conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Mato Grosso

Policiais da Força Tática apreendem 62 tabletes de maconha

Publicado

Policiais militares da 20ª Companhia de Força Tática prenderam duas pessoas e apreenderam 62 tabletes de maconha, no bairro CPA II. Duas pessoas também foram encaminhadas à delegacia por desobediência.

A PM recebeu a informação de que a carga chegaria a uma residência e seria utilizada para abastecer a região do bairro Centro América. Os policiais foram até o local e encontraram D.G.M. (23), dentro da casa, fazendo uso de entorpecente. Ele informou o lugar exato onde a droga estaria escondida. Também estava na residência C.M.F.O. (21), alvo da denúncia.

Vinte e cinco tabletes de maconha foram encontrados debaixo da escada. Outros 37 tabletes da droga estavam em um quarto, além de quatro pedaços grande de maconha, uma balança e apetrechos para o embalo e comercialização. Durante a busca foram encontrados R$ 10 em dinheiro.

Quando saiam do local, os policiais perceberam o nervosismo de M.F.B. (22) e B.F.S.P. (23), que estavam em um veículo Gol. Os dois foram abordados, mas desacataram os policiais. Eles também foram encaminhados à delegacia, junto com os dois suspeitos de tráfico e o entorpecente apreendido.

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 0800.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes. Exemplos: a presença de foragidos da Justiça com mandado de prisão em aberto e ponto de venda de droga.

Veja Mais:  Programa de Demissão Voluntária do governo começa a receber adesões

Comentários Facebook

Mato Grosso

Pesca do dourado segue proibida em MT

Publicado


A pesca do dourado e da piraíba seguem proibidas em Mato Grosso durante todo o ano. O alerta feito pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) visa informar os pescadores e turistas que estão recebendo falsas mensagens de que as pesca das espécies no Estado estaria liberada.

Conforme a Lei 9.794/2012, que segue em vigor, fica vedada a captura, comercialização e transporte das espécies Dourado (Salminus brasiliensis) e Piraíba (Brachyplatystoma filamentosum), no Estado de Mato Grosso. O que significa que mesmo após o fim do período de defeso da Piracema, em 31 de janeiro, a pesca das duas espécies não é permitida em todo território estadual.

Piracema

O período de defeso da piracema no Estado de Mato Grosso iniciou no dia 1º de outubro e segue até dia 31 de janeiro de 2020. A proibição à pesca, tanto amadora como profissional, abrange os rios das Bacias Hidrográficas do Paraguai, Amazonas e Araguaia-Tocantins.

Neste período é permitida apena a pesca de subsistência, desembarcada, que é aquela praticada artesanalmente por populações ribeirinhas ou tradicionais para garantir a alimentação familiar, sem fins comerciais.

Para os ribeirinhos é permitida a cota diária de três quilos e um exemplar de qualquer peso por pescador, respeitando os tamanhos mínimos de captura, estabelecidos pela legislação para cada espécie. O transporte e comercialização proveniente da pesca de subsistência também fica proibido.

Veja Mais:  Credenciamento de empresas vai ampliar serviço de vistoria veicular no Estado

Nos rios de divisa, em que uma margem fica em Mato Grosso e outra margem em outro estado, a proibição à pesca segue o período estabelecido pela União, que se inicia em novembro e termina em fevereiro de 2020. A pesca nos trechos de divisa está liberada, porém o peixe pescado na região não pode ser transportados nem comercializados dentro do território mato-grossense.

Em Mato Grosso, 17 rios se encaixam nessa característica de rio de divisa. Entre os mais conhecidos estão o rio Piquiri, na bacia do Paraguai, que uma margem está em Mato Grosso e outra em Mato Grosso do Sul, o rio Araguaia, na bacia Araguaia-Tocantins, que faz divisa com Goiás e, na bacia Amazônica, o trecho do rio Teles Pires que faz divisa com o Pará.

Denúncias

O cidadão pode denunciar a pesca depredatória e outros crimes ambientais à Ouvidoria Setorial da Sema: 0800-65-3838 ou via WhatsApp no (65) 99281- 4144. Outros telefones para informações e denúncias: (65) 3613-7394 (Setor Pesca), nas unidades regionais da Sema ou aplicativo MT Cidadão.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Força Tática prende dupla que fazia entrega de droga de bicicleta em Cáceres

Publicado


Na rua dos Expedicionários, na área central de Cáceres, policiais da Força Tática da Polícia Militar prendem dois homens que faziam entrega de droga usando uma bicicleta. A prisão ocorreu na madrugada desta sexta-feira (17.01), por volta das 2h30.

Ao perceber a aproximação da equipe da Força Tática o suspeito que estava na garupa da bicicleta descartou um pacote no chão, no qual estavam sete porções de pasta base de cocaína.

A dupla tentou fugir, porém acabou sendo capturada antes que cruzasse uma avenida trafegando na contra-mão. Além da droga, um dos detidos estava com R$ 48 e a certidão de nascimento do irmão mais velho.

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 0800.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes. Exemplos: a presença de foragidos da Justiça com mandado de prisão em aberto e ponto de venda de droga.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Veja Mais:  Infecção por HIV é maior entre jovens que não usam preservativo
Continue lendo

Mato Grosso

Policiais do Gefron apreendem 30 toras de aroeira e recuperam quatro veículos

Publicado


Quatro veículos, uma motocicleta, um caminhão e 30 toras de aroeira foram recuperados durante patrulhamento do Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron). As ações ocorreram entre quarta e sexta-feira (15 a 17.01), na fronteira do Brasil com a Bolívia. Três pessoas foram presas.

A base do Gefron recebeu uma informação, na madrugada de sexta-feira (17.01), de que havia dois veículos trafegando em alta velocidade na rodovia MT-265 e uma equipe se deslocou até o local. Os policiais realizaram a abordagem e recuperaram os veículos, mas os condutores fugiram por uma região de mata e ainda não foram localizados. 

Foi feita a checagem dos veículos via sistema Ciosp Web, no qual não constava queixa de roubo/furto com relação à caminhonete S-10, por se tratar de placa adulterada. Após verificação pelo chassi, foi constatado que se tratava de produto de roubo/furto. A mesma situação ocorreu com o outro carro, um Toyota Yaris. Diante disso, os veículos foram encaminhados para a Delegacia de Porto Esperidião. Prejuízo ao crime foi de R$ 135 mil.

Outras ocorrências

Na quinta-feira (16.01), às 17h, na região de Vila Cardoso, localizado no município de Porto Esperidião (325 km a Oeste de Cuiabá), os policiais avistaram um veículo Renault Sandero de cor branca, às margens da estrada. 

Ao realizar a abordagem do veículo foi verificado que estava com as portas destravadas. Buscas pelo condutor do veículo foram efetuadas, mas nada foi encontrado. No entanto, após checagem, via Base Operacional do Gefron, os policiais constataram que o veículo se tratava de produto de roubo/furto.

Veja Mais:  Estruturação do Instituto PCI é discutida em reunião com representantes

Diante do fato, o veículo foi transportando por guincho até a Delegacia de Porto Esperidião. O prejuízo ao crime foi estimado em R$ 24 mil.

Já na quarta-feira (15.01), às 23h30, a equipe do Gefron realizou a abordagem de uma motocicleta Honda de cor preta ocupada por um casal, na barreira sanitária da Ponta do Aterro, localizada no município de Vila Bela da Santíssima Trindade (540 km de Cuiabá).

Ao realizarem checagem na motocicleta não havia nenhuma irregularidade, no primeiro momento. Em seguida, foi feita a checagem de maneira minuciosa do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) juntamente à Polícia Rodoviária Federal (PRF) e foi identificado que o dígito do verificador do CRLV era inválido, com indícios de adulterações, pois o lacre estava rompido.

Diante dos fatos, a base do Gefron entrou em contato com a proprietária da motocicleta cujo nome constava no documento, que afirmou que a motocicleta estava em sua residência. Após o relato, foi confirmado que a motocicleta abordada e checada se tratava de um veículo adulterado.

Com base nas informações, os suspeitos receberam voz de prisão e foram encaminhados, juntamente com a motocicleta até a Delegacia de Polícia do município de Vila Bela da Santíssima Trindade. O prejuízo ao crime foi de R$ 13 mil.

Durante patrulhamento do Gefron na estrada vicinal da rodovia MT-265, na última quarta-feira (16.01), na região da serrinha próxima à linha da fronteira, foi abordado um caminhão de cor branca que estava trafegando no sentido Bolívia-Brasil.

Veja Mais:  Alunos de Ciências Biológicas da Unemat fazem visita técnica ao Batalhão Ambiental

Durante a abordagem foram encontradas na carroceira do veículo 30 toras de aroeira. Após perguntar sobre a origem da madeira, o condutor do veículo revela ter feito o carregamento na Bolívia e não possuía nenhuma documentação.

A guarnição deu voz de prisão ao suspeito pelo crime de contrabando e, posteriormente, foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Federal de Cáceres.

Denúncias

O Gefron conta com um canal de disque-denúncias, que é 0800.646.1402. As informações recebidas são checadas pelo Grupamento e a identidade é mantida em sigilo. (Sob supervisão da jornalista Nara Assis)

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Câmara Municipal de Rondonópolis

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana