conecte-se conosco


Policia Federal

PF investiga esquema de extração clandestina de manganês

Publicado

Belém/PA – A Polícia Federal deflagrou hoje (6/11) a Operação Migrador, com o objetivo de desarticular grupo criminoso responsável pela extração clandestina de manganês, nos estados do Pará, da Bahia e do Espírito Santo. De acordo com levantamentos preliminares realizados, a quantidade de manganês extraída, assim como os prejuízos causados pela extração clandestina decorrentes do não pagamento de tributos, e ainda os danos ambientais provocados, causaram prejuízos da ordem de aproximadamente R$ 87 milhões.

Policiais federais cumprem 111 mandados judiciais expedidos pela 2ª Vara da Justiça Federal de Marabá/PA. São 24 mandados de prisão preventiva, 29 mandados de busca e apreensão, 52 mandados judiciais de bloqueio de contas bancarias e sequestro de bens e 6 ordens judiciais de suspensão das atividades econômicas das empresas investigadas. Os mandados de prisão e de busca e apreensão estão sendo cumpridos nas cidades de Marabá/PA, Parauapebas/PA, Curionópolis/PA, Eldorado dos Carajás/PA, Canaã dos Carajás/PA, Salvador/BA e Vila Velha/ES.

As investigações tiveram início no ano de 2015, após a deflagração da Operação Buriti-Sereno. Com a análise dos documentos e informações coletadas, além de diversas ações investigativas realizadas, constatou-se que existe na região uma verdadeira ação articulada de pessoas e empresas para extração, beneficiamento, transporte e exportação de minério, através da falsificação de documentos públicos e fiscais, com o intuito de dar aparência de licitude a atividade criminosa.

Veja Mais:  PF investiga fraudadores de abono salarial em Minas Gerais

As diligências apontam que um grupo de empresas e pessoas físicas vem de forma reiterada usurpando minério de manganês extraído, sem autorização dos órgãos competentes, nas regiões conhecidas como Vila União, em Marabá/PA e nas serras do Buriti e Sereno, localizadas entre os municípios de Curionópolis/PA e Parauapebas/PA.

Os investigados responderão pelos crimes de usurpação de bens da união, associação criminosa, corrupção ativa e passiva, falsidade ideológica e uso de documento falso. Ao todo as penas pelos crimes investigados podem alcançar mais de 30 anos. Os presos serão encaminhados aos presídios das cidades de Marabá/PA, Salvador/BA e Vila Velha/ES, onde ficarão à disposição da Justiça Federal.

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Pará

Telefone: (91)3214 8029

cs.srpa@dpf.gov.br

*O nome da operação migrador é uma alusão à citação bíblica do livro de Joel, Cap. I, Versículos III a IV que fala do gafanhoto migrador, que após assolar determinada região se muda para outros campos.

Comentários Facebook
publicidade

Policia Federal

PF desarticula grupo criminoso que agia em sete estados da federação

Publicado

Curitiba/PR – A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (20/11) a Operação Pregadura, cujo objetivo principal é reprimir crimes cometidos por indivíduos que ocupam posições de liderança na estrutura de rede de uma facção criminosa que atua dentro e fora de estabelecimentos prisionais no país.

Foram cumpridos 10 mandados de busca e apreensão e 31 mandados de prisão e preventiva, em cidades nos estados de Rondônia (Porto Velho), Rio Grande do Norte (Mossoró), Roraima (Boa Vista), Minas Gerais (Uberaba), Mato Grande do Sul (Dourados e Campo Grande), Paraná (Londrina, Cambará, Curitiba, Araucária, São José dos Pinhais e Piraquara) e São Paulo (Presidente Bernardes, Presidente Venceslau, Lins, Mairiporã, Ubatuba e São Paulo). As ordens judicias foram deferidas pela Vara Criminal de Piraquara/PR.

O grupo identificado era responsável por comandar as ações da facção em todos os estados do país, autorizando o ataque a agentes públicos, crimes de tortura, rebeliões e compra e venda de armas de fogo para a prática de crimes. As decisões partiam normalmente de dentro da Penitenciária Estadual de Piraquara, no Paraná, e eram difundidas através de uso de telefones celulares e aplicativos de comunicação. Nas unidades prisionais em que as ordens não entravam com uso destes meios de comunicação, eram utilizados bilhetes encaminhados por meio de visitantes.

Os investigados responderão pelos crimes de organização criminosa, associação para o tráfico de drogas e o comércio ilegal de drogas, tráfico de armas, tortura e homicídios.

Veja Mais:  PF solicita prorrogação da investigação sobre ataque em Juiz de Fora

O nome da operação policial faz referência à jogada de xadrez que tem por objetivo impedir a movimentação de peças do adversário em uma partida.

Será concedida entrevista coletiva, na sede da Polícia Federal em Curitiba/PR, às 15 horas.

 

Comunicação Social da Polícia Federal em Curitiba-PR

Telefone: 41-3251-7809

cs.srpr@dpf.gov.br

Comentários Facebook
Continue lendo

Policia Federal

PF desarticula esquema de facilitação de entrada de estrangeiros no Brasil

Publicado

Corumbá/MS –  A Polícia Federal deflagrou nesta manhã (20/11) a Operação Caronte, para desarticular um esquema criminoso que ocorria no posto de controle migratório (Posto Esdras) em Corumbá/MS. A ação delituosa foi estabelecida por “empresas de turismo” que vendiam um “pacote” aos estrangeiros que desejavam entrar no País cobrando, além do transporte até São Paulo, taxas para não precisar passar pela fiscalização imigratória.

Cerca de 30 policiais federais deram cumprimento a cinco mandados de prisão preventiva e seis mandados de busca e apreensão.

A prática criminosa consistia no desvio de documentos de imigração (conhecidos como “tarjetas”), os quais eram entregues aos despachantes que vendiam no “pacote” aos estrangeiros que desejavam entrar irregularmente no País. Após essa fase, os documentos eram inseridos nos sistemas de controle, burlando totalmente as regras estabelecidas, permitindo com que indivíduos ingressassem sem qualquer tipo de fiscalização.

O estratagema criminoso era composto por despachantes das “empresas de turismo”, contudo tinha a participação de um policial federal, um servidor administrativo e um contratado da PF, os quais facilitavam a entrada irregular dos estrangeiros. Os valores cobrados diferiam por migrantes, sendo que, inclusive, estrangeiros com impedimento ou com multa vigente tinham seus registros adulterados, de forma a permitir o ingresso em território nacional.

Será concedida coletiva à imprensa, às 10h, na Delegacia da Polícia Federal em Corumbá/MS, com maiores detalhes da operação.

Veja Mais:  PF apreende drogas, munições e dinheiro em embarcação no Rio Solimões

Comunicação Social da Polícia Federal em Corumbá /MS

Contato: (67) 3234-7800

 

*** A Operação foi batizada de Caronte, pois esse personagem mitológico era um barqueiro que somente atravessava as pessoas para outro plano mediante o pagamento de uma moeda, em alusão à corrupção praticada para permitir acesso ao território nacional.

Comentários Facebook
Continue lendo

Policia Federal

PF e PMPE prendem homem por tráfico de drogas

Publicado

Recife/PE – A Polícia Federal, em ação conjunta com a Polícia Militar (15º BPM – Belo Jardim/PE), conseguiu prender na segunda-feira (19/11) um homem, de 25 anos, que estava transportando droga.

A prisão aconteceu em virtude de informações repassadas pela PF para PMPE, dando conta de que um suspeito estaria saindo numa lotação, oriunda de São Bento do Una/PE com destino à Caruaru/PE, transportando uma certa quantidade de maconha. De posse dessas informações, os militares fizeram uma barreira policial na BR 180, próximo ao município de Belo Jardim/PE. Após os militares perceberem a aproximação do veículo, foi determinada a sua parada. Os policiais fizeram uma busca no interior da lotação e encontraram uma sacola contendo dez pacotes de maconha, que totalizou um peso bruto de 10 kg.

O preso foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Federal em Caruaru/PE, onde foi autuado pelo tráfico de entorpecentes, cujas penas variam de 5 a 15 anos de reclusão.

 

Comunicação Social da Polícia Federal em Pernambuco

Contato: (81) 2137-4076

Comentários Facebook
Veja Mais:  PF apreende munições no Oiapoque
Continue lendo

Colunista

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana