conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Carros e Motos

Pai de todos os Porsche, Type 64 vai a leilão nos EUA

Publicado

Motor Show



Porsche Type 64 na garagem
Divulgação

Porsche Type 64 é o primeiro modelo da marca alemã sediada em Stuttgart, famosa pelos seus esportivos

Um Porsche Type 64 de 1939 — modelo que é conhecido como o mais antigo da marca ainda existente — será uma das atrações de um leilão da
RM Sotheby’s
que acontece em agosto, em Monterrey (EUA).

LEIA MAIS: Os 10 carros clássicos mais incríveis esquecidos em garagens

O Type 64 foi criado como uma espécie de Fusca de corrida pela equipe de Ferdinand Porsche . Projetado para participar da edição de 1939 da prova Berlim-Roma — que não aconteceu devido ao início da Segunda Guerra Mundial — usava a suspensão e o motor 1.1 dos primeiros Fusca (preparado para desenvolver 32 cv), mas com um chassi e a carroceria de alumínio feitas com tecnologia aeronáutica.

Foram produzidos apenas três exemplares do Type 64 . Mas apenas o carro que vai a leilão em agosto sobreviveu ao conflito mundial. Carro pessoal de Ferry Porsche (filho de Ferdinand e o verdadeiro pai dos Porsche esportivos) , foi o primeiro modelo a receber o logotipo Porsche e foi restaurado em 1947 por ninguém menos do que Battista Pininfarina, que ficaria famoso pelas Ferrari projetadas por seu estúdio.

LEIA MAIS:  Porsche 901 raro é restaurado e vai para o museu da fabricante, na Alemanha

Tendo servido de base para o desenvolvimento do modelo 356, em 1948, o Type 64 foi comprado pelo austríaco Otto Mathé, que se tornou o primeiro piloto a competir com um carro da Porsche . Mathé conservou o carro até a sua morte, em 1995. Dois anos depois, o exemplar foi comprado pelo também austríaco Thomas Gruber, que é considerado um dois maiores especialistas em Porsche no mundo.

Veja Mais:  Feliz aniversário, Harley-Davidson!

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook

Carros e Motos

SUV-cupê do VW Polo projetado no Brasil será global, confirma executivo

Publicado

source

Motor Show

Projeção:João Kleber do Amaral

Motor Show já havia publicado com exclusividade a chegada de um novíssimo SUV cupê derivado do Volkswagen Polo ( CONFIRA AQUI TODOS OS DETALHES ), que foi chamado internamente — e mostrado em uma apresentção á imprensa sem imagem, apenas com o código “CUV”. Agora, a fabricante acabar de confirmar que a novidade será global.

LEIA MAIS: Ford prepara novo EcoSport para 2021 com a marca chinesa Changan, diz site

“Achamos o carro muito bonito e bacana”, declarou, nesta quinta-feira (15), Ralf Brandstätter, chefe global de Operações.

Projeção:João Kleber do Amaral

O lançamento está previsto para o próximo ano, que estuda a possibilidade de fabricá-lo também na Alemanha. Assim como o Polo/Virtus, o SUV cupê será feito sobre uma variação da plataforma modular A0. Sob o capô, o responsável por impulsioná-lo será o motor 1.0 TSI associado ao câmbio automático de seis marchas para entregar 128 cv de potência. Variantes 1.4 TSI não estão descartadas.

LEIA MAIS: Segredo! VW prepara versão do VW T-Cross com jeito de cupê

Projeção:João Kleber do Amaral

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
Veja Mais:  Flagra! Novo SUV da Kia menor que o Sportage é visto antes da estreia
Continue lendo

Carros e Motos

Kia prepara nova picape média na categoria de Hilux, Ranger e S10

Publicado

source
Kia Telluride arrow-options
Newspress

Picape média da Kia poderá ter linhas baseadas no SUV Telluride mostrado em janeiro durante o Salão de Detroit (EUA)

A Kia já iniciou a etapa de projetos para uma nova picape média na mesma categoria de Chevrolet S10, Ford Ranger e Toyota Hilux ao mercado australiano, informa o site americano Cars Guide. O chefe de operações da marca no país, Damien Meredith, confirmou à publicação que o projeto incluirá versões de cabine simples e dupla, e provavelmente será um carro global.

LEIA MAIS: Jeep não terá SUV menor que o Renegade no Brasil, diz executivo

Outra fonte ligada ao grupo coreano que também inclui a Hyundai contou ao Cars Guide que o novo produto “precisa ser de interesse internacional para receber aprovação”. Dessa forma, podemos imaginar que a nova picape da Kia poderá aparecer em outros continentes, mas ainda é cedo para cravar se viria ao Brasil. Ela também não terá sua estrutura compartilhada com a compacta Santa Cruz .

LEIA MAIS: VW Tarok: nova picape deverá ser fabricada na Argentina em breve

Meredith antecipou à publicação que a Kia pretende assegurar 10% do mercado de picapes médias na Austrália com opções a gasolina e turbodiesel. Um conceito também deverá ser apresentado no segundo semestre de 2020, com mais informações sobre o que está por vir.

Veja Mais:  Veja 5 esportivos de adesivo que já foram vendidos no Brasil

Hyundai também se move

Hyundai Santa Cruz arrow-options
Divulgação

Hyundai Santa Cruz será a nova picape intermediária da marca coreana. Ainda não é certa para o Brasil

No início do ano, foi confirmada a fabricação da nova picape intermediária da Hyundai nos Estados Unidos. Baseada no conceito Santa Cruz de 2015, será vendida na mesma categoria de Fiat Toro e Renault Duster Oroch, abaixo dos modelos médios.

LEIA MAIS: Hyundai Santa Cruz tem produção confirmada nos Estados Unidos

Executivos americanos confirmam que o modelo da Hyundai será vendido exclusivamente no arranjo cabine dupla, com capacidade para levar até 5 passageiro, e caçamba que poderá ser equipada com extensores, trilhos, ganchos de amarração e outros. Quanto à sua mecânica, se as decisões não mudarem para quando virar modelo de produção, seguirá com o 2.0 turbodiesel de 190 cv (que não deverá ser oferecido fora da América do Norte), além de 1.6 turbo com 204 cv ou a 2.4 aspirado de 185 cv, ambos a gasolina.

Fonte: Cars Guide

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
Continue lendo

Carros e Motos

Veja vídeo do VW Golf GTE, o híbrido esportivo que chega em novembro

Publicado

source

O Golf GTE será o primeiro carro hibrido que a Volkswagen vai vender no Brasil e deve chegar já no mês de novembro. É um modelo esportivo que tem dois motores. Um a gasolina, 1.4, TSI turbo e um elétrico acoplado. E o motorista pode optar em usar apenas o elétrico ou somente o a combustão, lembrando que a autonomia só na bateria é de 50 quilômetros, ao custo de cerca de R$ 5.

LEIA MAIS: Quem precisa de um Golf GTE híbrido que vai custar R$ 200 mil?

A diferença do híbrido da Volkswagen com outros que são vendidos no Brasil é que a bateria pode ser carregada na tomada. Ele é um modelo plug-in. Mas o motor a combustão também carrega a bateria bem como a regeneração dos freios. Juntando os dois motores a autonomia do Golf GTE chega a 900 quilômetros, com um tanque de apenas 40 litros de gasolina.

 Trata-se de um carro esportivo e esta designação está alinhada com as siglas GTI e GTD, dois ícones da linha Golf. O motor a combustão do GTE é 1.4 com 150 cavalos de potência e o elétrico gera mais 102 cavalos, totalizando 204 cavalos. Por isso é um carro esportivo . Só com o motor elétrico o Golf GTE chega a uma velocidade de 130 quilômetros por hora, com zero de poluição.

 Quando toda a potência combinada do sistema é utilizada, o GTE vai de 0 a 100 km/h em 7.6 segundos, atingindo 222 km/h. Ainda mais significativo é o potencial de propulsão. Com a combinação dos dois motores produz um torque de 35,7 kgfm, resultando em um grande prazer de dirigir.

Veja Mais:  Renault Twizy tem potencial para solucionar problema detrânsito

LEIA MAIS: Testamos o VW Golf GTE, versão híbrida com autonomia de até 900 km

 Tudo isso é transferido para as rodas através de um câmbio automático DSG de seis marchas com aletas atrás do volante. Apesar da potência e torque, o Golf GTE é um dos carros mais eficientes do mundo em termos energéticos. A bateria precisa de 2h45 para carregar totalmente em uma tomada convencional de 220V ou em uma estação de recarga.

 O Golf GTE tem vários modos de condução. Para rodar apenas com o motor elétrico, basta acionar um botão ao lado do câmbio para entrar no e-mode. Também tem o híbrido. Ao selecionar esse modo, a tecnologia do GTE escolhe qual sistema é o mais eficiente para cada situação de uso.

LEIA MAIS: VW terá 99 unidades do Golf híbrido no Brasil, a partir do segundo semestre

O motorista não precisa fazer nada. Também tem o modo recarga, quando apenas o motor 1.4 TSI de 150 cavalos movimentará o veículo, que também mandará carga para a bateria. E o modo esportivo GTE. Nele o motor a gasolina e o motor elétrico trabalham juntos para transformar o Golf GTE em um esportivo de verdade. As potências dos dois motores são combinadas e o motorista tem 204 cavalos à disposição.

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
Continue lendo

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana