conecte-se conosco


Na Capital

O bom filho a casa torna

Publicado

Trago boas novas para a população cuiabana e, mais uma vez, o assunto é sobre o novo ciclo que estamos implantando na saúde do município.

A Empresa Cuiabana de Saúde Pública – ECS, que gere o Hospital São Benedito e irá administrar também o novo Pronto Socorro da Capital está sob nova direção: Alexandre Beloto Magalhães de Andrade será, a partir de hoje, o diretor-geral da instituição.

Especialista em Gestão Hospitalar, Beloto é um antigo conhecido da administração municipal, ele foi advogado da ECS durante o processo de fundação e atuou fortemente na criação de sua legislação. Na nossa gestão, foi controlador interno da entidade em 2017 quando foi convidado pelo governo do Estado a administrar o Hospital Metropolitano de Várzea Grande. Ele encontrou uma instituição em crise e em pouco mais de um ano, curou as principais mazelas, com uma equipe enxuta e muita competência.

Agora, ele foi convidado por mim a voltar para o local que ajudou a fundar. Alexandre Beloto retorna à Casa para contribuir com nosso projeto de humanização, modernização e fortalecimento da Empresa Cuiabana de Saúde Pública.

Agradeço toda dedicação do diretor interino Oséias Machado que com muita seriedade atuou na gestão deixando sua marca na administração da entidade. Oseias fez consideráveis ampliações, mas, principalmente, humanizou o Hospital são Benedito, contribuindo para continuasse referência em saúde no estado e com aprovação de 99% dos pacientes.

Veja Mais:  Bairro da região Sul recebe serviços do Mutirão da Limpeza

Oséias voltará para o cargo de diretor administrativo e atuará como um “braço direito” de Beloto e juntos, tenho a mais absoluta certeza de que a saúde da população cuiabana estará em excelentes mãos.

Emanuel Pinheiro – prefeito de Cuiabá

Comentários Facebook
publicidade

Na Capital

Benta Maria Barbosa da Cruz, escalada de superação e sucesso profissional

Publicado

Normal
0

21

false
false
false

PT-BR
X-NONE
X-NONE

/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-priority:99;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin-top:0cm;
mso-para-margin-right:0cm;
mso-para-margin-bottom:10.0pt;
mso-para-margin-left:0cm;
line-height:115%;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:11.0pt;
font-family:”Calibri”,”sans-serif”;
mso-ascii-font-family:Calibri;
mso-ascii-theme-font:minor-latin;
mso-hansi-font-family:Calibri;
mso-hansi-theme-font:minor-latin;
mso-fareast-language:EN-US;}

A história de Benta Maria Barbosa da Cruz na Prefeitura de Cuiabá, começa no ano de 1986, época em que Frederico Campos era o gestor da capital. Sua carreira profissional deu início aos 30 anos de idade, depois de ficar viúva e com oito filhos para criar, como relata. Ela destaca que na época, a ‘porta’ que foi aberta para que ela pudesse trabalhar foi na Secretaria de Obras Públicas onde tinha amigos que a ajudaram diante de sua situação difícil.

Sua trajetória no funcionalismo publico acabara de ser iniciada, porém, no começo, como contratada, até que em 1990 foi realizado pelo município de Cuiabá concurso público onde decidiu fazer a inscrição e estudar conseguindo assim a efetividade no cargo de serviços gerais.

Foram 27 anos trabalhando no mesmo local. Fez amigos e guardou muitas histórias, uma delas a ajuda que teve dos colegas, pois como tinha oito filhos para sustentar e recebia um salário mínimo apenas, os próprios servidores ajudavam dona Benta, como é conhecida, com atividades extras para que ela mesma pudesse aumentar a renda.

Veja Mais:  Bairro da região Sul recebe serviços do Mutirão da Limpeza

‘’Lembro-me que trabalhava um período na secretaria e em outro fazia faxina na casa dos meus colegas. Foi com este suor que consegui criar meus filhos e fazer com que eles estudassem e se graduassem’’, relembrou com orgulho.

O início da carreira na secretaria atuou como auxiliar de serviços, depois foi para a copa e, em seguida, pela simpatia e desenvoltura, acabou sendo promovida para a recepção, onde permaneceu por oito anos.

Depois passou para o almoxarifado, no controle de materiais, e ainda teve a oportunidade de ser relatora de produtividade diária. Neste tempo, só não trabalhou na oficina e no posto de gasolina, áreas constante na estrutura da pasta de Obras.

“No início, é sempre difícil entrar em um emprego, ainda mais quando não se tem experiência. Eu tinha chefe que era bem exigente e fazia com que fizéssemos um trabalho perfeito. Mas, isso foi um ponto positivo na minha vida por que me tornei perfeccionista, em todos os meus a fazeres, e perdi o medo de desafios, tanto é que qualquer lugar em que eu fui remanejada, fui sem medo e fiz um bom trabalho’’, destacou.

Em 2010, pensando na aposentaria decidiu fazer um curso de Técnico de Alimentos e também de Gastronomia. O projeto de vida, na época, era trabalhar com pessoas diabéticas e hipertensas. Porém, acabou se envolvendo em um grave acidente, ao descer de um ônibus, e com isso teve que adiar seus planos.

Veja Mais:  Programa Vida no Trânsito divulga boletim do 1º semestre de 2018

“Ainda não perdi minhas esperanças e acredito que tudo tem seu tempo. Depois que eu me aposentar pretendo colocar em prática tudo que sonhei’’, disse esperançosa.  

Atualmente, dona Benta está na Secretaria de Serviços Urbanos há quase cinco anos e desenvolve o trabalho administrativo no setor financeiro da pasta. Com 63 anos de idade e 32 anos de carreira, ainda não pensa em aposentadoria, já que, segundo ela, não conseguiria ficar em casa, então, como própria relata, “a ideia é trabalhar até quando o corpo permitir ou for aposentada compulsoriamente”.

Para a servidora, trabalhar na gestão Emanuel Pinheiro é gratificante, principalmente quando se vê a valorização do profissional servidor público, uma das marcas da atual administração.

 “Por estar tanto tempo no município, consigo ver a diferença de um gestor para o outro. Uns valorizam os servidores e outros não. Com Emanuel, desde o início, deu pra perceber que seríamos tratados com respeito”, finalizou dona Benta.

Comentários Facebook
Continue lendo

Na Capital

ATUALIZAÇÃO – Lançamento das obras da ETA Sul tem data adiada

Publicado

Marcio Silva/Arquivo AC

Clique para ampliar

A Prefeitura de Cuiabá informa que o lançamento das obras de construção da nova Estação de Tratamento de Água de Cuiabá foi adiado para a próxima quarta-feira (12). O ato estava marcado para ocorrer nesta terça-feira (11), às 9h, mas, por questão de agenda, precisou ser prorrogado para a nova data, no mesmo horário e local.

A ETA Sul integra o Sistema Sul de Abastecimento, que irá absorver os sistemas Coophema e Parque Cuiabá e abastecerá parte dos Sistemas Central e Tijucal, garantindo o equilíbrio na distribuição de água a regiões que ainda são abastecidas em regime intermitente.

A construção do Sistema Sul faz parte do projeto “Águas Cuiabá 300 Anos”, o qual prevê a aplicação, no sistema de saneamento básico do município, do valor equivalente a R$ 228 milhões – até o fim de 2019, sendo R$ 131,8 milhões para o esgotamento sanitário e R$ 96,2 milhões para o abastecimento de água. 

Serviço:

Assunto: Lançamento de obras da ETA Sul

Local: Canteiro de obras da ETA, localizado na Av. 1, s/n, Parque Geórgia (em frente ao Clube da Caixa)

Horário: 9h

Data: 12 de dezembro, quarta-feira

Importante: usar sapato fechado, sem salto.

(Texto atualizado às 16h desta segunda-feira)

 

 

 

Comentários Facebook
Veja Mais:  Sete comunidades rurais e terapêuticas serão beneficiadas pelo Consultório Itinerante
Continue lendo

Na Capital

Agentes de trânsito orientarão condutores durante interdição de trincheira

Publicado

Agentes da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) começam a ordenar o trânsito na região do Paiaguás a partir desta segunda-feira (10). A região será utilizada como desvio, em decorrência da interdição na trincheira entre as rodovias Helder Cândia (MT-010) e Emanuel Pinheiro (MT-251), que passa por obras da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra). A fim de orientar os condutores e desafogar o fluxo, as equipes atuarão em horários de pico.

A Sinfra informa trabalhar para liberar o tráfego de veículos por cima da trincheira nos próximos dias. Nesta etapa serão finalizadas: a pavimentação das pistas, que passam por dentro da trincheira, e também o futuro heliponto – área destinada exclusivamente a pouso e decolagens de helicópteros. De acordo com a Pasta, os trabalhos entraram na reta final e a obra será entregue ainda em 2018.

Comentários Facebook
Veja Mais:  Conferência de Cultura definirá rumos para o setor nos próximos 10 anos
Continue lendo

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana