conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Policial

Novo comandante da PM quer fortalecer ações operacionais e combate ao crime organizado

Publicado

Coronel Jonildo José de Assis, Comando Geral da PMMT- Foto: Assessoria

O coronel Jonildo José de Assis, assumiu o Comando Geral da Polícia MIlitar na noite desta quinta-feira (10.01) anunciando três eixos de atuação: o fortalecimento das ações operacionais primárias e de combate ao crime organizado; a integração com outras forças e a comunidade; e a valorização dos bons policiais. Ele substituiu o coronel Marcos Vieira da Cunha no comando da corporação.

Em cerimônia presidida pelo governador Mauro Mendes no Quartel do Comando Geral (QCG), o coronel Assis destacou a importância da presença ostensiva da polícia nas ruas, fazendo o trabalho de abordagem e checagem para prevenção e repressão à criminalidade.

Assis disse que o objetivo é reforçar a integração operacional e de inteligência com outras forças da Segurança Pública. Ele entende que além de fazer segurança com mais qualidade, essa integração permite o combate efetivo do crime organizado.

Valorizar e estreitar as relações com a sociedade e os movimentos comunitários também estão nos planos do novo comandante. Para ele, é fundamental estar lado a lado com àqueles para os quais a Polícia Militar trabalha. “Nós, policiais, também buscamos segurança, somos pais, maridos, filhos, irmãos, portanto cidadãos parte da sociedade mato-grossense”, lembrou.

O governador Mauro Mendes agradeceu ao novo comandante por aceitar o desafio de comandar a PMMT. “Não será uma tarefa fácil, mas é a nossa oportunidade, de cada um da atual gestão, mostrar capacidade e lealdade ao povo mato-grossense”, declarou.

Veja Mais:  Polícia Civil prende autores de roubo a residência com subtração de uma caminhonete

O governador disse que acredita que sob a liderança do coronel Assis a Polícia Militar vencerá os obstáculos e fará segurança com qualidade à população. Mendes agradeceu o comandante sucedido, coronel Cunha, pela dedicação.

Cunha, por sua vez, desejou sucesso ao coronel Assis e disse que está levando consigo o orgulho de ter comandado a Polícia Militar por um ano e meio. “A PM é uma instituição nobre, formada por valorosos policiais, homens e mulheres engajados na causa da segurança pública”, completou.

A solenidade de troca de comando foi prestigiada por centenas de autoridades. Em um ato de boas-vindas o Comando da Polícia Militar entregou ao governador uma placa metálica com o brasão da PMMT e um buquê de flores a primeira dama Virgínia Mendes.

Currículo

O novo comandante-geral da PM tem 42 anos e ingressou na carreira militar em 1995. A primeira função desempenhada foi a de comandante do Pelotão do Corpo de Alunos de Formação de Soldados do 6º BPM, em Cáceres.

Assis ocupou outras posições de destaque, entre elas, comandante do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), do Grupo Especial de Segurança de Fronteira (Gefron) e, por último, secretário adjunto de Integração Operacional da Sesp entre setembro de 2017 e sua posse como comandante-geral.

Comentários Facebook

Policial

Polícia Civil conclui investigação da morte de sete pessoas em Pontes e Lacerda

Publicado

Os trabalhos da operação Luger, que desarticulou uma organização criminosa integrada por traficantes e pistoleiros, na região de Pontes e Lacerda (448 km a Oeste), foram concluídos nesta semana. A investigação comandada pelas Delegacias Regional e Municipal de Pontes e Lacerda indiciou seis criminosos e pediu a conversão a prisão preventiva dos envolvidos na morte de sete pessoas, sendo uma delas uma crianças de 2 anos.

Foram indiciados os suspeitos: Fabrício Gomes Gonzaga, 31, (que tinha dois mandados), Lázaro Vieira Rodrigues, 37, ambos  pela prática de homicídio qualificado, motivo torpe, emprego de recurso que dificultou a defesa da vítima e associação criminosa armada, ainda Natália Putare Oliveira, 21, (mulher de Lázaro), Maria Aparecida da Silva Lima, 57, Guilhermina Gonçalves, 46, e seu filho Guibson Gonçalves, 24, por estarem associados aos crimes.

Todos tiveram pedido de conversão da prisão temporária (que já tinha sido prorrogada por mais 30 dias) para prisão preventiva. Na ocasião da operação, um homem de 62 anos também foi preso, mas foi solto e não teve indiciamento contra ele.

A operação foi deflagrada no dia 22 de novembro de 2018 para o cumprimento de oito mandados de prisões temporárias (30 dias) e nove buscas e apreensão contra os criminosos que estão diretamente ligados a homicídios dolosos de pelo menos sete pessoas, assassinadas nos anos de 2016, 2017 e 2018.

Veja Mais:  Operação conjunta entre PM, PRF e Policia Civil apreende 1 tonelada de drogas em Barra do Garças-MT

Os criminosos usaram três armas de fogo para a execução das vítimas, armas modelo pistola da marca Luger, daí o nome da operação deflagrada em quatro cidades de Mato Grosso (Vila Bela da Santíssima Trindade, Nova Lacerda, Conquista do Oeste e de Pontes e Lacerda) e uma de Goiás (Mozarlândia).

A organização é apontada também na autoria de um oitavo homicídio, descoberto após a operação. A vítima é Vilker Thomaz Leite Ribas, 20 anos, morta em 16 de setembro de 2014 de forma semelhante aos crimes investigados na operação. Dois homens armados em uma motocicleta efetuaram disparos contra a vítima que estava sentada em uma calçada. Vilker é irmão de Vlader Ronaldo Leite Ribas, 19 anos, assassinado em 13 de agosto de 2016.

“Todas as mortes estão ligadas por envolvimento com a criminalidade, com exceção de Francisco Barros de Lima, que foi morto por vingaça”, disse o delegado, Rafael Mendes Scatolon.

O suspeito Lázaro é apontado como uma das lideranças criminosas. Ele  teve o mandado de prisão cumprido em Mozarlândia (GO), onde também sua mulher, Natália Putare Oliveira, foi presa. Após a operação, Lázaro tentou fugir da unidade prisional, cerrando a grade da cela. Ele flagrado por agentes prisionais que solicitaram sua remoção para outro presídio de Goiás, onde é mantido preso por tráfico de drogas e também pelos mandados referentes a homicídios em Mato Grosso.

Veja Mais:  Polícia Civil prende autores de roubo a residência com subtração de uma caminhonete

Lázaro já tinha sido  preso na   cidade de Heitoraí, estado de Goiás, após ser flagrado com mais de 200 quilos de droga e armas de fogo. Na mesma ocasião, outros dois comparsas e executores (Wemerson Bruno Gonçalves (Bidú) e  Weverson Gonçalves da Costa (Nenê)) foram mortos durante o confronto ocorrido no dia 15 de março de 2018, no município goiano de Heitoraí.

Na investigação da operação Luger ficou confirmado que os dois traficantes mortos integravam a organização criminosa e estão relacionados aos homicídios cometidos em Pontes e Lacerda, por conta do tráfico de drogas.

Outro ponto esclarecido foi que uma das vítimas, Francisco Barros de Lima, foi assassinada por vingança. O autor do crime é Lázaro Vieira Rodrigues, que teria cometido o homicídio em vingança a morte de seu irmão Antônio Vieira Rodrigues, ocorrido em 1999, na cidade de Pontes e Lacerda.

Ao todo, integram a operação, seis inquéritos que apuram sete assassinatos (seis vítimas masculinas adultas e uma menina de 2 anos que foi morta junto com o pai).

 “Embora os inquéritos tenham sido concluso, a investigação continua para apurar esse oitavo homicídio”, afirmou o delegado.

Veja mais:

Polícia Civil desvenda rede de assassinatos cometidos por organização do tráfico de drogas em Pontes e Lacerda

Polícia Civil prende executores de sete homicídios ligados ao tráfico em Pontes e Lacerda

Veja Mais:  Polícia Civil fecha boca de fumo comandada por adolescente na Capital

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Estelionatários que aplicavam golpe pela Internet são presos em Rondonópolis

Publicado

Veículo Toyota Corolla

A prisão dos suspeitos ocorreu após a equipe da Derf- Rondonópolis receber informações sobre um crime de estelionato, ocorrido na cidade de Imperatriz (MA), em que um senhor foi vítima de um anúncio falso de veículo postado em um site da Internet. A vítima negociou o veículo Toyota Corolla pelo valor de R$ 50 mil, fazendo a transferência do valor para uma conta da Caixa Econômica Federal.

A Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Rondonópolis (212 km ao Sul) prendeu em flagrante, na tarde de quinta-feira (17.01), dois homens acusados de atuar no golpe de aplicados através de sites de compra e venda pela Internet. Os suspeitos, Bruno Siqueira Santos, 23, e Werik Adriel de Almeida Miranda, 19, foram atuados por estelionato.

Com base nas informações passadas pela vítima, os policiais da Derf conseguiram identificar a conta que estava em nome de Werick Adriel de Almeida Miranda. Nesta quinta-feira (17), o suspeito foi localizado dentro da agência bancária, no momento em que tentava sacar parte do dinheiro.

Com a prisão do acusado, os policiais chegaram ao suspeito Bruno Siqueira Santos, que é acusado de agenciar outros golpes semelhantes na cidade, sendo ele o responsável por gerenciar contas para o depósito do dinheiro, após a prática do golpe.

No celular de Werick, foi encontrada uma conversa com Bruno por meio do aplicativo WhatsApp, questionando se o saque do dinheiro foi concretizado. Questionado, Bruno confessou o crime e disse que já havia retirado parte do dinheiro da conta (R$ 14 mil), passando o cartão em dois estabelecimentos comerciais (R$ 7 mil em cada comércio).

Veja Mais:  Força Tática prende quadrilha que fez dois assaltos no mesmo dia em Cáceres

Diante da situação, os suspeitos foram conduzidos a Derf de Rondonópolis, onde após serem interrogados foram autuados em flagrante por estelionato.

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Quatro instituições de Poconé recebem doação de pescado apreendido

Publicado

 

Mais de 45 peças de pescado irregular apreendidos em Poconé foram doados para instituições de caridade do município, após atuação em flagrante de dois suspeitos pela Polícia Judiciária Civil. O pescado que era transportado em um veículo Fiat Uno foi apreendido em uma ação da Polícia Militar.

Após a apreensão, os exemplares foram encaminhados para a Delegacia de Poconé, sendo providenciada a doação do pescado, que beneficiou quatro instituições da cidade, Lar Cristão, Lar dos Idosos, Hospital Geral de Poconé e Creche Vovó Mazinha. A entrega foi realizada na Delegacia do município.

A apreensão ocorreu após a equipe da Polícia Militar receber denúncia que o veículo estava carregado com várias espécimes de peixe em situação irregular. Na abordagem do veículo, dois suspeitos foram detidos e um terceiro conseguiu foragir.

No automóvel, foram apreendidos 29 peças de pintados, 4 jaus, 4 palmitos, 2 cacharas e 1 jurupensem (todos sem cabeças), 6 pacus, além de ferramentas (machadinha, faca, alicate), um tanque de barco completo com mangueia e um galão de combustível.

Os suspeitos foram conduzidos a Delegacia de Poconé, onde foram autuados em flagrante por crime ambiental, sendo liberados posteriormente após pagamento de fiança.

Comentários Facebook
Veja Mais:  Homem é preso em zona rural de Nova Mutum com arma de fogo e munições
Continue lendo

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana