conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Policial

Polícia Civil prende 6 ladrões de banco que sequestraram família de gerente em Rondonópolis

Publicado

 

Uma operação da Polícia Judiciária Civil, desencadeada após investigações da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Rondonópolis, com apoio da  Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), cumpriu na manhã desta quinta-feira (08), seis mandados de prisão temporária (30 dias) em desfavor de um grupo criminoso investigado em crime de extorsão mediante sequestro qualificado, praticado contra a família do gerente de uma agência bancária da cidade de Rondonópolis (212 km ao Sul). Os criminosos roubaram R$ 372 mil do cofre do banco.

A operação denominada “Safe Box” (em alusão ao cofre do banco) cumpriu cinco mandados  em Cuiabá, levando à prisão: Donizete Oliveira de Paula, Guilherme Domingos Ferri e Hudson Conceição Mendes. Os suspeitos  Jhonatha Willian Dueti Dourado e Romário Alves Pinheiro já estavam presos e  tiveram as ordens de prisão cumpridas dentro da Penitenciária Central do Estado, na capital.  Em Rondonópolis foi preso Gabriel Agnelo Wallauer dos Santos.

Todos tiveram mandados de prisão temporária e busca e apreensão domiciliar decretados pela juíza da 2° Vara Criminal de Rondonópolis. Os suspeitos vão responder por crime de extorsão mediante sequestro qualificado com  pena de 12 a 20 anos de prisão.

O crime ocorreu no dia 2 de maio de 2018, por volta das 19h00, quando três criminosos portando armas de fogo (pistolas) invadiram a residência do vizinho do gerente do Banco Bradesco, mantendo-o em cárcere privado, tendo como finalidade entrar ar na casa do gerente da agência bancária. No dia seguinte, por volta das 04h30, mais três pessoas, portando armas de fogo, se juntaram ao grupo e invadiram a casa do gerente do banco. No imóvel estavam esposa e os filhos, um de 6 anos e outro de 4 meses.

Veja Mais:  PM-MT recupera carga da empresa Souza Cruz e apreende pistola com 18 munições intactas

O vizinho, a esposa e filhos da vítima foram levados para um cativeiro, permanecendo na residência apenas o gerente do Banco Bradesco. Foi exigido como garantia para libertar seus filhos, esposa e vizinho, que retirasse todo o dinheiro do cofre da agência bancária e entregasse aos criminosos.

Os autores forneceram um telefone celular à vítima para manterem contato e monitorá-la. Por volta das 08h, a vítima foi até a agência bancária, retirou a quantia de R$ 372 mil do cofre, colocou em um saco de lixo e entregou aos criminosos. Em seguida as demais vítimas foram liberadas do cativeiro e deixadas em local ermo da cidade

Nas investigações da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf), com apoio da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), os policiais identificaram o envolvimento de seis pessoas, sendo cinco homens oriundos de Cuiabá e um de Rondonópolis.

As investigações apontam que o alvo Gabriel Agnelo Wallauer dos Santos foi o responsável por ceder à residência usada como cativeiro. O local foi reconhecido pelas vítimas e também descoberto um comprovante da locação da residência feita por ele.

Os demais envolvidos, todos da cidade de Cuiabá, são: Donizete Oliveira de Paula, Romário Alves Pinheiro, Guilherme Domingos Ferri, Jhonatha William Dueti Dourado e Hudson Conceição Mendes.

Os suspeitos Donizete e Romário foram reconhecidos fotograficamente por uma das vítimas. Também foram identificados dois veículos utilizados no crime, sendo  Gol branco, em nome do suspeito Hudson, que foi utilizado para recolher o dinheiro, e um veículo Sandero, cor cinza, em nome do pais do alvo Guilherme Ferri, que foi usado para transportar as vítimas do sequestro.

Veja Mais:  Polícia Civil prende dois por golpe do cartão de crédito clonado em MT

As evidências contra os suspeitos estão em relatórios, termos de depoimentos e demais documentos produzidos dentro dos autos. Na operação de hoje foram apreendidos veículos (um usado no crime e outro comprado com o dinheiro roubado) e outros produtos ainda não contabilizados.

Foto: Assessoria-PJC

Comentários Facebook

Policial

Jovem que morreu ao defender a mãe durante assalto lutou com bandidos

Publicado

Foto: Assessoria

O jovem Matheus dos Santos Lessa, de 22 anos, que morreu ao defender a mãe durante um assalto, na noite desta terça-feira, além de se colocar na frente dela, chegou a lutar com os bandidos. A informação foi passada a policiais militares do 27º BPM (Santa Cruz) que estiveram no local do crime, em Guaratiba, na Zona Oeste do Rio. De acordo com o relato, o rapaz — que havia terminado a faculdade de Psicologia — se atracou com a dupla que rendeu sua mãe, Carla Cristina Rodrigues Santos, dona do Supermercado Poup Market, na Rua Francisco Furtado.

O crime aconteceu por volta das 19h. Dois bandidos chegaram de moto ao mercado e anunciaram o roubo para Carla, que esvava no caixa. Matheus viu e tentou defender a mãe. Durante a luta, os criminosos atiraram. O jovem acabou levando três tiros: no pescoço e na mão e no braço direitos. Matheus ainda foi levado por uma ambulância do Corpo de Bombeiros para o Hospital municipal Rocha Faria, em Campo Grande, também na Zona Oeste, mas não resistiu.

Uma covardia isso. Era um menino bom, muito educado, dedicado aos estudos. Não merecia morrer assim, dessa maneira tão covarde — contou uma pessoa ligada à família, que pediu para não ser identificada.

O corpo de Matheus foi levado para o Instituto Médico-Legal (IML). Durante a perícia no local do crime foram recolhidas cápsulas calibre 9mm. O caso será investigado pela Delegacia de Homicídios (DH) da Capital.

Veja Mais:  Polícia Civil prende dois por golpe do cartão de crédito clonado em MT

Comoção nas redes sociais

A morte de Matheus causou comoção nas redes sociais. Uma mulher que disse que havia sido atendida pelo rapaz no mercado um dia antes de ele ser assassinado: “Estou arrasada, já chorei muito. Eu comprei água com ele ontem, não o conhecia, mas 5 minutos que fui bem atendida, menino educado. Triste mesmo! Que Deus conforte o coração dessa família”.

Muitos comentaram a atitude do rapaz, ao defender a mãe, e desejam conforto à família:

“Esse sim é um verdadeiro herói. Sua ação vai ficar estampada na história e vai ser lembrada por ter dado a vida por quem deu-lhe a vida. Descanse em paz”.

“Pobre rapaz. Deu a própria vida pela mãe. Que Deus faça Justiça”.

“Nossa que triste, que Deus conforte o coração de todos. Quanto sofrimento pra essa mãe”.

“Eu espero que esteja em um lugar melhor”.

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Polícias Civil e Militar fecham boca de fumo que funcionava em prostíbulo em Nova Lacerda

Publicado

Uma boca de fumo que funcionava em um prostíbulo em Nova Lacerda (546 km a Leste) foi fechada em uma ação conjunta da Polícia Judiciária Civil e Polícia Militar, realizada na segunda-feira (14.01). O trabalho resultou na prisão do proprietário do estabelecimento, Paulo Araújo, 65, além da apreensão de drogas, apetrechos relacionados ao tráfico, objetos furtados e de mais de R$ 16 mil em dinheiro.

As diligências iniciaram após a equipe da Polícia Civil de Nova Lacerda receber uma denúncia anônima de sobre objetos furtados que estariam armazenados na “Boate do Paulo”. Segundo as informações, os produtos foram recebidos como pagamento da venda de entorpecentes.

Diante das denúncias, as equipes da Polícia Civil e Polícia Militar foram até o estabelecimento onde foram apreendidas várias porções de entorpecentes em diferentes cômodos. No total, foram apreendidas 127 porções de cocaína, 09 porções pequenas de maconha, 17 porções de pasta base de cocaína já embaladas para venda.

Também foram encontrados no local, duas munições deflagradas calibre 32 e 36, um caderno com várias anotações de valores relacionados ao comércio ilícito, objetos de origem duvidosa (proveniente de furto), balanças de precisão. Com o proprietário do estabelecimento foi apreendido mais R$ 170, em dinheiro trocado.

Diante das evidências, o suspeito foi conduzido a Delegacia de Nova Lacerda, onde após ser interrogado foi autuado em flagrante por tráfico de drogas.

Veja Mais:  Idoso é amarrado e tem veículo tomado em assalto em Rondonópolis

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Homem é baleado ao tentar cometer assalto com pistola de cola quente em Rondonópolis

Publicado

Foto: Assessoria-PM

Silvia de Menezes Moreira,39 anos e Odair Santos da Silva, 36 anos, foram detidos pela Policia Militar, após tentativa de cometer um roubo com uma pistola de cola quente, no centro de Rondonópolis na madrugada desta terça-feira (15).

A Policia Militar (PM) foi informado via Centro Integrado de Operações e Segurança Publica (CIOSP) que havia uma tentativa de roubo na região central. Segundo a vítima, estava em sua motocicleta quando reduziu para passar em uma lombada, um casal em uma bicicleta foi em sua direção e o homem, em posse de uma arma de fogo, apontou em direção à vítima e o mandou parar, foi quando a vítima que é policial militar, reagiu e efetuou disparos de arma de fogo na direção dos suspeitos, sendo que o homem saiu correndo e a mulher, identificada como Sílvia foi rendida e detida no local.

O suspeito que havia foragido, foi localizado posteriormente em frente a igreja Bom Pastor, ele estava com o pé direito alvejado. Após varredura pelo local foi localizada uma pistola de cola quente.

A suspeita foi encaminhada para 1ª Delegacia de Policia e o suspeito foi encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

Comentários Facebook
Veja Mais:  Médico acusado de matar gestante de 5 meses em Rondonópolis é preso em Ribeirão Preto-SP
Continue lendo

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana