conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Policial

Polícia Civil detém 6 envolvidos em esquema de venda ilícita de postes de energia em Jaciara

Publicado

Seis pessoas, sendo cinco funcionários da empresa Energisa e um empresário do ramo de restaurantes e hotelaria, foram presas pela Polícia Judiciária Civil, na quinta-feira (28.03) em Jaciara (144 km ao Sul). Os suspeitos estavam envolvidos em um esquema de desvios de postes de concreto de energia elétrica para revendas.

Os funcionários, A.S.L. de 32 anos, A.R.M.D., E.F.P., M.F.M, e E.S.F. foram presos pelo crime de apropriação indébita. O dono do restaurante, E.M.C. de 36 anos, foi indiciado pelo crime de receptação.

As diligências iniciaram depois do representante da empresa Energisa Soluções e Construções procurar a Polícia Civil, para denunciar  o restaurante “Estradeiro”, situado às margens da Rodovia BR 364, que estava vendendo sem autorização, cinco postes da empresa pelo valor de R$ 250 cada.

De acordo com comunicante, o proprietário do restaurante disse que emprestou o espaço a pedido dos funcionários da Energisa. O representante da empresa estranhou o fato, pois não havia obras naquela região, tendo apenas no centro da cidade de Jaciara.

Conforme apurado, os cinco funcionários utilizaram um caminhão da própria empresa com rastreador, para fazer a entrega dos postes ao empresário, E.M.C., o qual era quem negociava os postes a terceiros.

Diante dos fatos e indícios de crime, os policiais civis localizaram os cinco funcionários e o empresário, que foram conduzidos à Delegacia de Jaciara,  e ouvidos pelo delegado Claudemir Ribeiro de Souza.

Após interrogatórios os funcionários foram autuados por apropriação indébita e o empresário responderá por receptação. Por se tratar de crimes afiançáveis, cada funcionário suspeito efetuou o pagamento da fiança no valor de R$ 1 mil e o empresário pagou a fiança arbitrada em R$ 5 mil.

Veja Mais:  Treze pessoas são presas por tráfico de drogas em várias cidades de MT

Os envolvidos responderão ao inquérito policial em liberdade.

Comentários Facebook

Policial

Polícia Civil prende idosa por posse ilegal de arma de fogo e grilagem de terra

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Uma idosa em poder de uma arma de fogo envolvida com grilagem de terras na região do município de Comodoro (644 km a Oeste) foi presa, em  ação integrada da Polícia Judiciária Civil e Secretaria Estadual do Meio Ambiente, deflagrada na quarta-feira (21.08).

A suspeita, A.O., de 69 anos, foi autuada em flagrante pelos crimes de posse irregular de arma de fogo de uso permitido e esbulho possessório. A conduzida poderá também responder por delitos contra a fauna e flora.

O trabalho em conjunto foi realizado pelos policiais civis e servidores da Sema, em cumprimento a uma ordem de serviço, tendo como alvo uma área de desmatamento e invadida por grileiros, situada na Gleba 12 de Outubro, zona rural do município de Comodoro.

Durante as diligências foi apurado que a idosa possui quatro lotes de terras adquiridos por meio de invasão. Com ela foi apreendida uma garrucha artesanal calibre 22, uma motosserra e alguns galões contento gasolina e óleo queimado, possivelmente,  utilizados para derrubar a vegetação e serrar madeira para construção de casa.

Diante dos fatos constatados, a suspeita foi encaminhada à Delegacia de Polícia de Comodoro para esclarecimentos. A idosa foi interrogada e responderá inquérito por posse irregular de arma de fogo de uso permitido, esbulho possessório, podendo ser também indiciada por crime ambiental.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Veja Mais:  Dupla que roubou padaria no CPA III é presa pela PM
Continue lendo

Policial

Polícia Civil prende membros de organização criminosa que age em Água Boa

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Cinco mandados judiciais, sendo três de prisão e dois de busca e apreensão, decretados pela Comarca do município de Água Boa (730 km a Leste) contra membros de uma organização criminosa, que age em crimes na região.

As ordens foram cumpridas na quarta-feira (21.08) pela Polícia Civil de Àgua Boa com apoio da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) e a Regional de Rondonópolis.

As ordens de prisão e busca e apreensão foram expedidas pela Justiça, após investigação da Delegacia de Polícia de Água Boa, para apurar um roubo ocorrido em uma residência no bairro Vila Nova, no mês de fevereiro deste ano.

Durante o assalto os criminosos agiram com violência e grave ameaça contra as vítimas rendidas. Foram roubados diversos produtos e objetos como joias, além de uma caminhonete S10.

O inquérito policial instaurado resultou no indiciamento de cinco pessoas (dois homens, uma mulher e dois menores), por roubo qualificado e organização criminosa.

Dos três mandados de prisão, dois alvos (um homem e uma mulher) encontram-se atualmente recolhidos em unidades prisionais, sendo ele preso na cidade de Rondonópolis e ela na cadeia feminina em Cuiabá.

O trabalho operacional para cumprimento dos respectivos mandados foi realizado simultaneamente pela equipe de policiais civis da Delegacia Regional de Rondonópolis e da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO).

O terceiro alvo do pedido de prisão foi localizado e preso pelos policias civis em uma residência no bairro Guarujá, município de Água Boa. Também foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão domiciliar nos endereços dos bairros Guarujá e Universitário, locais onde os integrantes residiam.

Veja Mais:  DRE prende foragido de organização que montou consórcio para compra de drogas

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Ação conjunta combate furtos de água em Cuiabá

Publicado

Assessoria | PJC-MT

A Polícia Civil, em ação conjunta com a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), prendeu em flagrante um morador do bairro Jardim Imperial, em Cuiabá, por furto de água mediante fraude no sistema de abastecimento, popularmente conhecido por “gato”.

 A fraude é fruto de fiscalização realizada pela empresa Águas Cuiabá, que após constatação de indícios de crimes, vem comunicando a Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) da Capital, para responsabilização criminal dos donos dos imóveis.

Em um mês houve a requisição de 30 perícias para constatação de fraudes no abastecimento de água em bairros da capital, em apurações de mais de 500 registros de furtos de água comunicados na Polícia Civil, somente no primeiro semestre de 2019.

Na terça-feira (20), J.C.T, 44 anos, foi flagrado pelo segunda vez praticando a fraude, por meio de ligação clandestina para ter acesso ao fornecimento de água, prejudicando outros moradores da região com a perda ou redução do volume de água que chega em suas redes residenciais de abastecimento. Ele foi apresentado em audiência de custódia na última quarta-feira (21).

No imóvel, além de uma residência também funciona uma oficina. Esse mesmo endereço, no dia 26 de julho deste ano, já tinha sido alvo de perícia que constatou o furto de águas, mas logo após, mesmo havendo notificação, houve novamente a ligação clandestina.

Veja Mais:  PRF promove ação de combate à exploração sexual de crianças e adolescentes na BR-364, em Rondonópolis

A empresa Águas Cuiabá informou que havia 8 notificações anteriores de interrupção no fornecimento de água na mesma localidade. Os trabalhos de fiscalização tanto da empresa, quando da Polícia Civil e Politec foram intensificados para melhoria no abastecimento de água em Cuiabá, com foco na conscientização e penalização dos autores.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana