conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Policia Federal

PF combate repasses indevidos a agentes públicos em Goiás

Publicado

Goiânia/GO – A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira (6/12) a Operação Confraria, desdobramento da Operação Cash Delivery, com objetivo de desarticular organização criminosa voltada para cobrança, recebimento e ocultação de valores indevidos no âmbito da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Goiás – CODEGO.

Cerca de 50 policiais federais estão cumprindo 10 mandados de busca e apreensão e 4 mandados de prisão temporária, além de sequestros de imóveis, nas cidades de Goiânia/GO, Caldas Novas/GO, Aruanã/GO, Brasília/DF e Búzios/RJ, todos expedidos pela 11ª Vara da Justiça Federal em Goiânia.

Os investigados foram indiciados pelos crimes de lavagem de dinheiro, associação criminosa e corrupção.

O nome da operação faz alusão às frequentes reuniões entre os investigados, com o fim de planejarem as atividades ilícitas.

 

Comunicação Social da Polícia Federal em Goiás

cs.srgo@dpf.gov.br | www.pf.gov.br

Contato: (62) 3240-9607 (62) 99190-1618

Comentários Facebook
Veja Mais:  PF apreende cerca de 3 kg de cocaína no Aeroporto de SP

Policia Federal

PF prende seis pessoas com 76 kg de cocaína em Natal/RN

Publicado

Natal/RN – A Polícia Federal, com apoio do Batalhão de Operações Especiais (BOPE), realizou na manhã de hoje, 16/01, em Parnamirim, Região Metropolitana de Natal, a prisão em flagrante de seis pessoas, com idades entre 21 e 39 anos, acusadas de tráfico de drogas.

Os detidos são cinco potiguares e um brasiliense, dentre eles, uma estudante de direito de uma faculdade de Natal. Com eles, os policiais encontraram 76,111 kg de cocaína. A droga estava camuflada no banco traseiro de um carro e no interior de uma casa.

A ação teve início quando a Polícia Federal recebeu informações dando conta de uma intensa movimentação suspeita em uma residência localizada em Emaús. Uma equipe se deslocou até o local e instantes depois chegou até aos suspeitos que não reagiram ao serem abordados.

Além de 73 tabletes da droga, foram apreendidos ainda, três radiocomunicadores (HT´s), duas pistolas cal. 380, quatro veículos, sendo dois de luxo, celulares e uma pequena quantidade de dinheiro.

Os presos foram indiciados com base na Lei de Entorpecentes e se condenados podem pegar de 5 a 15 anos de reclusão. Eles permanecem custodiados na sede da PF, à disposição da Justiça.

Esta foi a primeira apreensão de cocaína realizada pela PF este ano no RN. Em 2018, o total apreendido no estado somente pela Polícia Federal alcançou o total de 1,67 ton.

Veja Mais:  PF apreende cerca de 3 kg de cocaína no Aeroporto de SP

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Rio Grande do Norte
cs.srrn@dpf.gov.br | @pfnorn | www.pf.gov.br
(84) 3204.5588

Comentários Facebook
Continue lendo

Policia Federal

Polícia Federal combate fraude no comércio de veículos em GO e no DF

Publicado

Goiânia/GO – A Polícia Federal deflagrou hoje, 17, a Operação Cosplay*, com o objetivo de combater crimes de falsidade ideológica e de lavagem de dinheiro envolvendo a compra e venda de veículos usados no Estado de Goiás e no Distrito Federal.

Cerca de 120 Policiais Federais estão cumprindo 31 mandados de busca e apreensão nas cidades de Águas Lindas de Goiás/GO, Valparaíso/GO, Brasília/DF, Brazlândia/DF, Ceilândia/DF, Guará/DF, Paranoá/DF, Recanto das Emas/DF, Riacho Fundo I/DF, Samambaia/DF, Sobradinho/DF, Taguatinga/DF, Vicente Pires/DF, Taquari/DF e duas medidas cautelares de sequestro de veículos e de bloqueio administrativo junto ao DETRAN, além das quebras dos sigilos bancários e fiscais dos envolvidos.

Durante as investigações, constatou-se a movimentação bancária de empresas fictícias em nome de “laranjas” que cediam seus nomes mediante pagamento para serem utilizados nas atividades empresariais fraudulentas. Também foi constatada a ocultação de patrimônio através de registros de propriedades de veículos automotores em nome de “laranjas” junto ao órgão de trânsito, praticando o crime de lavagem de dinheiro através do comércio de veículos usados.

O principal investigado foi preso em flagrante pela Polícia Federal em outubro de 2017 por receptação de cargas de 72 TVs roubadas e, além disso, foram descobertas fortes evidências de que o mesmo teria envolvimento com a prática de falsidade ideológica, movimentando contas bancárias em nome de terceiros, além de gerir empresas fictícias.

Veja Mais:  PF combate a compra de votos e fraude previdenciária em Roraima

Os investigados responderão pelos crimes de falsidade ideológica e de lavagem dinheiro, com penas que podem chegar a 10 anos de reclusão.

*O nome é uma referência ao termo da língua inglesa COSPLAY, que designa a representação de personagem com a utilização do vestuário que lhe caracteriza e deu nome à operação em referência à utilização de “laranjas” para ocultarem as verdadeiras identidades.

 

Não será realizada coletiva de imprensa.

 

Setor de Comunicação Social da PF em Goiás
cs.srgo@dpf.gov.br | www.pf.gov.br
(62) 3240-9607 (62) 99190-1618

Comentários Facebook
Continue lendo

Policia Federal

Operação Vintena reprime esquema de contrabando de cigarros

Publicado

Piracicaba/SP –  A Polícia Federal deflagrou hoje (16/1) a Operação Vintena, para desarticular esquema criminoso de cigarros contrabandeados, em São Paulo.

Policiais federais deram cumprimento a 11 mandados de prisão preventiva e a 19 mandados de busca e apreensão, nos municípios paulistas  de Piracicaba, Rio Claro e Brotas. Das onze pessoas que tiveram a prisão preventiva decretada, três já se encontram recolhidas no sistema prisional em decorrência de prisão em flagrante.

 

A investigação teve início em janeiro de 2018. Durante esse período foram apreendidos 35.014 pacotes de cigarros, ou seja, 350.140 maços. Foram lavradas vinte prisões em flagrante delito e apreendidos treze automóveis e um caminhão.
Os cigarros contrabandeados do Paraguai eram comercializados na região de Piracicaba e Rio Claro por duas organizações criminosas dedicadas à prática reiterada e intensa da aquisição, transporte, guarda e distribuição de cigarros de procedência estrangeira, introduzidos clandestinamente no país.
Os presos serão recolhidos no CDP de Piracicaba, à disposição da Justiça Federal de Piracicaba. Eles serão indiciados pelos crimes de organização criminosa, com pena de três a oito anos de reclusão, e contrabando, com pena de dois a cinco anos de reclusão, para cada ocorrência.
Comunicação Social Piracicaba/SP
Contato: (19) 3301 5203

 

 

Comentários Facebook
Veja Mais:  PF apreende cerca de 3 kg de cocaína no Aeroporto de SP
Continue lendo

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana