conecte-se conosco


Famosos

Patricia e Tiago Abravanel falam sobre SBT e relação com Silvio Santos

Publicado

Patrícia Abravanel e Tiago Abravanel foram os primeiros convidados da terceira temporada do ” Lady Night “, no Multishow , que vai ao ar na próxima segunda-feira (12). Em um papo descontraído com Tatá Werneck, os herdeiros de Silvio Santos falaram sobre a relação familiar e a herança do império SBT .

Leia também: Patrícia Abravanel fala sobre gravidez aos 41 anos: “Eu acho que paro por aqui”


Tiago Abravanel e Patrícia Abravanel no programa
Reprodução/ Multishow

Tiago Abravanel e Patrícia Abravanel no programa “Lady Night”, do Multishow

Antes de Tiago Abravanel entrar no palco da atração, Patrícia foi quem roubou a cena. A filha de Silvio falou sobre o pai e relembrou momentos da infância dizendo que ele não era tão presente na vida escolar dela, mas era “durão e disciplinador”: “Não é essa coisa que você vê na televisão, que tudo pode. A gente [filhos] foi super protegido, até demais”, explicou ela, que também garantiu que quando criança ela e os irmãos não tinham tudo o que queriam: “Meu pai segurava, ele conseguia não dar as coisas”.

Leia também: Tiago Abravanel fala sobre Silvio Santos: “Às vezes meu avô passa dos limites”

Ela ainda brincou ao dizer que o pai obrigava os filhos a assistirem os filmes que passavam na emissora da família. Em outro momento, Patrícia falou sobre a intimidade do pai, dizendo que ele usava uma cueca para “segurar as partes” quando fazia esteira. Apesar da descontração, ela fez questão de ressaltar que ele é participativo e conselheiro.

Veja Mais:  Munik Nunes curte “segunda lua de mel” com o marido em Cancún

Questionada sobre ficar nervosa ao gravar com o pai, Patrícia Abravanel não hesitou em dizer: “Eu fico mais nervosa pelas besteiras que ele tem falado”. Em outro momento ela ainda falou que Silvio a dirige até hoje: “Tem que fazer o que ele quer, vestir mais ou menos o que ele quer”.

O clima animado continuou com a chegada de Tiago no palco, que afirmou que a família se reune em alguns jantares na casa do avô, dizendo ser algo “muito bom”. Sobre como lidar com o sobrinho trabalhando na Globo , Patricia explicou: “Vou confessar que no momento achamos um pouquinho traidor, mas depois foi um orgulho”. 


Tiago Abravanel dá selinho em Tatá Werneck
Reprodução/ Multishow

Tiago Abravanel dá selinho em Tatá Werneck

“Eu falo que eu sou quase a ONU da televisão: um neto do Silvio Santos contratado na Globo e com relações com pessoas da Record “, disse Tiago, que se emocionou ao ser questionado se sente tão pertencente as empresas da família Abravanel como Patrícia: “Acho que menos. É difícil quando você tem oportunidades diferentes. Eu já fiz novela no SBT, talvez ninguém tenha visto, mas tudo bem”, disse ele com lágrimas escorrendo pelo rosto.

Leia também: Dono do baú em xeque! O brasileiro perdeu a paciência com Silvio Santos?

Em um quadro de perguntas e respostas cantando, Tatá Weneck perguntou se ele achava a Globo melhor do que o SBT e ele garantiu: “é uma questão salarial. Graças a Deus a Globo me dá o que o SBT não deu”. O clima descontraído prevaleceu ao longo do programa e durante uma brincadeira Tiago Abravanel e a apresentadora do “Lady Night” deram um selinho e levaram a plateia a euforia. 

Veja Mais:  O que se sabe até agora sobre a nova recaída da cantora Demi Lovato?

Comentários Facebook
publicidade

Famosos

Nathalia Dill inicia nova turnê com a peça de teatro “Fulaninha e Dona Coisa”

Publicado

Nathalia Dill divide o palco com a atriz Vila Mello na segunda temporada da peça de teatro “Fulaninha e Dona Coisa”, com direção de Daniel Herz e texto da dramaturga Noemi Marinho, que retrata através do humor as dificuldades da convivência diária entre patroa e empregada. O espetáculo, idealizado pelo produtor Eduardo Barata terá uma turnê especial por algumas cidades do Brasil com únicas apresentações ainda em São Paulo, Fortaleza, Rio Grande do Sul, Porto Alegre e Rio de Janeiro. 

Leia também: Após beijo gay, Giovanni Dopico declara: “poucas pessoas que não gostaram”


Nathalia Dill e Vila Mello no espetáculo “Fulaninha e Dona Coisa”, em cartaz no Teatro Bradesco
Divulgação/Nana Moraes

Nathalia Dill e Vila Mello no espetáculo “Fulaninha e Dona Coisa”, em cartaz no Teatro Bradesco

Com apresentação única nas cidades do Rio de Janeiro, dia 21, em São Paulo, dia 23, no Rio Grande do Sul, dia 07 de dezembro, e em Porto Alegre, dia 09 de dezembro, a peça de teatro mostra de um lado Dona Coisa (Vilma Melo), uma mulher moderna, independente, que prefere manter certa distância em suas relações, enquanto do outro está Fulaninha (Nathalia Dill), uma jovem com a cabeça cheia de sonhos que chega do interior para trabalhar como empregada doméstica e se envolve em inúmeras trapalhadas.

Os ingressos da peça já estão à venda e podem ser adquiridos nos pontos credenciados e também pela internet, os valores vão de R$ 25,00 a R$ 120, 00 reais. Os atores Daniel Herz e Leandro Castilho também estão no elenco e revezam as atuações na peça. 

Veja Mais:  “Lama dos Dias”, nova série do Canal Brasil, aborda surgimento do manguebeat

Leia também: “Annie, o musical” é um espetáculo que enche os olhos e desperta o otimismo

Exposição especial de graffiti 

O artista plástico, arquiteto, urbanista e espiritualista Gabriel Menezes – o Mena, traz para São Paulo obras que foram expostas no Museu do Louvre localizado na França. Desembarcando com uma exposição gratuita nos dias 23 e 24 de novembro, no Studio Zuhause, das 12h às 18h, o artista irá expor um acervo com diversas obras que foram pintadas em telas e impressões em vidro.


Artista plástico Mena traz para São Paulo sua exposição de graffiti
Divulgação

Artista plástico Mena traz para São Paulo sua exposição de graffiti

“Nessa exposição aqui em São Paulo, compartilharei parte das obras que fiz durante a viagem e o restante completarei com meu acervo atual. A experiência é sentir, dessa forma, a exposição terá um caráter sensorial que irá envolver todos os sentidos, bem como, o olfato, paladar, audição e principalmente a visão”. Destaca o jovem artista que finaliza: “ Sejam muito bem-vindos a conhecer minha arte que é puro amor. Venho elevar e transformar através das cores”.

Marvel e Riot Games se unem em novo projeto 


Quadrinhos do jogo League of Legends
Divulgação

Quadrinhos do jogo League of Legends

A Marvel Entertainment e a Riot Games se uniram em uma colaboração que trará histórias de League of Legends para o mundo dos quadrinhos e graphic novels. Começando com “League of Legends – Ashe: Mãe Guerreira”, uma história da origem de um dos primeiros Campeões de League of Legends –, jogadores e fãs de quadrinhos irão explorar o mundo de Runeterra e mergulhar em histórias sobre seus personagens favoritos.

Veja Mais:  MC Gui e familiares são investigados por lavagem de dinheiro e outros crimes

As edições dos quadrinos serão lançadas mensalmente em plataformas digitais a partir de 19 de dezembro, seguidas por uma graphic novel publicada pela Marvel e pela Riot em maio de 2019. O projeto conta com a estreia nos quadrinhos do escritor da Riot Games, Odin Austin Shafer, junto a obras de arte impressionantes de Nina Vakueva (HEAVY VINYL), vencedora do prêmio Russ Manning Most Promising Newcomer.

Leia também: Após relação conturbada, qual o legado da gestão Doria para a arte de rua em SP?


Peça de teatro
Divulgação

Peça de teatro “Nerina – A Ovelha Negra”, com apresentação extra no Sesc Bom Retiro

+ Teatro

O espetáculo “Nerina – A Ovelha Negra” ganhou sessão extra na próxima quarta- feira (21) às 15h.O espetáculo é o último do projeto “Erê – Mostra de Teatro para Molecada”, no Sesc Bom Retiro, que apresenta a criança negra como protagonista.

A peça de teatro  é baseada no livro do autor e cartunista italiano “Michele Iacocca”, com a companhia Maracujá Laboratório de Artes. Os ingressos estão à venda em todas as Unidades do Sesc SP e custam entre R$ 5, 00 e R$ 17,00 e crianças até 12 anos não pagam.

Comentários Facebook
Continue lendo

Famosos

O que esperar do próximo álbum do Red Hot Chili Peppers ?

Publicado

Dois anos após o lançamento do décimo primeiro trabalho, “The Getaway”(2016) , a banda californiana Red Hot Chili Peppers está de volta aos estúdios para produzir o seu novo álbum . A notícia divulgada pelo vocalista Anthony Kiedis surpreendeu os fãs pelo mundo.


Red Hot Chili Peppers
Divulgação

Red Hot Chili Peppers

Conhecida por ser uma das bandas que faz sucesso há mais de três décadas, o  Red Hot Chili Peppers é tão aclamado no Brasil que seus shows estão sempre lotados. Com um estilo musical composto principalmente por rock, mas com elementos de outros gêneros como punk, funk rock e rock psicodélico, o grupo é um ícone da música.

Leia também:Entre as drogas e o sucesso: a história do Red Hot Chili Peppers

Formada pelo vocalista Anthony Kiedis, o baixista Flea, o baterista Chad Smith e o guitarrista Josh Klinghoffer, o “RHCP”, como muitos abreviam, teve seu grande ponto de partida para o sucesso com o disco “Blood Sugar Sex Magik”. Lançado em 1991, o álbum vendeu cerca de 19 milhões de cópias em todo o mundo.

Adorados no cenário musical com seu jeito único de misturar composições sentimentais, solos de guitarras e baixos marcantes, entre seus maiores sucessos estão Californication , By the Way , Scar Tissue e Stadium Arcadium , sendo que Californication, foi um dos singles mais bem sucedido da carreira dos astros. Assim como Scar Tissue que ganhou o Prêmio Grammy 2000 de Melhor Canção Rock.

Outra prova que o Red Hot Chili Peppers é um fenômeno mundial é que seu décimo álbum de estúdio “I’m with You” (2011), foi tão bem recebido pelo público que conseguiu ficar em primeiro lugar em 18 países. Atualmente a banda possui 11 álbuns de estúdio, dois álbuns ao vivo‎, sete álbuns de compilação‎ e quatro álbuns de vídeo.

Veja Mais:  MC Gui e familiares são investigados por lavagem de dinheiro e outros crimes

O triunfo do último trabalho


Red Hot Chili Peppers
Reprodução

Red Hot Chili Peppers

O Red Hot Chili Peppers está na estrada com o álbum “The Getaway” há cerca de dois anos, desde que o mesmo chegou às lojas em 2016. Para os fãs, o trabalho é considerado um dos melhores dos últimos anos. “O último álbum é incrível… a banda consegue sempre trazer coisas novas, mas com o sentimento incrível de sempre”, conta Christhian Alencar Train, de 29 anos.

Fã da banda há 15 anos, Christhian conta que um dos fatores que faz com que o trabalho seja um dos melhores até hoje é que Josh está mais íntimo com a banda, fato que fica nítido ao comparar as primeiras apresentações do músico. “Cada álbum tem sua diferença. Penso que o Josh está cada vez mais entrosado e livre para criar”. Ele também ressalta que “Anthony está cada vez mais sentimental” e que Flea é um gênio.

Josh Klinghoffer substituiu nada mais que o icônico guitarrista John Frusciante, músico que participou de 5 álbuns, incluindo os grandes sucessos “Blood Sugar Sex Magik” e “Californication”. Fabiano Minuzzi, de 20 anos, também tem grandes expectativas com o guitarrista. “Eu espero um trabalho com o Josh ainda mais solto porque ele se mostrou impecável nos últimos shows da turnê”.

Fabiano que afirma não gostar de analisar a banda por trabalhos anteriores, mesmo assim confessa que o último álbum dos caras foi surpreendente. “A cada álbum os membros da banda estão em um momento diferente das suas vidas e isso é refletido nas músicas, então, analisando o ‘The Getaway’ exclusivamente, achei ótimo! Tem um funk na faixa-título, um hit em Dark Necessites , uma música dançante em Go Robot , uma melódica em Encore , enfim… tem música para agradar a todos nele”.

Veja Mais:  Munik Nunes curte “segunda lua de mel” com o marido em Cancún

O que esperar do novo álbum do Red Hot Chilli Peppers


Red Hot Chili Peppers
Divulgação

Red Hot Chili Peppers

Para um fã, certamente, uma das melhores sensações sempre é a de esperar um novo álbum e alguns ficam com uma tremenda ansiedade para o novo trabalho. Christhian Alencar ressalta que a banda se reinventa a cada álbum e é sempre emocionante ver os novos trabalhos. “Quando se trata da banda, eu sei que minhas expectativas com certeza não chegarão ao alcance do que o álbum realmente trará”, conta.

Já Fabiano Minuzzi, que é dono da página “Anthony Kiedis – Brasil”, explica que já estava esperando pelo novo álbum, mas que a confirmação do vocalista o deixou surpreso. “Eles estão com muita sede de continuar fazendo música. Eu realmente não esperava que eles fossem lançar algo já tão próximo”. O intervalo desse projeto será o menor entre dois discos da banda desde “Californication” e “By The Way”, que tiveram uma pausa de 3 anos, tendo sido lançados em 1999 e 2002.


Red Hot Chili Peppers
Divulgação

Red Hot Chili Peppers

O lançamento do novo disco ainda não tem data marcada, contudo, os músicos afirmaram que será em 2019. Fabiano acredita que o momento está propicio para as novas músicas da banda. “Algumas bandas como Foo Fighters e Queens Of The Stone Age lançaram álbuns recentemente e o rock tem tido uma força maior do que há alguns anos, então, acredito que o momento seja bom sim, o gênero está voltando a estar em alta”.

Veja Mais:  Ex-namorada de Eduardo Costa coloca cantor na Justiça para reajustar pensão

Leia também: Nem direita, nem esquerda! O rock é um movimento de resistência

Em tempos radicais como os de hoje, os amantes de Red Hot Chilli Peppers afirmam que certamente o novo álbum será melhor que o anterior! “Com certeza terão letras com amor, Califórnia, algumas tristezas, aquelas que levantam até defunto e assim vai. É difícil prever algo, pois quero ser surpreendido”, expõe Christhian.

Já para Minuzzi o Red Hot Chili Peppers conseguirá trazer novidades com a mesma essência de costume. “Acredito que vai ter algo sobre a Califórnia, bom, sempre tem. rs! As letras do Anthony Kiedis a primeira vista não tem muito sentido, mas há sempre vivências dele em relacionamentos, com a banda, algum acontecido deles e coisas divertidas e alegres. Espero sempre o melhor”.

Fabiano também ressalta que os últimos acontecimentos prosperam a favor da banda. “O momento da banda está diferente, os caras já confirmaram shows na Oceania em fevereiro e março do ano que vem, então, me parecem estar mais inspirados e doidos pra fazer música do que antes do lançamento do último álbum. Vão arrebentar, com certeza”.

O fato é que após tantos anos, o  Red Hot Chili Peppers sabe muito bem como impressionar quando ninguém espera e não há dúvidas que o trabalho será imprescindível. Seja na questão de sonoridade, melodia ou letras, a banda provavelmente dará aquilo que faz de melhor: um ótimo som!

Comentários Facebook
Continue lendo

Famosos

Peça promove oposição entre dúvida e fé no contexto de uma história de amor

Publicado

A ideia de promover o embate entre fé e dúvida pela ótica de uma relação amorosa, ou pela memória fraturada de uma, é a matéria prima da peça “Hard Love” (2003) do isralense Motti Lerner que ganha montagem dirigida por Einat Falbel em São Paulo.

Leia também: Companhia Paralela apresenta peça que dá força ao teatro musical independente


Peça
Divulgação

Peça “Amor Profano” promove oposição entre dúvida e fé de uma história de amor

Em  “ Amor Profano ”, Marcello Airoldi vive Zvi e  Vivianne Pasmanter  dá vida a Hanna. Eles não se veem há 20 anos. Esse encontro cheio de palavras não ditas, olhares desviados e tensão ganha contornos ainda mais tensos pela utraortodoxia judaica dela em oposição ao espírito livre dele. São os mesmos problemas que motivaram o traumático divórcio tanto tempo atrás e que a  peça  tangencia pelas lembranças que eles ensejam entre uma afronta e outra.

Leia também: Pura emoção! Confira espetáculos que gostaríamos de ver nos palcos de São Paulo

O encontro tem como objetivo discutir o interesse amoroso do filho dele pela filha dela. Os filhos deles começaram a namorar por alguma artimanha do destino e isso, claro, incomoda Hanna que teme pela repetição da história. Naquele temor, para Zvi, que agora é um escritor que exorciza seus fantasmas em seus romances, Hanna revela seu desejo latente por ele e a insatisfação com o rumo de sua vida.

Veja Mais:  Banda Titãs lança ópera rock e defende liberdade de silenciar na política

Os 80 minutos da peça, que tem uma cenografia discreta, se apoiam essencialmente nos dois atores e nos diálogos complexos que tanto revelam quanto escondem da natureza daqueles dois personagens que se colocam nas trincheiras da dúvida e fé.



Divulgação

“Amor Profano” promove oposição entre dúvida e fé no contexto de uma história de amor

O público é desafiado a entender os personagens e tentar encontrar um denominador comum para seus problemas: “Quem sou eu sem Deus?”, no caso de Hanna, e “Quem sou eu a serviço de Deus?”, no caso de Zvi.

A princípio pode parecer mais aderente a posição de Zvi, mas como o desenrolar da estória demonstra, a dúvida pode ser uma tormenta tão ceifadora quanto a fé. Outro elemento a abastecer a inquietação do público diz respeito à maneira como Deus é abordado nessa trágica historia de amor, como um terceiro vértice de um triangulo amoroso. Essa percepção se consolida especialmente na segunda e última cena da peça.  

A química de Airoldi e Pasmanter, entre eles e com seus personagens, é algo especialmente notável. Vivianne Pasmanter, em particular, demonstra toda a sua categoria como intérprete ao investir na economia de gestos e olhares, sem perder de vista a intensidade de uma mulher que esconde toda a sua vulnerabilidade em uma postura abrutalhada e refratária. É curioso como o cabelo da atriz, quando é descoberto em dois momentos capitais, brilha na cor de fogo como se queimasse toda uma insegurança que paralisasse sua personagem até então.

Veja Mais:  Helena Ignez brinda o fracasso do capitalismo em “A Moça do Calendário”

Leia também: Prêmio Bibi Ferreira emociona e destaca a importância do teatro brasileiro

A agudeza de Airoldi veste bem o desatino de Zvi, perdido entre a ânsia de reparação com seu passado e o desejo de viver um amor que corre o risco de estar confinado para sempre à fantasia.

“Amor Profano” é o tipo de  peça  que suscita bons debates que extrapolam os limites projetados pelo texto de Lerner e alcança, por meio de dois grandes atores, o âmago daqueles dispostos a reverberar essa distinta qualidade.  

Serviço

Amor Profano

Direção: Einat Falbel

Texto: Motti Lerner

Elenco: Vivianne Pasmanter e Marcello Airoldi

Teatro Vivo

Sex (20h), sáb (21h) e Dom (19h)

Comentários Facebook
Continue lendo

Colunista

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana