conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Famosos

“Nunca deveria ter dito isso”, declara Robert Redford sobre aposentadoria

Publicado

Em entrevista concedida à revista Variety , o ator Robert Redford se mostrou arrependido sobre o anúncio de sua aposentadoria. No ocorrido, ele declarou que seu papel no longa-metragem ” The Old Man & The Gun ” seria o último de sua carreira.


Robert Redford em cena de
Divulgação

Robert Redford em cena de “The Old Man & The Gun”

Leia também: “The Old Man & The Gun” marca a despedida de Robert Redford do cinema

Durante a pré estreia do filme em Los Angeles o ator, produtor, diretor e criador do festival de Sundance  Robert Redford deixou claro o seu arrependimento diante do discurso de aposentadoria: “Eu nunca devia ter dito isso”, afirmou o ator de 82 anos.

O ator também levantou as negatividades que envolvem manifestar a vontade de colocar um ponto final em sua carreira no cinema:  “Se eu for me aposentar, deveria fazer isso de forma silenciosa. Não vou mais falar sobre isso, porque atrai muita atenção, de forma errada, para o filme”, Redford dissertou.

Uma vez questionado sobre o futuro de sua carreira e se a sua aposentadoria realmente acontecerá logo após o filme em questão ou não, Redford resolveu apostar numa resposta enigmática: “Não vou responder a isso. Quero manter o mistério vivo”, disparou o ator.

Robert Redford em “The Old Man & The Gun”


Robert Redford
Divulgação

Robert Redford

Leia também: Filme de Jane Fonda e Robert Redford é aplaudido em Veneza

Veja Mais:  Filha de Latino nega mesada do pai e diz que já consegue se sustentar

Durante o filme “The Old Man & The Gun”, Robert encarnou o simpático Forrest Tucker, um ladrão de bancos que no auge de seus 70 anos de idade foi parar na prisão cerca de 16 vezes e conseguiu escapar de trás das grades em todas as ocasiões. Apesar de seus crimes, o personagem conquista oa todos e ultrapassa as autoridades com sua esperteza.

O longa em questão, cuja data de estreia no Brasil ainda não está definida, conta com a direção de David Lowery (“Meu Amigo, o Dragão”) e é baseado na história real de Tucker. 

Leia também: Cameron Diaz e os astros de Hollywood que já se aposentaram

Em relação à leveza do filme, Robert Redford deixou claro o porquê da escolha de se envolver na produção: “Quando estamos em épocas assim, o cinema também pode te trazer algo que ponha um sorriso no rosto”.

Comentários Facebook

Famosos

Cid Moreira tem seu Instagram hackeado

Publicado

Cid Moreira
Reprodução/Instagram

Cid Moreira

Ontem o apresentador com o Boa Noite mais famoso do Brasil, Cid Moreira, que há pouco tempo se tornou um digital influencer, teve sua conta oficial do Instagram @ocidmoreira (com quase 300 mil seguidores) invadida por um hacker.

Leia também: Aos 91 anos, Cid Moreira se divide entre Brasil e EUA e vive fase instagrammer

Sua conta está temporariamente fora do ar. Cid Moreira aguarda que as devidas providências sejam tomadas pela plataforma. Estamos de olho!

Fonte: IG Gente
Comentários Facebook
Veja Mais:  Prestes a se casar, Amadeu é atingido por tiro em “A Dona do Pedaço”
Continue lendo

Famosos

Bella Thorne posta nudes nas redes sociais após ser ameaçada por hacker

Publicado

Parece que ataque hacker não acontece só lá em Brasília. A atriz Bella Thorne, ex-Disney, postou em suas redes sociais algumas fotos íntimas suas após sofrer ameaças de um hacker.

Leia também:  Juju Salimeni anuncia nas redes sociais fim do casamento com Felipe Franco

bella thorne atriz
Reprodução/ Instagram @bellathorne

Atriz Bella Thorne publicou fotos íntimas suas nas redes sociais

A atriz postou as imagens seguidas da frase. “F**-se o poder que você acha que tem sobre mim. Vou escrever sobre isso no meu próximo livro”, escreveu Bella Thorne em sua conta oficial do Twitter. A atriz compartilhou fotos em que parte de seus seios são expostos.

Juntamente com as fotos, Bella escreveu um comunicado. “Ontem, todas as minhas m** foram hackeadas. Nas últimas 24 horas venho sendo ameaçada com meus próprios nudes. Eu me sinto vigiada e sinto que uma pessoa tirou de mim algo que eu só queria como especial para uma outra pessoa ver. Ele [o hacker ] me mandou várias foto de outras celebridades e disse que não ia parar comigo”.

“Por muito tempo eu deixei homens tirarem vantagem de mim e estou cansada disso. Estou acabando com isso porque é minha decisão agora, você não tem o direito de tirar isso de mim. Posso dormir melhor esta noite, sabendo que tomei o poder de volta. Aqui estão as fotos com que ele me ameaçou, em outras palavras, aqui estão meus seios. Ah, e o FBI vai bater na sua porta em breve, se cuide”, finalizou.

Veja Mais:  HBO celebra Halloween com maratona de “Fantasmagorias”

Nos comentários da postagem, a atriz recebeu mensagens de apoio de algumas meninas que enviaram “Seja forte”, enquanto outros questionaram a veracidade da acusação “Não acredito em você, prove” escreveu um usuário.

Leia também:  Sasha confessa que se incomodava com a fama: “Minha atitude era fugir”

Bella Thorne tem 21 anos e ficou conhecida ao interpretar CeCe Jones na série do canal Disney Channel, Skate it Up. Ela também protagonizou filmes como A Babá e D.U.F.F.

Fonte: IG Gente
Comentários Facebook
Continue lendo

Famosos

Resistência da música nacional, João Rock chacoalha establishment dos festivais

Publicado

Comemorando 17 anos de estrada, a edição de 2019 do João Rock mostrou que é possível sim fazer um grande festival totalmente made in Brazil. Dessa vez a programação foi recheada por nomes já tradicionais da música nacional – o que é seu ponto positivo, é também, em paralelo, sua fraqueza para tomar fôlego no futuro.

Leia também: João Rock une rap e Nordeste e aponta rumos da música brasileira

Com um line-up consagrado atravessando quase 50 anos de história do nosso País, o João Rock teve como destaques da programação nomes como Alceu Valença, Pitty e Marcelo D2, mas já abrindo também espaço para a nova geração.

João Rock 2019
Rafael Cautella

Tomada aérea do João Rock 2019

Queda de braço de gigantes

Olhando para o mesmo modelo de vender a “experiência” que outros festivais de músicas já renomados por aqui como Lollapalooza e Rock in Rio adotam, o João Rock tem como sacada prestigiar somente produtos nacionais.

A comparação com seus primos nesse cenário é o maior desafio a ser superado. Afinal, é necessário bater de frente com lendas mundiais e atrações internacionalmente quentes para conseguir seu lugar ao sol. Isso requer muita estratégia de curadoria e logística para não fazer feio no fim do dia. Não pela falta de artistas nacionais de qualidade, é claro, mas pelo deslumbramento que bandas de fora causam por aqui. Um spoiler: a fórmula proposta tem dado certo. Mas o caminho ainda é longo.

Veja Mais:  Longe demais? “Future Man” retorna ainda mais maluca em um futuro sem filtro

Sorry, we don’t speak in english…

Rael e Emicida
Divulgação

Rael e Emicida se apresentam no palco principal do João Rock 2019

Em um cenário onde todos estão se rendendo para abrir as portas para convidados de fora, parece ser um ato de resistência valorizar o que é produzido em terras brasilis. Nada daquele português forçado falando um “o-bri-ga-dou brazil” no palco. O que é oferecido é muito mais genuíno do que isso – e a impressão é que os próprios artistas valorizam isso.

Em um dos shows de destaque da noite, o CPM22 elogiou a trajetória do evento e agradeceu por fazer parte dessa história. Remar contra a maré tem dado certo – ponto positivo para quem está por trás do evento.

Leia também: Resistência a Bolsonaro e “fogo a racistas” marcam shows de rappers no João Rock

O modelo parece ter conquistado o público também. Este ano foram 65 mil pessoas acompanhando o melhor que o bom e velho português tem a oferecer e sem deixar nada a desejar perto dos demais festivais que rolam por aqui que se sustentam na base de artistas internacionais. Não somos e nem deveríamos aceitar que nossa cultura seja coadjuvante no seu berço.

Porém, é preciso ter atenção à viabilidade no longo prazo – quando trabalhamos com artistas já consagrados, o cardápio pode se tornar repetitivo. Houve quem já tenha pontuado isso nos corredores e backstage do evento este ano dizendo que faltava novidade e obras que sejam atuais e relevantes.

Veja Mais:  Simone e Simaria falam sobre a primeira vez e assédio feminino

Próxima geração

Pitty
Divulgação

Pitty durante sua apresentação no João Rock 2019

Não que haja qualquer problema em trazer figuras já carimbadas da nossa música . Pelo contrário, são elas que endossam a força de qualquer evento. Mas é preciso ter faro para andar para o lado certo e não cair no comodismo de trazer sempre mais do mesmo.

É uma faca de dois gumes não se render à pressão de internacionalização, porém o que não falta de forma alguma no Brasil são artistas de qualidade para preencher essa necessidade. Este ano já tivemos indícios dessa atenção com o novo: BaianaSystem se apresentou no palco principal no meio de dois nomes de peso – Zeca Baleiro e Alceu Valença.

Leia também: Line-up do palco Brasil não extrapola previsibilidade no João Rock 2019

É possível manter a identidade e continuar um festival totalmente nacional, mas não sem antes encarar os desafios que esse posicionamento traz. Resta só saber se o público estará aberto a viver a pluralidade da nossa cultura ou se veremos no futuro o João Rock dependendo de nomes estrangeiros.

Fonte: IG Gente
Comentários Facebook
Continue lendo

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana