conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Policial

Polícia Civil cumpre prisão de foragidos por homicídios e violência doméstica

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Três foragidos da Justiça acusados de envolvimento em diferentes crimes foram presos pela Polícia Civil, em ações distintas realizadas pela Gerência Estadual de Polinter. Os trabalhos, realizados na terça e quarta-feira (11 a 12.06), resultaram no cumprimento de quatro ordens judiciais contras autores de homicídio, violência doméstica e contra um suspeito de integrar grupo de extermínio no Estado de Goiás.

Homicídio

O primeiro procurado, Gabriel de Figueiredo Filho, 53, foi localizado pelos policiais civis na terça-feira (11.06). Ele estava com ordem de prisão preventiva decretada pela 14ª Vara Criminal da Comarca de Cuiabá, por envolvimento em uma tentativa de homicídio praticada contra seu próprio pai.

O crime aconteceu no ano de 2017, no Distrito da Guia (35 km da Capital). Na ocasião, Gabriel de Figueiredo de 75 anos, foi agredido com várias pauladas, porém, mesmo ferido conseguiu sobreviver. Durante as investigações foi constatado que tentativa de homicídio foi articulada pelo filho da vítima, Gabriel de Figueiredo Filho, com ajuda de um comparsa identificado como José Joaquim da Cruz (já falecido).

Após diligências ininterruptas para encontrar Gabriel, os investigadores da Polinter lograram êxito em surpreender o procurado em uma quitinete no bairro Paiaguás 3. Ao ser detido, o foragido disse ter ciência ao mandado de prisão, porém não revelou o motivo que o levou a atentar contra a vida do próprio pai. 

Veja Mais:  Mulheres são pegas transportando droga com destino a Querência

Violência doméstica

A segunda prisão ocorreu na quarta-feira (12.06). Acusado de violência doméstica, E.M.S., 53 anos, teve a ordem de prisão expedida pela 1ª Vara de Violência Doméstica e Familiar de Cuiabá, pelos crimes de ameaça e pertubação.

A vítima procurou o Poder Judiciário requisitando que sua medida protetiva imposta pela Lei Maria da Penha fosse atendida, uma vez que o agressor não estava acatando as determinações judiciais. Diante da denúncia o juízo competente decretou a ordem de prisão preventiva do suspeito. Com o mandado os policiais civis iniciaram buscas conseguindo prender o procurado no seu local de trabalho. 

Foragido Goiás

O terceiro preso encontrava-se foragido há mais de 16 anos. Rafael Rodrigues de Oliveira, 41, conhecido como “Moleiro”, foi preso pela equipe da Polinter na quarta-feira (12.06), após troca de informações com a Polícia Civil do Estado de Goias.

Segundo apurado, Rafael integra um grupo de extermínio na cidade de Itumbiara (GO), responsável por diversos homicídios na região. Ele estava com dois mandados de prisão preventiva em aberto, sendo um por condenação de mais de 21 anos de reclusão e outro por homicídio qualificado.

Desde então se escondendo em Mato Grosso, o procurado foi preso pelos investigadores da Polinter no final da tarde de quarta-feira (12), no bairro Jardim Glória 2, Várzea Grande. Durante a abordagem Rafael apresentou uma Carteira Nacional de Habilitação (CNH) falsa.

Veja Mais:  Jovem morre afogado após cair de jet ski em lago em Juscimeira-MT

Com base nos fatos o preso foi levado para Polinter, onde ao ser questionado sobre o documento, assumiu ter adquirido a documentação na cidade de Sinop há cerca de oito anos e vinha usando com intuito de não ser descoberto.

Diante do flagrante, além de cumprir os dois mandados de prisão, Rafael também foi autuado pelo crime de uso de documento falso.

Todos os três presos foram apresentados para audiência de custódia, permanecendo a disposição da Justiça.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook

Policial

Núcleo de Violência doméstica de Sorriso prendeu 27 agressores

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Desde o ano de 2018, todos os casos de violência contra a mulher, no município de Sorriso (420 km ao Norte), são atendidos pelo Núcleo de Atendimento da Violência Doméstica e Familiar da Delegacia da Polícia Civil,  que também atua em feminicídios.

De janeiro a julho de 2019, foram presos 27 agressores ligados à violência doméstica. Conforme dados do Tribunal de Justiça, mais mil mulheres no município têm medidas protetivas no município.

“Todas essas mulheres passaram pela Delegacia, pois é na Delegacia que é feito o pedido da medida protetiva”, pontua o delegado de Sorriso, André Eduardo Ribeiro.

Na última sexta-feira (12), a Polícia Civil, participou do evento de combate a violência doméstica, ocorrido na cidade, em razão do crescimento de casos, que foi organizado pela Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar no âmbito do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (CEMULHER) do Tribunal de Justiça.

O delegado André Eduardo Ribeiro falou do funcionamento do núcleo, que tem atualmente dois investigadores e dois escrivães que trabalham com exclusividade no atendimento das vítimas.

“Depois da criação desse núcleo sentimos que as mulheres se encorajaram mais em denunciar seus agressores. Elas estão procurando a Polícia, as instituições de amparo para denunciar. Então, o número consequentemente aumentou, mas percebemos que é porque há um cuidado melhor no atendimento da mulher vítima de violência doméstica”, disse.

Veja Mais:  Bebê de 11 meses é encontrado em quarto de motel em Várzea Grande-MT

No município,  neste ano, foram registrados cinco de mortes de mulheres. Todas tiveram as autorias esclarecidas. Durante a investigação, a maioria das mortes não foi tipificada no crime de feminicídio, pois estava fora do contexto de gênero, ou seja, as vítimas foram mortas por envolvimento em tráfico de drogas ou crime organizado.

Em junho de 2019 foram confeccionadas 42 medidas protetivas às vítimas, que também são assistidas por psicólogos do município e quando desejam seguem para casa de amparo.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Polícia Civil apreende LSD, Ecstasy e porções de maconha e cocaína

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Uma expressiva quantidade de drogas sintéticas foi apreendida na posse de  cinco jovens ( três homens, uma mulher e um adolescente), em ação da Polícia Judiciária Civil, na tarde de sábado (13.07), no município de Alta Floresta (803 km ao Norte).

Foram apreendidos 44 papéis de substância LSD, 16 comprimidos de ecstasy, mais de R$ 400, em dinheiro trocado, diversos anéis, pulseiras, aparelhos celulares, porção de maconha, porção de pasta base de cocaína, balança de precisão, uma motocicleta, um veículo, além de outros apetrechos utilizados para a venda de drogas. 

Raiane Alves Rodrigues, 25, Lucas Eduardo Bordinhon Brandão, 23, Edmilson Dantas Rodrigues, 27, Sergio Aparecido de Oliveira Junior, foram autuados em flagrante por tráfico de drogas. O menor, J.E.S. de17 anos, responderá ato infracional análogo ao mesmo crime.

Os suspeitos foram surpreendidos pelos policiais civis em uma residência no bairro Flamboyant, na cidade de Alta Floresta, durante trabalho para cumprimento de mandado de busca e apreensão domiciliar, decretado pela Justiça, por suspeitas de prática criminosa de comércio de entorpecentes no local.

Os cinco envolvidos foram levados para Delegacia de Polícia de Alta Floresta, juntamente com todo material apreendido, interrogados e posteriormente colocados à disposição do Poder Judiciário da Comarca local.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Veja Mais:  Polícia Civil promove debates sobre violência contra a mulher nesta sexta-feira (07/12)
Continue lendo

Policial

Delegacia de Sorriso recebe R$ 70 mil em equipamentos

Publicado

Assessoria | PJC-MT

A Delegacia da Polícia de Sorriso foi contemplada com R$ 70 mil em equipamentos de inteligência, entregues na última sexta-feira (12), pelo Sindicato Rural e o Conselho Comunitário de Segurança (Conseg), por meio da Aprosoja, para reforças as atividades de segurança no município.

O secretário de Segurança, Alexandre Bustamente, e o delegado geral adjunto, Gianmarco Paccola, o diretor do interior, a desembargadora Maria Erotildes Kneip, participaram da entrega que contemplou também a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Ao todo são R$ 110 mil na aquisição de equipamentos para contemplar as instituições, sendo R$ 70 mil para a Polícia Civil, que serão usados nas investigações policiais e serviço de inteligência. São rádios, máquinas gopro, escada táticas, algemas de mão e pé, lanternas, impressora, entre outros itens de inteligência.  

O recurso é oriundo da iniciativa privada e ainda da Justiça, referente a termos de ajustamento de condutas (TAC). Na ocasião foi entregue uma placa de agradecimento pelos serviços policiais prestados na regiáo. 

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Veja Mais:  Jovem morre afogado após cair de jet ski em lago em Juscimeira-MT
Continue lendo

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana