conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Policial

PM apreende armas e munições na área rural de Araguaiana e suspeitos são procurados

Publicado

Armas, munições e acessórios estavam dentro de barraco

PM apreende armas e munições na área rural de Araguaiana e suspeitos são procurados

A | A

Na tarde desta quarta-feira (14.08), policiais militares, em ação operacional na área rural de Araguaiana (a 563 quilômetros de Cuiabá), apreenderam duas armas de fogo, munições e acessórios.

Os militares foram informados da ação de três homens que estariam em um veículo preto, ameaçando moradores na região de ‘Bacaba’. As armas, uma espingarda de calibre .22, com sete munições, uma luneta, um revólver calibre 38, com seis munições, além de duas gandolas camufladas, estavam dentro de um barraco.

O material foi apreendido e encaminhado à delegacia da cidade e diligências continuam na busca dos suspeitos.

Comentários Facebook
Veja Mais:  Polícia Civil prende cinco por latrocínio de motorista de aplicativo
publicidade

Policial

Polícias Civil e Militar cumprem 17 mandados contra facção criminosa em Juína

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Dezessete mandados judiciais foram cumpridos, na manhã desta quarta-feira (11.12), no município de Juína (735 km a Noroeste de Cuiabá), na operação “Morfeu” deflagrada pelas forças de Segurança Pública. A ação está inserida no planejamento de final de ano com objetivo de garantia a ordem pública e coibir a criminalidade na região.

O trabalho conjunto, realizado pela Polícia Judiciária Civil e Polícia Militar, resultou na prisão em flagrante de seis pessoas, e na apreensão de drogas, arma de fogo, sendo um revólver calibre 38, cinco munições, dinheiro e motocicletas. 

Foram cumpridos simultaneamente dez ordens de busca e apreensão domiciliar e sete pedidos de prisões, em desfavor de suspeitos de integrarem uma facção criminosa atuante na região, apontada como a responsável por cometer diversos crimes como homicídios e tráfico de drogas.

Durante diligências investigativas conduzidas pela Polícia Civil de Juína, visando a apuração de ocorrências bem como a desarticulação da quadrilha instalada na cidade, foi possível fazer mapeamentos dos locais alvos, levando assim a identificação dos envolvidos.

Diante dos indícios de práticas criminosas, foi representado pelos mandados judiciais de prisão e busca e apreensão em desfavor dos investigados, deferidos pela Justiça, e cumpridos na quarta-feira (11). 

Todos os suspeitos presos foram encaminhados para Delegacia de Polícia de Juína, junto com os materiais apreendidos. Os conduzidos foram interrogados e autuados em flagrante por tráfico de drogas, associação para o tráfico, posse irregular de arma de fogo e munições e receptação.

Veja Mais:  Ação integrada busca manter redução de crimes e foca no trânsito no interior

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Polícia Civil prende líder de grupo criminoso responsável por roubo em Várzea Grande

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Um criminoso apontado como líder de um grupo especializado em roubos foi preso, nesta quarta-feira (11.12), durante investigações da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Várzea Grande (Derf-VG). Augusto Pereira Deodato Correia, conhecido como “Guto”, também seria o responsável pela guarda das armas utilizadas nos crimes.

Após ser detido, o suspeito foi autuado em flagrante pelos crimes de associação criminosa armada, posse de munições de uso restrito e de uso permitido, desobediência e resistência.

As investigações iniciaram após a Derf-VG receber denúncia anônima sobre integrante de uma associação criminosa atuante em crimes de roubo a residências e empresas de Várzea Grande. Segundo as informações, o grupo estaria reunido na casa de um dos líderes (Guto), onde planejariam um novo roubo a empresa, na região central de Várzea Grande.

Ainda segundo as informações, o suspeito seria o responsável pela guarda do armamento e munições utilizadas pelos criminosos nos roubos.

De acordo com as investigações da Derf-VG, o grupo coordenado por Guto, foi responsável por uma ssalto ocorrido no dia 02 de dezembro em uma residência no bairro Asa Branca. Na ocasião, as vítimas conversam na porta de casa, quando foram abordados por quatro suspeitos que desceram de um veículo em posse de um revólver calibre 38.

Após serem rendidas, as vítimas foram amarradas e ficaram sob a mira de arma de fogo, enquanto os assaltantes subtraíram aparelhos celulares, dinheiro, televisão, além de uma pistola e munições .40 e um veículo Volkswagen Gol de propriedade da vítima.

Veja Mais:  Mulheres são detidas após escaner apontar drogas no corpo ao tentar entrar no presídio da Mata Grande

Com base nas apurações, a equipe da Derf-VG realizou o monitoramento do suspeito flagrando o momento em que ele empreendeu fuga em um veículo de cor escura. Para tentar escapar da ação policial, o investigado embrenhou em uma região necessário pedido de apoio para realizar a prisão do suspeito, que no momento da abordagem tentou resistir a prisão.

Em continuidade das diligências, os policiais seguiram até a residência investigada, onde apreenderam 05 munições calibre 38, 07 munições calibre 9 mm e quatro munições de fuzil calibre 762, todas intactas, além de uma porção de maconha.

Diante das evidências, o suspeito foi conduzido a Derf-VG, onde foi seguramente reconhecido pelas vítimas como autor do roubo, mais precisamente como a pessoa que portava a arma de fogo e coordenava a ação criminosa.

Interrogado, o conduzido disse que recebeu apenas R$ 1 mil pela prática do roubo, porém não informou o nome de seus comparsas no crime. Segundo a delegada, Elaine Fernandes da Silva, o suspeito é um criminoso contumaz, condenado pela prática de roubo e com processos em andamento por furto qualificado e homicídio qualificado.

“O próprio irmão do suspeito compareceu à Delegacia e disse que a prisão dele é um alívio, uma vez que ele usuário de drogas e vive ameaçando membros da família de morte”, disse a delegada.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

PRF em Mato Grosso concentra maior apreensão de madeiras do País

Publicado

Em 2019 já foram recolhidos 6.542 m³ do produto, o que corresponde a 327 caminhões carregados

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Mato Grosso é a superintendência que mais apreende madeira irregular no País. Em 2019, apenas até o início de dezembro, já foram recolhidos 6.542 m³ do produto, o que corresponde a 327 caminhões carregados.

As últimas apreensões ocorreram na terça-feira (10) na BR-163, em Guarantã do Norte e Matupá, quando 103m³ de madeira foram retidos e três pessoas acabaram presas.

Os flagrantes são feitos quase diariamente pela PRF em Mato Grosso. Mais de 90% da madeira apreendida é do tipo serrada e estima-se que é necessário em média uma árvore para produzir cada metro cúbico deste produto. Portanto, apenas o volume retido neste ano representa cerca de 6 mil árvores derrubadas sem autorização dos órgãos ambientais.

As principais irregularidades cometidas são o transporte sem Guia Florestal ou Documento de Origem Florestal, a reutilização de documentação emitida para outra carga ou mesmo documentação falsa.

As espécies mais encontradas nos flagrantes são a Itaúba e o Angelim, mas há também a Castanheira, com corte e comercialização proibidos no Brasil. Muitas vezes, os policiais localizam espécies ou quantidades divergentes do que está sendo declarado.

Essas são algumas das formas encontradas por madeireiros, comerciantes e transportadores para esconder a extração ilegal, conforme explica o PRF Héber Araújo “Essa madeira não está registrada no banco de créditos florestais junto aos órgãos ambientais competentes, então eles simulam a emissão de documentos e tentam dar aparência de legalidade. Esse lucro obtido ilegalmente é prejuízo para o meio ambiente e para a sociedade já que o meio ambiente é um bem de uso comum e essencial à sadia qualidade de vida”.

Veja Mais:  Batalhão de Trânsito prende motorista de carreta dirigindo embriagado em rodovia

Normalmente as madeiras ilegais vem do Pará, de Rondônia e do Amazonas e tem como destino o Sul, Sudeste e Centro Oeste do País.

Nos flagrantes feitos pela PRF, são identificados o transportador, o comerciante e o madeireiro como autores no crime ambiental referente a transportar, adquirir ou vender madeira sem licença válida. “As penas para esses infratores vão deste a detenção, aplicação de multas e também perda do material envolvido no crime, como os veículos e equipamentos”, destaca Araújo.

A madeira é apreendida e pode ser doada ao final do processo para instituições públicas ou entidades assistenciais e ainda leiloada e revertida para os órgãos de segurança pública e ambientais.

Em Sorriso, por exemplo, madeiras apreendidas pela PRF já se transformaram em quiosques, bancos, mesas e passarelas da Área Verde Central do município e em pontes na área rural. Em outros municípios, foram leiloadas e o valor arrecadado foi utilizado para equipar forças de segurança.

*O policial Héber Araújo, da 6ª Delegacia da PRF em Sorriso, é consultor técnico do Grupo de Enfrentamento aos Crimes Ambientais (Gecam) da PRF e especialista em educação ambiental e sustentabilidade.

Neocleciana Gonçalves – SECOM PRF MT

Fonte: PRF MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Câmara Municipal de Rondonópolis

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana