos até 2024. Entretanto, para poder votar, o cidadão precisa estar com seu título de eleitor em mãos e estar com suas obrigações eleitorais em dia. Confira abaixo como fazer para tirar o documento pela primeira vez:

Leia também: Confira quais são os documentos necessários para fazer a prova do Enem

Quais são os documentos necessários?

Para emitir o título de eleitor , o cidadão deve comparecer a um Cartório Eleitoral ou em uma Unidade de Atendimento da Justiça Eleitoral com um dos seguintes documentos em mãos: carteira de identidade, carteira de trabalho, certidão de nascimento ou de casamento. Além disso, é necessário levar comprovante recente de residência original. Os homens com mais de 18 anos também deverão apresentar o certificado de quitação com o serviço militar.

Cadastro Online

Além de ser possível iniciar o processo presencialmente, o cidadão poderá realizar um cadastro online através do Título Net . Nele, o eleitor poderá agendar um horário para ir ao cartório eleitoral e solicitar o título depois. Após preencher todos os dados necessários, o cidadão receberá um número de protocolo e terá cinco dias para comparecer a alguma unidade da Justiça Eleitoral.

Veja Mais:  PGR denuncia Roberto Jefferson, ex-ministro e mais 24 por fraudes em ministério

Regularização de título cancelado

Eleitores que não tenham votado ou justificado a ausência nos últimos três turnos, poderão ter seus títulos cancelados. Para reaver o documento, o cidadão deverá pagar uma multa de R$ 3,71 por turno em que deixou de votar e ir a um cartório eleitoral com documentos de identificação e comprovantes de residência para regularizar o título.

O Tribunal Superior Eleitoral ainda não estabeleceu uma data limite para a regularização do título eleitoral para as eleições de 2020. Mas, para evitar possíveis transtornos, regularize sua situação o quanto antes. 

Leia também: Estourei os pontos da CNH, e agora? Saiba como funciona o processo de reciclagem

O que acontece se eu não tirar ou regularizar o título?

O cidadão que atingiu a idade mínima obrigatória ou que deixou de regularizar o título de eleitor após o cancelamento sofrerá uma série de impedimentos, sendo eles:

  • Obter o passaporte ou carteira de identidade;
  • Participar de concursos públicos;
  • Obter empréstimos;
  • Renovar a matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo;
  • Realizar qualquer atividade que exija a quitação com as obrigações eleitorais.

Biometria

Urna biométrica arrow-options
Wilson Dias/Agência Brasil
A biometria será obrigatória para várias cidades já nas eleições de 2020.

Apesar de não ser obrigatório em todas as cidades, o cadastro biométrico poderá impedir quem não estiver em dia de votar na eleições caso a cidade em que seu título está registrado exija a biometria. O prazo final para a realização do cadastro varia de cidade para cidade. Para saber qual é a data limite pra cadastrar sua biometria, consulte o site do Tribunal Eleitoral de seu Estado. 

Veja Mais:  Mulher que reclamou de violência em entrevista é presa por roubo 18 dias depois

Para realizar o cadastro, é necessário possuir os seguintes documentos: Comprovante de endereço, Documento de identificação, certificado de quitação do serviço militar e título de eleitor.

Leia também: 2ª via, registro digital e mais: tire as dúvidas sobre carteirinha de vacinação

Para saber se a biometria é obrigatória na sua cidade, basta consultar os sites dos Tribunais Regionais Eleitorais de cada Estado, que fornecerão uma lista de todos os munícipios onde a biometria será obrigatória para as eleições de 2020.

Fonte: IG Nacional
Comentários Facebook
publicidade

Nacional

“Vejo muita humildade nele”, diz deputada do PSL sobre Bolsonaro

Publicado

source
Caroline de Toni arrow-options
Marcelo Otowicz
Caroline de Toni na Câmara dos Deputados.

A deputada federal, Caroline de Toni (PSL-SC) afirmou, em entrevista à rádio Jovem Pan nesta sexta (22), que lamenta pela crise em seu partido, mas elogiou o governo do presidente Jair Bolsonaro. “Quando a gente leva crítica, elas são ouvidas, vejo muita humildade nele”, explicou a deputada do PSL.

Leia também: Aliança pelo Brasil: O que pode acontecer com o partido de Bolsonaro

 “O Bolsonaro é autêntico e está cumprindo as promessas de campanha. O pessoal se apega ao jeito dele para falar mal, mas o resultado do governo nesse primeiro ano é espetacular”, afirmou a deputada do PSL .

Para ela, os parlamentares envolvidos no racha do partido, como Eduardo Bolsonaro e Joice Hasselmann precisam assumir as consequências de seus atos. Afirma que as brigas estão mostrando as verdadeiras intenções dos filiados ao partido. Mas, acredita que nesse momento o PSL precisa cuidar bem de seus aliados, pois “os opositores estão na esquerda”.

Leia também: Rabino Henry Sobel morre aos 75 anos

Sobre Joice, a deputada do PSL afirmou que ela deve continuar apoiando e aprovando as pautas de Bolsonaro. “Não é inteligente ela ir contra o governo. Só tem a perder com isso”. Joice ambiciona conquistar o cargo de prefeita de São Paulo, mas a crise no partido pode levar a perda do apoio de Bolsonaro.

Veja Mais:  Falta de luz paralisa Linha 2-Verde do Metrô por 1 hora e causa transtorno em SP

Fonte: IG Política
Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

Hacker da Lava Jato fecha acordo de delação e promete revelar segredos

Publicado

source
Ministro Sergio Moro arrow-options
Isaac Amorim/MJSP
Sergio Moro foi uma das vítimas dos ataques de hackers.

A Polícia Federal (PF) fechou um acordo de delação premiada com um dos hackers responsáveis pelas invasões dos aparelhos celulares de autoridades envolvidas na Operação Lava Jato . Segundo a revista VEJA , Luiz Henrique Molição teria se comprometido a identificar outros três envolvidos nas invasões e a entregar o equipamento utilizado para invadir os aparelhos.

Leia também: Sensação de estar presa”, diz esposa de Moro em publicação nas redes sociais

Com essas informações em mãos, a PF espera poder identificar os responsáveis pelas invasões às contas do Telegram de diversos membros do governo. No momento, a suspeita é que havia uma cadeia de comando que comandou todos os ataques.

Ao todo, mais de 80 autoridades do governo tiveram seus aparelhos celulares invadidos pelos hackers. Dentre as vítimas estão ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), do  Superior Tribunal de Justiça (STJ), o Ministro da Justiça, Sergio Moro, e o próprio presidente Jair Bolsonaro.

Fonte: IG Política
Comentários Facebook
Veja Mais:  PGR denuncia Roberto Jefferson, ex-ministro e mais 24 por fraudes em ministério
Continue lendo

Nacional

Quebra de sigilo de Ricardo Salles é autorizada pela Justiça de SP

Publicado

source
O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles arrow-options
MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL
Ministro é investigado pelo MP por enriquecimento ilícito

O ministro do Meio Ambiente , Ricardo Salles , teve sua quebra sigilo bancário e fsical autorizada pela Justiça da São Paulo nesta sexta-feira (22). Ele é investigação por enriquecimento ilícito enquanto ele estava no governo estadual e exercia atividade como advogado, entre os anos de 2012 e 2017.

A suspeita do Ministério Público está embasada na declaração de patrimônio feita por Salles à Justiça Eleitoral . Em 2012, ele afirmou ter patrimônio de R$ 1,4 milhão. Na eleição de 2018, o valor foi de R$ 8,8 milhões — um aumento de 604%, segundo o MP .

O pedido de quebra de sigilo estava suspenso a pedido do desembargador Torres de Carvalho e o caso é analisado pela  10ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo.

Leia também: Integrantes do Novo pedem suspensão de Salles do partido: “Irresponsabilidade”

Ricardo Salles nega irregularidades em seu acréscimo patrimonial. Ao jornal O Estado de S. Paulo , ele classificou as acusações de “absurdas”.

Fonte: IG Política
Comentários Facebook
Veja Mais:  Mulher que reclamou de violência em entrevista é presa por roubo 18 dias depois
Continue lendo

Câmara Municipal de Rondonópolis

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana