conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Mato Grosso

Nova gestão da Unemat toma posse na próxima terça-feira (18)

Publicado

A nova gestão da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), composta pelo reitor Rodrigo Bruno Zanin e pela vice-reitora Nilce Maria da Silva, tomará posse em cerimônia na manhã da próxima terça-feira (18.12), no Auditório Sophia Leite, na Secretaria Municipal de Indústria, Comércio, Meio Ambiente e Turismo de Cáceres (Sicmatur), em Cáceres. A cerimônia terá início às 9 horas.

A gestão, que terá início no dia 1º de janeiro de 2019, comandará a Universidade até o dia 31 de dezembro de 2022. A posse da chapa eleita será feita pelo governador do Estado, Pedro Taques, ou por representante por ele. Também integra a programação a Missa em Ação de Graças, que será realizada na segunda-feira (17.12), às 19h30, na Igreja São Francisco de Assis, no bairro Cohab Velha, em Cáceres.

Reitor e vice-reitora

O reitor eleito da Unemat, professor Rodrigo Bruno Zanin, atual pró-reitor de Pesquisa e Pós-graduação da Instituição, é doutor em Ciências Cartográficas, graduado em Matemática e atua na gestão da Instituição desde 2009. Anteriormente ao cargo de pró-reitor, Rodrigo Zanin foi diretor político-pedagógico e financeiro do Câmpus Universitário de Sinop nos anos de 2009 a 2014.

A vice-reitora eleita, professora Nilce Maria da Silva, é doutora em Linguística, graduada em Letras pela Unemat e já ocupou diversos cargos de gestão na Universidade. Atualmente dirige a Gestão de Educação a Distância e coordena a Universidade Aberta do Brasil/Unemat, ambos desde 2015.

Veja Mais:  61 municípios de Mato Grosso não atingem meta de vacinação; Cuiabá está na lista

Em entrevista concedida à Assessoria de Comunicação da Unemat, os futuros gestores da Instituição afirmam que adotarão o perfil da gestão participativa. “É importante deixar claro que o diálogo constante com a comunidade acadêmica será o principal perfil desta nova gestão, que é uma continuidade da atual. A gestão atual inaugurou esse formato, e nós também teremos como prioridade manter e ampliar os espaços de diálogo”, explica o futuro reitor, Rodrigo Zanin.

“Entre as possibilidades da gestão participativa, podemos apontar o Planejamento Estratégico Participativo (PEP), que possui uma participação de toda a comunidade acadêmica, e nossos colegiados, que são instâncias de discussão política, administrativa e financeira, com condição de discutir, propor, aprovar e encaminhar as discussões da Universidade. Ainda assim, nossos câmpus, polos e núcleos precisam ser mais visitados e a comunidade acadêmica mais ouvida em suas solicitações e demandas”, afirma a futura vice-reitora, Nilce Maria.

A entrevista completa pode ser conferida clicando aqui.

Equipe

O reitor eleito da Unemat anunciou, ao lado da vice-reitora eleita, os nomes dos pró-reitores de sua gestão durante a 3ª sessão ordinária do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Conepe), realizada no dia 31 de outubro.

Para a Pró-Reitoria de Ensino de Graduação foi escolhido o professor Alexandre Gonçalves Porto, do Câmpus de Barra do Bugres, atual pró-reitor de Gestão Financeira.

À frente da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação, atualmente ocupada por Rodrigo Zanin, assume o professor Anderson Fernandes de Miranda, que hoje exerce o cargo de diretor político-pedagógico e financeiro do Câmpus de Tangará da Serra.

Veja Mais:  Levantamento aponta economia de R$ 48,3 mi com PDV

A Pró-Reitoria de Extensão e Cultura será comandada pela professora Leonarda Grillo Neves, do curso de Agronomia do Câmpus de Cáceres.

Para a Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis foi anunciada a professora do Câmpus de Alto Araguaia, Antonia Alves Pereira, que atua como diretora de Gestão Acadêmica na Pró-Reitoria de Ensino de Graduação.

O técnico Tony Hirota Tanaka, atual diretor de Unidade Regionalizada do Câmpus de Tangará da Serra, assumirá a Pró-Reitoria de Administração.

À frente da Pró-Reitoria de Gestão Financeira foi anunciado o professor Ricardo Keichi Umetsu, hoje diretor político-pedagógico e financeiro do Câmpus de Nova Xavantina.

E a Pró-Reitoria de Planejamento e Tecnologia da Informação coube ao professor Luís Fernando Caldeira Ribeiro, que atualmente é o diretor político-pedagógico e financeiro do câmpus de Alta Floresta.

Zanin explicou que a escolha das pessoas para suceder a equipe que encerra a gestão em 31 de dezembro foi pautada pelas propostas de gestão elencadas durante a campanha. E o reitor que assumirá a gestão lembrou que os futuros pró-reitores aceitaram a tarefa em um momento difícil, em que enfrentarão desafios estaduais e nacionais. E disse ainda que é preciso nunca esquecer: “A razão de existir da Unemat são os nossos alunos, eles são prioridade, e a prioridade máxima é a nossa sociedade”, frisou o reitor eleito.

Eleição

Rodrigo Zanin e Nilce Maria foram eleitos com 64,8% dos votos válidos. Dentre os 7.866 discentes, 602 docentes e 489 técnicos votantes, a chapa vencedora obteve 5.093 votos de estudantes, 383 de professores e 323 de profissionais técnicos. Os dados da apuração podem ser conferidos clicando aqui.

Veja Mais:  Contas de gestão da Seduc referentes a 2017 são julgadas regulares

A eleição foi realizada no dia 7 de junho, com os resultados totalmente apurados no dia 8 de junho. O resultado oficial ainda passou pela homologação do Conselho Universitário (Consuni) da Unemat, em sessão realizada nos dias 5, 6 e 7 de novembro.

Comentários Facebook

Mato Grosso

Projeto da LDO 2020 é debatido em audiência pública

Publicado

O Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) para o exercício de 2020 foi tema de audiência pública realizada na manhã desta terça-feira (25), na Assembleia Legislativa de Mato Grosso. Foi a primeira de duas audiências a serem realizadas para debater as metas e prioridades da administração, com foco na busca de equilíbrio entre receitas e despesas, o chamado equilíbrio fiscal.

De acordo com o secretário adjunto do Orçamento Estadual, Ricardo Capistrano, o foco desse primeiro encontro foi apresentar a estrutura do PLDO e, principalmente, os anexo de metas fiscais para exercício de 2020 a 2022. “Já na próxima audiência apresentaremos os anexos de riscos fiscais e também faremos uma discussão sobre a renúncia fiscal, tendo em vista que ela ordena também no projeto de lei”.

Em sua apresentação, Capistrano destacou que as contas públicas já demonstram uma pequena melhora que pode ser explicada pelas medidas implementadas pelo Executivo a partir do mês de janeiro. Dentre elas estão, a Lei Complementar nº. 614/2019, que estabeleceu normas de finanças de finanças públicas voltadas para a responsabilidade na gestão fiscal e diretrizes para a contenção de despesas na máquina pública, como o controle de gastos com pessoal.

“As medidas que já foram implementadas permitem a convergência ao equilíbrio, entretanto elas exigem hoje outras medidas relacionadas a receita que o Governo também implementará ao longo desse próximo semestre. Alcançar o equilíbrio orçamentário perpassa pelo cumprimento daquilo que já foi feito, através do envio das leis aprovadas no mês de janeiro, e também com algumas medidas que podem ser feitas com relação à arrecadação estadual e que tem sido trabalhada no contexto da Sefaz”, pontua o secretário adjunto do Orçamento Estadual, Ricardo Capistrano.

Veja Mais:  Procon estadual alerta consumidores que compraram passagens com a Avianca

Para o Dilmar Dal’Bosco, líder do Governo na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (AL/MT) e presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR), o Governo tem tratado com transparência o Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) para o exercício de 2020. “O Estado está sendo bem realista trazendo aqui a peça orçamentária com as diretrizes do que vai ser no exercício de 2020 para que a gente analise”, afirma.

De acordo com ele a grande preocupação hoje “é o que nós temos de compromisso a todos os anos subsequentes. Hoje a conta não tá fechando ainda e é por isso que nós precisamos, ainda, fazer alguns ajustes para que possa sobrar dinheiro ou, pelo menos equilibrar as contas”, destaca o deputado.

Participaram ainda da audiência pública a secretária adjunta do Tesouro Estadual, Luciana Rosa, o secretário adjunta da Receita Pública, Fábio Pimenta, o secretário Executivo de Planejamento, Anildo Correa, o relator da relator da Lei de Diretrizes Orçamentárias 2020 na CCJR, deputado Dr. Eugênio, além dos deputados estaduais Lúdio Cabral, Xuxu Dal Molin, Ulysses Moraes, Delegado Claudinei e Carlos Avalone.

A próxima audiência pública sobre o PLDO 2020 acontece no dia 02 de julho, ocasião em que serão discutidos os riscos fiscais e a renúncia fiscal. A previsão é de que o Projeto seja votado em Plenário até o dia 10 de julho. A peça serve como diretriz para a elaboração da Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2020 e prevê uma receita total estimada de R$ 19,155 bilhões e uma despesa estimada em R$ 19,863 bilhões.

Veja Mais:  Governo efetua pagamento de R$ 6 milhões para custeio de UTIs

Capacitação

Com o objetivo de capacitar os servidores da Assembleia Legislativa que elaboram as emendas e propostas às leis orçamentárias estaduais, a Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz) e a Secretaria Parlamentar da Mesa Diretora da AL iniciou nesta semana um curso sobre os instrumentos de planejamento.

A iniciativa visa ainda aprimorar as propostas de emendas apresentadas pelo Parlamento, tendo em vista que algumas não estão ligadas ao tema, o que prejudica o trabalho e faz com que muitas emendas sejam vetadas pelo Executivo.

A capacitação segue até o dia 26 de junho, na Escola do Legislativo, para 66 servidores entre assessores parlamentares e membros de comissões da ALMT.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Atendimento para emissão de RGs nas unidades do Ganha Tempo será somente de tarde

Publicado

A Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) informa que, a partir de 1º de julho, o atendimento para a emissão de RGs nas unidades do programa Ganha Tempotal passará a ser realizado apenas no período vespertino.

O novo horário de atendimento será das 12h às 18h, de segunda a sexta-feira, nas unidades do Ganha Tempo da Praça Ipiranga, Morada da Serra, em Cuiabá, Cristo Rei, em Várzea Grande, Sinop, Cáceres, Barra do Garças e Rondonópolis. Conforme o Diretor Geral da Politec, Rubens Sadao Okada, a medida leva em consideração o número reduzido de servidores, somado ao número expressivo da demanda para a confecção de carteiras de identidade nos últimos meses.  

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Veja Mais:  Casal acusado de falsificar documentos para venda de lotes é preso em Barra do Garças
Continue lendo

Mato Grosso

Conselheiro do TCE MT será homenageado em evento nacional de previdência social

Publicado

Reconhecido com uma das autoridades com maior conhecimento no tema previdência social, o conselheiro substituto Ronaldo Ribeiro de Oliveira será homenageado pela Associação Brasileira de Instituições Estaduais e Municipais de Previdência Social (Abipem) durante o 52º Congresso nacional organizado pela entidade. O evento será realizado de 26 a 28 de junho, na cidade de Foz do Iguaçu (PR).

Oliveira será um dos palestrantes do evento, abordando o tema “Competências dos Conselhos de Previdência”, no dia 27, às 16h. A expectativa da organização é que o evento reúna 1.500 participantes dos milhares de regimes próprios de previdência social (RPPS) existentes no Brasil.

O conselheiro Ronaldo Ribeiro de Oliveira será homenageado como um dos autores do livro “Regime Próprio – Aspectos Relevantes”, que já se encontra na 13ª edição. Na obra, responde pelo capítulo que trata do tema “Sistema de Controle e as Diretrizes dos Tribunais de Contas para a Previdência dos Servidores Públicos”. A participação no Congresso Nacional da Abipem também será como diretor representante da Associação dos Membros de Tribunais de Contas do Brasil (Atricon).

Ao longo deste ano, o conselheiro substituto Ronaldo Ribeiro de Oliveira tem sido muito requisitado para palestrar em eventos sobre previdência social, especialmente porque é da competência dos Tribunais de Contas brasileiros a fiscalização da gestão dos institutos de previdência. Em Mato Grosso, funcionam 106 Regimes Próprios de Previdência Social.

Veja Mais:  AVISO

Fonte: TCE MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana