conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Policial

Polícia Civil prende mulher com quase 4 quilos de droga

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Uma mulher envolvida com o tráfico de drogas na região de fronteira foi presa pela Polícia Judiciária Civil, na noite de sexta-feira (24.05), após ser flagrada com quase quatro quilos de entorpecentes em Pontes e Lacerda (448 km a Oeste). A ação integra o trabalho investigativo de combate a criminalidade no município.

Laila Caroliny Silva Moura, 25, foi autuada em flagrante pelo crime de tráfico de drogas. A suspeita possui condenação a oito anos de reclusão, decretada pela Comarca de Barra do Garças, pelo mesmo crime.

A suspeita vinha sendo investigada por participar de ações criminosas junto a seu esposo. Após informações que o casal estaria com certa quantidade de entorpecentes, os policiais civis foram até o endereço dos suspeitos, onde ao se aproximarem do imóvel Laila gritou para seu marido, o qual conseguiu correr e empreender fuga pelos fundos da casa, que da acesso para um terreno baldio. 

Durante buscas no local, foi localizada uma sacola branca com várias porções grandes e pequenas de maconha e pasta base de cocaína, uma balança de precisão, bem como uma arma de pressão possivelmente adaptada para calibre 22, entre outros materiais utilizados para traficância.     
  
Diante do flagrante, a suspeita foi conduzida à Delegacia de Pontes e Lacerda, interrogada e autuada em flagrante por tráfico de drogas. A arma de pressão apreendida será periciada e sendo confirmada a adaptação para o calibre 22, a presa responderá também por posse ilegal de arma de fogo.

Veja Mais:  Delegacia de Vila Rica ganha nova sede para atendimento na região

As diligências continuam para localizar o esposo da suspeita, que conseguiu escapar do cerco policial.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
publicidade

Policial

Mato Grosso registra 36 feminicídios entre janeiro e setembro de 2019

Publicado

Nara Assis | Sesp-MT

Entre janeiro e setembro de 2019 foram registrados em Mato Grosso 36 casos de feminicídio. Segundo o levantamento feito pela Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal (CEAC) da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), houve um aumento de 5,8% em relação ao mesmo período de 2018, quando foram contabilizadas 34 ocorrências.

Os dados de feminicídio são fechados trimestralmente, por conta da necessidade de investigação prévia para definição da motivação do crime de homicídio. Além disso, a Sesp-MT também faz o levantamento anual dos dados. No ano passado, de janeiro a dezembro, houve 42 feminicídios no Estado.

O feminicídio é uma qualificadora da categoria de crime contra a vida nos casos em que o homicídio de mulheres é motivado por violência doméstica ou discriminação de gênero. A Sesp-MT acompanha os casos de feminicídios a partir dos dados enviados pelas unidades de apuração da Polícia Judiciária Civil (PJC-MT). É importante ressaltar que os dados fechados trimestralmente são passíveis de alteração, uma vez que a investigação do crime é complexa e a consolidação da motivação pode exigir extensão de prazo e envio posterior.

Todas as motivações

A CEAC também fechou os dados de homicídios de vítimas femininas registrados em Mato Grosso entre os meses de janeiro e outubro de 2019, e que envolvem todas as motivações. Neste caso, foram contabilizadas 70 mortes de mulheres de todas as idades. O número é o mesmo registrado nos mesmos períodos de 2018 e de 2017.

Veja Mais:  Polícia Civil prende em Várzea Grande foragida com com dois mandados de prisão

A motivação passional continua liderando os casos, com 40%. Em seguida, estão os casos a apurar, com 27%, seguidos por “envolvimento com drogas” (14%); rixa (7%) e vingança (7%); pedofilia (2%) e álcool (2%); e por último, ambição (1%).

A sexta-feira foi o dia da semana com maior número de homicídios envolvendo vítimas femininas: 15. Em seguida, estão os seguintes dias da semana: quinta-feira (13), sábado (11), domingo (9), segunda-feira (8), quarta-feira (8), terça-feira (6).

Por faixa etária, as vítimas femininas predominantes (18) tinham entre 36 e 45 anos de idade; 13 possuíam de 18 a 24 anos de idade; 8 entre 30 e 35 anos; 8 de 46 a 59 anos; 7 entre 25 e 29 anos de idade; 7 de 12 a 17 anos; 5 acima de 60 anos; 3 entre zero e 11 anos; e uma com idade não informada.

O levantamento demonstrou ainda que 34% dos homicídios de mulheres foram cometidos com utilização de arma de fogo; 29% com arma cortante ou perfurante; 12% por força muscular; 7% com arma contundente; 1% por veneno; e em 17% dos casos foram empregados outros meios.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Suspeitos são detidos vendendo televisões furtadas em Chapada dos Guimarães

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Três pessoas, entre elas um menor de idade, foram detidas pela Polícia Judiciária Civil de Chapada dos Guimarães (67 km ao Norte de Cuiabá), na terça-feira (19.11), após serem flagrados comercializando aparelhos de TV furtados. O trabalho investigativo resultou na recuperação de 09 televisores furtados no muncípio.

Os suspeitos, R.S.B. e E.L.S.L., foram autuados em flagrante pelos crimes de receptação e corrupção de menores.

No momento da abordagem, E.L.S.L. se apresentou com nome falso e também foi autuado pelo crime de falsa identidade. O adolescente, L.V.C.S., 17, responderá pelo ato infracional análogo a receptação.

A prisão dos suspeitos aconteceu após os policiais de Chapada dos Guimarães receberem denúncia de que três pessoas estavam comercializando quatro televisores, produtos de furto, no campo de futebol, no bairro São Sebastião.

No local, os policiais confirmaram a veracidade da denúncia, flagrando o trio comercializando as televisões pelo valor de R$ 500 cada. Durante a abordagem policial, um dos suspeitos que não portava documentos apresentou nome falso, tentando se passar por menor de idade.

Em checagem no sistema, foi constatado o verdadeiro nome da vítima. Diante das evidências, os suspeitos foram conduzidos a Delegacia de Chapada dos Guimarães onde após serem interrogados foi lavrado o flagrante.

Dias antes da prisão dos suspeitos, a equipe da Polícia Civil já havia recuperado outros três televisores durante investigações de furtos ocorridos no município. Em outra ação realizada, na quarta-feira (20), os policiais recuperaram mais dois aparelhos furtados, totalizando 09 televisores recuperados nos últimos dias.

Veja Mais:  I Seminário Internacional da Polícia Civil será realizado nos dias 9 e 10/11

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Polícia Civil prende mais um integrante de quadrilha especializada em furto de gado

Publicado

Assessoria/PJC-MT 

O sexto integrante de uma quadrilha de furto de gado cometido no município de Barra do Garças (509 km a Leste de Cuiabá), foi preso na tarde de quarta-feira (20.11), no estado de Goiás, em continuidade da operação “Boi Bandido 2”, deflagrada no início desta semana.

Com mandado de prisão preventiva que estava em aberto, P.A.S. de 19 anos, é acusado de abigeato e associação criminosa. O foragido foi localizado na cidade de Abadia de Goiás (GO), após trabalho da Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso com apoio da Polícia Civil goiana.

O suspeito foi identificado nas investigações da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Barra do Garças como um dos envolvidos no crime praticado em uma propriedade agrícola na zona rural do município, no dia 21 de outubro.

A ação para prisão do jovem foi deflagrada pelos policiais civis do Denarc de Goiás, após informações repassadas pela Derf.

Conforme o delegado que conduz as investigações, Nelder Pereira Martins, com a prisão de P.A.S. são seis os presos responsáveis pelo furto apurado.“O inquérito deverá ser concluído em dez dias, porém as diligências continuam para identificar e prender outros possíveis participantes do grupo criminoso”, destacou o delegado.

Investigações

As provas colhidas durante a investigação trouxeram evidências de que os suspeitos compunham uma quadrilha de furto de gado, com crimes reiterados e modus operandi similar na prática criminal. Dentre os suspeitos identificados, está um funcionário da propriedade. O delegado Nelder Martins representou pelos pedidos de prisões dos envolvidos, inclusive dos que foram detidos em flagrante na ocasião do furto.

Veja Mais:  Adote uma cartinha dos Correios e arrecadação de alimentos integram campanha de Natal da PJC

Os mandados de buscas e apreensões foram cumpridos na segunda-feira (18.11) em uma fazenda onde foram localizadas as reses e em comércios suspeitos da venda de gado abatido clandestinamente. Foram apreendidos também veículos dos suspeitos do crime, sendo duas caminhonetes e dois veículos de passeio.

Nas residências dos suspeitos, os policiais apreenderam outros materiais como duas armas de fogo (um revólver e uma espingarda calibres 38); R$ 14 mil em espécie, não declarados e sem comprovação da origem; mais de R$ 20 mil em cheques e documentos diversos.

Em 21 de outubro, 41 cabeças de gado bovino foram furtadas da Agropecuária de Barra do Garças S.A. e recuperadas pela Polícia Civil com apoio da Polícia Militar, poucas horas após o crime. Na ocasião, os autores usaram um veículo tipo caminhão para o transporte dos animais.

O rebanho confinado foi localizado na Fazenda Jatobá.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Câmara Municipal de Rondonópolis

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana