conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Policial

Polícia Civil prende suspeito de matar professor universitário em Sinop

Publicado

Suspeito do crime- Foto: Assessoria

A Polícia Judiciária Civil prendeu na sexta-feira (04) um suspeito de envolvimento na morte do professor universitário Francisco Moacir Pinheiro Garcia, 53, em dezembro do ano passado. As investigações foram realizadas pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Sinop (503 km ao Norte). As diligências contaram com apoio da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), da Capital.

De acordo com o delegado titular da Derf, Ugo Ângelo Reck de Mendonça, a hipótese inicial era que Francisco tivesse sido vítima de latrocínio (roubo seguido de morte). No entanto, as investigações avançam na possibilidade de se tratar de um homicídio, seguido de furto.

Os levantamentos da Derf apontaram que o suspeito Rodrigo Jose Pozzer, 32, residia com a vítima (que era homossexual), possuindo relacionamento afetivo com o professor e o auxiliando em diversos momentos após Francisco se submeter a uma cirurgia em um dos braços.

“Temos imagens de câmeras de segurança que apontam que o suspeito foi o último a ser visto, saindo da casa com a vítima. Dois dias após ele reaparece no local, sozinho, com o carro da vítima. Da casa ele subtraiu diversos pertences, como eletrodomésticos”.

Em interrogatório, o investigado nega que tenha envolvimento na morte da vítima. Ele afirma que no dia do desaparecimento, levou Francisco em um bar, de onde a vítima teria saído com outras duas pessoas, que posteriormente, disseram a ele que haviam matado o professor.

Veja Mais:  Ponto de venda de drogas é desarticulado e apreendidos 100 porções no bairro Lixeira

“Rodrigo declarou que após a suposta confissão desses homens, pegou o carro da vítima, o celular e foi pra casa de familiares dormir, não cogitando acionar as forças policiais. Essa versão pouco verossímil. Alias, em todo o depoimento do suspeito estão presentes diversas contradições”, afirma o delegado.

O crime segue em investigação para apurar a real motivação, bem como eventual envolvimento de outras pessoas na morte da vítima.

A prisão, decorrente de mandado de prisão temporária, foi realizada no pedágio da BR-163 em Sorriso. O suspeito estava com o veículo da vítima, que já estava com placas adulteradas.

O caso                                                                                                                                    

O desaparecimento  da vítima foi comunicado na Polícia Judiciária Civil em 20 de dezembro, por uma amiga, que contou que tentou manter contato por ligações e mensagens com o amigo, e uma pessoa respondeu com vários erros de português, o que seria improvável ser a vítima já que é professor.

A foto do perfil no whatsapp também tinha sido retirada. O telefone estava dando desligado, o veículo da vítima também não foi encontrado na casa dele. A vítima tinha uma consulta marcada no dia 19/12 devido uma cirurgia que fez no braço, mas a atendente disse que ele havia pedido para remarcar a consulta, pois estava em viagem com problemas pessoais. Na mesma data a vítima falou a parentes que tinha indo na consulta e estava tudo bem, indicando que alguém estava usando o aparelho celular da vítima.

Veja Mais:  Idoso acusado de arrombar apartamento para comercializar drogas é preso em Várzea Grande

Cinco dias antes da comunicação do desaparecimento (15.12), um corpo foi localizado às margens de uma rodovia entre os municípios de Claudia e União do Sul e estava até então sem identificação.

A amiga da vítima reconheceu o corpo no IML de Sinop como sendo o professor. A vítima teria sido morta com tiro de revólver, calibre 22.

Comentários Facebook

Policial

Forças de Segurança cumprem 17 buscas em operação de combate ao crime em Cáceres

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Dezessete mandados de busca e apreensão, com alvo em uma organização criminosa envolvida com o tráfico de drogas e roubos e furtos de veículos na região de fronteira, foram cumpridos no sábado (20.07), em operação integrada deflagrada pelas Forças de Segurança de Cáceres (228 km a Oeste).

Desencadeada pela Polícia Civil da Regional de Cáceres, com apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Militar, e Grupo Especial de Fronteira (Gefron), a operação de combate ao crime na região de fronteira resultou em 18 pessoas presas, 06 menores apreendidos, além da apreensão de drogas, veículos, dinheiro e apetrechos relacionados ao tráfico.

 A ação contou com a participação de 121 agentes da segurança pública, sendo 60 policiais civis, 16 policiais rodoviários federais, 38 policiais militares e 06 policiais do Canilfron.

As 17 ordens judiciais de busca e apreensão domiciliar foram decretadas pela Justiça com base em investigações e levantamentos de inteligência realizados pela 1ª Delegacia de Polícia de Cáceres. A ação tinha como alvo uma organização criminosa atuante com o tráfico de drogas, roubos e furtos de veículos e receptação.

Durante as buscas foram apreendidos, 75 porções pequenas de pasta base de cocaína, já embaçadas para venda, 14 porções grandes e 03 médias da mesma substância, 35 porções pequenas e 03 grandes de maconha, além de produtos químicos para preparar a droga, 02 balanças de precisão, aproximadamente R$ 2,5 mil em dinheiro e máquina de cartão de crédito utilizada no comércio ilícito.

Veja Mais:  Polícia Civil prende envolvido em homicídio no bairro Novo Mato Grosso em Várzea Grande

Os trabalhos resultaram ainda na apreensão de diversos objetos de origem ilícita (aparelhos celulares, televisão, notebook, câmera fotográfica, ferramentas, relógios, joias, ente outros), além de duas motocicletas e de um veículo com registro de roubo/furto.

No total, foram confeccionados 08 autos de prisão flagrante, com 18 presos, 06 menores apreendidos e dois Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCO) registrados.

 

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Mulher é executada a tiros na frente dos filhos na noite deste sábado (20) em Rondonópolis

Publicado

Foto: Reprodução do local do crime e vítima

Josiane Silva Vale, 26 anos, foi executada a tiros em Rondonópolis, na noite deste sábado (20) na rua Joaquim Novaes esquina com Avenida João XXIII no bairro Jardim Luz da Yara.

Segunda as informações um homem não identificada, pulou o portão da residência e executou a vítima na frente dos filhos de 6 e 8 anos. Após cometer o crime, o suspeito fugiu tomando rumo ignorado.

De acordo com testemunhas, um dos filhos da vítima, citou que o suspeito colocou a arma no pescoço de Josiane e disse ‘Você molhou o dinheiro’ e efetuou os disparos. No local foram encontrados 4 capsulas de pistola 9mm.

As crianças foram encaminhadas para o conselho tutelar.

O esposo da vítima cumpre pena no presídio da Mata Grande.

A Policia Militar foi acionada e chegando ao local isolou a área e acionou o Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU) que constatou o óbito.

A Policia Civil e Pericia Oficial de Identificação Técnica (POLITEC) foi acionado para dar inicio as investigações e descobrir o autor e o que motivou o crime.

Comentários Facebook
Veja Mais:  Ponto de venda de drogas é desarticulado e apreendidos 100 porções no bairro Lixeira
Continue lendo

Policial

PM prende caminhoneiro que matou colega em briga por vaga para abastecer

Publicado

A arma supostamente usada no crime também foi apreendida

A arma supostamente usada no crime também foi apreendida – Foto por: PMMT

Policiais da 2ª Companhia de Polícia Militar de Matupá (a 696 km de Cuiabá) prenderam em flagrante o caminhoneiro que matou o colega de profissão durante uma briga por vaga para abastecer os veículos. Identificado pelas iniciais D.C.,70 anos, matou a tiros V.S.,47 anos, em um posto na zona rural da cidade, às margens da BR-163.

O crime ocorreu na manhã deste sábado (20.07), por volta das 7 horas.

Após a comunicação da ocorrência, os policiais encontraram o caminhão que o suspeito dirigia, onde também estava um revólver calibre 32, com cinco munições deflagradas e uma intacta, considerada a possível arma utilizada no crime.

Logo depois, ao continuar as buscas, a equipe da PM conseguiu localizar e prender o suspeito em uma área de mata fechada, atrás do posto de combustíveis onde o crime foi cometido.

O caminhoneiro confessou a autoria, mas argumentou que havia sido agredido com socos e uma barra de ferro e, por isso, teria atirado. Disse ainda não lembrar de ter acertado o primeiro tiro, mas como a vítima ainda reagia, fez mais disparos.

No caminhão da vítima foram encontrados alguns comprimidos de substâncias análogas à anfetamina (rebite), que foram apreendidos e entregues à delegacia local. V.S. dirigia uma carreta bitrem e trabalhava para uma transportadora.

D.C. pode responder por homicídio e porte ilegal de arma.

Veja Mais:  Polícia Civil cumpre mandados contra suspeitos da morte de estudante de odontologia

Os policiais miliares prenderam o caminhoneiro em flagrante delito em uma área de mata próxima ao local do crime

Comentários Facebook
Continue lendo

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana