conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil representa pela prisão de estudante que aparece em vídeo abusando de cadela

Publicado

A Delegacia Especializada do Meio Ambiente (Dema), da Polícia Judiciária Civil, representou pela prisão do homem que aparece em imagens mantendo relação sexual com uma cadela. O vídeo circulou esta semana nas redes sociais e causou revolta na sociedade e em diversas Ongs de proteção aos animais.

O rapaz das imagens é o estudante, Emerson Fernandes Pedroso, morador de um residencial, no bairro Pedra 90, que deverá responder por crimes de maus tratos e associação criminosa. Ele já foi indiciado nos delitos praticados.

A Polícia Civil acredita que Emerson seria membro de um grupo de zoófilos – pessoas que têm atração e envolvimento sexual com animais de outras espécies. Os integrantes desse grupo ainda estão em processo de identificação.

O delegado Gianmarco Paccola Capoani informou que a Especializada tomou conhecido dos fatos na tarde de quarta-feira (19.04), via vídeo que circulou no aplicativo WhatsApp e notícias veiculadas na imprensa. “Imediatamente iniciamos as diligências para identificação da pessoa do vídeo. Os trabalhos se prolongaram por toda a noite de ontem até a manhã desta quinta-feira (20), com a representação do pedido de prisão do rapaz, que não foi localizado pelas equipes policiais”, disse o delegado.

Nas diligências, a Polícia Civil recebeu informações de que Emerson, após ter a notícias da divulgação de seus vídeos e de que era procurado pela Polícia, teria fugido de sua casa.

Veja Mais:  Polícia Civil apreende mais de R$ 2,3 mil em ponto de venda de droga na Capital

No pedido de prisão, o delegado ponderou a repercussão social das “cenas criminosas filmadas pelo próprio indiciado e publicadas posteriormente nas redes sociais, que geraram repugnância maciça na sociedade”, inclusive extrapolando os limites locais.

Um testemunha localizada nas diligências da Dema confirmou indícios de envolvimento de outras pessoas na prática criminosa. Também há postagens de redes sociais, vinculadas ao indiciado Emerson.

Por fim, na representação, o delegado reforça a gravidade dos fatos. “Além da proteção integral à fauna, no crime de associação criminosa é a paz pública. Esta, conforme a doutrina, é entendida como o necessário sentimento de tranquilidade e segurança coletiva que a ordem pública deve proporcionar”, argumenta.

Maus tratos

O crime de maus tratos foi vislumbrado pelas imagens do vídeo, que demonstram que Emerson está se referindo aos membros do grupo. A Polícia Civil também destacou a necessidade mandado de busca e apreensão para coleta de provas, como eventuais computadores e/ou celulares, bem como do resgate de animais que possam estar no endereço do indiciado, para maior profundidade do resultado das investigações.

Denúncias 

Denúncias do paradeiro do rapaz procurado e de outros crimes contra animais e o meio ambiente podem ser feitas no 197 ou 181 da Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso.

Comentários Facebook
publicidade

Policial

Mais de 1,5 toneladas de drogas são incineradas em Barra do Garças

Publicado

 

Mais de 1,5 tonelada de drogas foram incineradas em Barra da Garças (509 km a Leste) nesta quinta-feira (06), na fornalha de uma cerâmica da cidade.

A droga é resultado de apreensões ocorridas na região durante ações policiais integradas entre a Polícia Judiciária Civil, Polícia Militar e Polícia Rodoviária Federal

Foram destruídos 1.573 quilos de entorpecentes apreendidos nas circunscrições de General Carneiro, Torixoréu e Barra do Garças, sendo  1.572,957 kg de maconha e 630 gramas pasta base de cocaína.

Participaram do ato de incineração o delegado Herôdoto Fontenele, coordenador da ação integrada, investigadores e escrivães, o oficial de dia e guarnição PM, policiais rodoviários federais, peritos criminais da Politec, agentes da Vigilância Sanitária e imprensa local.

Comentários Facebook
Veja Mais:  Delegados e investigadores são agraciados com Título de Cidadão Mato-Grossense e Moção de Aplausos da ALMT
Continue lendo

Policial

Polícia Civil prende homem acusado de matar irmão a pauladas em Várzea Grande

Publicado

 

Um homem acusado de matar o próprio irmão foi preso em flagrante pela Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP), da Polícia Judiciária Civil, na manhã desta quinta-feira (06.12), em Várzea Grande. O suspeito, Gonçalo Fernandes Cortez, 49, está indiciado pelo crime de homicídio contra Balbino José Cortez Neto, 62.

O crime aconteceu na madrugada desta quinta-feira (06), na casa em que os dois irmãos residem na região central de Várzea Grande. Na noite de quarta-feira (05), os irmãos estavam ingerindo bebidas alcoólicas, quando em determinado momento iniciaram uma discussão.

Durante a briga, Balbino foi até um dos cômodos, pegou um enxadão e efetuou dois golpes, que atingiram a região da cabeça e braço do irmão. Mesmo machucado, Gonçalo conseguiu tomar o enxadão e com o cabo de madeira golpeou por várias vezes a cabeça de Balbino. Devido à intensidade dos golpes, o cabo chegou a partir ao meio.

Durante as agressões, a Polícia Militar foi acionada e os dois envolvidos encaminhados para Pronto Socorro Municipal de Várzea Grande. No início da manhã desta quinta-feira (06), o irmão mais velho não resistiu aos ferimentos e morreu.

Acionada para fazer a liberação do corpo no PSM-VG., a equipe da DHPP tomou depoimento de Gonçalo Fernandes Cortez, que ainda estava internado na unidade hospitalar e consciente.

Diante dos fatos, oitivas de testemunhas e apreensão do instrumento usado, o autor foi autuado em flagrante pelo crime de homicídio. O sistema prisional foi solicitado pela DHPP para fazer a escolta do paciente preso.

Veja Mais:  Marginais assaltam estabelecimento comercial de espetinho no Bairro São Sebastião em Rondonópolis

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Polícia Civil apreende seis veículos em ações da DERFFVA

Publicado

 

Seis veículos foram recuperados pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Veículos Automotores (Derrfva), da Polícia Judiciária Civil, em ações desenvolvidas nesta semana, que culminaram também na prisão de quatro suspeitos.

Foram apreendidos:  uma motocicleta, um Fox, um Polo, uma Hilux, um Corolla, um Pálio, além de produtos roubados de uma chácara.

1º Caso

Na segunda-feira (03.12), policiais civis receberam a informação de que na Circunscrição Regional de Várzea Grande (Ciretran-VG) uma pessoa estaria tentando regularizar a documentação de uma motocicleta. Foi constatado sinais de adulteração nos chassis e acionados os da Especializada, que no local certificaram a adulteração.

A motocicleta e a pessoa que estava na posse do veículo foram levados até a Especializada para as providências legais. Ela foi ouvida e liberada, por não haver indícios de má fé na aquisição da moto. A motocicleta ficou apreendida para a devida perícia.

2º caso

No mesmo di, segunda-feira (03), investigadores  da Especializada encontraram em uma rua do  Três Barras, em Cuiabá, um veículo VW/Fox, com placas e demais sinais identificadores adulterados. O Certificado de Registro e Licenciamento (CRLV) e o Certificado de Registro Veicular (CRV) apontaram para queixas de furtos, em datas distintas, na capital e em Jangada.

Na residência do proprietário, Alef dos Santos Arruda), no mesmo bairro, os policiais encontraram outro veículo (VW/Polo), já sem as placas, identificado como produto de roubo no dia 29 de novembro de 2018.

Veja Mais:  Polícia Civil apreende mais de R$ 2,3 mil em ponto de venda de droga na Capital

O suspeito Alef foi autuado em flagrante pelos crimes de receptação (por quatro vezes), adulteração de sinal identificador (duas vezes) e associação criminosa, por  ligação com comparsa preso, que lhe repassou um dos veículos, e ainda cedia sua residência para ocultação dos carros.

3º caso

Na terça-feira (04.12), após recebimento de denúncia de que no Aeroporto de Várzea Grande havia uma caminhonete Hilux, branca, com indícios de adulteração em sinal identificador, policiais da DERRFVA foram ao local e confirmaram que o veículo era produto de roubo, que foi levado para a Especializada. Nessa ação não houve preso e teve de apoio de investigadores da 1ª Delegacia de Polícia de Várzea Grande.

4º caso

Em continuidade aos trabalhos diários da Delegacia, na terça-feira (03), após notícia do roubo praticado em uma chácara na localidade do Cinturão Verde, região do Pedra 90, em Cuiabá, no dia 24 de novembro, os policiais identificaram três autores.

Dois deles, Wellington Santos Costa e Lucas Henrique Freitas Amorim, conhecido por Neguinho da Pedra, responderão por roubo circunstanciado pelo concurso de pessoas, restrição da liberdade e emprego de arma de fogo, e associação criminosa armada

Uma mulher, Vilma Kaid Massud, também foi conduzida na mesma ação por participação no crime. Ela foi autuada em crimes de receptação e associação criminosa armada, por estar na posse de outra parte dos objetos subtraídos.

Veja Mais:  Descaminho: Mercadorias sem nota fiscal são apreendidas pela PRF em Pontes e Lacerda/MT

A dupla (Wellington e Lucas) com emprego de armas de fogo e restrição da liberdade rendeu idoso de 65 anos e mediante intensa violência física, subtraiu vários objetos da residência. Com eles, os policiais encontraram parte dos produtos roubados.

Em audiência de custódia, os suspeitos Wellington Santos Costa e Lucas Henrique Freitas Amorim foram mantidos presos e tiveram a prisão preventiva decretada.

5º caso

Na quarta-feira (05.12), investigadores, em deslocamento nas vias de Cuiabá,  verificaram que um veículo Corolla apresentava divergência na cidade de emplacamento. Após abordagem, aferiram adulterações em diversos sinais identificadores, além de o veículo ser identificado como produto de roubo.

O carro estava na posse de Odenir Pinto De Oliveira Junior, foi autuado pelos crimes de receptação e adulteração em sinal identificador.

6º caso

Na quinta-feira (06), em trabalho conjunto com a Delegacia Especializada de Roubos de Cuiabá, um veículo Pálio foi localizado abandonado nas proximidades do bairro Cohab Nova, em Cuiabá. O automóvel está com placas de Manaus (AM), porém, em checagem, foi apontado como registrado no Estado de São Paulo.

O carro também apresenta retirada de componentes internos. Na residência vizinha ao terreno, uma motocicleta foi localizada. O suposto dono, que tem ficha criminal, não apresentou prova de propriedade ilícita. Mesmo assim, ele foi conduzido à Delegacia para esclarecimentos.

Veja Mais:  Caminhão tanque roubado é localizado pela PM quando fazia transferência do combustível em Rondonópolis

Os dois veículos estão na Delegacia para as providências legais.

Comentários Facebook
Continue lendo

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana