conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Policia Federal

PF investiga grupo criminoso especializado no desvio de recursos públicos

Publicado

São Paulo/SP – A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira (13/12), a Operação Trato Feito, para investigar uma organização criminosa voltada para o desvio de recursos públicos em contratos firmados com o Município de Mauá, na grande São Paulo. A investigação é um desdobramento da Operação Prato Feito, deflagrada em maio deste ano.

Cerca de 234 policiais federais cumprem 2 mandados de prisão preventiva e 54 mandados de busca e apreensão, no estado de São Paulo, e em um Município no Espírito Santo. Dois agentes públicos foram afastados, um contrato com suspeita de fraude foi suspenso e nove empresas foram proibidas judicialmente de contratar com a Administração Pública. Todas as medidas foram decretadas, a pedido da PF, pelo Tribunal Regional Federal da 3ª Região.

O inquérito policial foi instaurado a partir de informações trazidas aos investigadores durante a análise do material apreendido na Operação Prato Feito, que apontavam oito crimes, além dos que estavam sendo apurados. Os novos elementos trazidos aos autos indicam um esquema em que nove empresas pagavam vantagens ilícitas a agentes públicos e políticos para a compra de apoio na Câmara Municipal de Mauá, sobretudo para a obtenção de contratos superfaturados.

A Operação Prato Feito investigou o desvio de recursos públicos em contratos de diversos municípios, sobretudo aqueles destinados à merenda, uniformes e material escolar.

Os investigados responderão, na medida de suas condutas, pelos crimes de organização criminosa, fraude a licitações e corrupção ativa e passiva, com penas de 1 a 12 anos de prisão.

Veja Mais:  PF prende homem que recebeu droga enviada pelo correio

Haverá entrevista coletiva, às 11h, no auditório da Superintendência Regional da Polícia Federal em São Paulo, localizado na Rua Hugo D’Antola, 95 – Lapa de Baixo.

 

Comunicação Social da Polícia Federal em São Paulo

Contato: (11) 3538-5013

Comentários Facebook

Policia Federal

PF combate furto de veículos e carga em Minas Gerais

Publicado

Belo Horizonte/MG – Na manhã de hoje, 21/3, a Polícia Federal, com o apoio da Polícia Militar de Minas Gerais, deflagrou a Operação “Carga Suja II”, com o objetivo de desmantelar associação criminosa que atuava no furto/roubo de cargas e veículos na região de Congonhas e Conselheiro Lafaiete/MG.

Foram cumpridos três mandados judiciais de prisão preventiva e sete de busca e apreensão, além do bloqueio das contas bancárias dos investigados.

Os investigados responderão pelos crimes de furto qualificado e associação criminosa, cujas penas podem superar 10 anos de reclusão.

 

Fonte: Polícia Federal
Comentários Facebook
Veja Mais:  Operação Vintena reprime esquema de contrabando de cigarros
Continue lendo

Policia Federal

Operação Big Jhow investiga esquema de moeda falsa pelas redes sociais

Publicado

Cachoeiro de Itapemirim/ES – A Polícia Federal cumpriu na manhã de hoje (13/3) um mandado de prisão preventiva e dois mandados de busca (um deles em Ponta Porã/MS), relacionados à venda de moeda falsa via Facebook, Whatsapp e outras mídias sociais.

O principal investigado utilizava as redes sociais para anunciar a venda de moeda falsa. Ele já havia sido preso anteriormente pela Polícia Federal devido à prática do mesmo tipo de delito e responde a ação penal perante a Seção Judiciária de Cachoeiro de Itapemirim. Foram colhidos diversos elementos de prova indicando que, mesmo após ser solto sob liberdade provisória e respondendo a ação penal, o investigado continuava praticando o comércio de moeda falsa.

Foram apreendidos documentos e equipamentos de informática, que serão analisados a fim de apurar a identidade de todos os que adquiriram cédulas falsas do investigado.

Ao crime em questão é cominada pena de reclusão de 03 a 12 anos (art. 289 do Código Penal).

Fonte: Polícia Federal
Comentários Facebook
Veja Mais:  Operação Roda Livre desarticula esquema de roubos de tratores no Paraná
Continue lendo

Policia Federal

Operação Xeque-Mate III investiga organização criminosa responsável por fraudes em contratos de coleta de lixo na PB

Publicado

Cabedelo/PB – A Polícia Federal e o GAECO/MP/PB, com o auxílio da Controladoria Geral da União, deflagraram hoje (22/3) a terceira fase da Operação Xeque-Mate, com objetivo de desarticular a vertente financeira da organização criminosa que foi objeto de medidas judiciais na primeira e segunda fases da operação.

A operação contou com a participação de 65 policiais federais, sendo realizado o cumprimento de 11 mandados de busca e apreensão, nas residências dos investigados, nos Estados da Paraíba e Rio Grande do Norte, bem como 1 mandado de prisão preventiva. Foram sequestrados 20 imóveis dos investigados, avaliados em mais de R$ 6 milhões. As ordens foram expedidas pela 1ª Vara Criminal da Justiça Estadual de Cabedelo/PB.

O cumprimento das medidas de busca e apreensão e prisão preventiva tem por objetivo inibir esquema de corrupção e fraudes licitatórias referentes aos contratos de manejo de resíduos sólidos (coleta de lixo) da Prefeitura de Cabedelo/PB. Os contratos investigados superam a quantia de R$ 42 milhões.

CRIMES INVESTIGADOS

Os investigados responderão pelos crimes de formação de organização criminosa, lavagem de dinheiro, corrupção ativa e fraude licitatória, cuja penas, somadas, poderão chegar a mais de 30 anos de reclusão.

Será concedida entrevista coletiva conjunta entre PF e GAECO/MP/PB às 10h, na sede da Polícia Federal, localizada em Ponta de Campina, Cabedelo/PB.

Comunicação Social da Polícia Federal na ParaíbaContatos: cs.srpb@dpf.gov.br (83) 99184-9632 (83) 3269 – 9422

Veja Mais:  Operação Dolos investiga fraudes para liberação de benefícios irregulares

Fonte: Polícia Federal
Comentários Facebook
Continue lendo

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana