conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Mato Grosso

Novo Comandante-Geral adjunto da PM assumiu o cargo nesta sexta-feira

Publicado

No final da manhã desta sexta-feira (11) o coronel Wesney de Castro Sodré, 45 anos, assumiu o Comando-Geral Adjunto da Polícia Militar em substituição ao também coronel Alexander Torres Maia.

Sodré, que até então ocupava o cargo de secretário-chefe da Casa Militar, tem quase 25 anos de carreira como oficial da PMMT. Entre dezenas de funções que exerceu ao longo dessa trajetória estão a de comandante da Companhia de Polícia Milita de Barra do Bugres, quando era major, e do 7º Comando Regional de Tangará da Serra, em 2016.

Agora, como “Zero 2”, ou seja, o segundo no escalão de comando da PMMT, Sodré estará à frente das principais ações e decisões da instituição militar, ao lado do novo comandante-geral, coronel Jonildo José de Assis.

Ao dar posse ao adjunto, Assis disse que sabe que a tarefa não fácil e que terão dias com situações que vão refletir diretamente nas ações policiais. Todavia, acredita em bons resultados trabalhando no fortalecimento da repressão primária, na integração com outras forças policiais e com a sociedade, no fortalecimento das atividades de inteligência e na valorização dos bons policiais.

Assis não poupou elogios ao coronel Alexander Torres Maia. “Receba nossos agradecimentos, sabemos o quanto trabalhou comprometido com o bom funcionamento e a eficácia dos serviços da PM, tanto no campo administrativo quanto no operacional”, destacou.

Veja Mais:  Escola ganha decoração de natal sustentável criada nas aulas do Prinart

Maia deixou a função de comandante-geral adjunto manifestando sentimento de gratidão pela carreira que escolheu e trilha há quase 30 anos, e pela confiança nele depositada pelo ex-comandante Marcos Vieira da Cunha na função de adjunto.

   

Comentários Facebook

Mato Grosso

Novo Fethab garantirá retomada de obras e manutenção de rodovias em MT

Publicado

Os recursos provenientes do novo Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab) serão essenciais para retomada e manutenção de obras de pavimentação de rodovias. O secretário de estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra), Marcelo de Oliveira e Silva, diz que o Estado precisa manter um dos seus maiores patrimônios que são as estradas e os novos aportes vão assegurar esses serviços.

O projeto de lei que altera o Fethab foi encaminhado pelo Governo do Estado à Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) na segunda semana de janeiro e deve ser apreciado ainda este mês pelo Legislativo. O secretário de Estado de Fazenda, Rogério Gallo, enfatizou a necessidade de aprovação rápida da mensagem pelos parlamentares, justamente, para que áreas como a Infraestrutura não fiquem desestruturadas. “Os mato-grossenses não podem aguardar mais”, ponderou Gallo

A proposta, enviada à AL, sugere a expansão da base de arrecadação do Fethab com a inclusão das exportações e alteração de alíquotas incidentes na comercialização de commodities. Com a mudança, a expectativa do Governo é incrementar a sua receita em mais de R$ 500 milhões oriundos dessa fonte, amenizando os reflexos da crise que assola o Estado atualmente. “Cada vez que não recolhemos o Fethab, são R$ 50 milhões a menos por mês ”, enfatizou Gallo, dizendo que a sociedade é a maior prejudicada nisso.

Pela proposta do Governo, 30% dos recolhimentos serão voltados à execução de obras públicas de infraestrutura de transporte, incluindo manutenção, conservação, melhorias e segurança. Outros 65% serão destinados à aplicação pelo Tesouro Estadual, visando ações nas áreas de segurança pública, educação e assistência social. Os outros 5% vão servir para investimentos com a participação do MT PAR, órgão do governo responsável por projetos e parcerias.

Veja Mais:  Final de semana com baixa temperatura em MT

Para a Infraestrutura, um dos focos do Fethab, os recursos são tidos como imprescindíveis. Segundo o secretário Marcelo de Oliveira e Silva, os aportes servirão para dar andamento aos programas de pavimentação, além dos trabalhos de manutenção das rodovias estaduais.

O secretário elencou como prioritária a conclusão de programas de financiamento como o MT Integrado – criado para garantir o desenvolvimento econômico e social dos municípios, interligando as cidades mato-grossenses por meio de rodovias asfaltadas  -; o Prodestur – que tem como alvo a realização de investimentos de infraestrutura nas regiões que formam o chamado “Corredor Turístico” –; o Pró-concreto – destinado à construção de pontes de concreto no Estado -; e o Restaura – voltado a restauração de rodovias.

Serão abrangidas ainda as demandas de municípios, consórcios e associações. “A intenção é contemplar as cidades com acesso aos eixos principais pavimentados”, explicou ele, mostrando a relevância do Fethab para pasta.

Conforme o projeto de lei que altera as diretrizes do Fundo, os aportes também financiarão projetos, ações de planejamento, licenciamento, gerenciamento, auxílio à fiscalização e compra de equipamentos.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Cafeicultores recebem orientação sobre controle de pragas e doenças no período das chuvas

Publicado

O cultivo do café é considerado a segunda economia do município de Nova Bandeirantes (1026 km ao Norte de Cuiabá), ocupa uma área de 1.200 hectares, com produtividade média de 68 sacas por/hectare, e produção de 1.800 quilos/hectare. São mais de 150 agricultores que cultivam as variedades Conilon (Coffea Canephora) e clones de Robusta (Coffea canephora). A técnica em agropecuária da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e extensão Rural (Empaer), Luma Maldaner orienta os produtores que no período chuvoso é importante o uso na lavoura do Controle Integrado de Pragas (MIP).

Luma explica que além do MIP é necessário realizar no período das chuvas o controle e a prevenção da broca dos frutos. O engenheiro agrônomo da secretaria Municipal de Agricultura de Nova Bandeirantes, Heitor Augusto Sella, reforça a ação sobre o Manejo Integrado das Doenças que se caracterizam como a antracnose, mancha – aureolada e cercosporiose. Ele considera doenças comuns nesse período, que pode causar queda na colheita e prejuízos para o produtor rural.

Conforme Heitor, o produtor rural recebe um calendário elaborado pela secretaria chamado de “fertirrigação do café”, ou seja, os fertilizantes e as quantidades que serão aplicados a cada mês na lavoura. Essa tabela é repassada aos produtores rurais que utilizam irrigação. Ele explica que 30% das lavouras apresentam baixo nível tecnológico, sem irrigação ou tratos culturais adequados, 50% tem um nível médio e utilizam apenas a irrigação e 20% possui alto nível tecnológico.

Veja Mais:  O papel do auditor interno no combate à corrupção

De acordo com Luma, foi realizado um diagnóstico com o objetivo de caracterizar a situação atual e o nível tecnológico do setor de produção e comercialização no município, além de aprimorar os arranjos institucionais, aproximando o agricultor familiar da assistência técnica e extensão rural por meio de cursos e dias de campo. “Observamos resultados animadores, bem como o aumento das áreas cultivadas, tecnificação dos produtores em irrigação e manejo dos solos como adubação”, pontua.

O município faz parte do Programa de Revitalização da Cafeicultura no Estado de Mato Grosso (Pró-Café) desenvolvido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Agricultura Familiar e Assuntos Fundiários (Seaf) e Empaer, em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Rondônia e Embrapa agrossilvipastoril) e prefeituras municipais.

O Pró-Café tem como objetivo fomentar e fortalecer a cadeia produtiva do café nas regiões Norte e Noroeste do estado como alternativa sustentável de geração de renda para conter o desmatamento nos municípios.

Café Clonal

A produção de café clonal, uma técnica desenvolvida pela Embrapa de Rondônia está sendo implantada no Estado. A técnica consiste na reprodução da planta de café, conservando todas as características produtivas, como resistência ou tolerância ao ataque de pragas e doenças, o que facilita a formação de lavouras homogêneas de alta produtividade. Antes a produtividade era de 25 sacas/hectare, e atualmente com a implantação do café clonal e inovações tecnológicas atinge a marca de 68 sacas de café por hectare.

Veja Mais:  Escola ganha decoração de natal sustentável criada nas aulas do Prinart

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Secitec divulga calendário escolar das Escolas Técnicas em 2019

Publicado

A Secretaria de Estado de Ciência Tecnologia e Inovação (Secitec) já definiu o calendário escolar das Escolas Técnicas de Mato Grosso para o ano letivo de 2019.  As aulas, segundo a portaria nº 116/2018, devem começar no dia 11 de fevereiro e terminar no primeiro semestre no dia 16 de julho. 

De acordo com o calendário letivo de 2019, o recesso escolar será entre os dias 17 a 31 de julho. O início do segundo semestre será no dia primeiro de agosto e o término das aulas está programado para o dia 20 de dezembro. As férias de final de ano começam entre os dias 26 de dezembro a 24 de janeiro de 2020.

As datas, de acordo com a Superintendência de Educação Profissional e Superior da Secitec, foram definidas com o objetivo de cumprir, obrigatoriamente, 200 dias letivos. Os demais dias letivos serão de acordo com a necessidade da escola, curso ou reposição.

Segundo o superintendente de Educação Profissional e Superior, Joaci Conceição Silva, o calendário escolar serve para que as unidades de ensino conheçam a agenda de atividades planejadas pela Secitec, bem como para que pais e responsáveis façam acompanhamento dos seus filhos.

Feriados

Em março, não haverá aulas nos dias 04, 05 e 06. Em abril, haverá interrupção dos trabalhos no dia 19, feriado nacional de Sexta-feira Santa – Paixão de Cristo.

Veja Mais:  Unemat divulga 5ª chamada do Vestibular com matrículas para os dias 16 e 17

Para o mês de maio, está programada a paralisação dos trabalhos para o dia 1º, Dia do Trabalho. Em 20 de junho, os trabalhos serão interrompidos devido ao feriado de Corpus Christi e no dia 21 será ponto facultativo.

Em outubro, não haverá expediente no dia 28, Dia do Servidor Público. Já em novembro no dia 15 também será feriado nacional, Proclamação da República, e no dia 20 feriado estadual, Consciência Negra.

Comentários Facebook
Continue lendo

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana